Ateliê Geilson
Natura
Natália Calçados

CLIQUE NA IMAGEM PARA AMPLIAR

  • 28
  • 22
  • 24
  • 20
  • 11
  • 09
  • 11
  • 01
  • 29
  • 03
  • 04
  • 05
  • 07
  • 02

Supermercado
Portal Correio-PB

 
CLIQUE E ACESSE!
 

 Para visualizar este conteúdo corretamente, é necessário ter oFlash Player instalado. 

REFLEXÕES DO PASSADO E PRESENTE: PERSPECTIVA DE MELHORA PARA O FUTURO


 

Monthly Archives: julho 2018

Seis grevistas concederam entrevista coletiva nesta segunda (30) - Créditos: Neudicleia Neres de Oliveira
Seis grevistas concederam entrevista coletiva nesta segunda (30) / Neudicleia Neres de Oliveira

Integrantes de movimentos populares iniciarão uma greve de fome pela liberdade do ex-presidente Luiz Inácio Lula da Silva a partir desta terça-feira (31). A mobilização, que não tem data para terminar, ocorrerá em Brasília (DF). Participarão da greve integrantes de três organizações: Movimento dos Pequenos Agricultores (MPA), Central de Movimentos Populares (CMP) e Movimento dos Trabalhadores Rurais Sem Terra (MST). Até o momento, já existem seis nomes confirmados, mas a perspectiva é que outros militantes de distintas regiões do país se somem no decorrer desta semana. Nesta segunda (30), os seis grevistas concederam entrevista coletiva à imprensa. Eles foram introduzidos por João Pedro Stedile, da direção nacional do MST, que explicou que a medida extrema dos grevistas se insere em uma série de mobilizações em torna da defesa de Lula. A principal reivindicação é que o Supremo Tribunal Federal (STF) reveja seu posicionamento em relação à possibilidade de prisão após condenação em segunda instância. 

“Vamos dar início a um processo que consideramos necessário, e histórico, para a conjuntura do Brasil. É um esforço ainda maior da sociedade brasileira com esse objetivo principal: libertar Lula. Achamos que ele é inocente e está sendo vítima de uma perseguição política que ficou explícita durante esse processo. Querem impedi-lo de ser candidato nas próximas eleições”, afirmou o dirigente sem-terra. Para ele, a situação atual significa a exclusão de “uma parcela da população do processo eleitoral”. 

Um dos grevistas, o frei franciscano e militante do MPA Sergio Antonio Gorgen, apontou que a medida, além de extrema, aponta simbolicamente para o fato de que o país voltou a sofrer com a fome por conta das opções do governo Michel Temer (MDB). 

“Nós podemos fazer essa opção, podemos passar fome por um ato livre e consciente. Estou fazendo isso porque acho que, se o Brasil entrar no caos no qual as elites querem jogá-lo ao impedir Lula de ser candidato e o povo de escolher seu representante, e se continuar esse modelo de exclusão que hoje vige no país, a fome vai ser uma imposição para milhões de pessoas, inclusive crianças inocentes”, disse. 

A mais jovem das grevistas, Rafaela da Silva Alves, também do MPA, afirmou que a mobilização não tem como razão de ser apenas Lula, mas também “cada jovem, cada mulher, cada cidadão que sonha e sabe que tem um papel a desempenhar”. 

“Eu, como jovem, mulher, nordestina e sertaneja, me somo a essa greve de fome porque acredito que não há outra saída para o povo a não ser a luta. E todas formas de luta são necessárias. Cada momento da História exige dos militantes e lutadores do povo um nível de sacrifício”, disse emocionada. 

Os grevistas permanecerão em frente ao STF algumas horas por dia. A proposta é que a iniciativa se espalhe pelo Brasil. No dia 4 de agosto, a Frente Brasil Popular convoca um dia de jejum com mobilizações e atos públicos, coleta de alimentos, abaixo assinados e celebrações ecumênicas. 

Edição: Thalles Gomes

Com os níveis de stress elevados e a dependência excessiva de alimentos processados, a inflamação – que perturba o equilíbrio natural do corpo – é cada vez mais frequente em nosso organismo. Resultado: maior exposição a doenças. Porém, há esperanças!

Aqui, listamos os 10 alimentos que vão prevenir o envelhecimento precoce e ajudar a combater problemas da cabeça aos pés:

1. Azeite extravirgem

Ele é rico em polifenóis, substâncias que proporcionam benefícios antioxidantese anti-inflamatórios. Por isso, vale usar o azeite de oliva extravirgem na maioria de suas refeições. Mais de 70% do seu teor de gordura vem de uma gordura monoinsaturada, chamada ácido oléico, que ajudar a baixar a pressão arterial, reduzir o LDL (colesterol ruim) e aumentar o HDL (colesterol bom).

2. Ervas e temperos

Ervas e especiarias são cheios de fitonutrientes que são ótimos para a sua saúde. Eles adicionam sabor aos pratos e podem substituir o de excesso de sal ou açúcar – ingredientes que podem causar inflamação.  As opções são: canela, que reduz o inchaço e estabiliza o açúcar no sangue; açafrão, que contém propriedades anti-inflamatórias e anticancerígenas; orégano, com propriedades antibióticas; e alecrim e lavanda, recomendados para diminuir a ansiedade e aliviar a dor

3. Alho e cebola

Esses famosos temperos, assim como alho-poró, o aspargo, o brócolis e as alcachofras, são deliciosas fontes de carboidratos de baixo teor calórico. Uma vez que esses alimentos não são totalmente digeridos no intestino, o material restante alimenta as chamadas bactérias boas, o que resulta em um funcionamento mais saudável do órgão. É por meio desse processo que elas estimulam o sistema imunológico e diminuem a inflamação.

boaforma

  Resultado de imagem para O sentido da selfie

 Faz muito tempo que queria escrever sobre esse assunto, porque nunca entendi muito bem o sentido sociológico de tirar uma (ou várias) selfie(s). A prática de tirar selfie é mais frequente no Brasil do que na França. Existem várias formas de tirar selfie: sozinho, de casal, grupo de amigos, etc. Na França, o gênero feminino tira selfie com mais frequência, comparado ao gênero masculino que é mais discreto em relação a esta prática. Falo de “gênero” porque estamos falando de uma prática cultural e não natural. No Rio de Janeiro, é impressionante o número de pessoas tirando selfies. Então, pensei, “Por quê?”. Por exemplo, tenho um amigo carioca que posta em sua rede social uma selfie por semana. Também, me perguntei o porquê?. Quando trabalhei na casa da França (espaço reservado aos atletas franceses durante as olimpíadas do Rio de Janeiro) era proibida a entrada de alguns objetos por motivo de segurança, e o objeto que mais encontrei foi o pau de selfie.

