Recicla Net

Óticas Olhar Brasil
Lojas Surya
Supermercado Compre Bem
Natália Calçados

Seg Vida
 

Para visualizar este conteúdo corretamente, é necessário ter o Flash Player instalado.

REFLEXÕES DO PASSADO E PRESENTE: PERSPECTIVA DE MELHORA PARA O FUTURO


 

Monthly Archives: junho 2020

Patos, PB, acata recomendação de MPs e não flexibiliza funcionamento de comércio  — Foto: Prefeitura de Patos / Divulgação

Patos, PB, acata recomendação de MPs e não flexibiliza funcionamento de comércio

O prefeito interino de Patos, Ivanes Lacerda, acatou a recomendação dos Ministérios Públicos da Paraíba, Federal e do Trabalho em não abrir os shopping centers e o comércio varejista da cidade. A recomendação dos órgãos ministeriais foi emitida nesta terça-feira (30) para evitar a propagação da Covid-19 no município. Um novo decreto será publicado ainda nesta terça revogando as determinações estabelecidas para as atividades desenvolvidas em shoppings, galerias e lojas de varejos e serviços para adequação à bandeira laranja, conforme o plano de retomada de atividades econômicas desenvolvido pelo governo estadual. O projeto determina a matriz de orientação para a retomada gradual das atividades. O procurador do município, Jonas Guedes, explicou sobre a decisão da prefeitura em acatar a recomendação. A determinação deve ficar em vigor até o dia 15 de julho. “As lojas que teriam a liberdade de abrir amanhã, não poderão mais fazer isso, mas vão poder continuar fazendo esse mesmo trabalho da seguinte forma: delivery ou techway que é a retirada do produto no local estabelecido”, explicou Jonas.

g1

diariodegoias
O presidente da Câmara dos Deputados, Rodrigo Maia (DEM-RJ), defendeu que a proposta de adiamento das eleições municipais seja votada nesta semana Sérgio Lima

O presidente da Câmara, Rodrigo Maia (DEM-RJ), disse na tarde desta 3ª feira (30.jun.2020) que a PEC (proposta de emenda à Constituição) que adia as eleições de outubro para novembro deve ser votada nesta 4ª feira (1º.jul.2020):

“Está avançando para que a gente consiga colocar a matéria em votação amanhã. Acho que está bem encaminhado para que a gente possa ter uma definição sobre esse assunto ainda durante o dia de 4ª feira”, declarou Rodrigo Maia.

A PEC já foi aprovada pelo Senado. Transfere o 1º turno para 15 de novembro e o 2º para o dia 29 do mesmo mês. O motivo para a alteração é a pandemia. Existe o temor de que a votação e outros eventos vinculados ao processo eleitoral facilitem a disseminação do coronavírus. O adiamento das eleições sofreu resistência na Câmara devido à pressão de prefeitos que tentarão se reeleger. Eles levam vantagem se a eleição for mais cedo por serem mais conhecidos do eleitorado que seus adversários. Além disso, temem que, por causa dos efeitos da pandemia sobre a arrecadação, falte dinheiro para pagar salários. Atrasar vencimentos às vésperas do pleito dificultaria a reeleição. Agora, líderes acreditam que já há votos suficientes para aprovar a PEC. São necessários ao menos 308, em 2 turnos. O que faltava era acordo para colocar o projeto em pauta, que Maia está construindo.  O Poder360 apurou que foi negociado 1 repasse extra de R$ 5 bilhões a prefeitos, por meio de medida provisória que já tramita, a MP 938 de 2020. Esse dinheiro seria uma espécie de seguro para evitar o atraso nos salários. Também está sendo negociada a volta do programa partidário obrigatório na TV, bancado com renúncias fiscais e extinto em 2017. Maia nega que tenha havido negociação de verbas em troca do adiamento das eleições. “Tem uma confusão. A discussão da MP 938 já estava sendo feita independentemente disso”, afirmou.

“Não vejo isso como uma troca. Não sei de onde saiu isso. Acho que é 1 erro vincular uma coisa à outra“, declarou Rodrigo Maia.

Continue lendo

Pessoas esperam em fila em frente a agência da Caixa para receber auxílio emergencial durante o surto do Covid-19 15/04/2020 REUTERS/Ricardo MoraesPessoas esperam em fila em frente a agência da Caixa para receber auxílio emergencial durante o surto do Covid-19 15/04/2020 REUTERS/Ricardo MoraesFoto: Reuters

BRASÍLIA – O governo vai manter o pagamento do auxílio emergencial em julho e agosto, mas decidiu dividir o valor em três parcelas. Em julho, os benecifiários vão receber a parcela de R$ 600, como ocorre atualmente. Em agosto, porém, esse valor de R$ 600 será pago em duas parcelas, uma no começo e outra no fim do mês. Com essa mudança, o governo pretende passar a sensação de prolongamento do recurso para o beneficiário do auxílio emergencial. Na prática, portanto, os valores continuam os mesmos já previstos. O ministro da Economia, Paulo Guedes, disse nesta terça-feira, 30, que a prorrogação do auxílio emergencial será anunciada ainda nesta tarde pelo presidente Jair Bolsonaro e que será feita por decreto. “Temos aquele dilema. Ou você dá um valor alto por pouco tempo ou dá valor mais baixo e estica um pouco. Vamos por essa solução”, afirmou, em audiência pública por videoconferência na Comissão Mista do Congresso Nacional que monitora a execução orçamentária e financeira das medidas relacionadas à covid-19.

