Recicla Net

Óticas Olhar Brasil
Lojas Surya
Supermercado
Natália Calçados

Seg Vida
 

Para visualizar este conteúdo corretamente, é necessário ter o Flash Player instalado.

REFLEXÕES DO PASSADO E PRESENTE: PERSPECTIVA DE MELHORA PARA O FUTURO


 

Monthly Archives: janeiro 2020

Resultado de imagem para Thais Fersoza exibe foto de biquíni na gravidez de Melinda e confunde fãs

Thais Fersoza confundiu a web ao exibir foto de biquíni na gravidez. De férias com a família na Disney, a apresentadora relembrou outra viagem que realizou antes do nascimento dos filhos. Em publicação desta quinta-feira (30), a atriz aparece ostentando um biquíni azul enquanto mostra o início da barriga da gestação. Em praia na Tailândia, ela surge dentro do mar ao sorrir para a lente da câmera. “Uma gravidinha muito feliz na Tailândia!”, escreveu a artista. A imagem foi registrada, na verdade, em janeiro de 2016, quando a primogênita, Melinda, estava em seu ventre. O compartilhamento ganhou comentários e elogios de vários famosos como a mulher de Alok, Romana Novais.

Atriz confunde a web em foto: ‘Achei que era mais um bebê’

Thais Fersoza gerou confusão entre os internautas pela publicação desta quinta-feira (30). “Por um momento achei que ela estava grávida de novo (risos)”, confessou um usuário e outro continuou: “Eu também! Imagina a fofura em dose tripla (risos)”. Além de exibir a barriga de gravidez na imagem, o início da legenda indicando a gestação deixou os fãs esperançosos de uma possível nova gravidez. “Pensei que tivesse mais um a caminho (risos)”, indicou um seguidor e outro continuou: “Achei que era mais um bebê”. Apesar da artista não planejar uma terceira gravidez, as pessoas acreditaram se tratar de um anúncio. “Por dois segundos pensei que era você revelando um terceiro”, apontou um fã e outro continuou: “Meu Deus! Pensei que era outro neném (risos)! Já tinha ficado feliz”.

Thais Fersoza não descarta 3º filho: ‘Seria para três anos’

Michel Teló ainda tem planos de aumentar a família. Em entrevista, o casal revela não ter a pretensão de engravidar novamente, porém estão abertos ao destino. “É tão gostoso bebezinho pequenininho. Eu vou sentir muita falta daqui um tempo. Se fosse para ter outro filho, não seria agora, seria para três anos. Mas eu volto a falar, se Deus quiser, vai vir”, explicou Thais Fersoza. Ao mesmo tempo, a mãe de 2 explicou que não vê espaço e tempo para mais um integrante. De acordo com ela, seria mais uma responsabilidade para administrar enquanto os herdeiros ainda são pequenos. “Se entrasse outro neném agora, claro, seria o mesmo amor, mas eu ficaria muito dividida. Agora a gente está um time formado. Quero me dedicar a eles. Agora eu também estou começando a me libertar. Tá bom assim, tá ótimo nós quatros”, argumentou a carioca.

terra

Resultado de imagem para Vai começar alguma atividade física? Descubra o que você precisa saber

Todo mundo já conhece os benefícios de uma vida fisicamente ativa tanto na prevenção quanto no tratamento de diversas doenças, sejam elas físicas ou psicológicas. Mas pouca gente lembra dos cuidados necessários antes do início de uma atividade física. Ulisses Masseli, profissional de Educação Física do Hospital Universitário Maria Aparecida Pedrossian, de Campo Grande (MS) e vinculado à Rede Empresa Brasileira de Serviços Hospitalares (EBSERH), ensina alguns passos importantes que precisam ser seguidos para que nenhuma surpresa desagradável atrapalhe sua vida em movimento.

E a saúde como vai?

 Essa etapa é super importante e deve ser a primeira da sua lista. Segundo Ulisses, as principais ferramentas que os profissionais de saúde dispõem para realizar o diagnóstico do paciente são a anamnese e o exame físico. Parece difícil, mas anamnese é uma espécie de “entrevista” cujo objetivo é levantar informações importantes sobre a história atual e pregressa do paciente. Já o exame físico visa observar sinais e sintomas por meio da inspeção, ausculta, palpação e a percussão, sendo essas as quatro técnicas básicas do exame físico. Dependendo dos resultados obtidos em ambas as etapas, outros exames complementares podem ser requisitados para uma investigação mais detalhada. Mas já durante a consulta é possível detectar alguns sintomas relevantes, como é o caso da hipertensão arterial, que está associada à ocorrência de infarto e Acidente Vascular Cerebral (AVC), popularmente conhecido como derrame. Ulisses lembra que estar em dia com a famosa bateria de exames é de suma importância para um diagnóstico precoce, principalmente levando em consideração a faixa etária. No entanto, a não realização de exames mais completos não deve ser usada como pretexto para postergar a mudança de hábito e de abandonar de uma vez o comportamento sedentário.

