Lojas Surya

Lojas Surya Acessórios

Natália Calçados

CLIQUE NA IMAGEM PARA AMPLIAR

  • 28
  • 22
  • 24
  • 20
  • 11
  • 09
  • 11
  • 01
  • 29
  • 03
  • 04
  • 05
  • 07
  • 02

Supermercado

Portal Correio-PB

 
CLIQUE E ACESSE!
 


REFLEXÕES DO PASSADO E PRESENTE: PERSPECTIVA DE MELHORA PARA O FUTURO


 

Edifício-sede da Petrobras Foto: Carlos Ivan - Agência O Globo
Edifício-sede da Petrobras Foto: Carlos Ivan – Agência O Globo
RIO – A  Petrobras não vai reajustar os preços dos combustíveis neste momento. Segundo uma fonte, a estatal vai aguardar a evolução do preço do petróleo no mercado internacional para tomar qualquer tipo de decisão.
O presidente Jair Bolsonaro telefonou para o presidente da Petrobras, Roberto Castello Branco, para tratar do assunto e foi informado por Castello Branco de que não haverá repasse imediato no preço dos combustíveis. O presidente deve abordar o assunto em entrevista  à TV Record que será exibida às 21h45. – A companhia vai aguardar a volatilidade dos preços e tomar uma decisão. A estatal tem mecanismos de proteção, com a sua política de hedge. Além disso, o preço do barril fechou a US$ 68. Por isso, não há nada que justique ainda um aumento – disse essa mesma fonte do setor. Mais cedo, em nota, o Ministério da Economia  disse que o governo observa com atenção os ataques com drones a instalações de petróleo da Arábia Saudita. Uma possível alta no preço do óleo preocupa por conta da reação imprevisível dos caminhoneiros.  O governo não sabe como a categoria receberia um aumento repentino no valor do combustível e teme a “fúria” dos motoristas. “O Ministério da Economia informa que sua equipe técnica está acompanhando os desdobramentos do ataque à refinaria de petróleo na Arábia Saudita e analisando seus impactos no mercado internacional e na economia doméstica”, afirma a nota. Em maio, o anúncio de que a Petrobras iria reajustar o preço do óleo diesel irritou os caminhoneiros, que ameaçaram fazer uma nova paralisação nacional. Naquela ocasião, um acordo costurado pelo Ministério da Infraestrutura estabeleceu que o custo do diesel seria repassado para a tabela do frete sempre que o combustível subir mais que 10%.

Continue lendo

O município de Dom Inocêncio, a 615 km de Teresina, terá o maior monumento sanfona do mundo. A obra será inaugurada no dia 20 de setembro durante o Festival da Sanfona, evento que vai se consagrar no calendário festivo anual de Dom Inocêncio. O idealizador de tudo isso é Sandro Dias de Sousa, mais conhecido como ‘Sandrinho do Acordeon’, o sanfoneiro que está mudando a realidade da região. Ele coordena a Associação Cultural Acordes do Campestre, que ensina, gratuitamente, mais de 200 crianças a tocarem instrumentos musicais em Dom Inocêncio e na vizinha cidade de São Raimundo Nonato. A Associação foi criada em 2011 e foi a partir dela que foi construída a maior sanfona do mundo, na Praça Monumento Sanfona, a cerca de 3 km de Dom Inocêncio. São 5 metros de altura construídos com recursos arrecadados pela associação, Sandrinho e amigos. De acordo com Sandrinho, não houve ajuda por parte das autoridades. A obra foi iniciada em julho deste ano e já está na fase de pintura, tendo sido o projeto arquitetado por Wanderson Moura e construído pelo artesão João Dias. “A cada 35 habitantes, pelo menos 1 é sanfoneiro, parece que está no sangue “, conta Sandrinho que vê na inauguração do monumento uma oportunidade para dar visibilidade a uma das principais marcas do município e da identidade dos moradores. O instrumento é um dos principais símbolos da cultura sertaneja, tendo o Rei do Baião (Luis Gonzaga) e o mestre Dominguinhos alguns de seus grandes expoentes.

Continue lendo

Os globais foram vistos juntos durante um passeio na praia de Ubatuba (SP) e em um jantar romântico

Caio Castro e Grazi MassaferaCAIO CASTRO E GRAZI MASSAFERA
Parece mesmo que Caio Castro e Grazi Massafera estão engatando um romance. E para dar mais certeza aos boatos, os atores tiveram um fim de semana bem romântico em Ubatuba, litoral de São Paulo. De acordo com o Blog do Leo Dias, os dois fizeram alguns passeios pelo município do estado.Segundo o site, os dois estiveram na Praia da Lagoinha e chegaram a ser abordados por fãs. Na ocasião, o filho da uma vendedora ambulante teria pedido para tirar uma foto com Caio, que negou. Porém, parece que o ator se arrependeu, correu atrás da criança e fez o registro que o menino tanto esperava.

 

 

 

 

 

 

Além disso, o “casal” finalizou a noite de domingo (15/09/2019) com um jantar romântico. Segundo Dias, o encontro teria ocorrido às 22h, no Jundu Restaurante Lounge Bar, considerado um dos melhores da cidade.

Ao que tudo indica, os globais estão se conhecendo melhor há pouco mais de um mês. Porém, quando procurado, o empresário de Caio Castro negou que exista um romance entre os dois. Já a assessoria de Grazi Massafera disse que não comenta sobre a vida pessoal da artista. 

Crédito: Tânia Rêgo/Agência Brasil

Estadão Conteúdo

Uma batalha que envolve cerca de R$ 2,5 bilhões deve recomeçar na próxima semana no Tribunal Regional Federal da 3.ª Região (TRF-3). Trata-se do julgamento de ação civil pública proposta pelo Ministério Público Federal (MPF) para liberar de vez os recursos do Fundo de Defesa dos Direitos Difusos (FDDD).

Uma das prioridades do ministro da Justiça, Sérgio Moro, a liberação dos recursos pode chegar a R$ 332 milhões neste ano, ante cerca de R$ 3,6 milhões em 2018. A Advocacia Geral da União (AGU), porém, apresentou recurso, alegando que o dinheiro seria necessário para o equilíbrio fiscal do governo federal. O caso está agora nas mãos dos 15 desembargadores que compõem a chamada Corte Especial do TRF-3.Vinculado ao Ministério da Justiça, o fundo foi contingenciado durante sucessivos governos até que a atual gestão passou a usar o dinheiro para projetos que vão do combate à corrupção à defesa do meio ambiente e do patrimônio artístico.O saldo hoje em caixa chega a R$ 2,5 bilhões. A maior parte desses recursos vem de multas aplicadas pelo Conselho de Defesa da Atividade Econômica (Cade). Mas o fundo também é alimentado por multas da Secretaria de Defesa do Consumidor do Ministério da Justiça e por indenizações de ações civis públicas propostas pelo MPF, por exemplo, para a reparação de lesões ao patrimônio histórico e ao meio ambiente e à proteção de pessoas vulneráveis.

