Ateliê Geilson
Natura
Natália Calçados

CLIQUE NA IMAGEM PARA AMPLIAR

  • 28
  • 22
  • 24
  • 20
  • 11
  • 09
  • 11
  • 01
  • 29
  • 03
  • 04
  • 05
  • 07
  • 02

Supermercado
Portal Correio-PB

 
CLIQUE E ACESSE!
 

 Para visualizar este conteúdo corretamente, é necessário ter oFlash Player instalado. 

REFLEXÕES DO PASSADO E PRESENTE: PERSPECTIVA DE MELHORA PARA O FUTURO


 

REFLEXÕES DO PASSADO E PRESENTE: PERSPECTIVA DE MELHORA PARA O FUTURO


 

Monthly Archives: dezembro 2017

Fátima Bernardes com os trigêmeos e com o namorado, Túlio Gadêlha (Foto: Reprodução/Instagram)

Em seu primeiro Natal de namorado novo, Fátima Bernardes não passou a data com o amado. Na noite de domingo (24), a apresentadora do Encontro com Fátima Bernardesusou a web para falar da data em família, mas não deixou de prestar uma homenagem ao advogado Túlio Gadêlha.

“Pros que estão perto, pros que vieram de longe, pros que estão longe, feliz Natal!”, escreveu ela ao divulgar três fotos. Nas imagens, ela aparece celebrando o Natal com a família (incluindo os trigêmeos LauraBeatriz Vinícius, de 20 anos, que nasceram do casamento de 26 anos com William Bonner). Túlio não ficou “de fora” da comemoração e também aparece coladinho a Fátima diante de uma enorme árvore de Natal.

Fátima Bernardes com os trigêmeos (Foto: Reprodução/Instagram)
Fátima Bernardes com a família (Foto: Reprodução/Instagram)
Fátima Bernardes e Túlio Gadêlha (Foto: Reprodução/Instagram)
Fátima Bernardes e Túlio Gadêlha (Foto: Reprodução/Instagram)
revistaquem

O ministro Gilmar Mendes lidera uma corrente no Supremo que resiste à Lava Jato e tem favorecido acusados de corrupção

Gilmar Mendes (Foto: Mateus Bonomi/AGIF)

Em meio a balões vermelhos e anjos de pano com enfeites dourados, o ex-governador Anthony Garotinho celebrou o fim de quase um mês de prisão, entre a cadeia de Benfica e a penitenciária de Bangu, no Rio de Janeiro. Sua mulher, a ex-governadora Rosinha Matheus, e sua filha, a deputada Clarissa Garotinho, o aguardavam na chegada, na quinta-feira (21), com um prato de sopa leve sobre a mesa de casa. Um grupo de oração já estava escalado para se reunir durante o fim de semana para agradecer a Deus a benesse concedida a Garotinho. A reza era endereçada a Deus no céu e na Terra ao ministro Gilmar Mendes, do Supremo Tribunal Federal (STF), que proferiu a decisão logo no primeiro dia de seu plantão durante o recesso do Judiciário.

Garotinho é acusado de receber cerca de R$ 3 milhões de propina da JBS na eleição de 2014. Sua prisão foi feita com base nos depoimentos e dados fornecidos pelos delatores do grupo, hoje presos também. Natal tranquilo e em paz será desfrutado também por seu companheiro de acusação. Presidente do partido de Garotinho, o PR, o ex-­senador e ex-ministro Antonio Carlos Rodrigues também ganhou o benefício de passar o Natal em casa, não na penitenciária. Acusado de negociar propina de R$ 3 milhões da JBS, Rodrigues ficou uma semana foragido antes de se entregar, numa afronta à lei.

Nesta semana, o ministro Gilmar Mendes garantiu boas-festas a mais oito políticos e empresários acusados – ou suspeitos – de cometer crime de corrupção. A ex-primeira-dama do Rio de Janeiro Adriana Ancelmo foi condenada a 18 anos de prisão por lavagem de dinheiro e por ter desfrutado de joias, viagens e diversos luxos do esquema de corrupção comandado pelo marido, o ex-governador Sérgio Cabral. Nesta semana, Adriana foi agraciada pela segunda vez com o direito de cumprir prisão domiciliar. Trocou a cadeia de Benfica, onde estava detida desde 23 de novembro, pelo confortável apartamento no Leblon. O ministro Gilmar Mendes aceitou os argumentos da defesa, de que ela precisa cuidar do filho de 12 anos. Disse que a condição financeira privilegiada de Adriana não poderia “ser usada em seu desfavor”.

Gilmar Mendes é um ministro de perfil “garantista”, que prefere não enviar pessoas para a prisão. Nos últimos dias, no entanto, sua postura foi além do garantismo, para adentrar o terreno do “abolicionismo”, que consiste não só em não prender, como em libertar quem for possível da cadeia ou de investigações e denúncias. É notória sua postura contrária à Lava Jato e, principalmente, ao ex-procurador-geral da República Rodrigo Janot. Na terça-feira (19), Gilmar Mendes lembrou-se do desafeto ao votar no caso conhecido como quadrilhão do PMDB, no qual são réus os ex-ministros Henrique Alves e Geddel Vieira Lima, o ex-presidente da Câmara Eduardo Cunha e o ex-­assessor do presidente Michel Temer Rodrigo Rocha Loures, o homem da corridinha com a mala de R$ 500 mil.

epoca

Até o final de novembro, 1,4 milhão de brasileiros com direito ao benefício ainda não haviam procurado as instituições bancárias

O prazo para o saque do abono salarial referente ao ano de 2015 acabará na próxima quinta-feira, sem possibilidade de prorrogação, segundo o Ministério do Trabalho. Até o final do mês de novembro, 1,4 milhão de brasileiros com direito ao benefício ainda não haviam sacado o dinheiro.