Fique atento aos sinais e às suas limitações

_AN_5903.jpg

Presidente da CNM, Glademir Aroldi, e o secretário Quirino Cordeiro Júnior – Foto: Ronaldo Caldas

Um acordo de cooperação entre o Ministério da Cidadania e a Confederação Nacional dos Municípios (CNM) vai potencializar ações de prevenção, tratamento e também de reinserção social de ex-usuários de drogas dentro dos territórios municipais. A ideia é dar mais alcance às políticas já desenvolvidas pelo governo federal, fortalecendo também iniciativas da rede municipal de assistência. “Queremos oferecer ações que já estão em curso, assim como iniciar outras, fazendo com que estejam disponíveis de um jeito mais facilitado para quem necessita”, afirmou o secretário Nacional de Cuidado e Prevenção às Drogas, Quirino Cordeiro Júnior.
O compartilhamento de bases de dados sobre o consumo de drogas e de experiências com equipamentos e programas de prevenção, por exemplo, são ações que podem resultar em uma maior efetividade das políticas na área. Após a assinatura do acordo, que deverá ocorrer em fevereiro, será elaborado um plano de trabalho com o detalhamento de atividades e prazos de execução.
O secretário Quirino Cordeiro Júnior esteve com o presidente da CNM, Glademir Aroldi, na sede da entidade, em Brasília. Ele acredita que o envolvimento da sociedade na luta contra às drogas é fundamental para bons resultados de todo o trabalho. “Esse convênio, proposto nesse momento com o Ministério da Cidadania, é extremamente importante. A população brasileira precisa ter a consciência de que nós precisamos fazer esse enfrentamento, para que a gente possa ter, nas futuras gerações, uma melhor qualidade de vida, uma vida adequada, e que a gente possa realmente auxiliar as famílias que estão enfrentando esse tipo de problema”, concluiu Aroldi. Durante o encontro, o secretário destacou que a partir da criação da Secretaria Nacional de Cuidados e Prevenção às Drogas (Senapred), em 2019, foram desenvolvidas importantes ações e políticas como a Nova Política Nacional sobre Drogas, lançada em abril, e Lei sobre Drogas, publicada em junho. Para a implementação de uma nova frente de trabalho, a Senapred apostou na capacitação e ampliação de vagas em comunidades terapêuticas, com foco na reabilitação dos usuários. Para este ano, a meta é agir diretamente com os municípios.

Serviço

Informações para a imprensa:
(61) 2024-2266 / 2412
www.cidadania.gov.br/imprensa

Continue lendo

1 (1).jpg

Prazo para adesão vai até o dia 15 de março – Foto: Marcos Lopes

                                                                                                 

Cidades de todo o Brasil têm até o dia 15 de março para aderir ao Programa Município + Cidadão. A iniciativa lançada pelo Ministério da Cidadania tem o objetivo de reconhecer e valorizar iniciativas que transformam comunidades por meio da implantação de políticas públicas integradas nas áreas da Cultura, Desenvolvimento Social e Esporte. Interessados em participar devem acessar a página oficial (cidadania.gov.br/municipiomaiscidadao) e formalizar a adesão ao programa.

Para o ministro da Cidadania, Osmar Terra, é uma oportunidade para que boas práticas, a partir de gestões comprometidas, sejam reconhecidas e disseminadas para diferentes partes do país. “Esta iniciativa é a junção de várias ações que os municípios já fazem, na maior parte das vezes, e que elevam o patamar da cidadania e melhoram a qualidade de vida da população. Nós queremos que essas ações sejam disseminadas e ampliadas em todos os municípios brasileiros”, disse.

Continue lendo

A influenciadora compartilhou um clique que fez ao lado das crianças que está ajudando no país
A influenciadora compartilhou um clique que fez ao lado das crianças que está ajudando no país

Nesta quarta-feira, 29, Rafaella Santos compartilhou um momento de sua missão humanitária na África. Ela está em Moçambique ajudando crianaças no país e decidiu fazer um registro aolado das pequenas.Na legenda ela escreveu: “Ore pelo mundo, orar também é amar“. Muitos seguidores da atriz passaram a comentar o post: “Que assim seja, amém!“, escreveu uma. “Que lindo isso!“, disse uma segunda.Alguns famosos também deixaram seu recado. O jogador de futebol Nenê disse: “É isso minha mana, parabéns!“. A ex-BBB Anamara disse: “Deus ilumine sua vida grandemente“. Outros como Kaysar e Jota Amancio, amigo de Neymar, também escreveram apenas emojis. 

