Lojas Surya
Supermercado Compre Bem
Judivan Contábil
Natália Calçados

 

Para visualizar este conteúdo corretamente, é necessário ter o Flash Player instalado.

REFLEXÕES DO PASSADO E PRESENTE: PERSPECTIVA DE MELHORA PARA O FUTURO


 

Monthly Archives: setembro 2020

RENATO JANINE RIBEIRO

A volta às aulas presenciais é uma questão seriíssima que está na ordem do dia. Exige uma longa reflexão, mas já começo dizendo: há razões objetivas para desaconselhá-la, pelo menos nas escolas públicas, antes de serem atendidos dois conjuntos de protocolos dos quais estamos muito distantes. Depois desenvolvo os argumentos a favor da volta, bem como a diferença entre escolas públicas e privadas neste caso, mas começo pelas razões objetivas contra o retorno, agora, ao presencial.

O primeiro conjunto de protocolos pode se resumir num critério que a França e outros países adotaram: antes de voltar, precisa haver 15 dias ininterruptos de queda no número de contágios e de mortes devido ao coronavirus. Esse critério sintetiza os resultados de várias medidas: em vez de olhar isoladamente a testagem, a checagem de quem teve contato com os contagiados (ações que mal estão fazendo no Brasil), bem como o tratamento, a ocupação dos leitos, conferimos os efeitos dessas políticas todas, que se mede pela redução da ameaça pandêmica. Ora, estamos muito longe disso! Em termos de mortes por dia, é uma gangorra. Mesmo se considerarmos a média móvel, ela oscila. Para ser muito claro: não estamos ganhando a guerra contra a covid, não no Brasil, e sabemos por quê – pela falta de uma atuação séria do governo federal, que na verdade mais sabota do que ajuda.

Há um critério que a França e outros países adotaram: antes de voltar, precisa haver 15 dias ininterruptos de queda no número de contágios e de mortes devido ao coronavírus. Ora, estamos muito longe disso!

O gráfico elaborado pela Gazeta do Povo mostra que a média móvel oscila muito. Embora tenhamos finalmente chegado a uma média móvel abaixo de mil mortes por dia, nunca tivemos uma redução que continuasse por mais que dois ou três dias. Ela volta a subir, o que, pelo critério mencionado, exige recomeçar a contagem do zero. Também devemos lembrar que nossa proporção de contágios e de mortes é bem superior à média mundial: em termos de mortes por habitantes, estamos em 7º lugar entre 215 países ou dependências. Aliás, considerando apenas os países com mais de 50 milhões de habitantes, o Brasil é aquele em que mais morreu gente em relação à população.

O segundo conjunto de cuidados diz respeito à higienização e preparação das escolas e salas de aula. É preciso uma boa ventilação, ou seja, janelas abertas; uma limpeza constante, várias vezes por dia, dos espaços comuns, isto é, salas, corredores, banheiros, pátios. Aliás, os banheiros devem ser imaculadamente limpos e, além disso, ampliados, para que haja distanciamento físico no seu uso. Isso é o mínimo. Ora, sabemos como são os banheiros dos lugares públicos: muitas vezes não têm sequer papel higiênico e sabonete, quanto mais álcool 70. Moro num bairro de classe média alta em São Paulo, e não vi nenhuma mudança nas escolas públicas por que passo. Sem esses cuidados, é certeza que haverá contaminação.