Tem direito ao benefício quem trabalhou formalmente ao longo de 2015 e recebeu, em média, até dois salários mínimos. Quem atuou na iniciativa privada pode retirar o dinheiro em qualquer agência da Caixa Econômica Federal ou em uma casa lotérica; servidores públicos devem procurar o Banco do Brasil.

O pagamento é feito de forma proporcional à quantidade de meses trabalhados naquele ano. Se o trabalho perdurou o ano todo, o valor pago é integral — 937 reais. Se foram seis meses trabalhados, por exemplo, recebe-se metade do valor. O pagamento mínimo é de 79 reais.

VEJA

A fase é de mudanças. Quem está passando ou já passou por transição capilar— processo em que o cabelo dá adeus à química até crescer totalmente e chegar à textura natural — sabe que não há simpatia que acelere o resultado. “Para deixar a raiz crescer tem que respeitar o tempo”, diz a dermatologista paulistana Adriana Leite. Ou seja: muita paciência e nada de forçar a barra!

Leia mais: Relato inspirador de fotógrafa que passou por transição capilar

As mais ansiosas e ousadas optam tranquilamente pelo big chop, o corte que tira toda química de uma vez e costuma deixar os fios curtinhos e com um volume lindo, ao estilo black power. Há também quem disfarce a raiz crespa maravilhosamente bem com tranças afro. Ou ainda fique livre da química, mas continue refém da chapinha para que a diferença de texturas não seja notada. “É um erro, já que leva à alteração da estrutura capilar, deixando o cabelo muito fragilizado e quebradiço”, alerta Adriana. Melhor optar pelo secador de cabelo, usado a pelo menos 10 centímetros dos fios para não danificá-los.

Leia mais: Blunt hair: você vai querer adotar o corte do momento

O segredo para garantir cachos saudáveis no fim do processo? Manter uma boa rotina de hidratação e nutrição. “Quanto mais crespos, mais secos são os fios. Portanto, o hábito de hidratar e nutrir, em casa ou no salão, é obrigatório”, conta a expert. E olha que não faltam produtos específicos para a transição! Segundo pesquisa conduzida por Juliana Martins, especialista sênior de beleza e cuidados pessoais da Mintel, 25% das brasileiras com cabelo cacheado usam mais ativadores de cacho atualmente do que nos 12 meses anteriores a janeiro de 2017. Se usados com regularidade, eles podem combater pontas duplas e ressecadas, voltando o aspecto uau ao cabelo.

Investir na proteção capilar — não expor o cabelo ao sol e fugir da poluição — e diminuir a frequência de lavagem para duas vezes na semana são mais dicas de ouro para quem vai assumir a beleza única de seus fios enrolados.

corpo a corpo

Apesar de o Plano Nacional de Educação (PNE) estabelecer como meta a erradicação do analfabetismo no Brasil até 2025, os dados apresentados nesta quinta-feira (21) revelam que ainda há um longo caminho a percorrer.O Brasil ainda tem 12 milhões de analfabetos acima de 15 anos, o que corresponde a uma taxa de analfabetismo de 7,2%. O mesmo PNE estabelecia que esta taxa deveria ser 6,5 %, em 2015. O índice de analfabetismo é maior entre as pessoas mais velhas. A taxa atinge 20% entre as pessoas com 60 anos ou mais de idade.

Mais uma vez, os dados revelam as desigualdades regionais do Brasil e também raciais.

A taxa de analfabetismo da Região Nordeste é cerca de quatro vezes maior do que a taxa apresentada nas regiões Sudeste e Sul.Para as pessoas pretas ou pardas a taxa foi mais do que o dobro da observada entre as pessoas brancas.A pesquisadora do Instituto Brasileiro de Geografia e Estatística (IBGE) Helena Oliveira Monteiro destaca que os dados têm a função de monitorar como está o país em relação às metas do PNE.Apenas 30% das crianças de 0 a 3 anos estão na creche. A partir da idade obrigatória para a matrícula, que é 4 anos, a taxa de escolarização chega a 90%, nas idades de 4 e 5 anos.No Ensino Fundamental, que abrange a faixa etária de 6 a 14 anos, o país praticamente já alcançou a universalização, com uma taxa de 99%.O índice cai novamente na faixa etária de 15 a 17 anos, cuja taxa de escolarização é de 87,2%.

“O Natal representa a felicidade, pois Jesus nasceu. Marca o início de uma nova vida, um momento especial de confraternização entre todos.” 

Um ministro manda prender, outro soltar. Agora, tem até magistrado colocando em risco o equilíbrio fiscal do governo. Por que ninguém se entende no Supremo

Em menos de 24 horas, o Supremo Tribunal Federal (STF) tomou uma série de decisões que abalaram a ordem jurídica do País. Contrariando o relator da Lava Jato, ministro Edson Fachin, a 2ª Turma rejeitou denúncias contra três deputados e um senador acusados por crimes de corrupção. Na mesma tarde, o ministro Ricardo Lewandowski, de volta ao STF após um período de licença médica, derrubou uma medida que fazia parte do ajuste fiscal do governo. Ele revogou o congelamento do reajuste dos servidores federais válido para 2018 e o aumento da contribuição previdenciária para o funcionalismo de 11% para 14%. Vai aumentar os gastos públicos no ano que vem em R$ 7 bilhões. Diante desse cenário intempestivo, a pergunta que se faz no meio jurídico é: o que se passa no STF?

Para o ex-ministro do STJ, Gilson Dipp, falta coerência ao Supremo. Em um momento de Legislativo e Executivo enfraquecidos, Dipp acredita que o STF “atingiu protagonismo, mas não consegue exercer o poder com a segurança necessária”. “Cada ministro do Supremo é uma ilha, eles não se comunicam”.