Confira:

A influenciadora compartilhou um clique que fez ao lado das crianças que está ajudando no país

Receba notícias da CARAS Brasil no WhatsApp! Para fazer parte do canal CLIQUE AQUI!

por CARAS Digital

 

Sister ostentou boa forma na web
Sister ostentou boa forma na web Divulgação

Carol Peixinho aposta em biquíni de oncinha e corpaço chama atenção na Bahia

A ex-integrante do Big Brother Brasil, Carol Peixinho, provou recentemente nas redes sociais que ela continua sendo uma das musas do reality show.De óculos de sol e usando um biquíni com estampa de oncinha, a famosa posou na Bahia e ostentou o seu corpo escultural na foto divulgada no Instagram.“Feliz em tempo real”, escreveu a beldade que costuma arrancar muitos suspiros em seu perfil por conta das publicações ousadas em que deixa à mostra o seu físico.

caras

Os recursos serão liberados por meio de medida provisória, que abre um crédito extraordinário em favor do Ministério do Desenvolvimento Regional (MDR). “Estamos trabalhando ombro a ombro para buscar mitigar os problemas ocorridos com essa catástrofe, que aconteceu nos último dias”, afirmou Bolsonaro, em um breve pronunciamento à imprensa. O presidente retornou a Brasília no mesmo dia.Segundo o governo de Minas Gerais, até agora 55 pessoas morreram no estado em decorrência das chuvas e cerca de 30 mil estão desabrigadas. Nos três estados mais atingidos pelas chuvas, um total de 123 municípios teve situação de emergência reconhecida pelo governo federal. “Parece-me que o pior já ficou para trás, mas o estado estará atento a tudo”, disse o governador Romeu Zema.Além da liberação de recursos extras, o governo federal informou que tem atuado por meio do Ministério da Saúde, na distribuição de mais de duas toneladas de medicamentos paras a regiões mais atingidas. O pagamento do Bolsa Família e o saque do Fundo de Garantia do Tempo de Serviço (FGTS) para as vítimas das chuvas também será antecipado.

veja

Em pleno século XXI, com o progresso tecnológico abrindo portas e mais portas para o futuro, a humanidade está, de novo, diante do avanço de um inimigo antiquíssimo e recorrente: um micr­organismo capaz de se propagar rapidamente pelo planeta, deixando um rastro de enfermidade e morte por onde passa. Originária da China, nesta sua nova e altamente contagiosa versão, uma cepa mutante do coronavírus da pneumonia desencadeou em dose maciça a contrapartida natural desse tipo de ameaça: o medo do vírus, na forma de queda nas principais bolsas de valores, comboios aéreos para remover estrangeiros das áreas de maior risco, regiões em quarentena total, cancelamento de voos para cidades chinesas e máscaras, máscaras por toda parte — inclusive no Aeroporto de Guarulhos, cobrindo o rosto de quem chegava da Ásia. Na quinta-feira 30, a Organização Mundial da Saúde (OMS) declarou emergência internacional. Havia mais de 8 000 pessoas infectadas em vinte países e 170 mortos, todos em território chinês.

No Brasil, a primeira suspeita séria de contágio surgiu em Belo Horizonte, onde a estudante de letras E.W. (a família pede que seu nome não seja divulgado), de 22 anos, desembarcou na sexta-feira 24 com febre e dor de garganta, vinda de Wuhan, o epicentro da epidemia — ela passou cinco meses na cidade, estudando mandarim. Uma semana depois, estavam sob observação, além dela, outros oito recém-chegados da China, em São Paulo, Paraná, Rio de Janeiro, Ceará e Rio Grande do Sul.

EPICENTRO - Equipe médica usa proteção para receber paciente em hospital de Wuhan: mortes se multiplicam na cidade HectorRetamal/AFP

Apesar do alto nível de preocupação mundial com o 2019-nCoV, eis o nome do vírus, as perspectivas de controle, combate e prevenção de doenças hoje estão anos-luz à frente da reação diante das mais mortíferas pestes da era contemporânea, como a gripe espanhola, que dizimou 50 milhões em 1918, ou o ebola, responsável pela dolorosa morte de 11 310 pessoas entre 2014 e 2016. “No começo de uma epidemia, a mortalidade é alta. Mas assim que se adota um sistema de identificação e de cuidados mais precisos ela cai”, explica Gerald Keusch, médico especialista em doenças infecciosas da Universidade Boston, nos Estados Unidos.

A situação só não está melhor porque o governo da China demorou a confirmar a ameaça e a se mexer para contê-la. Mas agora atua com a conhecida mão de ferro para estancar seus efeitos. Em seis dias, entre 21 e 27 de janeiro, o total de contaminados contabilizado por Pequim saltou de 300, todos em Wuhan, para 4 500 em várias partes do país. Um dia depois, ultrapassou o número de vítimas atingidas pela síndrome respiratória aguda grave (Sars), que assolou a mesma China entre 2002 e 2003 e afetou 5 327 pessoas. Para além das fronteiras chinesas, no resto do mundo contavam-se cerca de 120 con­tágios — dos Emirados Árabes Unidos, com quatro casos identificados, aos Estados Unidos, com cinco, mais 92 suspeitos. Um paciente no Japão, outro nos Estados Unidos e mais quatro na Alemanha não se contaminaram na China, mas no contato com infectados em seu próprio país, um deles sem nenhum sintoma. “A transmissão de humano para humano fora do território chinês aumenta dramaticamente os riscos de disseminação”, adverte Keusch.