A liberação do dinheiro do fundo ocorreu após o MPF entrar com ação civil pública na 6.ª Vara Federal de Campinas. O pedido foi apresentado em dezembro de 2017 e, no ano seguinte, o MPF obteve uma liminar que garantia o descontingenciamento dos recursos para o ano de 2019. “Havia um desvirtuamento do fundo, pois ele tinha a finalidade específica e fixada em lei de reparar as lesões causadas à coletividade”, afirmou o procurador da República Edilson Vitorelli. O Ministério da Justiça, que tem feito críticas ao contingenciamento de recursos pelo Ministério da Economia, viu nessa decisão da Justiça de Campinas a oportunidade para começar a usar o fundo.

Recurso

A AGU apresentou dois recursos para tentar cassar a liminar da Justiça federal. O primeiro deles foi negado pela desembargadora Marli Ferreira. O segundo, porém, foi aceito pela própria presidente do TRF-3, desembargadora Therezinha Cazerta, que mandou suspender a liminar até o julgamento do mérito da questão. Em sessão realizada no mês passado, a Corte Especial do Tribunal começou a julgar a validade desse segundo recurso da AGU. Por ora, quatro desembargadores votaram a favor da União, enquanto outros três aceitaram a tese do MPF. Depois de o desembargador Nery Júnior pedir vista (mais tempo para avaliação do assunto), o caso será retomado em sessão marcada para o próximo dia 25.

Continue lendo

Sonja Salles defende dietas personalizadas e fala sobre sucos funcionais e sobre os efeitos do jejum intermitente, tema em voga

Agência O Globo

O fantástico mundo da alimentação saudável é cheio de armadilhas. Na tentativa de desvendar alguns dos seus mistérios (parte deles um tanto contraditória), a nutricionista Sonja Salles, coordenadora da Câmara Técnica de Nutrição Clínica e Esportes, elenca a seguir alguns mitos. Entre eles, a ideia de que tomar água morna com limão limpa o organismo; a teoria de que as dietas de intolerância ao glúten e à lactose emagrecem; e os efeitos do jejum intermitente, tema que está mais do que em voga; entre outros assuntos. Com a palavra, a especialista.

Água morna com limão limpa o organismo?

Esta teoria não tem nenhum fundamento científico. A ideia da “detoxificação” é um mito. O fígado e os rins são os órgãos do corpo humano responsáveis por fazer esta limpeza. Se você tem uma alimentação saudável, se consome frutas e vegetais diariamente, está favorecendo para que este processo ocorra da melhor maneira possível.

Qual é a melhor forma para adoçar uma bebida ou um doce?

A gente sempre tenta usar o açúcar na sua forma mais íntegra. A melhor escolha é o mascavo, que não passa por refinamento e, por isso, mantém propriedades nutricionais, vitaminas e minerais. Além de dar energia. Mas tem pacientes que acham que ele deixa a comida com gosto de rapadura. Então, sugiro o demerara, que é um meio termo. O estévia também é outra opção, mas que também deixa sabor residual. Por fim, a sucralose, que é artificial, acaba sendo um bom adoçante, pois tem o poder de adoçar mais do que o açúcar, e não tem interferência no paladar se vai ao forno ou ao fogão. O mel é um adoçante muito interessante. Tudo depende do perfil e dos objetivos de quem consome estes ingredientes. Não é crime adoçar.Você foi consultora de uma empresa de sucos de caixinha, na qual ganhou o título de “frutommelier”. Você aprova o consumo da bebida neste formato? Recomendaria alguma outra opção?Trabalhei três anos numa empresa do gênero. Nela, eles tinham um suco que era feito com o néctar, que é pouco suco, muita água e muito açúcar; e o 100% natural, produzido só com frutas mesmo. Cada fórmula tem a sua particularidade. Se você está na rua correndo, um suco pode ser uma refeição. Esses prensados, de uma forma geral, eu acho que são interessantes.

A que você atribui o sucesso do suco verde?

Eu acho fantástico. Você tem abacaxi, maçã, couve, gengibre. Mas não sei por que virou moda. Eu até brinco com os meus pacientes. Vamos fazer um suco vermelho ou amarelo? Para um leigo, a variedade da cor pode ser uma forma de reeducação.

Poderia sugerir receitas de sucos funcionais?

Um alimento sozinho não é capaz de nos nutrir como um todo. O suco de cenoura, laranja e frutas vermelhas vai ter um tom amarelado. O de tomate com beterraba, mais avermelhado. Um suco que era superbacana e caiu em desuso é o de laranja com beterraba.

As dietas com intolerância ao glúten ajudam a emagrecer?

Continue lendo

Governador prestigiou a abertura do Fórum Nordeste, evento que tem como foco o setor de biocombustíveis e energias limpas

O governador Paulo Câmara participou, nesta segunda-feira (16/09), da abertura da 11ª edição do Fórum Nordeste, no Arcádia Paço Alfândega, no Recife. O evento reúne, anualmente, representantes do setor sucroalcooleiro, com o objetivo de discutir os desafios e oportunidades no setor de biocombustíveis e energias limpas. A iniciativa é promovida pelo Grupo EQM e pelo Sindicato da Indústria do Açúcar e do Álcool de Pernambuco (Sindaçúcar-PE). No evento, o governador destacou a preocupação da sua gestão com o meio ambiente e as mudanças climáticas.

“Ao lado da educação, a questão ambiental é a agenda que assume mais relevância em Pernambuco. Independentemente de razões econômicas ou ideológicas, priorizar o meio ambiente diz respeito, acima de tudo, à necessidade de preservarmos nossa existência neste planeta e de garantirmos um lugar seguro e agradável para os nossos descendentes”, afirmou Paulo Câmara. O governador destacou ainda o trabalho que vem sendo realizado no Estado em parceria com as cooperativas do setor. “Temos em Pernambuco uma câmara discutindo permanentemente ações que podem melhorar a produtividade no setor da cana de açúcar e do álcool. Além disso, estamos constantemente realizando discussões importantes com as cooperativas, em um ambiente muito saudável, sempre buscando planejar melhor a geração de emprego e renda na Zona da Mata pernambucana”, finalizou.

“Estamos hoje aqui para dar continuidade a esse debate tão qualificado, que já acontece há 11 anos. A discussão é sobre o futuro do planeta e sobre a importância de substituir os combustíveis fósseis pelos biocombustíveis, principalmente pelo etanol brasileiro. Se alguém um dia pensou que a indústria sucroalcooleira não era a indústria do futuro, estamos mostrando o contrário, promovendo esse encontro de hoje”, afirmou o prefeito de Recife, Geraldo Júlio.