Gilmar Mendes é um dos ministros que tem sido bombardeado por críticas. Em um mesmo dia, ele converteu em domiciliar a prisão de Adriana Ancelmo, esposa do ex-governador Sérgio Cabral, condenada a 18 anos de prisão, e ainda suspendeu o trâmite de um inquérito contra o governador do Paraná, Beto Richa (PSDB). Além disso, junto com o ministro Dias Toffoli, rejeitou, por “ausência de justa causa”, as denúncias contra os deputados José Guimarães (PT-CE), Arthur Lira (PP-AL), Eduardo da Fonte (PP-PE) e o senador Benedito de Lira (PP-AL). O ministro Edson Fachin, relator da Lava Jato, está isolado na 2ª Turma. Tem sido voto vencido. Enquanto seus colegas soltam investigados, Fachin manda prender. Sem contar a decisão de Gilmar de considerar inconstitucionais as conduções coercitivas.

É certo que não são decisões tomadas em Plenário pelo corpo de onze ministros. Na maioria dos casos, são iniciativas monocráticas. Esse tipo de decisão se justifica para agilizar os processos e não sobrecarregar o Plenário. Porém, diante das contradições, seria o caso de rediscutir essa prática. “O abuso de decisões monocráticas é muito ruim, porque o ministro impõe sua vontade”, afirmou Gilson Dipp. Muitas vezes, as decisões monocráticas são levadas ao Plenário, onde podem ser revistas. Mas já causam grande incerteza jurídica, como diz o juiz aposentado de Brasília, Pedro Paulo Castelo Branco Coelho: “Uma Turma manda prender determinado cidadão e outro ministro, de forma monocrática, manda soltar. Um ministro diz uma coisa, outro diz algo diferente. Ninguém se entende”.

Para Pedro Paulo, que mandou prender os assassinos de Chico Mendes, há “um fatiamento de posições no Supremo, o que leva a uma instabilidade jurídica muito forte”. Nesse cenário conturbado, desponta o ministro Luis Roberto Barroso, com votos mais coerentes. Não à toa, tem batido boca com frequência com Gilmar Mendes. Em uma das discussões mais acaloradas, em outubro, Barroso atacou o colega: “Não transfira para mim a parceria que vossa excelência tem com a leniência em relação à criminalidade do colarinho branco”. Na última sessão deste ano, houve nova discussão entre eles. O juiz Pedro Paulo Coelho dá sua receita para resolver os impasses do Supremo:”A sociedade quer combater a corrupção e o Supremo parece que vai na direção contrária”. O recado do magistrado aposentado é claro: “Não podemos brincar com fogo”.

istoé

 “O principal significado do Natal é a comemoração do nascimento de Jesus Cristo. É importante para se reunir com a família.” “A melhor parte do Natal é se reunir com a família e comemorar. É uma data de muita alegria e de muita paz, afinal Jesus nasceu na nossa Terra.”               

                                 

Lábios ressecados estão longe de ser sintoma de tempo frio. No calor, acontece o mesmo. “A radiação solar sem proteção adequada pode causar ressecamento, danos às camadas superficiais dos lábios, deixando-os desprotegidos, sem a flexibilidade e umidade natural dessa área”, explica Luciana de Abreu, dermatologista da clínica Dr. André Braz, do Rio de Janeiro (RJ).

Por isso, é importante tomar sempre muita água e não deixar de usar um protetor solar adequado para a região diariamente.  Além de protegidos, é importante mantê-los hidratados também.  Denise Chambarelli, dermatologista do Rio de Janeiro (RJ), ensina um truque caseiro para turbinar a hidratação: separe uma colher (chá) de mel e uma colher (chá) de vaselina. Misture-os e aplique nos lábios, deixando agir por 10 a 15 minutos. Depois, use um pedaço de algodão embebido em água morna para tirar a mistura.

corpoacorpo

Brasília-DF, 22/12/2017 – A partir de janeiro, microempreendedores individuais terão mais crédito para investimentos com recursos do Fundo Constitucional de Financiamento do Nordeste (FNE), administrado pelo Ministério da Integração Nacional. A medida – parte de um conjunto de novas regras para estimular ainda mais o empreendedorismo na região – eleva em 50% o limite de financiamento para essas operações, passando de R$ 20 mil para R$ 30 mil. Estão previstos cerca de R$ 23,8 bilhões para aplicações do FNE no próximo ano, aporte federal que atende desde o pequeno agricultor familiar a grandes empresas.

Nos dez primeiros meses deste ano, R$ 6,7 milhões em recursos do FNE foram contratados por mais de 500 microempreendedores para investimentos em setores diversos da economia. As operações de crédito do Fundo possibilitam empréstimos para abertura do próprio negócio, investimentos para expansão das atividades, aquisição de estoque e até para custeio de gastos gerais relacionados à administração – aluguel, folha de pagamento, despesas com água, energia e telefone.

Ainda no sentido de ampliar as possibilidades de financiamento para empreendedores da região, o Fundo Constitucional do Nordeste passa a apoiar a partir de janeiro projetos que promovam infraestrutura física e de serviços para o desenvolvimento de coworking – modelo de trabalho cada vez mais crescente que se baseia no compartilhamento de espaço e recursos de escritório.

Do total de R$ 23,8 bilhões programado para 2018, cerca de R$ 14,8 bilhões do FNE poderão ser investidos por produtores e empresários nos setores rural, agroindustrial, industrial, de turismo, comércio e serviços, dentre outros. Mais R$ 8,3 bilhões estão reservados exclusivamente para projetos na área de infraestrutura. São linhas de crédito direcionadas a grandes projetos estruturantes por concessões e parcerias público-privadas (PPPs).

Acesso facilitado

Desde o ano passado, diversas medidas foram tomadas para ampliar o acesso de empreendedores a recursos dos Fundos Constitucionais. Nas três regiões atendidas – Nordeste, Norte e Centro-Oeste -, o Ministério da Integração Nacional ampliou em até 40% o limite de financiamento para operações de custeio e capital de giro em todos os setores. Outras mudanças permitiram a retomada de investimentos para projetos no setor energético e a reserva de recursos do FNE também para iniciativas na área de infraestrutura.