RESPOSTA RÁPIDA - Escavadeiras a postos: o governo ordenou a construção de dois hospitais em menos de um mês STR/AFP
PRECAUÇÃO – Aeroporto indonésio: sensor térmico aponta quem tem febre Zikri Maulana/Sopa Images/Rex/Shutterstock

Embora necessário, o bloqueio agravou a situação dos oito hospitais de Wuhan, que foram às redes sociais pedir materiais médicos básicos, como luvas e máscaras. As filas e o acúmulo de doentes nos corredores, uma situação corriqueira na China, aumentaram com o surto. Amparado na sua estratosférica capacidade de mobilização e na farta mão de obra, o governo de Xi Jinping ordenou a construção em tempo recorde de dois hospitais em Wuhan, com 2 300 leitos no total. Os projetos devem estar prontos em meados de fevereiro. Cerca de quarenta brasileiros residentes em Wuhan e outras cidades sofrem os efeitos da quarentena decretada por Pequim. “O drama pessoal deles é terrível”, disse a VEJA o embaixador Estivallet.

Continue lendo

Proposta para área administrativa será enviada ainda em fevereiro  / Fabio Rodrigues Pozzebom/Ag. Brasil

Proposta para área administrativa será enviada ainda em fevereiro
Fabio Rodrigues Pozzebom/Ag. Brasil
Estadão Conteúdo

Depois de dez dias de férias nos EUA, o ministro da Economia, Paulo Guedes, desembarcou na segunda-feira, 14, em Brasília dizendo que vai retomar a agenda de reformas. Segundo ele, a proposta para a área administrativa, cujo envio ao Congresso foi sustado pelo presidente Jair Bolsonaro no final de 2019, deverá ser encaminhada à Câmara entre o final deste mês e o início de fevereiro. Em relação à reforma tributária, a ideia é apresentar o projeto de forma quase simultânea ao da administrativa, pois já haveria acerto para ser analisado por comissão mista do Congresso.

“O presidente continua comprometido com as reformas. Uma coisa é o timing político, outra é o conteúdo das reformas”, disse Guedes, em entrevista ao jornal O Estado de S. Paulo por telefone no domingo, 12, à noite. “O presidente deu algumas sugestões que foram adotadas. Os presidentes da Câmara (Rodrigo Maia) e do Senado (Davi Alcolumbre) também deram as suas sugestões, e isso está sendo conduzido em conjunto. Agora, em vez de mandar uma versão das reformas com muita potência e depois o negócio ser esfacelado, a calibragem está sendo feita antes.” Após sofrer ajustes defendidos por Bolsonaro e lideranças partidárias – como a manutenção da estabilidade para os atuais servidores, no caso da reforma administrativa, e a exclusão de imposto nos moldes da antiga CPMF, no caso da tributária -, as duas propostas estão praticamente fechadas. Segundo Guedes, elas receberam sinal verde do Palácio do Planalto para ser enviadas ao Congresso. Nos bastidores, comenta-se ainda que a alegada preocupação de Bolsonaro com a possibilidade de a reforma administrativa turbinar protestos parecidos aos vistos no Chile teria se dissipado.

O ministro afirmou que, nas últimas semanas, houve também negociações da equipe econômica com os demais ministérios para superar resistências à reforma administrativa. “Nós mesmos, dentro do governo, tivemos de conversar para os demais ministérios verem que a reforma está baseada em princípios gerais”, disse. “Muitas categorias do funcionalismo também quiseram examinar a proposta e saíram felizes com o que viram.”

Propostas

Continue lendo

PROGRAMAÇÃO:

 

Quinta:

 

Praia de Ponta Negra e Galeria de Arte.
Sexta-feira: Praia de Pirangi e Praia Shopping cento
Sábado:
Praia de Genipabu, neste percurso foi visitado o Aquário e o Centro das Forças Armadas, conhecido como a Barreira do Inferno.
Domingo:
Praia da de Ponta Negra.
 Visita a Feira de artesanato de Ponta Negra, onde encontra-se também a palhoça de forró pé de serra que funciona nas sextas feiras e sábados, das 19  às 22 horas.
   A praia é um dos lugares mais democráticos que existem, pois cabem todas as idades, crenças e culturas. São diferentes tipos de vida, todos estão reunidos em paz, apenas curtindo a energia positiva que o mar traz.
    O azul do mar misturado com o do céu  e a areia molhada, o sol radiante ; tudo na praia me deixa feliz! Areia, sol e mar: a combinação perfeita para alcançar a paz de espírito. É no poder da praia que encontro as energias que preciso para me sentir em paz.

 

ACESSEM OS VÍDEOS

                                                        

ACESSEM OS VÍDEOS

É muito comum curtirmos alguns dias de praia e, posteriormente, nos dar conta de que nosso cabelo está um pouco desidratado. A Dra. Kédima Nassif traz algumas dicas para minimizar o potencial danoso do verão aos cabelos

© iStock É muito comum curtirmos alguns dias de praia e, posteriormente, nos dar conta de que nosso cabelo está um pouco desidratado. A Dra. Kédima Nassif traz algumas dicas para minimizar o potencial danoso do verão aos cabelos

Fevereiro já está logo aí, trazendo dias bonitos e quentes, típicos do verão. Nessa época, muita gente não perde a oportunidade de ir à praia para ganhar um bronzeado e tomar um banho de mar. Tudo muito bom, mas o que não podemos esquecer é que um dia na praia pode causar estragos no nosso cabelo, e ninguém quer iniciar um novo ano insatisfeito com os fios, não é?