Continue lendo

greve dos correios acaba rapido

Ela começou na última terça-feira (10/09) e se encerrou nesta sexta-feira (13/09). Na tarde desta quinta-feira, os representantes do sindicato e dos Correios se reuniram em uma audiência de conciliação no Tribunal Superior do Trabalho (TST), na capital federal. Durante a audiência os Correios aceitaram manter em vigência o Acordo Coletivo de Trabalho 2018/2019 e também o plano de saúde dos trabalhadores. A decisão valerá até o próximo dia 02 de outubro, quando será feito um julgamento do dissídio através da Corte.

SINDICATOS DEVEM CUMPRIR SUA PARTE

Através de uma nota emitida pelos Correios, os sindicatos deverão encerrar as paralisações o mais breve possível. Ficou tratado um prazo máximo para a volta de 100% do contingente até às 22h do próximo dia 17 de setembro, terça-feira.

DISSÍDIO

Com relação ao dissídio dos trabalhadores, ficou acertado que Mauricio Godinho Delgado, ministro do TST, será o relator do caso. Ele então fixou através de uma liminar, que ao menos 70% dos trabalhadores devem estar em seus postos, sob pena de multa diária de R$ 50 mil.

GREVE CURTA DOS CORREIOS

Os Correios está próximo de ser privatizado e estas paralisações podem não ser encaradas como um ponto positivo para reverter a situação. Diante disso para minimizar os impactos da paralisação e a perda de clientes para outras transportadoras do mercado, a proposta apresentada foi aceita rapidamente.

Toda a paralisação deve ser encerrada a partir desta sexta-feira.

Mas no Rio de Janeiro, o Sindicato dos Trabalhadores da Empresa Brasileira de Correios Telégrafos e Similares do Rio de Janeiro (Sintect-RJ), instruiu os funcionários a manter a greve até o próximo dia 17, quando a proposta do TST deve ser analisada. Mas muitos dos trabalhadores já voltaram a seus postos ainda nesta sexta.

tvebrasil

Resultado de imagem para Simone aposta em vestido justinho e make glam para evento com marido em Londres
Resultado de imagem para Simone aposta em vestido justinho e make glam para evento com marido em Londres

Simone e o marido, Kaká Diniz, desembarcaram em Londres depois da sertaneja se apresentar ao lado da irmã, Simaria, no Villa Mix Lisboa usando looks poderosos. E neste domingo (15) a cantora posou em sua rede social um clique no evento do jogador da Seleção Brasileira William Borges, que lançou um curso online para ajudar futuros atletas. A bordo de um vestido nude colado ao corpo, Simone também chamou a atenção ao usar uma maquiagem poderosa, com os olhos bem marcados. A artista optou por frisar os cabelos e deixá-los soltos, assim como no clique que postou ao lado de Marília Mendonça e teve sua beleza muito elogiada por fãs. Desta vez, a irmã de Simaria, que geralmente é comparada a Kim Kardashian, foi quem recebeu o elogio. “Kardashian brasileira”, opinou uma fã. “Quem é a Moana perto de você?”, questionou outra, referindo-se à personagem do filme homônimo da Disney.

Simone não gosta de escolher looks

Cabe a irmã, Simaria, opinar sobre as roupas que Simone usa em eventos e shows. “Eu já não sou muito ligada a moda, mas confesso que tenho aprendido muito de um tempo para cá. Pergunto a opinião da Simaria nos meus looks também”, explicou a artista, que garantiu que, pra ela, forma física não é o mais importante. “Independente de biotipo de beleza, o que sempre prezamos e passamos para os nossos fãs é que eles precisam se amar do jeito que são. Tendo saúde é o que mais importa”, ponderou.

Simone preocupa fãs por ameaça de furacão

Simone passou uns dias em Orlando com o marido e o filho, Henry, e deixou seus fãs preocupados ao revelar que um furacão passaria pela cidade norte-americana. Depois de um tempo sem postar nada em sua rede social, Kaká Diniz tranquilizou os seguidores da cantora. “Graças a Deus, hoje o dia amanheceu supertranquilo. O furacão se afastou mais ainda, para dentro do mar. Mais para dentro da costa”, avisou. Mas assumiu que ficou chocado ao sair às ruas e não encontrar ninguém. “Já vi breu aqui, em Orlando, mas do jeito que está… Não tem uma pessoa viva. Olha! O shopping está literalmente parado. Sem um ser humano. Para não dizer que não tem ninguém, estou vendo 3, 4 pessoas”, afirmou.

Simone quer ser mãe novamente

A artista contou recentemente que tem sido muito cobrada pelo filho, Henry, de 5 anos, para ter um novo bebê. “Eu não gosto de brincar sozinho”, argumentou o menino à mamãe famosa. E ao que tudo indica o desejo do menino será realizado em breve. “Quero tentar engravidar em novembro ou dezembro”, disse a irmã de Simaria ao colunista Leo Dias.

msn

Foto: Rosinei Coutinho/SCO/STF

Em entrevista à Folha publicada neste domingo (15), o ministro do Supremo Tribunal Federal (STF), Gilmar Mendes, disse, com relação à popularidade de Sérgio Moro que, “se um tribunal passar a considerar esse fator, ele que tem que fechar, porque ele perde o seu grau de legitimidade”.

Mendes disse ainda que “a população aplaude linchamento. E a nossa missão, qual é? É dizer que o linchamento é legal porque a população aplaude? A volúpia, a irracionalidade leva a desastres”. Com relação a Moro, Deltan Dallagnol e as denúncias do The Intercept, Mendes advertiu: “as pessoas percebem que esse promotor não está atuando de maneira devida. Esse juiz não está atuando de maneira devida. Se nós viermos a anular ou não esses julgamentos, o juízo que está se formando é o de que não é assim que a Justiça deve funcionar. Que isso é errado, que essas pessoas estavam usando as funções para outra coisa. Isso ficou cada vez mais evidente”, concluiu.

Sobre ameaças à democracia, o ministro STF afirmou que “devemos sempre ter cuidado. Comemoramos no ano passado 30 anos de normalidade institucional, 30 anos de democracia sob a Constituição de 1988, e acho que devemos prosseguir nesse trabalho de construção e reconstrução institucional”. Para Mendes, “devemos estar atentos e, a cada sinal, especialmente partindo de pessoas com responsabilidade institucional, devemos criticar ou mesmo reprimir. Clamar pela restauração do regime militar é um crime contra a democracia, contra a segurança nacional”.