Aprenda Pré produção de animação com Photoshop neste Curso Online com Certificado. Aprovado pelo MEC. Saiba mais! A lei que criou o auxílio emergencial determina que, em caso de prorrogação do auxílio, o governo precisa manter o pagamento mensal de R$ 600. “A lei obriga o pagamento de R$ 600 em um mês e R$ 600 no outro. Então vamos fazer três meses de cobertura, com dois pagamentos em um mês”, detalhou. Na segunda-feira, 29, o secretário do Tesouro, Mansueto Almeida, informou que a extensão do auxílio emergencial custará R$ 100 bilhões ao governo. Ainda não foi anunciado o valor de cada parcela dos R$ 600 que serão entregues em agosto. “Todos sabem que se gastar gasolina demais, o tanque acaba mais rápido. Programas que poderiam se estender por mais tempo, acabam pressionando fiscalmente e você então tem que ceder. Ao invés de colocar R$ 600, de repente tem que colocar um número mais baixo para poder alongar mais. Se quer cobrir três ou quatro meses, precisa pagar um valor menor, senão o País estoura”, afirmou o ministro. A extensão do auxílio emergencial será anunciada em evento na tarde desta terça pelo presidente Jair Bolsonaro. “O custo hoje (do auxílio emergencial) é de R$ 54 bilhões por mês. Não sei se conseguimos mais R$ 50 bilhões por mês por mais três meses, mas seguramente a solução que o presidente pediu e anunciaremos hoje estende a cobertura por esse período”, completou.

Paulo Guedes decidiu manter as duas parcelas do auxílio emergencial com o mesmo valor de R$ 600,00. O anúncio oficial será feito nesta tarde (30/06).

Mais duas parcelas do auxílio emergencial: enquadramento fechado em Paulo Guedes, ministro da Economia

Não será necessário encaminhar nenhuma lei extra ao Congresso.

– Foto: Foto: Washington Costa/ME (Wikimedia Commons)

Auxílio emergencial: mais duas parcelas de R$ 600 foram confirmadas

A mudança para a metade do valor (R$ 300,00) ganhou força por meio dos cálculos da equipe econômica do governo, mas a proposta não foi bem recebida pelos parlamentares. De acordo com o presidente da Câmara dos Deputados, Rodrigo Maia (DEM-RJ), existiria um risco iminente em reduzir o auxílio emergencial na quarta e quinta parcela. Ele havia cobrado uma postura oficial de Jair Bolsonaro para manter os benefícios no mesmo valor de R$ 600,00. Afinal, conforme pronunciamentos anteriores, já existia um consenso de que os deputados condenariam a redução dos repasses. “A gente entende a preocupação do governo”, disse Rodrigo Maia, referindo-se ao impacto que a medida terá nos cofres públicos. “Mas gostaria de ter uma posição oficial. Que o governo encaminhe a matéria e possamos fazer um debate transparente”, continuou. O ministro da Economia, Paulo Guedes, apoiou a prorrogação do auxílio emergencial por mais um ou dois meses. No entanto, os valores deveriam ser calculados em formato parecido com o do Bolsa Família. A redução de R$ 600,00 para R$ 200,00 aliviaria os custos mensais de R$ 50 bilhões para R$ 17 bilhões. Bolsonaro havia concordado com a linha de raciocínio de Guedes, mas sugeriu que a quarta e quinta parcela tivessem valores maiores do que R$ 200,00. Por essa razão, destacou que os repasses poderiam ser escalonados para mais três parcelas (R$ 500, R$ 400 e R$ 300, respectivamente). O presidente também fez questão de reafirmar que vetaria qualquer proposta que mantivesse o valor em R$ 600. Como o Congresso não cedeu à pressão de Bolsonaro, Paulo Guedes confirmou dois novos repasses no mesmo valor de antes.

Terceira parcela do auxílio emergencial: calendário já foi divulgado

Na última quinta-feira (25/06), foi divulgado o calendário da terceira parcela do auxílio emergencial. O primeiro dia de pagamento aconteceu em 27 de junho de 2020. Assim como os repasses das cotas anteriores, os novos R$ 600 estão sendo creditados conforme os grupos de beneficiários. Lembrando que os inscritos no Bolsa Família já estão recebendo desde o dia 17 de junho, de acordo com o dígito final do Número de Identificação Social. Faltava apenas o anúncio para o cronograma de transferência aos outros beneficiários. Sendo assim, o calendário da terceira parcela era muito aguardado para quem recebe por depósitos em contas digitais ou realiza saques em espécie.

concursosnobrasil

Isabella Santoni (Foto: Fernanda Garcia/Revista MENSCH)
Isabella Santoni (Foto: Fernanda Garcia/Revista MENSCH)Isabella Santoni (Foto: Fernanda Garcia/Revista MENSCH)
Isabella Santoni (Foto: Fernanda Garcia/Revista MENSCH)
Isabella Santoni (Foto: Fernanda Garcia/Revista MENSCH)Isabella Santoni (Foto: Fernanda Garcia/Revista MENSCH)Isabella Santoni (Foto: Fernanda Garcia/Revista MENSCH)