“No verão, devido ao o suor, o calor e à umidade, o cabelo fica mais suscetível a problemas como seborreia e caspa. Além disso, quem gosta de praia deve tomar cuidado, pois a exposição solar excessiva e a água do mar podem causar estragos nos fios”, afirma a Dra. Kédima Nassif, dermatologista e tricologista, membro da Sociedade Brasileira de Dermatologia.

Mas como um dia de praia pode prejudicar o cabelo? Segundo a Dra. Kédima, a exposição aos raios solares pode acelerar a oxidação da estrutura superficial do cabelo. “Para saber se o sol está comprometendo seus fios, basta ver se ele se tornou mais claro após a exposição. Muita gente não sabe, mas o fato de o fio clarear não é algo positivo, mas sim significa que ele perdeu parte de sua camada protetora contra a luz”, diz ela. Temos que tomar cuidado, também, com a água do mar. Segundo a tricologista, devido ao alto teor de sal, o cabelo acaba perdendo muita água. “Assim, quando o cabelo fica totalmente seco, você perde a umidade das fibras dos fios, fazendo com que o cabelo fique quebradiço” explica a medica.

Para aproveitar o verão sem sacrificar a beleza dos fios, basta tomar alguns cuidados específicos para a época. “Após o banho de mar, nunca deixe de lavar bem os cabelos com água doce ou água mineral. O ideal é que, nesse período do ano, você troque o condicionador e o shampoo de sempre por produtos específicos para a estação. Ativos nutritivos mais fortes como a arginina (aminoácido que forma uma película ao redor dos fios para protegê-los) e a queratina (uma espécie de escudo contra as agressões externas) ajudam a enfrentar as altas temperaturas e preparam os fios para a exposição ao sol”, sugere a Dra. Kédima. Outra dica da dermatologista é investir em um leave-in de qualidade; usado geralmente após o banho, o leave-in ajuda a proteger a fibra capilar evitando que os fios fiquem ressecados, quebradiços e sem brilho. “O produto também controla o volume de cabelos, principalmente os cacheados e crespos, combate o frizz e protege os cabelos tingidos”, completa.

Continue lendo

Inovações buscam um rejuvenescimento natural da pele, estimulando a produção de colágeno (Foto: Banco de imagens)

Apesar de muita gente considerar os 40 como os novos 30 para as mulheres, a juventude não dura para sempre e é bom estarmos preparados para envelhecermos bem. A dermatologista Juliana Piquet, que atende Adriana EstevesMaria Ribeiro e Taís Araújo (todas na casa dos 40), afirma que efetivamente é a partir dessa idade que o envelhecimento cronológico começa a dar sinais, apesar da queda de produção de colágeno começar a cair desde os 30 anos. Ela explica que um tratamento que está sendo muito procurado são os bioestimuladores, que ajudam a estimular o colágeno. “Eles dão um resultado mais ‘natural’. Como o estímulo do colágeno pode acontecer até 18 meses após a aplicação e o resultado varia de acordo com a capacidade de cada organismo em produzir colágeno, o resultado fica natural porque acontece de acordo com cada pessoa”, diz.

Os bioestimuladores – Sculpra, Ellansé e Radiesse – são substâncias injetáveis que ativam os fibroblastos (células responsáveis pela produção de colágeno) estimulando a produção de novas fibras que dão sustentação à pele.

Descubra abaixo os melhores tratamentos para a pele após os 40:

Continue lendo

Alice Wegmann postou foto com a avó e amigo achou que fosse um crush da atriz (Foto: Reprodução/Instagram)

Alice Wegmann teve que negar mais um boato de que estaria namorando de novo, semanas após o término com Miguel Ribas. Só que, dessa vez, a atriz se divertiu mais com a situação. Após postar uma série de vídeos e fotos no Cristo Redentor, no Rio de Janeiro, a atriz mostrou um momento em que aparece de mãos dadas com uma pessoa, vendo o entardecer com a vista da cidade.Logo em seguida, a atriz mostrou um print de uma mensagem que recebeu, em que um de seus amigos questionou se ela estava namorando novamente. “Boy novo?????”, escreveu o amigo. E a atriz logo esclareceu: “Minha avó”. “RINDO. DESCULPA. É O SONO”, se divertiu o amigo da atriz, que logo respondeu a mensagem: “Eu te amo, entenda @terraleste”

Crédito: Instagram Paula Fernandes

Paula Fernandes em Fernando de Noronha 

Em clima de romance com seu namorado, Rony Cecconello, a cantora Paula Fernandes foi presenteada com uma declaração de amor, no cenário paradisíaco de Fernando de Noronha. Cecconello escolheu uma música de Roberto Carlos para se declarar à amada. O casal chegou à ilha no último domingo (19), segundo o Portal G1. Durante um evento na última quarta-feira (22), Paula foi a primeira a cantar no karaokê de um festival gastronômico em uma pousada. Acompanhada de uma turista, ela cantou um de seus sucessos: “Pássaro e Fogo”. Para completar, ela interpretou outras faixas de grandes nomes da música e aproveitou para dançar com um dos moradores da ilha. Depois da performance da namorada, Rony Cecconello cantou a música “Detalhes”, de Roberto Carlos, para Paula Fernandes.