E você? Já se perguntou: “Por que eu tiro minha própria foto e posto no Facebook e no Instagram? Por que meus amigos têm o costume de fazer isso? Qual é o sentido desta prática social? ” 

Lançou um livro na França, este ano, que respondeu a minha pergunta, e queria compartilhar isso com vocês. O livro foi escrito por Elsa Godart, doutora em filosofia e psicologia, intitulado de Je selfie donc je suis (Eu selfie então eu sou), e com certeza, este artigo será inspirado nesse livro.

Primeiro queria falar sobre a palavra “selfie”: O selfie é uma fotografia que um indivíduo tira de si mesmo (sozinho ou com outras pessoas). Em 2002, durante um fórum australiano online, um jovem bêbado usou essa palavra e começou a ter sucesso nesse país. Depois disso, foi usado frequentemente nas Mídias no mundo inteiro em 2012, e atualmente temos  o Snapchat que é hoje um aplicativo especialmente para os selfies. Estudando esse assunto, descobri que existiam vários tipos de selfies: couplie, foodfie, jobfie, helfie e etc. Esta prática social é uma construção social (depende de uma cultura, de uma época e etc.).

Agora, vamos falar sobre o sentido da selfie. Segundo Elsa Godart, existem duas explicações:

De um lado, o fato de tirar selfie permite de entrar em interação de maneira imediata com os indivíduos conectados para fazer uma autopromoção de si mesmo (selfbranding). Por exemplo, quando vou compartilhar uma selfie nas redes sociais online, vou mostrar o que eu quero representar de mim e não o que sou realmente. A selfie é uma maneira de se vender, de se promover para ter mais poder social e adoração dos outros, por isso vou compartilhar somente as fotos de que eu gosto e não vou compartilhar uma foto na qual eu me acho feio. Então, a selfie é uma maneira de se promover a fim de ser cada vez mais apreciado e ter popularidade. Kim Kardashian virou um fenômeno, tirando selfies todos os dias.

Resultado de imagem para O sentido da selfie

Continue reading

   A festividade de encerramento do 48° Aniversário do Círculo de Oração e o 4° Encontro de Mulheres da Igreja Evangélica Assembleia de Deus em São José do Egito PE, aconteceu no último domingo (29/07). 
    Marcado pela presença do Senhor, o encerramento que também focou no Centenário das Assembleias de Deus no Estado de Pernambuco. O grande coral, formado com mais de 120 mulheres, pertencentes ao campo de São José do Egito,  louvou com o hino oficial do Centenário e demais louvores. Estavam presentes também a comissão de Santa Cruz que é pastoreada pelo pastor Joel, que veio juntamente com sua família, presença também de obreiros de várias cidades e demais pessoas. 
     A pregação da Palavra foi efetuada pelo pastor de Sertânia- PE, Estênio José, representando o pastor presidente Ailton José Alves. O culto foi uma benção do Senhor Jesus. Pentencostes, profecias, muito louvor e adoração. O tema do evento em Cantares de Salomão 1:12, foi pregado de forma grandiosa, que fez alusão ao bom perfume que exala e chega como cheiro suave as narinas de Deus.

ACESSEM OS VÍDEOS VEJAM O TÉRMINO DO 48° CÍRCULO DE ORAÇÃO E 4° ENCONTRO DE MULHERES NA IEAD EM SÃO JOSÉ DO EGITO-PE

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

ACESSEM O VÍDEO VEJAM O TÉRMINO DO 48° CÍRCULO DE ORAÇÃO E 4° ENCONTRO DE MULHERES NA IEAD EM SÃO JOSÉ DO EGITO-PE

A IEAD é presidida em Pernambuco pelo pastor presidente Ailton José Alves e em São  Josédo  Egito,  pelo pastor e evangelista Dário Gomes.

Promulgada em 6 de outubro de 1988 pela Assembleia Nacional Constituinte presidida por Ulysses Guimarães, a Constituição Federal consolidou a volta da democracia ao país. As Rádios Senado e Câmara firmaram uma parceria para a produção de uma série de reportagens sobre o texto da Carta que completa 30 anos em 2018. A primeira delas já pode ser ouvida nesta segunda-feira (30). É uma produção da Rádio Câmara, em que a repórter Silvia Mugnatto fala sobre as garantias e os direitos individuais previstos no texto constitucional tratados nos títulos I e II da Carta. Esta primeira série de reportagens trata dos direitos básicos como educação, saúde, alimentação, moradia, segurança entre outros. E ainda aborda a polêmica em torno da execução das penas para os condenados em segunda instância, trazendo a opinião de juristas favoráveis e contrários ao que foi determinado pelo Supremo Tribunal Federal (STF). As mudanças já feitas por meio de emendas constitucionais no que diz respeito aos princípios fundamentais e nos direitos e garantias fundamentais são tratados no último capítulo desta primeira série de reportagens.

A série vai ser transmitida pela Rádio Senado no Programa Conexão Senado, até 3 de agosto, às 8h30.  Além disso, será reprisada nos mesmos dias às 22h. Os áudios também podem ser acessados e baixados na página da Rádio Senado na internet: https://www12.senado.leg.br/radio.

Professores ouvidos pelo Ibope reúnem justificativas pelas quais dizem que não recomendariam a profissão. (Foto: Reprodução/Todos Pela Edução)

Metade dos professores brasileiros não recomenda a própria profissão por considerá-la desvalorizada, de acordo com pesquisa divulgada nesta segunda-feira (30). Os dados são da pesquisa “Profissão Docente”, iniciativa do Todos Pela Educação e do Itaú Social realizada pelo Ibope Inteligência em parceria com a Conhecimento Social. O levantamento entrevistou 2.160 professores da Educação Básica das redes públicas municipais e estaduais e da rede privada de todo o país. A amostra respeitou ainda a proporção de docentes em cada rede, etapa de ensino e região do País, segundo os dados do Censo Escolar da Educação Básica (MEC/Inep).

“Mais do que desafios, os resultados da pesquisa revelam oportunidades para a valorização docente que são factíveis e podem ser alcançadas em um período de curto e médio prazo, uma vez que a Educação seja, de fato, prioridade na gestão, e o professor seja entendido como ator central de um projeto de educação”, afirma Priscila. De acordo com a pesquisa, dois terços dos entrevistados são mulheres, com média de 43 anos de idade e 17 de carreira.

Escolha da carreira

De acordo com o estudo, os fatores de decisão pela carreira indicam principalmente uma escolha consciente, relacionada mais ao prazer por ensinar e transmitir conhecimento, mas para pouco mais de um terço dos entrevistados foi também uma questão de falta de outras opções.

Entre os entrevistados, 49% dos entrevistados “certamente não recomendariam” a profissão para um jovem. Entre algumas das palavras mais usadas pelos professores para as razões de recomendação ou não da profissão docente, se destacam as relacionadas à não recomendação, como a valorização, o salário e o reconhecimento.