Isabella Santoni surgiu arrasadora em ensaio para a revista MENSCH. Nas fotos, feitas na casa da atriz, ela aparece bem à vontade para as lentes da fotógrafa Fernanda Garcia, de forma remota, respeitando o isolamento social por conta da pandemia do novo coronavírus.”Ela é top, capa de revista! Galera saiu uma matéria exclusiva na revista @revmensch em que fui capa! Me rexxxpeita que eu tô chic hein… Brincadeiras à parte, esse ensaio foi feito pela @fegarcias_ através de um celular!”, explicou Santoni.”Sim, eu aderi os ensaios feitos em casa! Me vi fazendo função stylist, produção de cenário, iluminação!  Na matéria comento sobre diversos assuntos! Entre eles, um pouco da minha vida, trabalho, minha paixão pelo ‘surf’, e muito mais!”, completou ela, que está fora das novelas desde o fim de Orgulho e Paixão, de 2018, em que viveu a personagem Charlotte. No bate-papo, Santoni falou sobre as críticas que já sofreu, a beleza como aliada (ou inimiga?), a vaidade e como tem lidado com a questão do isolamento social por causa da pandemia. “Sofri muitas críticas e isso foi muito importante para meu crescimento profissional. Não me deixei abalar, muito pelo contrário, fui estudar e me dedicar ainda mais aquilo que escolhi para ser minha profissão. Nesse meio tempo fiz teatro, fiz outras novelas, fiz cinema e estou em constante aprendizado. Não quero nunca parar de estudar, não quero nunca ter o sentimento de que ‘aprendi tudo’. Gosto de estar em constante evolução”, explicou ela, que não vê a beleza como um problema em sua carreira.”Não lembro disso já ter sido um problema. Acho que a beleza não pode ser um fardo porque é algo muito raso e subjetivo. O ator tem que se propor a abrir mão de qualquer tipo de vaidade para dar vida a uma personagem, eu não tenho o menor problema com isso. A beleza não sustenta um ator, só o trabalho e a dedicação conseguem esse feito.”E, para ela, vaidade não é algo essencial, mas uma consequência de quem se cuida por dentro e que acaba refletindo no exterior. “Não sou uma pessoa que valoriza a aparência, reconheço mais valor no ser do que no ter. Gosto de me cuidar e de sentir bem, minha vaidade é muito mais no cuidado interior do que no exterior. Isso pode até soar clichê, mas quem me conhece sabe que sou exatamente assim. Acho a beleza algo tão fugaz que não vejo sentido nesse valor tão grande que muitas pessoas dão a ela.”Quando o assunto é o isolamento social, Santoni conta que, como muitos, lidou com a pandemia como se estivesse em uma montanha-russa. “No início, fiquei com muito medo e isso mexeu bastante com minha rotina, meu sono, minha ansiedade… Me percebi outra pessoa e isso me gerou um desconforto enorme que me fez começar a estudar sobre inteligência emocional. Fiz alguns cursos e leituras e isso tem me transformado. Estou com novos hábitos, uma rotina da manhã, práticas de exercícios cognitivos, meditação, leituras diárias”, explicou a atriz.

Continue lendo

Bruna Griphao compartilha nova selfie e beleza da atriz chama a atenção
Bruna Griphao surge lindíssima em selfie e deixa a web babando por sua beleza 

Bruna Griphao não cansa de ser linda! A atriz costuma chamar a atenção na web ao compartilhar cliques, e dessa vez não foi diferente. Nesta segunda-feira, 29, a atriz publicou uma nova selfie com seus olhos azuis brilhando. “Oioi“, se limitou a escrever na legenda.Nos comentários, a artista recebeu uma chuva de elogios: “Véi muito gata aff“, declarou uma; “Credo… que mulher gata“, brincou outra; “Defeitos? Não tem né“, opinou uma terceira.

caras

Flávio Bolsonaro é o filho mais velho do presidente da República, Jair Bolsonaro

A Rede Sustentabilidade protocolou nesta 6ª feira (26.jun.2020), no STF (Supremo Tribunal Federal), uma ação contra decisão do Tribunal de Justiça do Rio de Janeiro de transferir para a 2ª Instância o caso do senador Flávio Bolsonaro (Republicanos-RJ), investigado por suspeita de envolvimento em esquema de “rachadinha”. No documento, a sigla pede que o caso volte para a 1ª Instância.

Mesmo que se perceba a sucessão de cargos públicos no caso, interpretá-la em benefício de Flávio Bolsonaro contraria a dinâmica constitucional do princípio republicano e inverte a lógica do foro por prerrogativa de função: a imunidade formal deve ser encarada como uma proteção à função pública (deputado estadual), e não à pessoa física nela investida“, diz o texto formalizado pela Rede. 

“Por que Flávio Bolsonaro invocou o foro privilegiado que ele e o pai tanto criticavam? Está tentando fugir de suas responsabilidades?”, comentou o líder da Rede no Senado, Randolfe Rodrigues (AP). “Considerando a jurisprudência do STF, a menos que roubar salário de assessor seja ‘função inerente ao cargo’ de deputado, o TJ-RJ derrapou feio, ao salvar o pescoço de Flávio Bolsonaro.”