O resultado das iniciativas para facilitar o acesso ao crédito pode ser percebido no desempenho dos Fundos Constitucionais este ano. Entre os meses de janeiro e outubro, por exemplo, os valores contratados nas três regiões somaram R$ 20,5 bilhões – 73% a mais em relação ao mesmo período em 2016, quando foram utilizados R$ 11,8 bilhões. Na região Nordeste, o crescimento foi de 50%, com R$ 12,2 bilhões em contratações nos dez primeiros meses deste ano e R$ 8,1 bilhões no ano anterior.

images/ceia_natal_shutterstock_1200x800.jpg

O mês de dezembro é marcado por confraternizações de fim de ano do trabalho, festas natalinas com a família e a grande comemoração virada do ano com os amigos. Diante de tantas oportunidades para extrapolar na comida, é preciso ficar alerta para evitar os excessos nessas situações.

A farta oferta de alimentos diferentes estimula o consumo desregrado e muitas pessoas acabam também se esquecendo da alimentação adequada que deve ser praticada todos os dias para manter o organismo saudável.

“É muito importante participar, não se privar. Mas o melhor é ter uma postura de degustação. Normalmente, a variedade é muito grande e o ideal é comer pequenas porções daquilo que é de sua preferência. Defina prioridades, ou seja, se você gosta mais de doce, não exagere na parte salgada”, ensina a nutricionista Luciane Felix.

Como a abundância de alimentos festivos costuma se estender até o primeiro dia de janeiro, é fundamental não se esquecer da alimentação adequada. “A alimentação saudável deve ser praticada nessa época do ano. Frutas, legumes e verduras são alimentos que proporcionam um bom funcionamento do organismo como um todo e, especificamente neste caso, do fígado, já que há ali uma sobrecarga de produtos mais gordurosos e, para algumas pessoas, o consumo de bebida alcoólica”, explica a nutricionista. “Então, se há uma chance de ter durante o dia refeições com esses bioativos (substâncias presentes em verduras, legumes e frutas que favorecem a nossa saúde e contribuem para o bom funcionamento dos órgãos), não deixe de lado”, recomenda.

O alerta vem, também, da nutricionista Silvia Moriyama. “Muitas pessoas não fazem as refeições normais nos dias de festa. O ideal é manter a rotina e até mesmo fazer um lanche saudável antes de sair, para evitar os excessos e ser mais seletivo”, explica Silvia. 

Assista a um vídeo com dicas de Silvia Moriyama para alimentação no período de festas de fim de ano

 

Para José Sestelo, vice-presidente da Abrasco,“a classe média não terá nem plano de saúde, nem SUS. Isso porque o plano de saúde bom vai ser caro, difícil de pagar, o plano barato vai ser insuficiente, e o sistema público estará sucateado. Então, no médio e talvez no curto prazo, teremos uma crise sanitária, uma crise assistencial de proporções gigantescas”.

A cobertura mínima obrigatória dos planos de saúde, estabelecida pela Agência Nacional de Saúde Suplementar (ANS), será ampliada a partir de janeiro de 2018. A resolução, que inclui 18 novos procedimentos e a maior abrangência para outros sete, foi publicada no Diário Oficial da União.

A atualização do Rol de Procedimentos e Eventos em Saúde acrescenta exames, terapias, cirurgias e medicamentos orais contra câncer. E, ainda, a primeira incorporação de medicamento para tratar esclerose múltipla. A lista de cobertura passa a valer em 2 de janeiro e atenderá 42,5 milhões de beneficiários que possuem planos de assistência médica e 22,6 milhões com planos exclusivamente odontológicos. Afirma-se que os planos de saúde terão, em 2018, mais garantias às empresas e novas burocracias aos usuários.

Essa, pelo menos, é a avaliação da Associação Brasileira de Saúde Coletiva (Abrasco). Tanto é que, segundo José Sestelo, vice-presidente da Abrasco, a proposta atende a interesses empresariais e dificulta o atendimento aos usuários. Isso, junto com o teto de gastos públicos, que limita recursos para o Sistema Único de Saúde (SUS), pode levar a uma grave crise no País. 

Para Sestelo, “a classe média não terá nem plano de saúde, nem SUS. Isso porque o plano de saúde bom vai ser caro, difícil de pagar, o plano barato vai ser insuficiente, e o sistema público estará sucateado. Então, no médio e talvez no curto prazo, teremos uma crise sanitária, uma crise assistencial de proporções gigantescas”.

De acordo com a proposta, juízes terão de consultar um profissional da saúde antes de obrigar a operadora a prestar o atendimento que havia negado ao beneficiário, com exceção de casos emergenciais. Quanto a próteses, órteses e equipamentos especiais, a operadora indicará três modelos. Hoje é definido direto pelo médico. Outra alteração determinante para usuários na última faixa etária, de 59 anos ou mais, é que o reajuste será dividido em cinco parcelas, pagas quando o beneficiário completar 59, 64, 69, 74 e 79 anos de idade.
A lei atual proíbe aumento a partir dos 60 anos. Na avaliação da Abrasco, as mudanças aumentam a burocracia e podem prejudicar o atendimento. A proposta também é criticada pelo Instituto Brasileiro de Defesa do Consumidor (Idec). A estimativa é que há no Brasil 47,6 milhões de consumidores de planos de assistência médico-hospitalar individuais, familiares e coletivos.
Para as empresas, as principais mudanças são multas mais brandas e redução das garantias patrimoniais exigidas. As multas passarão a ser proporcionais à infração cometida e limitadas a 10 vezes o valor do procedimento questionado. Hoje, o valor varia de R$ 5 mil a R$ 1 milhão. Em 2016, a Agência Nacional de Saúde Suplementar (ANS) aplicou R$ 1,27 bilhão em multas às operadoras.
O faturamento das operadoras de planos de saúde aumentou 12,8%, para R$ 158,3 bilhões, em 2016. Os custos, por sua vez, cresceram 14,4%, para R$ 125,5 bilhões, segundo dados da ANS. O setor encerrou o ano passado com lucro de R$ 6,2 bilhões, crescimento de 70,6% quando comparado a 2015. O fato é que, desde algumas décadas, quem pode banca plano de saúde privado e desconta o custo do Imposto de Renda da Pessoa Física (IRPF).