Antes de voltar, é preciso higienizar e preparar escolas e salas de aula. Moro num bairro de classe média alta em São Paulo, e não vi nenhuma mudança nas escolas públicas por que passo. Sem esses cuidados, é certeza que haverá contaminação

Antes de voltar, é preciso higienizar e preparar escolas e salas de aula. Moro num bairro de classe média alta em São Paulo, e não vi nenhuma mudança nas escolas públicas por que passo. Sem esses cuidados, é certeza que haverá contaminação

Passo aos argumentos em favor da volta do presencial nas escolas públicas da educação básica, isto é, da creche ao ensino médio. Por que priorizo a discussão da rede pública? Porque o setor privado conseguiu manter um ensino remoto emergencial, de modo que os prejuízos na educação foram menores (se não dessem aulas pela Internet, simplesmente os pais não pagariam mais as mensalidades). Mas na rede pública os resultados foram bem inferiores. O ensino remoto em muitos casos nem existiu, ou não foi seguido pelos alunos. Daí que uma das principais alegações em favor da volta à aula presencial seja garantir que o aluno da rede pública não fique ainda mais defasado, do que já está, em comparação com os da rede privada. (Mesmo assim, recomendo a leitura do artigo de Helena Singer, que foi minha assessora no MEC incumbida de promover a inovação e criatividade na educação básica, defendendo a tese de que com a pandemia se está aprendendo muito sobre a vida social).

De todo modo, esta observação inicial serve para descartar um mito bem propalado: de que os defensores da volta rápida ao presencial querem que a rede privada ganhe dinheiro. Ora, ela está sendo paga. Não é esta a questão. O problema é o setor público da educação estar semi-paralisado, a um custo alto para as crianças. Portanto, é legítima a vontade de que se volte logo às aulas presenciais.

Por outro lado, o setor privado conseguiu manter um ensino remoto emergencial, de modo que os prejuízos foram menores. Mas na rede pública os resultados foram bem inferiores. O ensino remoto em muitos casos nem existiu. Portanto, é legítima a vontade de que se volte logo às aulas presenciais

O segundo ponto em favor do retorno é psicológico, ou se quiserem, de saúde mental. Muitas crianças estão presas em casa há meio ano. Se não tiverem irmãos de idade próxima, sua vida deve estar à beira do insuportável. Se seus pais trabalharem, complica-se a questão de com quem ficam. Em alguns casos, famílias se juntam para contratar uma cuidadora, que se ocupa de várias crianças, mas sem ter formação para efetuar um trabalho pedagógico com elas. E então? O distanciamento físico entre as crianças é perturbado, ou seja, tem-se o ônus, mas não se tem o bônus, a educação. Expostos os argumentos em favor da volta, e reconhecida a sua legitimidade, volto aos cuidados de saúde. As razões para voltar dizem respeito essencialmente (ainda que não só) à educação, as para não voltar se referem à saúde. Melhor dizendo, são questões de vida ou morte. Literalmente.

Na França, exigiu-se que houvesse 15 dias seguidos de baixa nesses números, antes de se permitir, em maio, a volta dos alunos às escolas infantis (possivelmente, as mais prejudicadas pela suspensão das aulas). A percepção de que a doença estivesse recuando foi decisiva para os países europeus promoverem a reabertura das atividades, inclusive escolares. Outro ponto, que o cientista Roberto Lent, além disso pesquisador do aprendizado, portanto ocupado tanto com a saúde quanto com a educação, acentuou em conversa comigo: testagem. Nosso número de testes é pífio. Se já a notificação não é segura –muita gente pôs em dúvida os dados do governo de Minas Gerais, por exemplo– isso piora quando não se testa a população. A Universidade de Illinois em Urbana-Champaign testa duas vezes por semana toda a sua comunidade. Uma volta às aulas presenciais deveria incluir a testagem sistemática nas escolas. Estamos numa situação em que um lado se preocupa com a perda na educação, a infelicidade das crianças, e outro com o risco de vida para crianças e adultos. É um dilema típico de Sofia, para lembrar o romance –e filme– em que a mãe é obrigada pelos nazistas a escolher qual filho morre e qual sobrevive. (O que as pessoas que usam a expressão esquecem é que, na história, os dois filhos acabam assassinados. A dor de escolher foi inútil). Uma escolha entre dois males. Perdemos em um ano muito do que laboriosamente conquistamos na melhora do ensino, ou então perdemos muitas vidas. Na Escolha de Sofia, querendo escolher entre os dois males, acabamos tendo os dois.