Ainda sobre o assunto, Gilmar Mendes lembrou, se referindo à Lava Jato que “quando alguma autoridade se investe de um poder incontrastável ou soberano, ela de fato ameaça a democracia. Quando se diz que não se pode contrariar a Lava Jato, que não se pode contrariar o espírito da Lava Jato —e muitos de vocês na mídia dão um eco a isso—, nós estamos dizendo que há um poder soberano. Onde? Em Curitiba”. “Que poder incontrastável é esse? Aprendemos, vendo esse submundo, o que eles faziam: delações submetidas a contingência, ironizavam as pessoas, perseguiram os familiares para obter o resultado em relação ao investigado. Tudo isso que nada tem a ver com o Estado de Direito.” Mendes, falou ainda por hipótese sobre a Lava Jato: “Vamos imaginar que essa gente estivesse no Executivo. O que eles fariam? Certamente fechariam o Congresso, fechariam o Supremo. Esse fenômeno de violação institucional não teria ocorrido de forma sistêmica não fosse o apoio da mídia. Portanto, são coautores dos malfeitos”. Ao admitir o uso de provas ilícitas, se referindo às revelações do The Intercept, o ministro lembrou: “quem defendia o uso de prova ilícita até ontem eram os lavajatistas. Nas dez medidas [de combate à corrupção], estava lá que a prova ilícita de boa-fé deveria ser utilizada”, encerrou.

revistaforum

“Alguém acha que Dilma caiu por um problema contábil?”, escreveu a advogada

Em uma sequência na sua conta do Twitter, na manhã deste sábado (14), a deputada estadual Janaína Paschoal (PSL-SP) admitiu que o impeachment da ex-presidenta Dilma Roussef (PT) por pedalada fiscal, do qual ela foi uma das autoras, foi farsa. “Alguém acha que Dilma caiu por um problema contábil?”, escreveu a advogada. Quando eu digo que as reformas econômicas não devem ser pensadas separadamente da busca da legalidade, não digo apenas por questões morais. Digo também por saber que qualquer ganho será minado por sanguessugas. Alguém acha que Dilma caiu por um problema contábil? As fraudes contábeis foram praticadas para encobrir o rombo gerado pelos desvios! Em outras palavras: a bonança na economia, com os peculatos contínuados, fica prejudicada!“As fraudes contábeis foram praticadas para encobrir o rombo gerado pelos desvios! Em outras palavras: a bonança na economia, com os peculatos contínuados, fica prejudicada!”O jornalista Fábio Pannunzio entrou logo em seguida e questionou a deputada:Janaína dizer isto é o mesmo que Busch admitir que mentiu s/ armas químicas para justificar a guerra ao Iraque. Ela é a patronesse do impeachment. Assim, somos obrigados a reconhecer que Dilma foi, sim, vítima de uma armação para derrubá-la. De um golpe clássico. A farsa acabou “Janaína dizer isto é o mesmo que Busch admitir que mentiu s/ armas químicas para justificar a guerra ao Iraque. Ela é a patronesse do impeachment. Assim, somos obrigados a reconhecer que Dilma foi, sim, vítima de uma armação para derrubá-la. De um golpe clássico. A farsa acabou.”

revistaforum

Simone, Luciana Gimenez e Adriane Galisteu (Foto: Brazil News/Manuela Scarpa)

Simone, Luciana Gimenez e Adriane Galisteu

(Foto: Brazil News/Manuela Scarpa

O estádio Stamford Bridge, em Londres, tremeu neste domingo (15), mas a razão não foi um partida de futebol: um time famosos brasileiros brilhou no tapete vermelho de um evento comandando por Willian, jogador do Chelsea Football Club e que disputou duas copas pela Seleção Brasileira. Com looks arrasadores, Simone, da dupla com SimariaLuciana GimenezAdriane GalisteuMilene Domingues e Vera Viel se destacaram entre os 300 convidados. Willian lançou ocurso online “Como se Tornar um Jogador (a) de Sucesso, baseado em sua trajetória de superação, e a festa teve direito a show do cantor NE-YO. Simone, em um vestido justíssimo bege, chegou com o marido, Kaká Diniz, e Galisteu, com um modelo soltinho, decotado e semi-transparente, com Alexandre Iódice. Já Luciana desfilou pelo tapete vermelho sozinha e se divertiu no evento com Adriane.

Rodrigo Faro, que apresentou o lançamento, posou com a mulher, Vera Viel, deslumbrante em um vestido longo vermelho, mesma cor escolhida por Andrea Guimarães. Ex-jogadores também participaram da festa, como Milene Domingues, hoje embaixadora do futebol feminino do Corinthians; o jogador de futsal Falcão, e o ex-jogador Raí, representando a Fundação Gol de Letra – parte do valor arrecadado será destinado à instituição.

A cantora Simone (Foto: Brazil News/Manuela Scarpa)

A cantora Simone (Foto: Brazil News/Manuela Scarpa)

Alexandre Iodice e Adriane Galisteu (Foto: Brazil News/Manuela Scarpa)

Alexandre Iodice e Adriane Galisteu

Luciana Gimenez (Foto: Brazil News/Manuela Scarpa)

Luciana Gimene

Adriane Galisteu (Foto: Brazil News/Manuela Scarpa)

Adriane Galisteu

revistaquem

FOTO: CARLOS UMBERTO / SCO / STF

O ministro do STF apontou a inconstitucionalidade da CPI da Lava Toga e afirmou que o próprio Supremo barraria a investigação
Gilmar Mendes nunca escondeu sua posição crítica aos métodos da Operação Lava Jato. Para o ministro do STF, entrevistado na sexta-feira 13 pela Folha de S. Paulo e portal UOL, as trocas de mensagens reveladas pelo site The Intercept Brasil mostram um “jogo de promiscuidade” entre as partes envolvidas na força-tarefa. Para o ministro do Supremo Tribunal Federal, as conversas entre juiz e procuradores demonstram desrespeito à lei e ferem o modelo de Estado de Direito. Defendeu, ainda, uma manifestação de mea culpa. “Simplesmente dizer: nós erramos, fomos de fato crápulas, cometemos crimes. Queríamos combater o crime, mas cometemos erros crassos, graves, violamos o Estado de Direito”, disse Mendes aos jornalistas Thais Arbex, da Folha, e Tales Faria, do UOL.O próprio integrante da Corte esteve na mira dos procuradores da Lava Jato. Vazamentos divulgados no dia 6 de agosto pelo El País em parceria com o The Intercept Brasil mostram que Deltan Dallagnol e outros procuradores do Ministério Público Federal tentaram coletar dados para afastar Gilmar Mendes.

As conversas apontam que os procuradores chegaram a acionar investigadores na Suíça para tentar reunir munição contra o ministro. Uma aposta era que Gilmar estivesse diretamente ligado a Paulo Vieira de Souza, o Paulo Preto, preso em Curitiba num desdobramento da Lava Jato e apontado como operador financeiro do PSDB.