Mas planos de saúde aumentarem valores na idade em que as pessoas mais precisam de cuidados médicos é doloroso. Há pessoas que contribuem desde os 40 anos, e não podem, agora, ser penalizadas. 
 Fonte: Jornal do Commércio

Pois todo o que se exalta será humilhado, e o
que se humilha será exaltado”. (Lucas 14.11).

Deus… concede graça aos humildes” (Tiago 4.6).

… a humildade antecede a honra” (Provérbios 15.33).

Ah, sim, antigamente! Lembro-me muito bem que, quando era garoto, ao cumprimentar as pessoas, precisava sempre fazer uma “reverência”, curvar-me. E quando isso não era feito devidamente, eu sentia a suave mão de minha mãe em minha nuca. “Faça uma reverência!”, ela sussurrava. Hoje não se faz mais assim. É questão de autoconfiança. As reverências tornaram-se desatualizadas. Será possível que também os cristãos desaprenderam a “reverenciar”, a curvar-se diante de Deus? Muitas vezes ficamos inflados. Insistimos nos nossos direitos. Lustramos nossa face piedosa. Torcemos para que ninguém nos descubra.

A propósito: quem gostaria de ser examinado à luz da santidade divina? Quem estaria disposto a reconhecer o seu verdadeiro ser? Quem admitiria facilmente que o orgulho, a honra e o ciúme lhe causam muitos problemas?

As reações o comprovam: ficar carrancudo. Brincar de ficar “bicudo”. Silêncio amuado. As portas são batidas com raiva. Ouve-se gritos e fica-se bufando como fazem os gatos. De jeito nenhum deve-se admitir um erro cometido! Sim, o “ego” estufado apresenta muitas facetas brilhantes. É um verdadeiro especialista em camuflagem.

Como nossas igrejas, casamentos e famílias seriam diferentes se nos tratássemos com humildade, consideração e atenção amorosa! Se tivéssemos a força interior de dar uma considerável bordoada na carne e documentar: “… já não sou eu quem vive, mas Cristo vive em mim” (Gálatas 2.20). Acontece que na Bíblia consta que Deus somente concede graça aos humildes. Que a humilhação gera exaltação e que o reconhecimento da própria fraqueza gera a força.

Como é bom saber que não precisamos ficar estancados em nossas falhas.

Como é bom saber que não precisamos ficar estancados em nossas falhas. Isso seria desesperador. Que bom que temos a possibilidade de viver na vitória de Cristo! As garantias divinas nos foram concedidas para nos incentivar. Temos exemplos para serem imitados. Nosso coração recebeu promessas de Deus: exaltação, graça e honra são prometidos aos que seguem de boa vontade o seu Salvador, de quem é dito: “Mas esvaziou-se a si mesmo, vindo a ser servo… Por isso Deus o exaltou à mais alta posição e lhe deu o nome que está acima de todo nome” (Filipenses 2.7,9).

Por que permitimos, com tanta frequência, ser atraídos às armadilhas do Diabo? Por que damos tanto crédito à carne pecaminosa? Por que somos tão tolos e somos enganados tantas vezes pelos truques do inimigo? Temos tanta dificuldade em manter morto o nosso velho ser?

Poderíamos seguir em nosso caminho de maneira muito mais descontraída e alegre se assumíssemos o caráter de cordeiro do nosso Salvador crucificado. A “via superior” do orgulho e do coração vaidoso está pavimentada com muita aflição e sofrimento. É um verdadeiro caminho de dores, que desgasta o coração e os nervos. No entanto, na “via inferior” da humildade, na qual o próprio Senhor Jesus nos precedeu, não há fluxo contrário. Nela são encontrados aqueles que estão caminhando tranquilos e esperançosos em direção à eterna pátria. É o caminho da liberdade em Cristo. Por que nos afligimos desnecessariamente com coisas que não podemos mudar? Quando estaremos finalmente livres do eterno sofrimento de “acumular problemas”? Poderíamos tranquilamente entregar o volante do carro de nossa vida ao nosso Salvador.

Talvez você conheça a história daquela mulher que caminhava à beira da estrada carregando nas costas uma mochila pesada, repleta de batatas. Um senhor, que passava com a sua carroça, parou e a convidou gentilmente para embarcar. Agradecida, ela subiu e sentou-se ao lado do agricultor. No entanto, durante o trajeto, várias vezes ela gemia pelo desconforto causado pelas alças da mochila em seus ombros. O agricultor voltou-se para ela, sorrindo, e sugeriu: “Querida senhora, por favor, tire a mochila das suas costas, pois o cavalo de qualquer maneira está levando toda a carga”. – “Não”, respondeu ela, “estou muito feliz que o senhor está me dando essa carona e eu não quero atribuir mais o peso da mochila pesada para o cavalo carregar”.

Os filhos de Deus, estando ao lado de seu Pai celestial, não estão supridos para sempre?