A 3ª Câmara Criminal do Tribunal de Justiça do Rio de Janeiro decidiu na 5ª feira (25.jun), por 2 votos a 1, por acatar o pedido de habeas corpus da defesa do filho mais velho do presidente Jair Bolsonaro.

“Foi julgado hoje o HC que questiona a competência do juízo 1ª instância no processo de Flávio Bolsonaro. Foi concedida a ordem por maioria dos votos, 2 votos a 1. Como o Tribunal de Justiça reconheceu a incompetência absoluta do juízo de 1ª instância, a defesa agora buscará a nulidade de todas as decisões e provas relativas ao caso desde as primeiras investigações”, declarou a defesa de Flávio.

Com a decisão, o processo sobre as “rachadinhas” na Alerj (Assembleia Legislativa do Rio de Janeiro) sai da 1ª Instância, das mãos do juiz Flávio Itabaiana, da 27ª Vara Criminal do TJ, e será avaliado pelo Órgão Especial, na 2ª Instância.

Cerca de 40% das verbas do Fundeb vão para ações de manutenção e desenvolvimento da educação; outros 60% garantem salários – Arquivo/Agência Brasil

Em vigor desde 2007, o Fundo de Manutenção e Desenvolvimento da Educação Básica e de Valorização dos Profissionais da Educação (Fundeb) é uma das poucas políticas públicas que seguiram em frente em meio às mudanças de governo ao longo dos anos, algo raro em um país como o Brasil, onde a inconstância ainda dita o ritmo desse tipo de ação estatal. A relevância da política pode ser medida em números: somente no ano passado, por exemplo, o Fundeb canalizou um montante de cerca de R$ 165 bilhões para estados e municípios.Formado por um conjunto de outros 27 fundos, ele engloba os 26 estados e o Distrito Federal, financiando 40% da educação básica da rede pública no país.Isso inclui desde creches até o ensino médio, abarcando ainda a Educação de Jovens e Adultos (EJA) – somente o ensino superior não entra na conta.O coordenador-geral da Campanha Nacional pelo Direito à Educação, Daniel Cara, sublinha que a criação do Fundeb foi a primeira vez, na história do país, em que surgiu uma política de financiamento para toda a educação básica. Ele realça que um dos pontos de relevância da medida está no acolhimento de modalidades específicas, como a educação voltada a pessoas com deficiência, indígenas, quilombolas e ainda a educação do campo.   

“E o Fundeb teve a capacidade de obrigar o governo federal a investir substancialmente na educação básica, coisa que não acontecia antes. O governo fazia o mínimo possível. Ele dava ordens, mas não colaborava e, com o Fundeb, passou a colaborar. Ainda é pouco, mas já foi um primeiro passo”,  acrescenta o coordenador, destacando os atuais 10% de participação da União no fundo.  A legislação vigente determina que pelo menos 60% dos recursos totais do Fundeb devem ser destinados anualmente à remuneração do magistério, o que inclui os professores que estão em sala de aula e os profissionais que exercem funções de suporte, como diretores, coordenadores, supervisores pedagogos, etc.  Os outros 40% devem ser aplicados em ações de manutenção e desenvolvimento da educação. O rol de possibilidades abrange desde despesas com equipamentos e instalações até o aperfeiçoamento dos profissionais, passando ainda pela compra de material didático, transporte e merenda escolar, entre outros serviços considerados essenciais à rede de ensino. O universitário Caio Sad, 20, estudou durante uma década em uma escola pública do município de Cabo Frio (RJ). Ele conta que acompanhou de perto as melhorias que a unidade foi apresentando com o tempo ao longo da implementação da política, com maior aquisição de livros, investimento em quadra de esportes, realização de eventos, entre outras iniciativas. “Eu me lembro da escola e imagino que a maior parte daquela estrutura não existiria se não fosse o financiamento do Fundeb”, diz.  


Verbas do Fundeb permitem manutenção de instalações como bibliotecas, quadra de esporte, entre outros

/ Marcello Casal Jr./Agência Brasil

Financiando 40% da rede básica no país, Fundeb serve de oxigênio à educação pública / Marcello Casal Jr./Agência Brasil

Fundeb serviu de motor para criação do piso nacional do magistério, atualmente em R$ 2.886,24 / Arquivo/Agência Brasil

Em geral, os entes federados apontam que a política é essencial sobretudo para os municípios, que, em sua maioria, não obtêm uma arrecadação no nível necessário à manutenção da folha de pagamento e da estrutura do setor de educação.

Continue lendo

Universidade alemã desmente que ministro da Educação tenha concluído pós-doutorado

Carlos Decotelli já teve o doutorado não reconhecido por universidade argentina e ainda é acusado de plágio em sua tese de mestrado.

A Universidade de Wüppertal, no oeste da Alemanha, negou que o ministro da Educação, Carlos Decotelle, tenha um certificado de pós-doutor pela instituição, conforme anunciado pelo presidente Jair Bolsonaro no momento de sua nomeação.“Carlos Decotelli não obteve nenhum título na nossa universidade”, afirmou a responsável pela comunicação da Bergische Universität Wüppertal (BUW), Jasmine Ait-Djoudi, em nota enviada ao O Globo. A instituição esclareceu que o ministro conduziu pesquisas na universidade por um período de três meses em 2016, mas não concluiu nenhum programa de pós-doutorado, que, na Alemanha, dura de dois a quatro anos. No currículo de Carlos Decotelli na plataforma Lattes consta o título de pós-doutorado, na Universidade de Wuppertal, na Alemanha, pelo período de 2015 a 2017.