Movimento inconstitucional

Outro ponto atacado pelo ministro foi a CPI da Lava Toga. Gilmar Mendes disse que trata-se de uma medida inconstitucional que a própria Corte terminaria por arquivar. “Se essa CPI fosse instalada, produziria nenhum resultado. Certamente, o próprio Supremo mandaria trancá-la”, disse à Folha.

FOTO: MARCELO DE JESUS/UOL/FOLHAPRESS

Os casos multiplicam-se desde a assunção do grupo de extrema-direita a diversos governos e cargos na esteira do golpe que tirou Dilma

“Muitos livros”, concluiu o chefe dos fiscais da prefeitura do Rio de Janeiro, em resposta à pergunta sobre o que havia encontrado em sua missão de captura de “material impróprio” na Bienal do Livro do Rio. À frente de uma equipe de uns 20 homens, o coronel Wolney Dias perambulou durante duas horas por dezenas de estandes de editoras à cata de algo que pudesse ameaçar a dourada juventude carioca. O Sherlock Holmes encontrou apenas muitos livros, porque não há registro histórico de que as milícias, o crime organizado e o tráfico de drogas (que chegou a carregar 39 quilos de cocaína no avião presidencial) frequentem ao menos remotamente feiras de livros. 

O episódio, patrocinado e protagonizado pelo prefeito do Rio, Marcelo Crivella (PRB-RJ), que mandou invadir a Bienal do Livro com o intuito de confiscar uma história em quadrinhos, o álbum Vingadores – A Cruzada das Crianças, da Marvel Comics, foi a cereja do bolo de uma série de ações de Estado truculenta contra a liberdade de expressão que é garantida pela Constituição. Desta feita, o atentado veio tingido com as tintas do fanatismo religioso e da intolerância de gênero. O argumento do prefeito é que havia um desenho, dentro da obra, que mostrava um beijo entre dois rapazes, o que feriria o Estatuto da Criança e do Adolescente. É a primeira vez que um episódio de censura chega a uma empresa tão grande quanto a Marvel, filial da Disney. Houve forte reação contrária do público presente, o que, se tiver continuidade, pode indicar uma inflexão no debate sobre a liberdade de expressão. A tentativa de censura de Crivella envolveu idas e vindas, liminares suspeitas de um juiz ainda mais suspeito e finalmente uma intervenção dura do Supremo Tribunal Federal condenando a investida. O ministro Celso de Mello afirmou que o ato do prefeito do Rio deve-se ao clima de “trevas que dominam o Estado” brasileiro. “Toda a censura de hoje serve de palanque para os governantes jogarem para suas torcidas”, afirma a editora independente Raquel Menezes, que preside a Liga Brasileira de Editoras (Libre). “Sem dúvida, a pauta LGBTQI é a mais atacada, porque mexe mais com o que essa gente acredita ser a família tradicional e os bons costumes. Mas as temáticas afrorreligiosas também são alvos de ataques.” Mas a treva crivellista é só a ponta de um iceberg, os casos multiplicam-se desde a assunção do grupo de extrema-direita a diversos governos e cargos públicos pelo País na esteira do golpe que depôs Dilma Rousseff em 2016. “A censura chegou aos brancos, agora o trem vai ficar feio”, reagiu no Twitter aos episódios na Bienal o cineasta negro e gay Bruno Victor, do Projeto Afronte, que teve edital cancelado na Ancine e foi um dos citados nominalmente em live de Jair Bolsonaro como destinado a perder patrocínio estatal.

Na terça 3, o governador de São Paulo, João Doria, ordenou o recolhimento de uma apostila de Ciências destinada ao 8º ano das escolas estaduais de São Paulo por conter expressões como “transgênero, cisgênero, homossexual e bissexual”. Em postagem no Twitter, Doria disse que o material continha “erro inaceitável”, porque supostamente fazia apologia à “ideologia de gênero”. O Ministério Público Estadual abriu inquérito para investigar a ação e, na terça 10, acolhendo ação de um coletivo de professores, a juíza Paula Fernanda de Souza Vasconcelos, de São Paulo, concedeu uma liminar obrigando Doria a devolver aos alunos o material escolar confiscado, 330 mil apostilas, em 48 horas, sob pena de multa. A apostila é distribuída desde 2009 nas escolas, atualizando-se anualmente. Cínico, o governador logo aproveitou as desventuras de Crivella no Rio para condenar a ação do prefeito carioca por ter “perdido a razão” ao tentar censurar um livro. Diferentemente de Crivella, Doria acena, ao mesmo tempo, para os eleitores mais e menos conservadores.

INVASÃO. O PREFEITO CRIVELLA QUIS CONFISCAR UMA HQ E A PRONTA REAÇÃO DO PÚBLICO REVELA UMA REVIRAVOLTA NO DEBATE SOBRE LIBERDADE DE EXPRESSÃO

Na quarta-feira 4, o prefeito de Salvador, ACM Neto (DEM-BA), assinou uma lei que proíbe “a divulgação e o acesso de imagens e músicas obscenas” em serviços ou eventos apoiados pelo poder público na capital baiana. O texto fala em coibir “palavrões, imagens eróticas ou de órgãos genitais, de relação sexual ou ato libidinoso”. Como a prefeitura de Salvador é partícipe do Carnaval, maior evento turístico do estado, é mais ou menos insano imaginar que vão policiar todas as canções de duplo sentido da festa, as microssaias da Cláudia Leitte e o “tchan” do circuito Barra-Ondina. 

Em Porto Alegre, no dia 3, a Câmara de Vereadores interrompeu após 24 horas a mostra de desenhos de humor Independência em Risco, que deveria se estender até o dia 19. A presidente da casa, Mônica Leal (PP), justificou a censura: “Não considero que houve censura. Essas ilustrações, como aquela com o Bolsonaro lambendo as botinas do Trump, fosse qual fosse o presidente, seriam desrespeitosas porque tratam do presidente do Brasil. Aqui é uma Casa Legislativa, com espaço para arte e história. Então, mandei suspender”.

Outra iniciativa que veio juntar-se a esse pacote de barbaridades dos novos censores do aparato público brasileiro saiu do Itamaraty. Em resposta a um pedido de informações de grupos LGBTQI, o órgão diplomático decretou sigilo de quatro anos sobre os documentos que tratam de sua política de gênero. As entidades queriam saber por que o Itamaraty passou a rejeitar, na Organização das Nações Unidas, o termo “igualdade de gênero” e “educação sexual” em resoluções e textos oficiais. Em resposta, mais censura.