Professores ouvidos pelo Ibope reúnem justificativas pelas quais dizem que não recomendariam a profissão. (Foto: Reprodução/Todos Pela Edução)Professores ouvidos pelo Ibope reúnem justificativas pelas quais dizem que não recomendariam a profissão. (Foto: Reprodução/Todos Pela Edução)

Professores ouvidos pelo Ibope reúnem justificativas pelas quais dizem que não recomendariam a profissão.

(Foto: Reprodução/Todos Pela Edução)

Gestão nas redes

Segundo a pesquisa, os professores entendem que é papel da Secretaria de Educação oferecer oportunidades de formação continuada (76%), mas não concordam que os programas educacionais como um todo estão bem alinhados à realidade da escola (66%). Apontam ainda que falta um bom canal de comunicação entre a gestão e os docentes (64%), e que não há envolvimento dos professores nas decisões relacionadas a políticas públicas (72%). Também consideram aspectos ligados à carreira mal atendidos, como o apoio à questões de saúde e psicológicas (84%), e o salário (73%).

Renda

Em média, a renda pessoal verificada foi de R$ 4.581,40 (4,8 salários mínimos). Ainda segundo o levantamento, quase um terço dos professores afirmaram realizar algum tipo de atividade para complementar sua renda, principalmente na rede particular e no ensino médio. Em média, o incremento na renda é de R$ 439,72.

G1

O que as crianças e os adolescentes devem aprender de computação nas escolas e como isso deve ser ministrado. Debater esse assunto é o objetivo do Seminário Internacional sobre Computação na Educação Básica, que ocorre desta segunda-feira, 30, até terça, 31, na sede do Conselho Nacional de Educação (CNE), órgão vinculado ao Ministério da Educação, em Brasília.

“Quem vai ensinar, o que vai ser ensinado, e como ensinar. É esse resultado que teremos depois desses dois dias de evento”, ressalta o conselheiro do CNE Ivan Siqueira. Ele afirma que, de acordo com a resolução que estabeleceu a Base Nacional Comum Curricular (BNCC) da educação básica, o CNE ficou responsável pela elaboração das normas específicas de computação, já que a BNCC não estipulou uma matéria sobre esse assunto, que tem previsão de ser estudado em disciplinas como matemática, português e física.

Desde o início do ano, o CNE tem promovido estudos e pesquisas em parceria com o MEC, com a Sociedade Brasileira de Computação (SBC) e com o Centro de Inovação para a Educação Brasileira (CIEB) para discutir os conceitos chaves que devem ser repassados para os alunos, quais as habilidades que os professores precisam ter e o que deve constar nos currículos escolares. “Estamos discutindo quais os formatos possíveis para atender as diferentes realidades brasileiras, para assim construir uma base de computação que forme os nossos alunos”, destacou Ivan.

Continue reading

             Gilberto Gil e Chico Buarque se apresentam no Festival Lula Livre, na Lapa, Rio de Janeiro - Créditos: Foto: Mídia NINJA
Gilberto Gil e Chico Buarque se apresentam no Festival Lula Livre, na Lapa, Rio de Janeiro
/ Foto: Mídia NINJA

Chico Buarque e Gilberto Gil fecharam a noite do Festival Lula Livre, no Rio, neste sábado (28). Os artistas, que não se reuniam para uma apresentação musical desde o período da ditadura militar no Brasil, pediram a liberdade do ex-presidente Luiz Inácio Lula da Silva.Chico gritou “Lula Livre” enquanto Gil disse ao público que o ex-presidente agradece pela grande manifestação que reuniu quase 100 mil pessoas nos Arcos da Lapa, para uma série de shows gratuitos e ações culturais promovidas por artistas, intelectuais, pela Frente Brasil Popular e Povo Sem Medo.

                                         

Chico e Gil cantaram “Cálice”, canção emblemática que retrata o silenciamento, a censura, as torturas, desaparecimentos e mortes ocorridas durante os anos de chumbo no Brasil. Os artistas foram massivamente acompanhados pelo público, que gritava “Cale-se!” entre os versos da música.

Antes de chamar Gil ao palco, Chico deu início à sua apresentação com “Gota d´água”. Na sequência, cantou, de seu último disco, “As Caravanas”, que demonstra com ironia a aversão das classes abastadas em relação ao povo. Gil emendou com “Aquele Abraço”, considerada um hino da cidade. Beth Carvalho, que já havia se apresentado, subiu ao palco, formando um trio com Chico e Gil para encerrar com o samba “Deixa a vida me levar”.

Ao longo do dia, dezenas de artistas brasileiros e latino-americanos fizeram manifestações no palco do Festival pela liberdade de Lula e pelo direito de o ex-presidente, que lidera todas as pesquisas de intenção de voto, concorrer nas eleições de outubro. 

O lema “Lula Livre” ecoou em várias línguas entre as milhares de pessoas que chegaram cedo aos Arcos da Lapa, no centro da cidade. A venezuelana Cecilia Todd e o cubano Eduardo Sosa ressaltaram, entre suas músicas, o papel do ex-presidente como liderança que ajudou a unir os latino-americanos.

Já o músico argentino Bruno Arias recitou um poema feito para o ex-presidente e lembrou o líder venezuelano Hugo Chávez, falecido em 2013, estaria completando 64 anos. O ator Herson Capri emocionou o público ao ler a carta que Lula escreveu para o festival. Nela, o ex-presidente ressaltou o papel dos artistas e intelectuais na  sociedade e nos enfrentamento das dificuldades.

“Quantas vezes, quando a sociedade calou diante de barbaridades, foram os nossos músicos, escritores, cineastas, atores, dramaturgos, dançarinos, artistas plásticos, cantores e poetas que vieram lembrar que amanhã há de ser outro dia?”, diz um trecho da carta.

Um dos amigos mais próximos de Lula, o teólogo Leonardo Boff relatou algumas das visitas ao ex-presidente, preso desde abril na Superintendência da Polícia Federal, em Curitiba. Boff pregou um Brasil mais solidário e com menos injustiças sociais. O cantor Filippe Catto também pediu liberdade para o ex-presidente e disse que a população não pode se deixar ser massacrada pelo fascismo da extrema-direita que avança no país e tenta achatar as diferenças, apagando as lutas das minorias.

Além de gritarem “Lula Livre” com o povo, os cantores e compositores Chico César e Marcelo Jeneci também lembraram de episódios recentes trágicos, como o assassinato da vereadora Marielle Franco (Psol) em março, crime que até hoje não foi solucionado pela polícia e pelas autoridades estaduais e federais.