Doutorado em xeque

” O que falta mais?”

Continue lendo

O Brasil chegou, neste domingo (28), à marca de 507.658 mortes causadas pela Covid-19, segundo o consórcio de veículos de imprensa. Nas últimas 24 horas foram registrados 555 óbitos. Os casos confirmados são 1.345.254; deste sábado (27) para este domingo, foram registrados 29.213 novos casos. Uma casa noturna em São Paulo abriu, na noite deste sábado (27), como se não houvesse pandemia.Vídeos postados em redes sociais da própria casa mostram muita gente dançando e conversando sem manter distância segura – e sem máscaras. Casas noturnas estão proibidas de funcionar nesse estágio da quarentena no estado de São Paulo. A balada, que fica na Freguesia do Ó, no noroeste da cidade, ainda anunciou pra este domingo (28) o show de uma dupla sertaneja.Também teve festa em uma casa no Morumbi, zona sul de São Paulo. A rua ficou lotada de carros na noite deste sábado. Uma moradora filmou a movimentação com o celular:“A gente não consegue nem passar na rua. Não tem nem aonde estacionar”. Ela e uma outra mulher ficaram indignadas: “Não pode ir nos colégios, não pode ir trabalhar, mas pode ir para farra… Bonito, né? Todo mundo sem máscara, não tá acontecendo nada! Vocês não tem medo de coronavírus, não?”

“Não é só emSão Paulo, existem inúmeras cidades pequenas que uma boa parte das pessoas não estão preocupadas com o Covid-19. Como o pensamento ilusivo pensam que estão isenta de pegar o Covid-19 e transmitir para as outras pessoas. Mais uma vez é preciso que as autoridades ajam com rigor e não fiquem agindo com omissão.

Continue lendo

Exclusivo: TCU aponta que 620 mil pessoas receberam auxílio emergencial sem ter direito

Dados obtidos com exclusividade do primeiro relatório do Tribunal de Contas da União sobre o pagamento do auxílio emergencial da pandemia revela: 620 mil pessoas receberam a ajuda financeira do governo sem ter direito. O relatório do TCU também traz um alerta: se esses pagamentos indevidos não forem interrompidos, eles podem gerar um prejuízo de mais de R$ 1 bilhão aos cofres públicos. A reportagem especial do Fantástico, de Giovani Grizotti, da RBS TV, e de Mahomed Saigg, mostra algumas dessas fraudes e irregularidades no pagamento. Parte desse conteúdo tinha sofrido censura prévia, e sua exibição estava suspensa. Mas na noite desta sexta-feira (26), a RBS, afiliada da Globo no Rio Grande do Sul, ganhou na Justiça o direito de exibir a reportagem na íntegra. No dia 15 de junho, a comerciante gaúcha Ana Paula Brocco entrou na Justiça para impedir a divulgação de que ela tinha recebido auxílio, supostamente, mesmo sem ter esse direito. No mesmo dia, o juiz Daniel da Silva Luz, da comarca de Espumoso, concedeu uma liminar a favor dela. A reportagem mostra o caso de Ana Paula e outros brasileiros na mesma situação.

” Nem na situação tão caótica que estamos vivendo, os oportunista deixam os mais carentes receberem esta  quantia irrisória, emergencial. Falta a ação das autoridades que não estão tomando as providencia necessária contra estes oportunistas.”

g1

     A Transição de posse aconteceu em 11/06/20 na IEAD em Santa Terezinha PE. Onde o Pr. Samuel Oliveira ( representante do pastor presidente Ailton José Alves) realizou a transição de cargo do Pb. com ação pastoral Pedro João dos Santos para o novo Pb com ação pastoral Aldeir Antônio da Silva Lopes de 37 anos. No evento autorizado pela vigilância sanitária foi cumprido todos os protocolos exigidos pela equipe de saúde neste tempo de pandemia. Alem da posse do novo pastor, a igreja referida agora está ligada diretamente a Recife, não sendo mais subordinada ao campo de São José do Egito. Estavam presentes também o Ev.  Dário Gomes, o Ev. Everaldo Pereira, o Pb. Rubens, o Pb. Roberto Florentina.
Novo Pb com ação pastoral Aldeir Antônio da Silva Lopes de 37 anos.

INTRODUÇÃO:

Prezado(a) professor(a), com a graça de Deus concluímos mais um trimestre de estudos bíblicos. Estudamos a Carta aos Efésios e temos a certeza de que você e seus alunos foram ricamente abençoados com todo o conteúdo estudado. O tema geral da Carta aos Efésios é Cristo e sua Igreja, e Paulo reserva o último capítulo para tratar a respeito da guerra espiritual que todos os crentes em Jesus Cristo enfrentam (6.10-20).