Resultado de imagem para O Novo não quer um centavo dos R$ 2 bi que Bolsonaro dará aos partidos

Ele é uma espécie de mecenas da política. Milionário – declarou à Receita na campanha presidencial de 2018 possuir bens no valor de R$ 425 milhões – , João Amoêdo usou parte de sua fortuna (R$ 4,5 milhões) para fundar o Novo em 2011. E, mais que isso, envolveu seus amigos banqueiros no projeto de criação do partido, com a ideia de unir gente nova, executivos de empresas e do mercado financeiro, que estavam à margem do processo político, mas que desejavam construir um Brasil liberal na economia e conservador nos costumes. O propósito de Amoêdo é fazer política de um modo diferente: não usar dinheiro público para manter o partido ou disputar eleições. Por isso, o Novo se recusa a receber um único centavo dos R$ 2 bilhões destinados pelo presidente Bolsonaro aos partidos para gastos com a campanha eleitoral de 2020. Amoêdo diz que a legenda prova, assim, que esse modelo é viável. “Sem dinheiro público, em 2018 eu fiquei em quinto lugar na eleição para presidente, à frente de Marina Silva e Henrique Meirelles, ao mesmo tempo em que elegemos oito deputados federais e o governador de Minas Gerais”.

O que o senhor achou do presidente Jair Bolsonaro ter sancionado a lei que aloca R$ 2 bilhões ao fundo eleitoral para as campanhas municipais de 2020?
Muito ruim, por dois motivos. Primeiro, porque nas eleições municipais de 2016 não houve financiamento de empresas e nem dinheiro público. As eleições transcorreram normalmente, com campanhas mais baratas. Ficou demonstrado que não havia necessidade de dinheiro público para o pleito. Esse dinheiro liberado agora deveria estar sendo destinado para as áreas sociais. Porque, no fundo, ele é retirado do bolso do cidadão em forma de impostos. Tais recursos poderiam estar sendo usados pelas pessoas para comprarem comida e remédios. Mas o que ficou muito ruim foi o fato de o presidente liberar os R$ 2 bilhões sob a alegação de que se não o fizesse poderia sofrer impeachment. Isso não é verdade. Os advogados que nos assessoram disseram que não havia esse risco para o presidente.

O presidente sempre disse que era contra o uso de recursos públicos em campanhas eleitorais. Por que ele mudou de ideia?
É difícil saber o que lhe foi exigido em troca, mas não é bom quando os governantes vão deixando de lado princípios e valores para tomar uma decisão em função de objetivos de curto prazo, o que tem sido uma tradição na nossa política. É por essa razão, inclusive, que o Brasil não consegue crescer e ter segurança jurídica. E, pior, o presidente está criando um partido, o Aliança, que não veta a utilização de dinheiro público para uso eleitoral em seu estatuto. O Novo, por sua vez, veta o uso de dinheiro público para campanhas. Só aceitamos nos casos em que a legislação eleitoral exige, como no caso dos 5% para candidaturas femininas, pois se não usarmos aí poderemos ter as contas rejeitadas.

Como fizemos nas eleições de 2016 e 2018. Ou seja, usando apenas os recursos doados por nossos filiados. Vamos fazer campanhas baratas e usando muito as mídias sociais, com bons candidatos, novas práticas e posturas, mas principalmente que representem de fato a renovação de lideranças.

O senhor acredita que o uso de dinheiro público em campanhas eleitorais pode repetir a corrupção ocorrida no passado com os recursos de empreiteiras?
Acabei de ler uma reportagem mostrando que o ex-presidente de um desses partidos usou o dinheiro público dos fundos partidários para viajar pelo mundo. No caso do Novo, temos mais de R$ 30 milhões do fundo partidário na conta corrente do partido, mas nós não vamos usar. Queríamos depositar esse dinheiro no Fundeb, o fundo para o desenvolvimento da educação básica, mas a legislação não permite. Estamos fazendo uma consulta ao TSE nesse sentido, mas é um absurdo, pois a legislação nos obriga a gastar esse dinheiro com o partido e nós decidimos não usar.

Não é possível simplesmente rejeitar o recebimento do dinheiro?

Continue lendo

Crédito: Fabio Rodrigues Pozzebom/Agência Brasil

O Ministro-Chefe do Gabinete de Segurança Institucional da Presidência da República, General Augusto Heleno, participa de audiência pública da Comissão de Integração Nacional, Desenvolvimento Regional e da Amazônia da Câmara.