Continue lendo

Os três posaram juntinhos em momento raríssimo e beleza impressionou os fãs

Os três posaram juntinhos em momento raríssimo e beleza impressionou os fãs
Juliana Silveira surge com o marido gato e o filho em momento raro

Feliz da vida, a atriz Juliana Silveira está curtindo férias em família no Ceará.Nesta segunda-feira (21) ela foi clicada acompanhada do marido João Vergara e do filhinho Bento. Os três curtiram as belezas do Beach Park.“Estou curtindo muito aqui. Está incrível, me divertindo bastante com essa água deliciosa e esse tempo maravilhoso que só o Ceará tem. E o melhor, me sentindo super segura”, disse a atriz que só tirou a máscara para entrar nos brinquedos. Juliana Silveira está em alta desde a reexibição da novela Floribella, seu trabalho mais marcante na TV.

Veja:

contigo

Mari Gonzalez surge nas redes sociais revelando que está sentindo muita falta do Big Brother Brasil 20
Ao surgir com carinha de choro, Mari Gonzalez revela: ”Acordei hoje com saudades do BBB” – Instagram

Na manhã deste sábado, 19, Mari Gonzalez surgiu com uma carinha chorosa em seus Stories do Instagram e revelou o motivo.A musa fitness amanheceu com muitas saudades do Big Brother Brasil 20! Quem também sente falta dessa edição icônica?”Bom dia, meus amores. Acordei hoje com uma saudade do BBB, até já chorei. Fiquei vendo vários vídeos meus engraçados… Como postei o reels com a Gabi, teve muito comentário legal e tudo“, começou falando. “Fiquei pensando nisso, ai dormi, ai hoje acordei emotiva lembrando das coisas. O pessoal que cuida das minhas coisas aqui fora, gravaram vários vídeos meus. Então no meu celular tem muita coisa engraçada, tem muito vídeo bom, ai eu fico vendo e relembrando“, explicou.

 

A nova portaria permite que o segurado que não conseguiu fazer uma perícia possa remarcar até ser atendido, sem limite de tentativas. Antes, só era permitido reagendar uma vez por telefone e três na agência. INSS divulga novas regras para quem precisa reagendar perícia médica. O INSS divulgou nesta terça-feira (22) regras novas para quem precisa reagendar uma perícia médica. A nova portaria permite que o segurado que não conseguiu fazer uma perícia possa remarcar até ser atendido, sem limite de tentativas. Antes, só era permitido reagendar uma vez por telefone e três na agência.

Por enquanto a remarcação é só pelo 135. Na semana que vem também poderá ser feita pelo Meu INSS na internet ou aplicativo. É o que o promotor de vendas Jonathan Silva vai ter de fazer. Ele sofreu um acidente de moto no início de setembro. A perícia estava marcada para a manhã desta terça em uma agência em Goiânia que já passou por vistoria do INSS, mas o médico perito não apareceu.

“Eu tenho necessidade de fazer a perícia para eu receber porque eu não estou trabalhando”, disse Jonathan.

Nesta terça-feira, em todo o país, 351 médicos peritos voltaram ao trabalho presencial, mais de dois terços dos 486 peritos que deveriam estar atendendo nas agências que já tiveram sinal verde do INSS para receber o segurado. Na segunda (21), 149 peritos retornaram e fizeram 1.300 perícias. Nesta terça, segundo a Secretaria Especial de Previdência e Trabalho, eles fizeram três mil perícias. O INSS estima que cerca de 600 mil pessoas estejam dependendo de perícia presencial para receber algum benefício. Peritos continuam resistindo a voltar ao trabalho porque alegam falta de segurança sanitária nas agências. A categoria faz a própria inspeção, que não é reconhecida pelo governo.