“FILTROS.” BOLSONARO, COM EDIR MACEDO, E JOÃO DORIA DISPUTAM A FRAÇÃO CONSERVADORA E ADOTAM TÁTICAS DIVERSIONISTAS. FOTO: ALAN SANTOS/PR

O ex-secretário Especial de Cultura do Ministério da Cidadania (que, na prática, tem a função do antigo ministro da Cultura), o gaúcho José Henrique Pires, demitiu-se no último dia 20 de agosto por discordar do avanço da censura oficial dentro do governo que integrava. Pires opôs-se ao cancelamento do edital da área audiovisual do Estado brasileiro que contemplava os temas da identidade de gênero e racial.

Em entrevista a Carta Capital, Pires disse concordar que a intenção de Bolsonaro de implantar “filtros” na cultura integra uma onda de ações do Estado refratária à livre expressão e ao direito à identidade de gênero. E o ex-secretário também enxerga oportunismo político. Ele observou que no pedido feito pela prefeitura do Rio ao desembargador, solicitando uma nova investida contra a história em quadrinhos da Bienal, foi anexado um exemplar de livro que nem sequer estava à venda no evento, uma fraude argumentativa. “Fazer manobra diversionista para atrair atenções e desviar o foco dos verdadeiros problemas é uma manobra clássica. Mas usar desse tipo de estratagema agredindo a Constituição é muito grave. Esses maus exemplos propagam-se e estimulam a intolerância. Por isso, esses atos têm de ser denunciados e os autores punidos”, defende Pires.

Continue lendo

Giulia Costa
Giulia Costa Reprodução/Instagram

Giulia Costa é vista saindo da academia e cor de cabelo impressiona

Nesta sexta-feira, 13, a filha de Flávia AlessandraGiulia Costa, foi flagrada mais uma vez saindo de uma academia no Rio de Janeiro. Após uma aula de boxe, a estudante de cinema deixou o local esbanjando sua boa forma e chamou atenção ao surgir com o visual diferente. Até então morena com mechas loiras, a herdeira de Marcos Paulo surpreendeu ao aparecer com os fios avermelhados. Em sua rede social, Giulia Costa não postou nenhuma foto com os novos cabelos. Nos últimos cliques postados, a filha de Flávia Alessandra ainda está loira.

FOTOS – DILSON SILVA / AGNEWS

Andressa Suita                       Andressa Suita Instagram/Reprodução

Andressa Suita surge com look lindo e confortável de mais de R$300 mil

Andressa Suita embarcou com destino a Lisboa, em Portugal, acompanhada do maridão, Gusttavo Lima, na noite da última sexta-feira, 13. Em seu Instagram, a modelo compartilhou a foto da roupa escolhida por ela para realizar essa viagem. Ela optou por uma vestimenta bem confortável, mas não deixou o glamour de lado.No aeroporto, a loira apareceu ao lado do cantor e ostentou um look lindo e milionário! Ela escolheu uma calca preta da Rosa Chá, que custa cerca de R$2 mil. Apostou em uma jaqueta de couro preta da Gucci de R$15.500, e em um tênis da marca europeia Buffalo London no valor de 170 euros, que aproximadamente vale R$775. Para complementar o look basiquinho, Andressa ainda surgiu com uma bolsa amarela da Hèrmes, que pode ser encontrada por mais de R$300 mil.Além, claro, de sua mala de viagem personalizada com as letras A.S., suas iniciais. O acessório da Louis Vuitton custa cerca de R$13 mil.

caras

Bruna Hamú e Juliana Paes em A Dona do Pedaço
Bruna Hamú e Juliana Paes em A Dona do Pedaço Foto:Globo/Estevam Avellar

A atriz Juliana Paes contou sobre o tão esperado encontro com de Maria da Paz com Joana (Bruna Hamú) na novela A Dona do Pedaço, da Globo. A cena irá ao ar no capítulo 100 da trama de Walcyr Carrasco, já na próxima quinta-feira (12).

Agora, a artista revelou toda a carga emocional que teve que usar na gravação. O momento do encontro das duas acontecerá durante um assalto ao carrinho de bolo de Maria da Paz na rua e ela recebe o carinho de Joana – que é, supostamente, a filha biológica da personagem, que foi trocada na maternidade. “Joana chega em um momento de muita fragilidade da Maria da Paz. Ela é assaltada enquanto vende os bolos. Perde o que ganhou no dia e ainda tem seu carrinho inteiro virado no chão. Além do ganha pão, o carrinho é o símbolo do esforço, um trabalho, uma retomada, de um momento difícil na vida dela. Quando vê aquele carrinho derrubado no chão é um pouco o espelho como está a vida dela no momento, tombada“, afirmou ela. Juliana contou que chorou bastante na gravação. “Quando a gente fez a cena e eu vi aquele carrinho derrubado no chão, eu não consegui parar de chorar, não estava no roteiro. Falei: “não quero fazer essa cena chorando”, mas eu não conseguia parar de chorar fora de cena. Ver aquele carrinho no chão foi muito sofrido pra mim. Queria muito fazer desse encontro um momento luminoso. Acho que vai ser um momento de muita ternura, porque é tão bonito quando você vê um gesto fraterno. Não tem nada que emocione mais do que ver uma pessoa fragilizada realmente, sendo ajudada por outra, realmente tendo alguém falando: “vem cá que vou te ajudar”, sem querer nada em troca. Ninguém ajuda Maria da Paz, mesmo ela pedindo. E a Joana chega e fala: “Eu vou te ajudar e levo o carrinho com você até em casa”. É um momento de emoção pelo gesto em si, puro, simples”. Para finalizar, a atriz falou de sua nova companheira de cena. “E Bruna é uma menina linda, além de ter a beleza física que é óbvia, é muito linda no jeito. Tem toda a doçura que ela empresta pra personagem”

contigo

Apesar do excesso de peso, quase sempre as crianças nessa condição são seletivas, comem pouco de alguns alimentos e muito de outros / Foto: Marcello Casal Jr./Agência Brasil

Apesar do excesso de peso, quase sempre as crianças nessa condição são seletivas, comem pouco de alguns alimentos e muito de outros
Foto: Marcello Casal Jr./Agência Brasil
Agência Brasil
A Sociedade de Pediatria de São Paulo (SPSP) promove, neste mês, a campanha Setembro Laranja, de combate à obesidade infantil. O intuito é conscientizar a comunidade médica e a população em geral sobre a importância de práticas alimentares saudáveis em casa e nas escolas, bem como estimular a prática de atividades físicas.