Edição: Diego Sartorato

Os órgãos e autarquias do Governo Federal expulsaram, somente no primeiro semestre de 2018, 300 servidores públicos por atividades contrárias à Lei nº 8.112/1990. Ao todo, foram 243 demissões de servidores efetivos; 45 cassações de aposentadorias; e 12 destituições de ocupantes de cargos em comissão. Os dados não incluem os empregados de empresas estatais, a exemplo da Caixa, Correios e Petrobras. O número é o mais alto no comparativo com mesmo período (janeiro a junho), desde o início da série histórica, em 2003, consolidada pelo Ministério da Transparência e Controladoria-Geral da União (CGU). Em 2018, o total de penalidades expulsivas é 39,5% maior que o registrado no primeiro semestre do ano passado (215), além de 11,5% superior às 269 punições, em 2014, até então o maior número do comparativo.

Expulsões de Servidores - 2018

O principal motivo das expulsões foi a prática de atos relacionados à corrupção, com 192 das penalidades aplicadas – 64% do total. Já o abandono de cargo, inassiduidade ou acumulação ilícita de cargos são fundamentos que vêm em seguida, com 85 dos casos. As outras razões que mais afastaram servidores foram proceder de forma desidiosa (negligência) e a participação em gerência ou administração de sociedade privada.  

Entre os atos relacionados à corrupção estão: valimento do cargo para lograr proveito pessoal; recebimento de propina ou vantagens indevidas; utilização de recursos materiais da repartição em serviços ou atividades particulares; improbidade administrativa; lesão aos cofres públicos e dilapidação do patrimônio nacional. 

7 mil expulsos em 16 anos 

Desde 2003, foram expulsos 7.014 servidores. Desses, 5.838 foram demitidos; 594 tiveram a aposentadoria cassada; e 582 foram afastados de suas funções comissionadas. Nos últimos 16 anos, as unidades federativas com mais punidos foram Rio de Janeiro (1.264), Distrito Federal (821) e São Paulo (771), em números absolutos. Na comparação proporcional, que considera o total de punições a cada mil servidores, os estados com maior índice – nos últimos cinco anos – foram Amazonas (10,28), Mato Grosso (8,21) e São Paulo (8,09). 

As pastas com a maior quantidade de expulsões foram o Ministério do Desenvolvimento Social e Agrário (MDSA) – que absorveu o INSS; seguido pelo Ministério da Educação (MEC) e pelo Ministério da Segurança Pública (MESP) – que absorveu vários órgãos relacionados ao combate à criminalidade antes ligados ao Ministério da Justiça (MJ). 

As punições podem ser consultadas no Cadastro de Expulsões da Administração Federal (CEAF), disponível no Portal da Transparência. A ferramenta traz a penalidade aplicada a cada servidor, o órgão de lotação, a data da punição, a Unidade da Federação (UF) e os fundamentos legais. A fonte das informações é o Diário Oficial da União.  

Impedimentos  

Os servidores apenados, nos termos da Lei Ficha Limpa, ficam inelegíveis por oito anos. A depender do tipo de infração cometida, também podem ficar impedidos de voltar a exercer cargo público. Em todos os casos, as condutas irregulares ficaram comprovadas após condução de Processo Administrativo Disciplinar (PAD), conforme determina a Lei nº 8.112/1990 (Regime Jurídico dos Servidores), que garantiu aos envolvidos o direito à ampla defesa e ao contraditório.

cgu.gov.br

Parada programada é influenciada pela greve dos caminhoneiros e questões técnicas

Produção deve ser retomada no dia 6 de agosto | Foto: Mauro Schaefer / CP Memória

Produção deve ser retomada no dia 6 de agosto | Foto: Mauro Schaefer / CP Memóri

A General Motors Mercosul vai suspender a produção em Gravataí por uma semana. A parada programada começa nesta segunda-feira e segue até 5 de agosto. Em comunicado, a empresa informou que “serão realizados serviços de adequação da linha, visando a implantação de novas tecnologias e conceitos inovadores de manufatura” durante o período. De acordo com o presidente do Sindicato dos Metalúrgicos de Gravataí, Valcir Ascari, que participou das reuniões com a GM, a parada é influenciada pela greve dos caminhoneiros – que atrasou a chegada de peças para a montagem da nova plataforma – e também por uma questão técnica, já que é preciso sincronizar os tempos da linha de produção.

Ascari explicou que um acordo entre sindicato e empresa prevê que, em momentos de crise, existam paradas programadas. Segundo o presidente, os servidores não terão descontos na folha de pagamento devido à suspensão, já que compensam as horas durante o ano. Atualmente, a GM tem cerca de cinco mil funcionários.

Confira a nota da GM

“A General Motors Mercosul informa que realizará parada programada no Complexo Industrial de Gravataí (RS) entre os dias 30 de julho (30.07) à 05 de agosto (05.08) , retomando suas operações no dia 06 de agosto (06.08). Durante o período, serão realizados serviços de adequação da linha, visando a implantação de novas tecnologias e conceitos inovadores de manufatura.”

correiodopovo.com.

       A Igreja Evangélica Assembleia de Deus em São José do Egito PE. Iniciou os trabalhos de comemoração do 48° Aniversário do Círculo de Oração e o 4° Encontro de Mulheres. Dando ênfase também a comemoração do Centenário das Asembleias de Deus no Estado de Pernambuco. 
       A Igreja deu abertura com a entrada das bandeiras: Da Igreja Assembleia de Deus, do Brasil, de Pernambuco e do Círculo de Oração. 
       Posteriormente houve uma bela apresentação alusiva ao tema, que se encontra em Cantares de Salomão 1:12, representando as mulheres  da Bíblia que com o vaso de barro,  quebrado, exala o perfume agradável ao Senhor. Em seguida o grande coral formado pelas mulheres pertencentes ao campo de São José do Egito PE, louvaram com o hino oficial do Centenário.
                              
ACESSEM O VÍDEO

A pregação da Palavra foi efetuada pelo representante do Pastor Presidente, na pessoa do pastor Eraldo que pastoreia na cidade de Tabira-PE. O qual pregou sobre a Arca da Aliança que representa a presença de Deus. O Senhor Deus falou fortemente e o nome do Seu Nome foi glorificado.
   A direção da igreja é representada pelo pastor presidente Ailton José Alves e o pastor e evangelista Dário Gomes.

Resultado de imagem para CÉU

“Buscai em primeiro lugar o Reino de Deus e a Sua justiça, e todas as coisas vos serão acrescentadas.” (Mateus 6:33)

No mundo, a mentalidade é competitiva, cheia de valores errados, prioridades invertidas e, por causa disso, sofremos demasiadamente. Muitas pessoas vivem baseadas na motivação errada. Isso é péssimo para o caráter e não agrada o coração do Pai, pois os valores são sempre contrários à Palavra. A orientação bíblica é para buscar em primeiro lugar o Reino de Deus e as outras coisas são acrescentadas, mas o que vemos é exatamente o oposto… Primeiro vêm todas as outras coisas e Deus sempre fica por último, quando fica, pois há os que nunca têm tempo reservado para Deus.