E você? Pare de gemer! Entregue a mochila das suas preocupações, senão você, com essa sua atitude, estará ofendendo o Senhor Jesus, pois ele de qualquer maneira carrega todos os seus fardos e preocupações. Os filhos de Deus, estando ao lado de seu Pai celestial, não estão supridos para sempre? Então, não é um privilégio nosso estarmos agradecidos e tranquilos, podendo usufruir a viagem para o lar na companhia dele? Quem reconhece isso logo compreende que um coração humilde e reverente diante de Deus é o segredo para uma vida feliz. E é justamente essa a resposta correta para um mundo enganoso, sem paz e destruído. Um testemunho com credibilidade é a melhor recomendação para seguir com fé ao nosso Senhor Jesus.

Experimente você também! Você vivenciará que as promessas de Deus são verdadeiras. A mochila com as “batatas da preocupação” espera ser colocada no seu devido lugar: nas poderosas mãos de seu Pai celestial.

Tenha uma alegre e abençoada viagem! — Manfred Paul

Crédito: André Coelho

EUNÍCIO OLIVEIRA O presidente do Senado reagiu diante da decisão do STF (que não é escolhido por voto popular) de afastar um parlamentar; CÁRMEN LÚCIA A presidente do STF reuniu-se com Eunício de Oliveira para que não ocorresse um choque de poderes que seria inédito (Crédito: André Coelho)

O ano de 2017 testou no limite, em nossa República, os nervos das instituições e da tripartição dos poderes, que devem ser harmônicos mas independentes. Algumas vezes por omissão do próprio Congresso Nacional, o STF extrapolou em sua competência de Poder Judiciário e acabou legislando. Em outras ocasiões, o tribunal autorizou investidas contra o Legislativo diante do crescente número de deputados e senadores que passaram a ser investigados ou processados. Exemplo disso foram as buscas realizadas pela Polícia Federal em gabinetes de parlamentares sem que o Congresso desse aval para isso, como prevê a Constituição. O choque mais emblemático entre esses dois Poderes republicanos, no entanto, abrangeu setembro e outubro e envolveu o senador Aécio Neves. O STF afastou Aécio de seu mandato, retirou-lhe o passaporte e determinou o seu recolhimento domiciliar após as dez horas da noite. O afastamento de um parlamentar só pode ser decidido por seus pares. O presidente do Senado, Eunício Oliveira, e a presidente da Corte, Cármen Lúcia, reuniram-se para evitar aquela que seria a maior crise de nossa história entre Judiciário e Legislativo. No dia 11 de outubro, o STF ratificou que parlamentares só podem ser afastados se houver anuência do Congresso. Aécio foi reconduzido à sua função.

istoé

Ao contrário do que afirma o governo, busca-se maximizar a formação de força de trabalho precarizada em uma economia capitalista dependente.

” Será”? De a nação brasileira de OLHOS, OLHOS abertos para o dinheiro não ir a rumos diferentes.”

A cinco dias do Natal, a página das Nações Unidas¹ anunciava o presente do Banco Mundial ao Brasil, 250 milhões de dólares como contrapartida para “auxiliar” o governo a implementar a reforma do ensino médio. Sufocados pelo debate da reforma da previdência, deixamos passar desapercebidamente mais um capítulo deste acordo de cúpulas que vêm transformando as estruturas do país. Neste trabalho, portanto, vamos abordar algumas nuances da reforma do ensino médio e da disputa no entorno do projeto de educação e de nação no qual ela se insere.

Embora o cenário político atual seja marcado por uma suposta polarização, ambas as forças políticas nacionais reverberam em seus discursos a defesa de uma educação de qualidade. A aparente disputa no interior do sistema educacional brasileiro, expressa, portanto, sobretudo, uma disputa pelo significado de qualidade atribuído ao processo educacional; tal disputa, que compreende, de forma mais incisiva, desde a expressão de setores progressistas referenciados em um modelo de educação laica, histórica e socialmente referenciada, até nichos conservadores, que se visibilizam através de projetos como escola “sem” partido, ganha recentemente novos capítulos que acentuam a educação através de um viés tecnicista, aprofundando o fosso educacional entre distintas classes sociais, a partir da adoção de reformas no sistema educacional, como a reforma do ensino médio.

Tais reformas se referenciam em padrões genéricos de aferição de qualidade estipulados por organizações internacionais, como o Programa Internacional de Avaliação de Estudantes (PISA), e a nível nacional, tais como o Índice de Desenvolvimento da Educação Básica (IDEB), ambos referenciados, por sua vez, nas diretrizes de qualidade estipuladas pela Organização de Cooperação para o Desenvolvimento Econômico (OCDE).

Seguindo a corrente de pensamento Marxista clássico, que trata da configuração do ambiente escolar enquanto uma instituição voltada para a cristalização e reprodução do modelo sistêmico vigente, teremos algumas brechas de análise no que se refere às estratificações das perspectivas de construção de sujeitos, que se expressam de formas diferenciadas de acordo com o modelo de escola e o perfil socioeconômico; segundo Mariano Enguita(1989), em A Face Oculta da Escola, esta seleção se configura na seguinte forma:

Continue lendo

A atriz Bruna Marquezine fez uma revolução no estilo dela em 2017. Sim, ela continua apostando em peças com pegada sexy, cheias de decotes e recortes. Mas, com a ajuda da stylist Patrícia Zuffa, a atriz começou a ousar mais e investir em produções zero óbvias e completamente fashionistas.

Um exemplo foi o visual todo podrinho escolhido por ela para aproveitar o último Rock in Rio. Composto pela regata destroyed da Gucci (favorita da Rihanna!) e por um short jeans, o look era lindinho e perfeito para eventos casuais.

Bruna Marquezine

Bruna Marquezine nesta terça-feira (19, no Rio. (J Humberto/AgNews)

E, como diria sua avó, não pode mexer em time que está ganhando. Por isso, para uma festa num restaurante carioca nesta terça-feira (19), a artista resolveu repetir o look – com algumas alterações. Afinal, quem sempre? Sai o short, entra uma saia bafo de couro e um salto pesadão.