Número de crianças acima do peso

A Organização Mundial da Saúde (OMS) aponta que 41 milhões de crianças menores de cinco anos estejam acima do peso. Para a Sociedade de Pediatria esse dado é alarmante e a entidade está empenhada para que seja drasticamente reduzido. A conscientização é imprescindível para prevenir a obesidade infantil e outros problemas decorrentes de uma alimentação inadequada, defende a sociedade. De acordo com o pediatra e nutrólogo Mauro Fisberg, membro do Departamento de Nutrição da SPSP, as principais implicações do excesso de peso podem ser divididas em problemas de curto, médio e longo prazo. “A curto prazo é a falta de diagnóstico, principalmente falta de conscientização, porque parte das famílias e parte dos profissionais da saúde muitas vezes não avaliam ou interpretam as curvas de crescimento adequadamente e assim deixam de fazer o diagnóstico precoce do excesso e controle de peso”.

Bullying

A segunda situação, de acordo com o pediatra, são as características emocionais como o bullying, “que começa dentro da própria casa; as características que levam alterações da dinâmica familiar ou de comportamento”. Segundo Fisberg, a carência nutricional é outro fator importante. “Apesar do excesso de peso, quase sempre as crianças nessa condição são seletivas, comem pouco de alguns alimentos e muito de outros. Elas podem ter alterações de pele, de postura, podem ter aumento do colesterol, dos triglicérides, e pode ter aumento da resistência insulínica [levando ao diabetes]. Isso pode causar no futuro um obesidade mais grave, hipertensão, doenças cardiovasculares, alterações lipídicas e todas os aspectos comportamentais e emocionais ligados ao excesso de peso”, alerta. O pediatra orienta também sobre a prevenção, que deve envolver toda a família. “É importante prevenir através de uma mudança global em todo o sistema de comportamento da família e da sociedade, modificando a alimentação, reduzindo a ingestão de alimentação inadequada e aumentando a atividade física, mas principalmente tendo um comportamento mais consciente em relação a esses aspectos: alimentação, atividade física e de uma forma geral a forma como encaramos o comportamento da alimentação dentro das famílias”. Fisberg alerta que a obesidade é mais fácil de ser prevenida do que tratada nas crianças. “Hoje aproximadamente uma para cada quatro crianças apresenta excesso de peso, e provavelmente dessas, em torno de 8% a 10% tem obesidade e quase todas tem obesidade grave. Por isso ela deve ser prevenida, porque não é muito simples perder peso exatamente numa fase de crescimento e desenvolvimento, onde faz parte da vida que se ganhe peso, ganhe massa muscular e massa gordurosa, então é preciso equilibrar crescimento e desenvolvimento com restrição de energia e que não modifique o crescimento, por isso é muito mais importante prevenir do que tratar”, adverte.

Orientação

Continue lendo

Rocinha (RJ), Rio das Pedras (RJ) e Heliópolis (SP) têm resultados mais altos em estudo divulgado pelo Outdoor Social — são considerados 10 locais

Rocinha fica em primeiro na lista de potencial de consumo

   Fernando Frazão/Agência Brasil

O potencial de consumo das dez maiores comunidades brasileiras em 2019 é de cerca de R$ 7,7 bilhões. É o que mostra estudo do Outdoor Social, empresa de impacto social voltada para classes populares.O resultado foi maior neste ano em comparação a períodos anteriores: em 2017, o potencial era de R$ 6,432 bilhões e, em 2018, de R$ 6,477 bilhõesForam consideradas as seguintes localidades: Rocinha (RJ), Rio das Pedras (RJ), Heliópolis (SP), Paraisópolis (SP), Cidade de Deus (AM), Baixadas da Condor (PA), Baixadas da Estrada Nova Jurunas (PA), Casa Amarela (PE), Coroadinho (MA) e Sol Nascente (DF).A fundadora do Outdoor Social, Emília Rabello, diz que a pesquisa surgiu de uma necessidade do mercado para os anunciantes entenderem qual o público da periferia e quais os conteúdos que comunicam melhor para este grupo. “A partir desse estudo é possível identificar, por exemplo, que, apesar da crise econômica atual, a classe C segue contribuindo decisivamente para movimentar o consumo interno no Brasil. Assim, os integrantes da classe média, presentes nas periferias de todos os estados brasileiros, permanecem sendo um público consumidor extremamente importante e com enorme potencial a ser explorado”, explica Rabello.

A fundadora da empresa explica que o setor de materiais de construção gera muito consumo, “porque as comunidades estão em franco crescimento, já que não tem política habitacional. Você tem uma verticalização desses locais, índice alto de potencial de consumo de estudo”, afirma. Outros setores relevantes são a educação, vista como meio de mudança de vida e de ascensão social, e a alimentação dentro de casa. Segundo o Censo 2010, do IBGE, o país tem cerca de 11,4 milhões de brasileiros morando em favelas.

Além disso, cerca de 58 milhões de brasileiros são considerados moradores da periferia. “Você vai ter um consumo per capita reduzido, mas quando você junta essas pessoas todas, são elas que movem a economia do país. Mesmo no desaceleramento da economia, essas pessoas são a força motriz do varejo”, diz Rabello”. O diretor do FGV Social, Marcelo Neri, da Fundação Getulio Vargas, afirma que as comunidades foram as mais afetadas pela crise, já que houve queda na renda e no poder de compra destas pessoas. “É um segmento que perde o atrativo das empresas. Iniciativas [como a pesquisa do Outdoor Social] se tornam mais relevantes nesse contexto. As famílias nas comunidades precisam mais desses serviços”, afirma Neri. O especialista afirma que, do último trimestre de 2014 para o segundo de 2019, a capital paulista registrou ganho de renda de 1,8%, enquanto a periferia perdeu 2,4%. “É um período de aumento de desigualdade”, diz Neri. Segundo ele, as periferias das grandes cidades, comunidades e macrorregiões são os locais que sofrem mais com o aumento da desigualdade e com a crise econômica. “Houve recuperação da renda a partir de 2017, mas como a desigualdade aumentou, a renda nessas áreas mais pobres caiu e não voltou”, diz. A desigualdade cresceu por 17 trimestres consecutivos, recorde de duração. Neri diz que uma característica em comum entre as comunidades é que elas são habitadas, em sua maioria, por jovens. “Eles foram os maiores perdedores da crise. Hoje, a renda do jovem parou de cair, mas ainda não está subindo”, diz o diretor da FGV Social.“De alguma forma são a tendência do futuro do país. [A situação] se torna mais delicada por causa da crise. A lenta retomada não aconteceu nessas comunidades e os jovens, os pobres, não recuperaram [ao patamar anterior à crise] porque a desigualdade continua crescendo durante a retomada”, afirma.