Mas quando somos chamados para fazer parte do Reino de Deus, devemos assumir uma nova postura, nossa motivação não mais pode estar errada. Nossos vícios de interesses pessoais não devem tomar o lugar da motivação correta, principalmente o 1º lugar no coração que deve ser para o Reino de Deus.

E se você ainda está vivendo em meio ao corre-corre, sem ter tempo para Deus, pare, mude de atitude, afinal, até quando você adiará a decisão de assumir sua posição no Reino de Deus? Você precisa ter uma visão inegociável, de forma que o mundo e os valores errados como competição e interesses próprios não tenham poder para inverter os novos valores que Cristo quer que sejam formados na sua vida.

Deixe Deus arrancar toda enfermidade que você trouxe do mundo, como competição, querer chamar a atenção, ser o centro das atenções e estar sempre em evidência, para que o Reino seja formado e sua vida glorifique Aquele que o escolheu para fazer parte do Seu Reino.

Como proceder

Permita-se ser tratado nas áreas de debilidade. Ao detectar alguma coisa estranha em sua vida, corra e feche a brecha urgentemente. Se você tem encontrado dificuldades e sente que ainda há uma tendência à prostituição, mentira, avareza ou outras obras da carne, peça ajuda ao líder.

Passou o tempo em que nos alimentávamos da palha que o vento levava, e chegou o tempo de comermos o trigo que foi trabalhado e processado para nós. Nossa palavra deve ser de influência, de mudanças, de quebra de fortalezas, ainda que estejam lhe criticando, porque, quando virem o resultado, glorificarão a Deus.

Entendendo a aliança

Caminhe na aliança que está acima dos sentimentos, que supera tudo e o faz vencer nas fraquezas. Seja valente para cuidar da aliança, pois se ela for quebrada, abre-se uma entrada de maldição. Uma aliança é feita por duas partes sem direito a desistência. Pode parecer difícil, mas é nobre. Somos chamados na Bíblia de homens de aliança, e ela é de vida ou de morte: “Onde quer que tu fores, irei eu; onde quer que pousares, pousarei eu. Onde tu feres sepultada aí eu serei sepultada, porque o teu Deus é o meu Deus.” (Rute 1:16)

A aliança é uma convocação para caminharmos juntos até à morte. Uma aliança é para sempre, não se dissolve. A sua aliança com Jesus deve ser indissolúvel, eterna. Viva as cláusulas da aliança, de uma chamada para caminhar junto eternamente. Não permita que nada nem ninguém roube o lugar do Reino de Deus em sua vida. Jesus deve estar sempre em primeiro lugar na sua vida.

Tempo de conquista

Estamos em um tempo de conquista. O nobre está sempre galgando novos territórios, alcançando vitórias, conquistando coisas maiores. “Mas o nobre projeta coisas nobres; e nas coisas nobres persistirá.” (Isaías 32:8). Um dia Jesus disse que se crêssemos nEle, faríamos obras maiores em Seu nome (João 14:12). Faremos coisas maiores pelo Nome maior que está dentro de nós.

Filipenses 2:5-11 diz que Jesus tem o Nome que está acima de todos os nomes. Em Atos 4:12, vemos que somente no Nome de Jesus há salvação. Agora, preste atenção nesta verdade tremenda: esse Nome, o Nome de Jesus, reside dentro de você. Temos dentro de nós o nome que não foi dado a mais ninguém. Temos a identidade do Nome que está acima de todo nome, o Nome de Cristo. Tudo isso para fazer obras maiores, para a glória de Deus.

Porém, para alcançar esses níveis maiores, você precisa morrer. Com suas atitudes muito vivas no humanismo, você não ganha, somente perde. Mas, se você morrer e receber o Nome dos nomes, será bem-vindo à ressurreição, à nova vida de nobreza.

Jesus nos disse que faríamos obras maiores em Seu nome e para isso a nossa fé deve crescer em situações desafiadoras. Todas as vezes que você usar o Nome de Jesus para o Reino, para a glória dEle, você verá o milagre. Há poder no nome de Jesus! É por isso que o Senhor quer encher a sua boca com a linguagem do Reino.

Então, quando você disser ‘em Nome de Jesus’, virá o sim e o amém. O Senhor dirá no Trono ‘Amém’ e você terá a causa vencida. Seja bem-vindo à unção do nome de autoridade, à unção de conquista no sobrenatural, pois você tem o Nome que está acima de todo o nome.

Saiba usar a unção do nobre, pois todo nobre tem a unção de persistência (Isaías 32:8). Com a unção do nobre, você não apenas começará os projetos, mas os concluirá. Se você começa a realizar algo e para no meio do caminho, você está abortando a unção do nobre.

O nobre é persistente, sabe começar e concluir os seus projetos. Eu sou Pastor de ovelhas nobres, que não abortam o projeto que Deus tem para suas vidas. Em breve, você olhará para frente e verá um horizonte que não poderá ser medido, e quando olhar para trás, uma multidão que não poderá ser contada, pois todo homem nobre tem uma multidão ao seu redor.

Todo nobre se associa à alma de outro nobre. Por isso, a sua alma deve se apegar à alma do Senhor (Deuteronômio 30:19,20). Quando nossa alma se apega à alma do Senhor, vem prosperidade. Nossa alma não é para se apegar à alma de Deus para toda hora questionar, murmurar, ficar perguntando: ‘Meu Deus, por que isso de novo?’ Nossa alma deve ter prazer no Senhor. “Tu conservarás em paz aquele cuja mente está firme em ti; porque ele confia em ti.” (Isaías 26:3). Deus ligará a sua alma ao Trono, para que você seja inabalável.

E quando a notícia ruim chegar? Você lembrará do que está escrito no Salmo 112:6-7: “pois ele nunca será abalado; o justo ficará em memória eterna. Ele não teme más notícias; o seu coração está firme, confiando no Senhor.”

Há pessoas que dizem que depois que aceitaram Jesus só acumularam notícias ruins. Isso é mentira do diabo. Notícias ruins você encontra todo dia na mídia. A diferença é que, quando a pessoa está no mundo, ouve as notícias ruins e fica perverso; na Igreja, a pessoa ouve a notícia ruim e tem a certeza de que Deus transforma maldição em bênção (Neemias 13:2). Em Deus, nós só encontramos bondade (Marcos 10:18).

mir12.com.br

ÁSIA

Um forte terremoto de magnitude 6,4 atingiu a popular ilha turística de Lombok, na Indonésia, neste domingo, matando 14 pessoas e levando aldeões a deixarem suas camas para campos abertos para evitar o colapso das construções.