(Crédito: Fabio Rodrigues Pozzebom/Agência Brasil)

O ministro do Gabinete de Segurança Institucional da Presidência, Augusto Heleno, disse que o prazo para o governo resolver o acúmulo de pedidos na fila de espera do INSS é outubro, “mas há possibilidade de antecipar se houver jato de impulsão na solução do problema”, segundo o ministro.Em entrevista à rádio CBN na manhã desta quarta-feira, 29, Heleno defendeu que a decisão de utilizar militares da reserva para diminuir a fila e a saída do ex-secretário da Previdência, Renato Vieira, são amostras da preocupação do governo com a situação da seguridade social. Sobre o uso de militares, Heleno ainda afirmou que não haverá maiores problemas em sua aplicação. “Há medidas burocráticas que podem ser facilmente aprendidas”, disse o ministro, que ponderou que chamar novos servidores públicos para atuar no INSS contraria a intenção do ministério da Economia de reduzir o número de concursados. Para ele, os funcionários públicos do INSS precisam de “estímulo à liderança para resolver o problema”.

Crédito: DOUGLAS MAGNO / AFP

                                 Ruas foram soterradas devido às chuvas

                                                                                              (Crédito: DOUGLAS MAGNO / AFP)

Estadão Conteúdo

A forte chuva que atingiu Belo Horizonte e a região metropolitana entre a noite de terça-feira, 28, e a madrugada desta quarta-feira, 29, causou destruição e mais uma morte, passando para 53 o número de pessoas que morreram desde o início dos temporais, na quinta-feira passada, dia 23. Mais de 30 mil mineiros estão desabrigados.Segundo autoridades da capital, em apenas três horas choveu 175,6 milímetros na região central – metade do esperado para o mês inteiro. A morte foi registrada em Nova Lima, onde houve o desabamento de uma casa. Em Belo Horizonte, a força das águas arrancou o asfalto e destruiu carros e lojas na região da Praça Marília de Dirceu e arrancou a canalização, abrindo uma cratera e interditando a Avenida Tereza Cristina, por onde passa o Ribeirão Arrudas.

No temporal da semana passada, a região onde há a canalização do Ribeirão Arrudas também foi afetada. Duas vigas de concreto foram derrubadas pela força da correnteza, colocando em suspeita a realização da obra que cobriu o rio. Outras três vigas foram danificadas, mas não chegaram a cair.A cobertura de cursos d’água é criticada por especialistas em meio ambiente e urbanismo em todo o mundo há pelo menos 20 anos. No caso de Belo Horizonte, existe inclusive a possibilidade de estouro da estrutura.Com o fechamento do ribeirão, a correnteza, em períodos de chuva forte, faz com que a água seja jogada para fora do leito na transição da parte a céu aberto para a coberta. A Avenida Tereza Cristina, que margeia o Arrudas, é uma das vias constantemente fechadas para o trânsito em períodos de chuva forte.As chuvas fizeram com que o Estado decretasse situação de emergência em 101 cidades. Outros 20 municípios também declararam situação de emergência e outros três de calamidade pública. A Defesa Civil de Minas Gerais aconselha os moradores a deixarem as casas de áreas perigosas.

istoe

A atriz Regina Duarte em Brasília, onde foi para conhecer a rotina da secretaria de Cultura Foto: Sergio Lima / AFP
 A atriz Regina Duarte em Brasília, onde foi para conhecer a rotina da secretaria de Cultura
Foto: Sergio Lima / AFP

SÃO PAULO – A atriz Regina Duarte, provável futura secretária especial da Cultura do governo de Jair Bolsonaro, compartilhou neste domingo (26), no Instagram, um vídeo no qual o ex-BBB Adrilles Jorge critica o “marxismo cultural”. No programa “Jovem Pan Moring Show”, da rádio Jovem Pan, o ex-BBB afirmou que o marxismo cultural coloca “negros contra brancos, mulheres contra homens, homossexuais contra heterossexuais”. — Só existe isso no mundo hoje, pessoas que se colocam no lugar de vítimas para massacrar as outras — disse ele. Jorge ainda acusou as indústrias “cinematográfica, teatral, cultural e literária” de serem as principais responsáveis pela propagação do marxismo cultural. Ao compartilhar o vídeo, Regina disse que o depoimento de Jorge era “bacana, profundo, super real” e perguntou: “Quem é esse cara?!”. O vídeo que Regina compartilhou é editado e não mostra o apresentador do programa, Guga Noblat, rebater Jorge dizendo que “marxismo cultural” é uma “teoria conspiratória que ninguém leva a sério”.