Metodologia da pesquisa

O levantamento levou em consideração o cruzamento de informações sobre hábitos de consumo da Pesquisa de Orçamento Familiar, realizada pelo IBGE (Instituto Brasileiro de Geografia e Estatística), com dados de endividamento das famílias da Serasa Experian e do Banco Central. A pesquisa revela o potencial de consumo nas categorias alimentação no domicílio, artigos de limpeza, calçados, eletrodomésticos e equipamentos, medicamentos, higiene e cuidados pessoais, material de construção, matrículas e mensalidades e vestuário confeccionados.

Por Globo Rural

Incêndios no Centro-Oeste causam prejuízos milionários para produtores rurais
                      Incêndios no Centro-Oeste causam prejuízos milionários para produtores rurais

O Centro-Oeste ainda enfrenta graves problemas causados pelas queimadas na região. Em Mato Grosso do Sul, os focos de incêndio atingiram o Pantanal, já em Mato Grosso o fogo matou animais e trouxe prejuízos para os agricultores. Por causa das queimadas, foi decretada situação de emergência nos dois estados com a esperança de receberem mais auxílio do governo federal.Na propriedade da agricultora Aparecida Fabiano Rocha, em Rondonópolis, a semana foi de recuperação após os incêndios destruírem cercas, pomares e 19 hectares de pasto. “Eu não consegui até agora fazer um levantamento correto, mas eu creio que eu vou gastar mais de R$ 30 mil (para recuperar tudo)”, calcula Aparecida.Além disso, das 10 cabeças de gado no sítio, uma morreu com o fogo. Os animais que sobreviveram estão feridos e a produtora rural precisa aplicar remédios para curar as feridas.Em outra fazenda, localizada no município de Canabrava do Norte, cerca de 50 animais morreram nos incêndios.Já em Primavera do Leste, o fogo também levou prejuízos para uma produção de algodão. No total, 250 fardos de pluma pegaram fogo. Um prejuízo estimado em mais de R$ 1 milhão .De acordo com os produtores da região, o fogo teria começado na palhada de milho de uma propriedade vizinha. E, mesmo depois de vários dias, os funcionários ainda precisam fazer o resfriamento da área.

Desde janeiro, Corumbá, a maior cidade do pantanal, já registrou mais de 3.100 focos de incêndio.Nas margens da BR-262, são muitos os flagrantes de animais mortos em meio à vegetação devastada.A fazenda Caiman, na região de Miranda, está entre os locais mais atingidos. O incêndio se alastrou rapidamente destruindo mais de 30 mil hectares de vegetação nativa.

                                                                 

Acessem o vídeo, vajam com detalhes

MP investiga se Carlos Bolsonaro tem funcionários fantasmas em gabinete

O Ministério Público do Rio de Janeiro (MPRJ) está investigando a suspeita de contratação de “funcionários fantasmas” no gabinete do vereador Carlos Bolsonaro (PSC), filho do presidente Jair Bolsonaro (PSL).Durante boa parte dos cinco mandatos como vereador, Carlos Bolsonaro deu emprego à ex-mulher do presidente Jair Bolsonaro, Ana Cristina Valle, e outros sete parentes dela. Por essa razão, o MPRJ investiga oficialmente indícios de que eles eram “funcionários fantasmas”.O MP também quer saber se no gabinete de Carlos Bolsonaro havia a pratica da “rachadinha”, que é a devolução de parte dos salários dos funcionários para quem exerce o mandato. São duas investigações paralelas: uma é a investigação criminal, que está nas mãos do procurador-geral de Justiça do estado, Eduardo Gussem. E há também o procedimento cível, que apura se houve improbidade administrativa, que está nas mãos da Promotoria de Defesa da Cidadania do MPRJ. A revista Época confirmou a existência dos procedimentos, que correm em segredo de justiça. A base da investigação é uma reportagem da própria revista, publicada em junho deste ano.  Na época, foi revelado que, embora a atuação de um vereador seja na esfera municipal, vários desses funcionários de Carlos Bolsonaro nunca moraram no Rio de Janeiro. E eles nem sequer tinham crachá para entrar no prédio da Câmara dos Vereadores, no Centro do Rio. O casal Guilherme e Ananda Hudson, e uma cunhada, Monique Hudson, moravam, e trabalhavam ou estudavam em Resende, no interior do Rio, a 168 quilômetros da capital. Marta Valle morava além da divisa do estado, em Juiz de Fora, Minas Gerais, a 185 quilômetros da Câmara. Gilmar marques vivia mais longe ainda, em Rio Pomba, a 272 quilômetros do gabinete.

A professora Marta Valle, cunhada de Ana Cristina Valle, passou sete anos e quatro meses como funcionária oficial do gabinete, recebendo um salário bruto de R$ 17 mil. A docente disse à revista Época que nunca trabalhou na Câmara.

Marta: Eu não trabalhei em nenhum gabinete, não.

Repórter: Não?

Marta: A minha família que trabalhou, mas eu não.

Outro funcionário, Gilmar Marques, ex-cunhado de Ana Cristina Valle, disse à revista que não se lembrava de ter trabalhado no gabinete de Carlos Bolsonaro. Perguntado sobre o salário de R$ 14 mil, Gilmar respondeu à repórter: “Meu Deus do céu. Ah, moça, você está me deixando meio complicado aqui. Eu ganhava? Isso aí você deve estar enganada”, afirmou.

” É muito cinismo”

Dois parentes de Fabrício Queiroz, ex-assessor do senador Flávio Bolsonaro, quando ele era deputado estadual, também trabalharam para Carlos Bolsonaro na Câmara de Vereadores. O jornal Estado de São Paulo revelou, em junho, que Claudionor Gerbatim de Lima e Márcio da Silva Gerbatim passaram o período em que estavam lotados no gabinete de Carlos Bolsonaro sem ter a presença atestada pelo sistema da Câmara. Nesta semana, Carlos Bolsonaro tirou uma licença não remunerada da Câmara municipal. Em uma rede social, ele disse que o objetivo é acompanhar o pai no hospital. Numa rede social, o vereador Carlos Bolsonaro escreveu está “tranquilo e despreocupado”. A TV Globo não conseguiu entrar contato com o vereador.

“Este e outros casos na administração pública e quem estar deixando milhares de brasileiros desestimulado,decepcionado com uma boa parte de políticos fraudulentos”

https://g1.globo

Faça Sua Pesquisa no Google Aqui!

 
bove=""

 

Visitas

contador de visitas

Redes Sociais

Click e acesse
  CLIQUE AQUI e fale com os novos ministros, fiquem de OLHO bem aberto alguma informação entre em contato com os ministros. Imagem relacionada
Vejam as verbas de suas cidades ,naveguem e fiquem bem informados CLIQUE AQUI E ACESSE!

CLIQUE AQUI e veja receita e despesa do seu municípios.

Aqui você encontra informações sobre a aplicação do dinheiro público nos municípios e no estado de Pernambuco.

Zé Freitas no Facebook

Parceiros