Quanto ao assunto batalha espiritual, infelizmente, alguns subestimam por completo os ataques do Inimigo e suas ciladas. Já outros enaltecem o poder do Inimigo e se esquecem de que Cristo já o derrotou na cruz do Calvário e que nos deu poder contra as serpentes e escorpiões (Lc 10.19). Assim como os anjos estão a serviço de Deus e do seu povo, os demônios servem a Satanás, o seu chefe, cuja missão neste mundo é matar, roubar e destruir (Jo 10.10). Mas nunca podemos nos esquecer de que maior é o que está conosco, Jesus Cristo. Então vamos Demonstrar qual deve ser o preparo espiritual do crente para a batalha; Apresentar o campo da batalha espiritual; E Saber quais são as armas espirituais indispensáveis ao crente.

 I. O PREPARO ESPIRITUAL DO CRENTE PARA A BATALHA:

 1. Fortalecidos no poder do Senhor. A expressão na forma passiva “fortalecei-vos no Senhor” (6.10a) indica que não temos poder em nós mesmos. Esse excelso poder nos é conferido pela comunhão com Deus, em Cristo, por meio do Espírito Santo (Jo 15.7; 1Jo 1.3). Por isso precisamos estar fortalecidos por meio da “renovação da mente” (4.23), da “vida em santidade” (4.24) e “ser cheio do Espírito” (5.18). A vitória não pode ser alcançada por outro meio. Conhecer as Escrituras sem a devida obediência e frequentar os cultos sem a genuína conversão não são suficientes. Não obstante, o poder de Deus está disponível aos fiéis para “pisar serpentes, e escorpiões, e toda a força do Inimigo” (Lc 10.19).

2. Vigilantes em toda a oração e súplica. Paulo enfatiza a necessidade de uma vida cristã permeada pela prática da oração. Não é possível entrar em combate sem a cobertura de tão preciosa arma espiritual (Lc 21.36). A expressão “orando em todo tempo com toda oração e súplica no Espírito” (6.18) significa clamar pelo favor divino em qualquer circunstância e oportunidades. Esse clamor deve estar acompanhado de vigilância (Is 59.1,2), pois esta preserva o crente das astutas ciladas do Inimigo (Sl 124.7). Vigiemos em oração e súplica!

“A exortação apostólica: ‘fortalecei-vos no Senhor e na força do seu poder’ (Ef 6.10) diz que os crentes devem buscar essa força não neles mesmos, mas no Senhor Jesus; por essa razão, o apóstolo Paulo emprega o verbo grego na voz passiva, endynamosthe , ‘sede dotados de força em, sede fortalecidos’, do verbo endynamoo , ‘fortalecer em’. Esse poder não vem de nós mesmos, mas de uma força externa, do próprio Deus, Jesus disse: ‘sem mim nada podereis fazer’ (Jo 15.5). A combinação pleonástica, ‘força do seu poder’, dá mais relevo ao pensamento, uma expressão que Paulo já havia usado na epístola (1.19). Ele está falando sobre força e poder no campo espiritual, não sobre força física (2Co 10.4). O Senhor Jesus capacitou os cristãos, pelo Espírito Santo, para vencer todo o mal e toda a tentação interna, os desejos da carne, e toda a tentação externa, tudo aquilo que vem diretamente do poder das trevas. Essa capacitação envolve o discernimento para compreender as astúcias malignas (2Co 2.11) e também o poder sobre os demônios (Lc 10.17,19)” (SOARES, Esequias; SOARES, Daniele. Batalha Espiritual: O Povo de Deus e a Guerra Contra as Potestades do Mal. 1ª Edição. RJ: CPAD, 2018, p.29).

II – CONHECENDO O CAMPO DA BATALHA ESPIRITUAL:

-Se a luta é espiritual, faz-se mister que nos utilizemos de armas espirituais, pois o material, o terreno é inferior ao celestial, ao espiritual. Aliás, na lição anterior, vimos como o apóstolo Paulo, na segunda carta aos coríntios, fez menção que, em seu ministério, sempre fez uso de “armas poderosas em Deus”, “não carnais”, pois só elas são capazes de “destruir as fortalezas”. – Esta realidade espiritual nunca pode ser menosprezada pelos servos de Jesus, máxime em dias como os nossos em que há uma secularização acentuada, ou seja, em que a mentalidade humana é levada a crer apenas naquilo que pode tocar, naquilo que pode ver, em que há uma crença na razão e na técnica, com a total desconsideração do que é sobrenatural. Não são poucos, aliás, que veem no “sobrenatural” apenas “superstições”, “atrasos”.

1. As astutas ciladas do Diabo

1.1. ‘ciladas do diabo’ (Ef 6.11) = armadilhas articuladas pelo reino das trevas

a. O líder desse reino é o diabo (caluniador e acusador) (Mt 4.1; Jo 8.44; 1Pe 5.8)

1.2. Algumas das astúcias do diabo

a. Confundir a mentira com a verdade (Gn 3.4,5)

b. Deturpar as Escrituras (Mt 4.6)

c. Dissimular e induzir a dissimulação (2Co 11.13,14)

d. Fazer falsos sinais (2Ts 2.9)

e. Fazer acusações (Ap 12.10)

f. Semear a incredulidade (2Co 4.4)

g. Promover ideologias anticristãs (2Ts 2.3,4)

1.3. Para vencer o diabo, revista-se de toda armadura de Deus (Ef 6.13)

III- ARMAS ESPIRITUAIS INDISPENSÁVEIS AO CRENTE:

-A primeira providência que o apóstolo diz que o salvo deve ter na batalha espiritual é a firmeza. Diz ele: “Estai, pois, firmes” (Ef.6:14). 