Foto: Reuters

O terremoto, que atingiu a ilha logo cedo, quando muitas pessoas ainda estavam dormindo, deixou 162 pessoas feridas e danificou milhares de casas.A eletricidade foi cortada na área mais atingida, Sembalun, uma região escassamente povoada de arrozais e encostas do Monte Rinjani, no lado norte da ilha.Uma mulher malaia de 30 anos que visitava o Monte Rinjani, um destino popular de trekking, estava entre os mortos, disse Sutopo Purwo Nugroho, porta-voz da agência de mitigação de desastres.

Foto: Reuters

Ele disse que a área foi temporariamente fechada para os escaladores porque há relatos de deslizamentos de terra. Centenas de alpinistas estão sendo retirados no parque nacional de Rinjani e 115 foram escoltados em segurança para fora, disse Nugroho.”As necessidades mais prementes agora são médicos, macas, equipamento de saúde, produtos para crianças e comida”, disse Nugroho.Uma tenda de emergência foi montada em uma rua em Sembalun para tratar os feridos porque o hospital local foi danificado e aqueles em estado crítico foram levados para outros hospitais.Um terremoto de magnitude 6,4 é considerado forte e é capaz de causar danos graves.

Foto: Reuters

O terremoto de Lombok ocorreu às 6h47 (20h47 de sábado no horário de Brasília) e a apenas 7 quilômetros de profundidade, o que amplificou o seu efeito.Seu epicentro ocorreu a 50 quilômetros a nordeste da cidade de Mataram, de acordo com o Serviço Geológico dos EUA, mas foi também sentido fortemente a oeste na ilha vizinha de Bali, o principal destino turístico da Indonésia.Mais de cem dos tremores subsequentes foram registrados, com o maior tremor secundário registrado em magnitude 5,7, disse a Agência Meteorológica, Climatológica e Geofísica.O terremoto ocorreu em terra e não provocou ondas nem tsunami. Terremotos são comuns na Indonésia, localizada na região sismicamente ativa do “Anel de Fogo” que rodeia as margens do o oceano Pacífico.

Foto: Reuters

terra

A maioria dos brasileiros recorreu a trabalhos informais no primeiro semestre deste ano para conseguir sobreviver por causa da lenta retomada da economia e do emprego formal. Entre janeiro e junho, 64,4% dos trabalhadores fizeram bicos para equilibrar as suas finanças. É uma fatia bem maior do que a registrada no mesmo período do 2017, quando 57,4% foram atrás de trabalhos extras, aponta um estudo do Serviço de Proteção ao Crédito (SPC Brasil) e da Confederação Nacional de Dirigentes Lojistas.
Fazer bico para fechar as contas do mês ganhou importância especialmente entre as classes de menor renda. Neste caso, a pesquisa revela que 70% da população mais pobre foi em busca de trabalhos informais e eventuais para bancar o orçamento doméstico. “O bico é mais frequente nas classes de menor renda porque essas famílias não têm margem de manobra e já vivem no aperto”, diz a economista-chefe do SPC Brasil, Marcela Kawauti. Se alguém da casa fica desempregado, essa perda de renda afeta os demais membros da família que não têm como ajustar o padrão de vida para baixo, pois estão no limite. Por isso, recorrem a bicos.
O avanço da participação da renda informal dentro do orçamento doméstico já vem ocorrendo há algum tempo. Um pesquisa da consultoria Kantar Worldpanel, que visita semanalmente 11,3 mil domicílios no País para tirar uma fotografia do consumo, mostra que entre 2014, antes da crise, e 2017 a fatia da renda informal na receita total das famílias saiu de 15,3% para 16,6%. Nas classes de menor renda, a participação dos bicos na renda total foi bem maior: subiu de 20% para 24% no mesmo período.

“A fatia do salário na renda doméstica diminuiu ao longo da crise por causa do desemprego elevado e as pessoas da casa buscaram alternativas, como os bicos, para completar a renda”, diz a diretora da consultoria, Maria Andréa Ferreira Murat. 

A dificuldade de retomada do emprego aparece em dois indicadores. No trimestre encerrado em maio, havia 13,2 milhões de desempregados no País, de acordo com o IBGE. É um número praticamente estável em relação ao trimestre anterior. 

Para Marcela, o aumento da dependência do bico é sintoma de que a população não está sentido a ligeira melhora da economia. Tecnicamente o País saiu da recessão em 2017. A pesquisa mostra que 77% dos entrevistados não veem melhora na economia. E a metade diz que as condições pioraram. 

A pesquisa foi realizada na última semana de junho. Ouviu 886 pessoas residentes em todas as capitais brasileiras, com idade igual ou superior a 18 anos, de ambos os sexos e de todas as classes sociais. A margem de erro é de 3,3 Pontos porcentuais para um intervalo de confiança de 95%. As informações são do jornal O Estado de S. Paulo.

terra.

Resultado de imagem para O que é o materialismo.

l – CONHECENDO O MATERIALISMO

  1. O que é o materialismo.

Materialismo é uma cosmovisão, uma maneira de ver o mundo, uma filosofia da matéria, que não admite a existência do sobrenatural, nem de verdades absolutas, mas acredita que todos os fenômenos do universo são explicados exclusivamente pelas condições concretas materiais.

Assim, para uma pessoa materialista, só há seres materiais e tudo que existe está consolidado materialmente. Isso apenas desnuda a extrema pobreza do referido sistema filosófico ao tentar, com uma verdade parcial, explicar a verdade total, por olhar para a complexidade da vida sem a dimensão da eternidade.

O preconceito abrigado na mente dos materialistas atenta, inclusive, contra as regras de investigação científica, pois descarta previamente a possibilidade da existência de coisas espirituais nas suas análises. Está escrito: “Por causa do seu orgulho, o ímpio não investiga; todas as suas cogitações são: Não há Deus” (SL 10.4). Assim, vê-se que o pensamento materialista carece de respaldo científico para existir, pois suas cogitações ateístas impedem de enxergara verdadeira realidade, a qual não depende de condições temporais para existir, mas é desde a eternidade: o mundo espiritual.

  1. As origens do materialismo.

O materialismo, enquanto pensamento filosófico esquematizado, teve sua origem no século V a.C, com a teoria atomista de Demócrito, o qual defendia que o Universo e tudo que nele há é constituído apenas por átomos (partículas invisíveis de matéria) que se movem no vazio, definindo assim toda a realidade, inclusive os pensamentos.

Ao longo dos séculos, a ideia atomista foi corroborada por alguns, como Epicuro e os estóicos, mas isso proliferou, sobretudo, a partir do Iluminismo. No Século XIX, foi elaborada a tese do materialismo dialético, por Karl Marx e Friedrich Engels, que motivou inúmeras revoluções socialistas em vários lugares do mundo (Rússia, China, Cuba, etc.), onde milhões de pessoas foram mortas por motivação ideológica.