Para quem ficou interessada, a regata custava cerca de 381 dólares e, acredite se quiser, está esgotada. Mas é possível encontrar uma versão t-shirt pelo nada convidativo valor de 590 dólares.

mdemulhe

Não é preciso abrir mão dos pratos tradicionais dessa época. Basta investir em ingredientes mais leves e nutritivos.

As festas de fim de ano sempre geram grande expectativa, já que unem boa parte da família, e, quase sempre, oferecem um senhor banquete. Mas esse pacote costuma incluir alguns quilos extras depois, não é? É aí que nasce o dilema: preparar todos aqueles tão aguardados pratos na ceia ou investir em refeições mais leves? Pois saiba que é possível juntar as duas coisas. É o que ensinamos a vocês logo abaixo. Sugestões gostosas e bem mais saudáveis para a mesa de Natal.

Entrada

Sabia que dá pra deixar o famoso salpicão um tanto quanto mais suave e recheado de nutrientes? Sim, é possível fazer uma receita deliciosa sem maionese e batatas. No lugar da maionese, aposte no iogurte. Para enriquecer o prato, você pode optar pela ameixa, que ajuda a regular o funcionamento do intestino. Ela é rica em fibras, principalmente a pectina, que tem outra função não menos importante: a de baixar os níveis do mau colesterol. Provar seu sabor adocicado ainda rende boas doses das vitaminas A, B6 e C. Confira a receita:

Salpicão de ameixa e abacaxi
Rende 6 porções

Codo Meletti

Ingredientes

  • 2 colheres de sopa de açúcar
  • 1 xícara de chá de ameixa seca sem caroço
  • 1 xícara de chá de abacaxi picado
  • 1 xícara de chá de peito de peru defumado picado
  • 1 xícara de chá de talo de salsão picado
  • 6 colheres de sopa de iogurte light
  • 1 maço de alface americana picada ou cortada em tiras
  • 1 colher de sopa de molho de mostarda
  • Sal a gosto
  • Suco de 1 limão

Modo de preparo
Aqueça água em uma panela. Ponha o açúcar e a ameixa. Deixe ferver por cinco minutos. Retire do fogo, espere amornar e pique a ameixa. Misture-a com o abacaxi, o peito de peru, o salsão e o iogurte. Mexa bem para a mistura ficar homogênea. Distribua a alface em pratos de entrada individuais e derrame por cima um molho feito com o suco de limão e a mostarda, temperando com sal. Sobre cada porção coloque um pouco do salpicão. Deixe na geladeira por meia hora antes de servir.

Prato principal

Entre as carnes protagonistas desse momento do ano, o peru desponta como uma das melhores escolhas. Isso porque é uma fonte de proteína magra e lotada de zinco, um mineral que espanta os radicais livres. Para ficar melhor ainda, invista num tempero caseiro — os que já vêm temperados saem de fábrica com muitos aditivos químicos. Para acompanhar o peru, nada melhor que um arroz com amêndoas. Prefira a versão integral desse grão, porque ela reúne mais fibras e micronutrientes, como magnésio, vitaminas do complexo B e fitoquímicos. Isso torna esse tipo de arroz um aliado contra o ganho de peso e o diabete.

Assado de peru com mandioquinha
Rende 6 porções

Fabio Castelo

Ingredientes

  • 1 litro de leite desnatado
  • 1 quilo de mandioquinha descascada e cortada em pedaços
  • Sal a gosto
  • 1 cebola ralada
  • 2 dentes de alho amassados
  • 2 colheres de sopa de azeite de oliva, mais um pouco para untar
  • 3 xícaras de chá de carne de peru assada e desfiada
  • 1 lata de milho escorrido
  • 1/2 xícara de chá de molho de tomate
  • 4 colheres de sopa de queijo parmesão ralado

Modo de preparo
Ponha a mandioquinha para cozinhar no leite com um pouco de sal até que fique bem macia. Reserve o leite que restar na panela e passe a mandioquinha pelo espremedor. Em outra panela, aqueça o azeite e doure o alho e a cebola. Refogue o peru desfiado por um minuto e, então, junte o milho, o molho de tomate e o leite reservado. Tempere com sal, se achar necessário. Cozinhe por 15 minutos, mexendo de vez em quando, até o molho se encorpar. Unte um refratário com azeite e esparrame o refogado de peru. Cubra tudo com o purê de mandioquinha e salpique o queijo ralado. Leve ao forno pré-aquecido por 20 minutos ou até ficar dourado. Sirva em seguida.

Arroz integral com amêndoas
6 porções

Ormuzd Alves

Ingredientes

  • 3 xícaras de arroz lavado e escorrido
  • 3 colheres de sopa de óleo
  • 2 dentes de alho amassados
  • 6 xícaras de caldo de galinha
  • 1 xícara de amêndoas torradas e sem casca picadas

Modo de preparo
Frite o alho no óleo quente até dourar. Ponha o arroz na panela e refogue por 3 minutos, mexendo de vez em quando. Junte o caldo de galinha (se ele não estiver suficientemente salgado, acrescente uma pitada de sal). Ao ferver, abaixe o fogo e tampe. Espere até metade do caldo se evaporar para acrescentar as amêndoas, dando uma boa mexida. Continue o cozimento com a panela semitampa-da, até o arroz ficar macio e soltinho.

Sobremesa
A famosa rabanada não tem que ficar de fora da festa. E, para deixá-la mais light, não é tão complicado. Na hora de preparar, pegue leve na quantidade de açúcar. E aposte no leite desnatado, uma vez que ele oferta menos gordura saturada — esse ingrediente pede moderação porque, em excesso, eleva o risco cardiovascular. No momento do grand finale, em vez de fritar, basta levar ao forno. Uma bela economia nas calorias.