A armadura de Deus não dá firmeza, mas tão somente a mantém. Quem está devidamente armado na guerra contra o mal “fica firme”, ou seja, “continua firme”, mas a firmeza não é dada pela armadura, é apenas mantida por ela. – A palavra grega empregada é “histemi” (ίστημι), cujo significado é de “permanecer, ficar parado, reter”. “Estar firmes”, portanto, é permanecer na posição de salvo, é continuar servindo a Cristo, continuar a segui- l’O, seguir a jornada pelo “caminho apertado”, após ter passado pela “porta estreita” (Mt.7:13,14). Para “permanecer”, mister que se permaneça na Palavra, pois só assim seremos realmente discípulos de Cristo (Jo.8:31,32). – Estar firme, assim, é observar a doutrina, obedecer e praticar tudo quanto for ensinado e que se encontra nas Escrituras, pois, se assim não fizermos, condição alguma teremos de empreender qualquer guerra contra as potestades do mal. Por isso é dito que precisamos “estar firmes e reter as tradições que foram ensinadas, seja por palavra, seja por epístola” (II Ts.2:15).

OBS: Devemos observar que o que o apóstolo fala aqui de “tradições” são os ensinos dados oralmente pelo apóstolo, “a doutrina” mencionada em At.2:42, já que, àquela altura, ainda não havia o Novo Testamento (as duas cartas aos tessalonicenses são os livros mais antigos do Novo Testamento). Não se trata, portanto, de considerar que a firmeza espiritual dependa de “tradições”, que são existentes em todos grupos sociais, inclusive as igrejas locais, mas que jamais podem invalidar a Palavra de Deus, como Jesus deixa bem claro em Mt.15:3,6.

– Estar firme é não mover a esperança do evangelho que se recebeu (Cl.1:23), mantendo a crença na Palavra recebida e que nos trouxe a fé salvadora. Esta fé deve desenvolver em nós uma fé, uma confiança em Deus, de tal modo que não nos deixamos persuadir por quaisquer discursos que tentem desmentir ou de alguma forma distorcer tudo quanto foi falado pelo Senhor Jesus e que nos é lembrado e ensinado pelo Espírito Santo (Jo.14:26; 16:14,15). Por isso, é dito que precisamos estar “firmes na fé” (I Co.16:13; I Pe.5:9), “na confissão da nossa esperança” (Hb.10:23).

Continue lendo

A possibilidade de o governo pagar mais três parcelas do auxílio emergencial com valores menores do que os atuais R$ 600, anunciada pelo presidente Jair Bolsonaro na quinta-feira (25), foi criticada por vários senadores. Os valores seriam de R$ 500, R$ 400 e R$ 300, somando assim mais R$ 1.200, além das três parcelas de R$ 600 já previstas em lei (Lei 13.982, de 2020) aprovada pelo Congresso (PL 1.066/2020). Os parlamentares, no entanto, defendem a prorrogação do benefício sem redução do valor original até o final do ano ou enquanto durar a pandemia de coronavírus.“Qual o sentido de regatear com o desespero dos mais vulneráveis, com essa nova proposta de redução escalonada do auxílio emergencial em três parcelas?”, questionou Jean-Paul Prates (PT-RN) em artigo publicado na imprensa nesta semana.  O senador é autor do Projeto de Lei (PL) 2.627/2020, que propõe o pagamento do auxílio enquanto durar o estado de calamidade pública, aprovado pelo Congresso Nacional até 31 de dezembro deste ano.

“Quando aprovamos o auxílio emergencial, o prazo de três meses de vigência do auxílio já era muito curto diante das consequências econômicas que prevíamos para a pandemia”, destacou.

Continue lendo

Khloé Kardashian mostra festa pelos seus 36 anos (Foto: Reprodução/Instagram)

Khloé Kardashian mostra festa pelos seus 36 anos

Khloé Kardashian completa 36 anos neste sábado (27), mas a mansão onde a empresária mora, em Los Angeles, na Califórnia, já está em clima de festa! E com a presença da filha, a fofíssima True, de 2 anos, sua filha com o jogador de basquete Tristan Thompson. Em seu Instagram Stories, na sexta-feira (26), a multimilionária, filha número três da poderosa família Kardashian/Jenner, exibiu detalhes da decoração caprichada para celebrar a data em grande estilo! Nas imagens e vídeos, Khloé mostrou o local repleto de balões – incluindo um arco em formato de coração – muitas flores e até mesmo uma série de donuts, de diversos sabores e formatos, incluindo em letras que formam as palavras “happy birthday” (feliz aniversário) e Koko (seu apelido).