Relembrando Chaplin contra Hitler

Mais tarde, Regina postou uma foto dela própria fantasiada de Charles Chaplin como no filme “O grande ditador”, em que o o artista parodiou Hitler. “Na foto, #tbt de um quadro antigo do Fantástico em que eu imitava #chaplin satirizando Hitler no genial filme ‘O grande ditador’ (1940).”, diz a legenda. O antecessor de Regina na secretaria de Cultura, o dramaturgo Roberto Alvim foi demitido por parafrasear um discurso do ministro da propaganda nazista Joseph Goebbels ao anunciar o Prêmio Nacional das Artes.

oglobo

São Paulo — Um novo dia, uma nova onda de tensão nas bolsas globais causada pelo coronavírus. A ameaça de uma epidemia global é o grande tema de discussão desta terça-feira, e deve seguir dando o tom nas mesas de negociações. Autoridades chinesas disseram que o número de mortos no país já chegou a 106, e que há mais de 4.500 pessoas infectadas.

O diretor-geral da Organização Mundial de Saúde (OMS) disse hoje em Pequim que confia na China para evitar uma pandemia, uma epidemia de escala global. A OMS revisou seu relatório anterior sobre o coronavírus, que falava de risco “moderado”. Agora, a agência afirma que o risco é “muito alto” na China e “alto” no resto do mundo. A lenta reação da agência é alvo de fortes críticas de especialistas.

Também nesta terça-feira o governo chinês anunciou o envio de mais 6.000 médicos a Wuhan, cidade que concentra os casos, estendeu o feriado de ano novo e adiou a retomada de atividades de bolsas de valores e das escolas.

Países como França e Estados Unidos estudam enviar aviões a Wuhan para retirar seus cidadãos da cidade. O embaixador brasileiro Paulo de Mesquita afirmou à GloboNews que ainda não trabalha com a possiblidade de retirar os 47 cidadãos do país de Wuhan, e disse ainda que voos de evacuação ainda não foram autorizados.O impacto para a economia global pode ser imediato, com a queda na produção de fábricas e na compra de insumos como carne, soja e minério de ferro. A queda nos gastos de chineses com transportes e turismo também pode ter impacto global. A agência de classificação de risco S&P calcula que o crescimento esperado do PIB chinês para 2020 pode cair de 6% para 4,8% caso o consumo das famílias despenque 10% este ano na China. Em 2003, a epidemia de Sars derrubou o crescimento do país de mais de 11% para 10% no ano.

A nova leva de incertezas na segunda maior economia do mundo pode  afetar decisões de política econômica em outros países. Nesta terça-feira o Fed, o banco central americano, começa uma reunião de dois dias para decidir a nova taxa básica de juros do país. A expectativa é de manutenção da taxa atual de 1,5% a 1,75%.

Mas aumentam as dúvidas sobre a indicação do Fed para o médio prazo — uma queda no ritmo global poderia ser um estímulo extra para nova redução nos juros, atendendo a reiterados pedidos do presidente Donald Trump.

As incertezas sobre o coronavírus devem continuar dando o tom nos mercados, com aumento no pessimismo no médio prazo. Mas esta terça-feira pode ser dia de “correção”, após a elevada queda de ontem no Ibovespa, de 3,3%. A única certeza, neste cenário, é o aumento da volatilidade: o Vix, índice que mede a volatilidade global, subiu quase 30% na segunda-feira, mas cai cerca de 2% nesta terça.

exame

Deborah Secco dá detalhes sobre sua nova personagem
Deborah Secco dá detalhes sobre sua nova personagem Foto:TV Globo

Ansiosa para a estreia de Salve-se Quem Puder, a atriz Deborah Secco contou em entrevista ao GShow as semelhanças com Alexia, seu mais recente trabalho na TV.

A partir desta segunda-feira (27), ela começa a viver uma das personagens mais parecidas com a sua personalidade.

A Alexia é a personagem que mais se parece comigo. Sou realmente uma pessoa intensa, eu já fui namoradeira, gosto muito de comer, a Alexia tem essa obsessão com a comida que eu tenho. Sempre tentei levar minhas personagens para lugares diferentes de mim para que elas me dessem mais oportunidades de atuar, mas a Alexia tem coisas tão minhas… Pela primeira vez, eu estou aceitando fazer um pouco eu”, disse ela. Na trama, Kyra terá que se transformar após entrar para o programa de proteção à testemunha após presenciar um assassinato.Secco revela estar preparada para viver uma mudança intensa em sua personalidade  – e no visual.

“Me transformar a cada trabalho é maravilhoso e foi por isso que escolhi ser atriz. Eu gosto muito de emprestar meu corpo para viver os meus personagens. Adoro todas as mudanças e sempre fico ansiosa para ver o resultado. Para mim, é muito bom poder ver e entender quem será essa personagem e desvendar a personalidade por meio dos cabelos”, conta.

contigo
Farias Calçados

Faça Sua Pesquisa no Google Aqui!
 
bove=""

 

Visitas
contador de visitas
Redes Sociais
Click e acesse
Zé Freitas no Facebook

Clínica Climed / Plano Assistencial

Clínica Climed.

Av: Vereador Horácio José de s/n de frente o Banco do Brasil.

Contato (87) 9.9161-1779

Santa Terezinha PE

Lições Bíblicas
Zé Freitas no Twitter
Portal Correio-PB

 
CLIQUE E ACESSE!
Parceiros