  1. As consequências do materialismo.

Contemporaneamente, os materialistas valorizam bastante sua vertente biologista, capitaneada por Richard Dawkins, escritor dos livros “O gene egoísta” e “Deus, um delírio, dentre outros, porém cada vez mais o mundo continua destituído de propósito e sem rumo. Retrato disso pode ser observado em Ernest Hemingway, um célebre romancista ateu, o qual dizia que a vida era “uma viagem de um dia curto do nada para o nada”, e que decidiu viver intensamente seu materialismo e hedonismo. Afirmava que tinha tudo para ser feliz sem Deus, mas chegou ao fundo do poço de seu desespero existencial em julho de 1961, quando deu cabo à sua vida. O materialismo outorga aparente autonomia ao homem para viver a seu bel prazer, mas lhe tolhe a possibilidade de encontrar a verdadeira felicidade e paz.

maior problema dos materialistas será quando forem prestar contas diante de Deus, pois nesta vida eles podem até ter alegria no coração, pela imensa graça de Deus, porque está escrito que Deus deixou os povos andarem “em seus próprios caminhos”, e mesmo assim mandou “chuvas e tempos frutíferos, enchendo de mantimento e de alegria os vossos corações” (At 14.16,17). Que grande amor! O Senhor, ainda que o homem se desvie, continua o amando e outorgando-lhe bênçãos. Mas no dia da prestação de contas, diante do Justo Juiz, se não se arrependerem dos seus pecados, ainda em vida, e se converterem a Jesus, o fim dos materialistas não será o dos melhores.

Pense!

Por que devo acreditar em coisas que eu não posso ver?

Ponto Importante

Algumas Coisas que não vemos são fundamentais para provaras que vemos!

II – ANALISANDO O MATERIALISMO

  1. A futilidade do materialismo.

A característica de ser fútil, insignificante, sem valor, cai bem ao materialismo. Está escrito que não se deve atentar para as coisas materiais, pois elas desaparecerão, haja vista que o verdadeiro valor encontra-se naquilo que dura para sempre, como a Palavra de Deus, o amor, o Reino de Deus. O materialismo apequena a vida, pois destrona dela tudo o que é duradouro e significativo, deixando somente aquilo que é passageiro, pequeno e vão.

Benjamim Disraeli, escritor e político inglês do Século XIX, dizia que “a vida é muito curta para ser pequena”. Não se deve aceitar a míope e fútil cosmovisão materialista para resolver todos os dilemas da existência, notadamente porque existe em cada pessoa uma partícula imaterial, perene, a fagulha de Deus, que necessita ter intimidade com o Criador, sob pena de perder os melhores sentimentos da vida.

  1. A loucura do materialismo.

Além de ser fútil, o materialismo é desarrazoado, uma loucura. Aliás, é a própria bíblia que chama o materialista de louco. Jesus contou a parábola de um homem rico o qual, ensandecido, pensou que tinha o controle sobre o tempo futuro. Ele projetou tudo e, como era materialista, em vez de falar com Deus, falou consigo mesmo. Observe-se o que está escrito: “E direi à minha alma: alma, tens em depósito muitos bens, para muitos anos: descansa, come, bebe e folga. Mas Deus lhe disse: Louco, esta noite te pedirão a tua alma, e o que tens preparado para quem será?” (Lc 12.19,20).

Assim, a empreitada materialista não tem futuro, como não tinha futuro as condutas do homem aparentemente rico da parábola.

  1. A pobreza do materialismo.

Jesus contou a história sobre um homem rico, judeu (porque é chamado de filho) o qual, ao morrer, foi para o inferno (Lc 16.25,26,31) e, naquele lugar de tormento, o materialista tentou resolver seu grande problema, mas a resposta de Deus foi que ele se lembrasse de que tinha recebido os seus bens durante a vida, e obviamente não tinha ajuntado tesouro no Céu.

Ora, é certo que possuir bens não é pecado, porém o fato relevante da história é que a mente daquele homem focava exclusivamente nas coisas materiais e não atentava para o que era sobrenatural, por isso o Senhor lhe falou daquela forma. O homem da história era um pobre rico e Lázaro a única pessoa que possuía muitos bens, pois o seu tesouro estava no Céu.

Pense!

Como o homem, sendo matéria, pode ser feliz buscando satisfação fora do âmbito material?

Ponto Importante

O materialismo apequena o sentido da vida, pois destrona dela tudo o que é duradouro e significativo, deixando somente aquilo que é passageiro, pequeno e vão.

Ill – CONTRAPONDO O MATERIALISMO

  1. A cosmovisão judaico-cristã.

A cosmovisão judaico-cristã, como forma de ver e compreender o mundo, surgiu ao longo dos séculos, quando Deus tratava com seus servos, ensinando-lhes como viver sobre a terra. Esses ensinamentos foram sendo contados nas Sagradas Escrituras e, com o advento dos textos do Novo Testamento, aconteceu o aperfeiçoamento, transformando-se na única ideologia que oferece uma resposta eficiente aos anseios mais profundos do homem e da sociedade, sendo, assim, um contraponto em relação ao materialismo.

  1. A contracultura do Reino.

A cosmovisão do Cristianismo produz uma forma de viver diferente, o que pode ser chamado de contracultura, já que os cristãos não devem viver em conformidade com a cultura do mundo (Rm 12.2); como também não podem produzir uma subcultura, através da qual se vive algo parecido com o materialismo, submetendo a igreja a condutas não bíblicas… Deus chamou a igreja para realizar um movimento revolucionário, de guerra contra o pecado, sabendo que “nossa luta não é contra a carne e o sangue…” (Ef 6.12).

  1. A comissão cultural da Igreja.

Quando Jesus mandou que a Igreja ensinasse às nações a cosmovisão cristã, — o evangelho — buscava que o poder transformador de Deus alcançasse o homem individualmente, outorgando-lhe a redenção, mas também influenciasse a comunidade na qual está inserida. A isso se denomina comissão cultural

Pense!

Podemos dizer que as práticas de outras culturas são erradas? Não seriam relativas?

Ponto Importante

A cosmovisão do Cristianismo produz um jeito de viver diferente, uma contracultura, já que os cristãos não devem viver em conformidade com cultura do mundo (Rm 12.2).

CONCLUSÃO

PENSE !

O materialismo destrói a fé e tira a visão da realidade espiritual, enxergando só o que é tangível, mensurável, transitório… uma loucura, na medida em que Deus é real e tudo o que é material vai perecer. Diante disso, a Igreja, cumprindo a Grande Comissão (Mt 28.19,20) e a comissão cultural, deve ensinara cosmovisão judaico-cristã desde Jerusalém… até os confins da terra (At 1.8).