revistaquem

A precariedade do saneamento básico no Brasil, que chega a ser pior do que em países como o Iraque e o Azerbaijão, não é novidade. Agora os pesquisadores tentam entender a relação entre a falta de acesso a água tratada e esgoto coletado e a transmissão da covid-19. Em maio, a Universidade Federal de Pelotas (UFP) realizou uma pesquisa nos maiores municípios de cada região do país ­— ao todo, foram 133 cidades — para identificar quais apresentavam maior incidência de casos per capita de coronavírus. No topo da lista aparecem cidades em áreas remotas, como Breves e Castanhal, no Pará, e Tefé, no Amazonas. Em Breves, com 100.000 habitantes, um em cada quatro moradores está contaminado. Em Tefé, onde a densidade demográfica é de apenas 2,5 pessoas­ por quilômetro quadrado, uma das mais baixas do país, 20% da população já teve contato com o vírus. Em capitais como Rio de Janeiro e São Paulo, esse índice mal chega a 3% da população. Nos municípios que ocupam o topo do ranking de casos per capita de covid-19, o abastecimento de água é precário. “Mesmo onde há o serviço, ele costuma falhar e, não raro, é interrompido ao longo do dia”, diz Carlos Édison, presidente do Instituto Trata Brasil. Para quem vive nesses locais, higienizar as mãos com frequência, como recomendam os médicos, é uma tarefa quase impossível.

Continue lendo

Os recursos serão liberados em um primeiro momento por meio da poupança social digital – Marcello Casal Jr/ Agência Brasil

Três pagamentos diferentes do auxílio emergencial serão creditados pela Caixa neste sábado (27), na poupança social digital, para mais de 6,5 milhões de beneficiários nascidos em janeiro e fevereiro. Serão pagos lotes da primeira, segunda e terceira parcelas, para pagamento de contas, boletos e compras por meio do cartão de débito digital.O calendário divulgado na última sexta-feira (26) pelo banco condiciona o recebimento dos valores à data de nascimento do beneficiário e retarda a disponibilização para quem precisar sacar o dinheiro. Apesar do caráter emergencial, algumas pessoas vão receber a terceira parcela de R$ 600 apenas em setembro, conforme indica o cronograma. A demora para o pagamento é motivo de preocupação para quem depende do auxílio. Esse é o caso de Taynnã Ribeiro, de 29 anos, que trabalha como atendente e arte-finalista em uma gráfica. Segundo ela, sua renda foi reduzida a um salário mínimo com a necessidade de implementação do isolamento social.Nesse período, o auxílio tem complementado os rendimentos da jovens. Mas, ela conta que o problemas são frequentes. Ele destaca os atrasos no crédito e dificuldades para realizar pagamentos pelo aplicativo disponibilizado pela Caixa.“A parcela do mês passado, por exemplo, consegui fazer a transferência apenas no início de junho. E, mais uma vez, as contas ficarão atrasadas devido ao novo calendário. Vai me prejudicar, pois o auxílio completa meu salário. Ficarei com algumas contas atrasadas”, finaliza a atendente.

Teto de Gastos na crise “é loucura”

Continue lendo

Foto: Marcelo Camargo/Agência Brasil

FOTO: MARCELO CAMARGO/AGÊNCIA BRASIL

Apesar da maioria da população (52%) ser favorável à retomada do comércio, apenas 21% defende a volta das aulas presenciais.

Para 76% dos brasileiros as escolas devem permanecer fechadas nos próximos dois meses devido à pandemia do coronavírus. Os dados são de pesquisa Datafolha divulgados na sexta-feira 26.A pesquisa ouviu 2.016 pessoas de todo o país, por telefone, na terça-feira 23 e na quarta 24 e a defesa pela não retomada das atividades escolares se deu em todos os recortes analisados, gênero, idade, cor, renda mensal e região. Apesar da maioria da população (52%) ser favorável à retomada do comércio, apenas 21% defende a reabertura das escolas no contexto da pandemia.Entre as pessoas que têm renda familiar de até 2 salários mínimos, 77% defendem a continuidade do fechamento das escolas. Entre os que ganham mais de 10 salários mínimos, são 73%.O percentual dos que apoiam a retomada das aulas é mais expressivo entre a parcela da população que considera o governo Bolsonaro como ótimo ou bom. 38% defendem a volta das aulas, embora a maioria, 60% ainda vote pela manutenção do fechamento.Das pessoas que também disseram estarem vivendo normalmente em meio à pandemia, sem aderir ao isolamento social, 38% quer a volta das aulas, embora 60% prefira a manutenção das unidades fechadas. 

A Climed – Clínica Médica, vem se destacando consideravelmente na cidade de Santa Terezinha PE, com ampla rede de especialistas renomados. 
Verifique a programação para os próximos dias. “Cuide-se! A saúde é um bem muito precioso!!!”
Dra. Catarina Ginecologista a mesma estará atendendo no dia 13/07
               Dr. Igor Valadares Cardiologista o mesmo estará atendendo no dia 10/07
              Dr. Gustavo Lino Otorrino o mesmo estará atendendo no dia dia 02/07
Farias Calçados

Faça Sua Pesquisa no Google Aqui!
 
bove=""

 

Visitas
contador de visitas
Redes Sociais
Click e acesse
Zé Freitas no Facebook

Clínica Climed / Plano Assistencial

Clínica Climed.

Av: Vereador Horácio José de s/n de frente o Banco do Brasil.

Contato (87) 9.9161-1779

Santa Terezinha PE

Lições Bíblicas
Zé Freitas no Twitter
Portal Correio-PB

 
CLIQUE E ACESSE!
Parceiros