O trabalho dos peritos médicos é considerado essencial, por isso a lei proíbe greve. Mesmo assim, o governo não recorreu à Justiça para garantir o atendimento à população. Mas o secretário de Previdência, Narlon Gutierre, reafirmou que quem não justificar a ausência será punido. “Se não compareceram, entendemos que eles não cumpriram a sua produtividade diária e, portanto, não devem receber por esse dia de trabalho”, disse Narlon Gutierre.

Segundo o secretário, as inspeções do INSS vão continuar pelos próximos dias e o retorno dos peritos vai ser gradual.

Continue lendo

 (Foto: Marcello Casal Jr. / Agência Brasil)

A Câmara dos Deputados instalou hoje (23) uma comissão formada por juristas que vai elaborar um anteprojeto para reformar a Lei de Lavagem de Dinheiro (Lei nº 9.613, de 3 de março de 1998). O objetivo é atualizar a legislação, entre outros pontos, sobre as novas formas de lavagem utilizando mecanismos digitais. A comissão conta com a participação de magistrados, membros do Ministério Público, acadêmicos e especialistas e terá 90 dias para concluir seus trabalhos.O coordenador do colegiado, o ministro do Superior Tribunal de Justiça Reynaldo da Fonseca, durante a instalação da comissão, lembrou que o colegiado vai atualizar uma legislação com 22 anos. Fonseca lembrou ainda que o crime de lavagem movimenta cerca de R$ 6 bilhões por ano no Brasil e que no mundo movimenta cerca de US$ 1 trilhão ao ano e que o dinheiro ilícito, muitas vezes tem origem em crimes antecedentes como tráfico de drogas, contrabando de bens, extorsão e outras atividades ilegais realizadas por estabelecimentos legalizados. “Estamos falando de um crime que é ocultar a origem, ocultar o dono, ocultar o destino do dinheiro obtido ilegalmente dentro de atividades econômicas legítimas para fazê-lo parecer legal. É o branqueamento de um dinheiro sujo”, afirmou. De acordo com Fonseca, serão criadas 16 comissões temáticas, que vão tratar de temas como a relação da lavagem de dinheiro com a prática de caixa 2 e também o caixa 2 em campanhas eleitorais; a questão da prescrição do crime; e a necessidades de ampla defesa dos acusados. Os especialistas também devem se aprofundar nas possibilidades de lavagem de dinheiro em ambientes digitais e na investigação por meio de cooperação internacional. O relator da comissão, desembargador do Tribunal Regional Federal da 1ª Região (TRF-1), Ney Bello falou sobre o desafio de executar a tarefa no prazo determinado e um cenário de fim de mandato da Mesa Diretora da Câmara e disse que vai trabalhar com uma metodologia para para garantir a pluralidade de pensamentos sobre o tema, ouvindo diferentes fatores sociais. “Em um segundo momento devemos fazer audiências públicas que discutam e tragam o anseio de diversos segmentos perpassados pela lei de lavagem. Teremos que ouvir o segmento bancário, o segmento das consultorias, o Coaf [atual Unidade de Inteligência Financeira, o Ministério Público, as associações de juízes, a Enccla [ Estratégia Nacional de Combate à Corrupção e à Lavagem de Dinheiro] e todos aqueles que tenham a discussão perpassada”, explicou.
diariodepernambuco
Operação Pantanal 2,  incêndio 
Foto: Mayke Toscano/Secom-MT

Colegiado quer votar ainda este ano Estatuto do Pantanal 

Em reunião remota nesta quarta-feira (23), a Comissão Temporária Externa do Senado para acompanhar ações de enfrentamento aos incêndios no Pantanal aprovou o seu cronograma de trabalho. A meta do colegiado é elaborar uma norma que está sendo chamada de Estatuto do Pantanal.O documento vai abrigar uma legislação federal, específica para o bioma, que vai nortear as legislações estaduais e municipais, tanto de Mato Grosso como de Mato Grosso do Sul. A expectativa dos parlamentares é de que o texto traga regras para que o Pantanal tenha um desenvolvimento econômico sustentável, com ênfase nas características do bioma e nos anseios dos pantaneiros.