Nos dias 28 e 29 de Julho (sábado e domingo próximo), a Igreja Evangélica Assembleia de Deus  em São José do Egito PE, estará realizando 48° aniversário do Círculo de Oração e o 4° Encontro de Mulheres, com o tema: “Enquanto o rei está assentado à mesa, o meu nardo exala seu perfume” Cantares de Salomão 1:12.
      Convidamos todas as pessoas à comparecerem e desfrutarem do manancial, que é a Palavra de Deus, com muito louvor e adoração ao nosso Deus que é digno de toda honra e toda glória. Não percam, só no Senhor encontramos o alimento necessário para nossa alma. 

        Agradece o evangelista Dário Gomes (pastor local) e toda a organização do evento.

TSE divulga limites de gastos de campanha e contratação de pessoal nas Eleições 2016

Conforme indicado na legislação eleitoral, o TRE-PE disponibiliza publicamente as informações prestadas pelo Tribunal de Contas de Pernambuco.

A lei 9504/97, Lei das Eleições, indica que, anteriormente a cada pleito os Tribunais de Contas dos estados e o Tribunal de Contas da União devem tornar disponíveis à Justiça Eleitoral a relação dos responsáveis que tiveram contas rejeitadas por irregularidade insanável e por decisão irrecorrível daquelas Cortes.

A Lei da Inelegibilidade (Lei Complementar nº 64, de 1990), indica ainda que o responsável que tiver as contas relativas ao exercício de cargos ou funções públicas rejeitadas por irregularidade insanável que configure ato doloso de improbidade administrativa e por decisão irrecorrível do órgão competente não pode candidatar-se a cargo eletivo nas eleições que se realizarem nos oito anos seguintes, contados a partir da data da decisão.

Importância da lista e Impugnações

Com a divulgação pública da relação elaborada pelo TCE-PE, candidatos, partidos políticos ou coligações podem utilizar as informações contidas na lista para impugnar, mediante petição fundamentada, o pedido de registro de candidatura de possíveis concorrentes, obedecendo os prazos e requisitos previstos em lei.

Acesse aqui a lista parcial de gestores públicos com contas rejeitadas pelo TCE/PE. A Corte tem até o dia 15.de agosto para fazer complementos à lista.

Coluna inovação estreou nesta segunda-feira (23)
Coluna inovação estreou nesta segunda-feira (23)

Stela Maris/TRT-6/Divulgação

A coluna Inovação, com Silvio Meira, estreou nesta segunda-feira (23) no programa Radar, com Wagner Gomes, na Rádio Jornal. O conteúdo faz parte de uma nova visão de mundo que aproxima o cidadão comum do conhecimento científico inovador.

Silvio Meira foi aluno do Instituto Tecnológico Aeronáutico (ITA), atuou como Professor Doutor em Ciência da Computação na Universidade Federal de Pernambuco, participou da idealização e da fundação do CESAR e do Porto Digital, presta consultoria para diversas empresas e também é empreendedor.

Na visão do colunista, a inovação pode ser compreendida como um processo de mudança de comportamento de agentes no mercado como fornecedores e consumidores de qualquer coisa. “Eu estou interessado em qualquer coisa que muda o comportamento das pessoas, das empresas, das instituições públicas e privadas, das organizações de governo e privadas, da sociedade em geral”, pontua Meira.

O cientista destaca que, dentro do campo da inovação, sua área de estudo e de trabalho mais permanente, há mais de 30 anos, é a computação. Sobretudo a transformação digital. “Como é que o digital vai mudar o mundo nos próximos 5, 10, 15 anos, nessa espécie de ‘futuro logo ali’, um futuro de curto prazo, que todos nós viveremos”, explica.

Silvio Meira defende que o mundo digital é inevitável e já está na vida de todos os cidadãos brasileiros. “Se a gente olhar para as pessoas privadas, nós temos 135 milhões de pessoas no Brasil só nas redes sociais, o Facebook majoritariamente, nós estamos digitalizados”, disse Meira.

                             Ouça a coluna na íntegra

Eleições e redes sociais

Questionado sobre o impacto da tecnologia – sobretudo das redes sociais – neste ano de eleições, o cientista acredita que a internet será responsável por afetar de 5 a 10% dos votos dos eleitores. “Isso pode ser decisivo, mas elas são muito mais relevantes quando a diferença percentual entre os candidatos é pequena”, acrescenta.

Sobre a distribuição de informações nas redes, Silvio Meira estima que pelo menos 75% dos eleitores vai receber conteúdo através desse meio. “É claro que a rede vai ser importante, mas a rede não convence ninguém. O que convence as pessoas a mudarem de posição são argumentos convincentes de outras pessoas ou de instituições em rede”, conclui.

ne10.uol.

Erich Fonoff adotava discurso moralista nas redes sociais, em defensa da ética e a favor do impeachment de Dilma Rousseff, mas no dia a dia, segundo a PF, fazia parte de um esquema de fraudes no SUS

  Resultado de imagem para caos na saude publica

Erich Fonoff, neurocirurgião do Hospital das Clínicas (SP), com especialização em Mal de Parkinson, foi um dos presos, em condução coercitiva, durante ação da Polícia Federal, que fez parte da Operação Dopamina, de acordo com o Pragmatismo Político. Segundo os investigadores, ele e outros médicos faziam parte de um esquema criminoso de desvio de recursos públicos para a compra de equipamentos médicos. A estimativa dos prejuízos aos cofres públicos chega a R$ 18 milhões.

Apesar disso, o médico virou um assíduo “militante anti-corrupção. Desde que a presidenta Dilma Rousseff foi eleita em 2014, ele passou a frequentar vários protestos pró-impeachment e, pelas redes sociais, pedia o “fim da corrupção”, pregando a prisão do ex-presidente Lula e espalhando boatos como de que o governo federal cortaria o Bolsa Família de quem não votasse em Dilma nas eleições de 2014. As apurações indicaram que os pacientes com Mal de Parkinson eram orientados por Fonoff e pelo diretor administrativo do setor de neurocirurgia do hospital, Waldomiro Pazin, a procurarem a Justiça para conseguir marcapassos cerebrais. Por meio de decisões judiciais, o hospital adquiria equipamentos sem a necessidade de licitação, que custavam cerca de quatro vezes mais que o preço real.

A fraude funcionou de 2009 a 2014, nos governos do PSDB de José Serra e Geraldo Alckmin. No período foram feitas 154 cirurgias de implante para tratamento de Parkinson com recursos do SUS (Sistema Único de Saúde) com ordem judicial. Não houve licitação para compra de marcapassos de maneira regular.

revistaforum

Faça Sua Pesquisa no Google Aqui!
 
bove=""

 

Visitas
contador de visitas
Redes Sociais
Click e acesse
CLIQUE AQUI e fale com os ministros, fiquem de OLHO bem aberto alguma informação entre em contato com os ministros.

CLIQUE AQUI e veja receita e despesa do seu municípios.

Aqui você encontra informações sobre a aplicação do dinheiro público nos municípios e no estado de Pernambuco.

Zé Freitas no Facebook

Zé Freitas no Twitter
Parceiros