Rabanada de forno

Mauro Holanda

Ingredientes
1 pão de rabanada ou 5 pães franceses
500 ml de leite
1 lata de leite condensado diet
2 ovos batidos
Açúcar com canela misturados a gosto

Modo de preparo
Retire a casca do pão de rabanada (ou dos pães franceses) deixando apenas na parte de baixo de cada pão. Corte em fatias. Reserve. Em uma tigela, coloque o leite, o leite condensado e os ovos batidos. Misture bem. Mergulhe as fatias de pão, molhando bem, mas mantendo-as firmes. Coloque as fatias numa assadeira untada com manteiga e levemente polvilhada com açúcar e canela misturados a gosto. Leve ao forno médio pré-aquecido a 180 °C por 30 minutos. Vire as rabanadas e volte novamente ao forno por 10 minutos. Retire do forno e passe as rabanadas no açúcar com canela. Sirva em seguida.

 

Os últimos dias de um ano são uma ótima oportunidade para refletirmos sobre avanços e retrocessos. E por que não fazer  essa retrospectiva na área da saúde? Selecionamos os fatos mais marcantes de 2017 para que você continue caminhando no sentido do bem-estar e da qualidade de vida.

1. O ano do mindfulnss

A técnica que treina a atenção plena foi citada em nada menos que 24 500 artigos científicos em 2017, segundo o site Google Scholar. Com um programa de treinamento que envolve exercícios diários de meditação e conceitos facilmente aplicáveis no dia a dia, o mindfulness ganhou popularidade justificada.

Estudos mostram que o simples fato de tirar a mente do piloto automático e focar no momento presente já ajuda no tratamento de uma série de condições, da redução do estresse ao melhor controle de doenças cardiovasculares.

Mas os especialistas alertam: ele não é uma solução mágica para tudo e exige dedicação aos exercícios e disciplina para surtir efeito.

Leia também: Mindfulness, sua mente tem poder

2. A vacina para HPV foi ampliada para os meninos, mas não emplacou

No começo do ano, meninos de 12 e 13 anos foram incluídos no esquema de vacinação da rede pública, que foi ampliado mais uma vez em junho para incluir garotos entre 11 e 15 anos. Portadores do HIV e outras condições que exigem o uso de drogas imunossupressoras, como câncer e transplante de órgãos, entre os 9 e 26 anos de idade, também entraram no programa.

Isso é ótimo não só porque a vacina é eficaz, mas porque metade dos jovens brasileiros pode estar infectado com o vírus por trás de verrugas genitais e diversos tumores nos homens e nas mulheres.

Só que, depois de uma ótima estreia em 2014 nas meninas entre 9 e 13 anos, a vacina que protege contra quatro tipos do HPV sobrou nos postos esse ano. Um pena.

Veja mais: Quem deve tomar a vacina do HPV pela nova regra do Ministério 

3. As fake news dominaram a internet

E não foram só as notícias falsas sobre saúde, aliás. O problema foi tamanho em departamentos como a política que o dicionário Collis, um dos mais prestigiados do mundo, elegeu o termo como a expressão de 2017. Já o Facebook anunciou a contratação de mil pessoas pelo mundo para checar as notícias falsas que circulam por ali.

Embora fake news sejam histórias criadas para atender a interesses escusos, sejam eles econômicos ou políticos, boatos sem fundamento científico por si só já merecem atenção. É o caso das informações tortas sobre emagrecimento divulgadas nas redes sociais, assim como o medo de efeitos colaterais inexistentes de vacinas usadas há décadas, que merece um tópico à parte.

4. As vacinas perderam território

Continue lendo

  Natália calçados, destaca-se neste final de ano com requinte e sofisticação. Já com coleções de 2018. O calçado influencia não só a roupa como a imagem que a mulher deseja transmitir. Que este sim é o fator mais importante quando estamos falando de beleza e elegância, afinal quando estamos confortáveis, nos sentimos seguras, confiantes e por consequência ficamos ainda mais bonitas.
        Hoje queremos agradecer a Deus por essa experiência maravilhosa e dizer um obrigado a vocês por serem nossos clientes e amigos neste ano. Desejamos a vocês muitas felicidades e um ano repleto de coisas boas. Feliz Natal. Feliz Ano Novo. São os desejos de todos que fazem as lojas Natália Calçados, andando sempre na moda.
      Matriz: São José do Egito. Filiais: Santa Terezinha-PE e Matureia- PB. Faça-nos sua visita.

Gente, vocês não imaginam! Já temos uma excelente iluminação no Club   Municipal,  para a entrega dos certificados de conclusão das três turmas da EREM-ST. O evento será nesta sexta-feira 22.12, a partir das 18 já. Será também de muita importância  para  outros eventos que posteriormente venham a acontecer no local.  Antes as apresentações, eram praticamente  às escuras. Com o apoio do Sr. Prefeito Geovane Martins (Vaninho de Danda). Tive a iniciativa de sugerir e falei com o vereador Lindomar Leite. O mesmo solicitou a assessora direta do prefeito, Lindeci Martins, a qual prontamente atendeu o pedido. O vereador Lindomar, que esteve presente no local, de acordo com as fotos, bem como os demais legisladores,  vem lutando sempre pelo o bem da sociedade Terezinhense. Tudo só vai para frente com união e ações. De agora em diante os pais de família e a sociedade em geral poderão apreciar as apresentações no club municipal, com iluminação adequada.

Faça Sua Pesquisa no Google Aqui!
 
bove=""

 

Visitas
contador de visitas
Redes Sociais
Click e acesse
CLIQUE AQUI e fale com os ministros, fiquem de OLHO bem aberto alguma informação entre em contato com os ministros.

CLIQUE AQUI e veja receita e despesa do seu municípios.

Aqui você encontra informações sobre a aplicação do dinheiro público nos municípios e no estado de Pernambuco.

Zé Freitas no Facebook

Zé Freitas no Twitter
Parceiros