Cronograma

Para embasar a construção do texto, o cronograma prevê o levantamento, análise de dados e avaliações por entidades públicas e privadas e identificação de atores sociais e agentes econômicos relacionados ao tema. Também estão previstas audiências públicas, além da visita a regiões atingidas pelas queimadas. A primeira foi feita no último fim de semana em um trecho da Rodovia Transpantaneira. Outra diligência foi marcada para o dia 3 de outubro. Várias autoridades estaduais e federais – entre elas, o vice-presidente da República, Hamilton Mourão, e os ministros Ricardo Salles (Meio Ambiente), Tereza Cristina (Agricultura) e Rogério Marinho (Desenvolvimento Regional) – serão convidadas até amanhã pelo presidente e pelo relator do colegiado – senadores Nelsinho Trad (PSD-MS) e Wellington Fagundes (PL-MT) – para conhecerem a situação na região de Corumbá (MS). As mesmas autoridades também serão convidadas para debater junto com entidades da sociedade civil o tema em audiência pública remota da comissão.

Relatório

O relatório final, que inclui do Estatuto do Pantanal, pode ser apresentado até dezembro, quando termina o prazo de 90 dias de funcionamento da comissão. Mas os senadores não querem deixar  a análise  do parecer para a  última hora. O esforço é para que o projeto de criação do estatuto do Pantanal tramite ainda este ano em no máximo duas comissões do Senado: a de Constituição e Justiça (CCJ) e de Meio Ambiente (CMA). Se tudo correr conforme o previsto, a proposta final aprovada seguirá ainda este ano para análise da Câmara dos Deputados.

agenciabrasil

No Pantanal mato-grossense, incêndio começou em cinco fazendas, duas delas dedicadas à criação de gado – Christiano Antonucci/Secom-MT

Parte do fogo que devasta o Pantanal mato-grossense teve origem em fazendas de pecuaristas que vendem gado para o grupo Amaggi, do ex-ministro e ex-senador Blairo Maggi, e para o grupo Bom Futuro, de Eraí Maggi, considerado o maior produtor de soja do mundo. Esses dois grupos empresariais, por sua vez, são fornecedores das gigantes multinacionais JBSMarfrig MinervaO levantamento da Repórter Brasil se baseou em estudo da ONG Instituto Centro de Vida, que identificou que as queimadas no Mato Grosso começaram em cinco propriedades, a partir da análise cruzada dos focos de calor do INPE (Instituto Nacional de Pesquisas Espaciais), imagens dos satélites Sentinel-2 e Planet e mapeamento das áreas atingidas por incêndios da NASA. O estudo do ICV analisou os focos de incêndio no Mato Grosso entre 1º de julho e 17 de agosto, mas ressalta que a primeira queimada na região começou em 11 de julho. Com base na geolocalização dessas fazendas, a Repórter Brasil usou dados do Cadastro Ambiental Rural (CAR) e da Secretaria de Estado da Fazenda para identificar os proprietários, bem como documentos para averiguar os compradores de dois desses fazendeiros. 

O fogo que teve início nessas cinco propriedades rurais voltadas para pecuária, todas localizadas em Poconé (100 km da capital Cuiabá), foi responsável por destruir 116.783 hectares, área equivalente à cidade do Rio de Janeiro. Esse volume de destruição correspondeu a 36% da área total atingida por incêndios no Pantanal mato-grossense no período analisado (entre julho e a primeira metade de agosto).O incêndio que atinge o Pantanal é alvo de investigação da Polícia Federal, que apura a responsabilidade de fazendas na área rural de Corumbá, no Mato Grosso do Sul. Já o estudo do ICV se concentrou no Mato Grosso, no entorno da cidade de Poconé Entre essas cinco propriedades rurais mato-grossenses, está a fazenda Comitiva, de Raimundo Cardoso Costa, onde o fogo começou em 20 de julho e foram registrados pelo menos 171 focos de incêndio. A área total destruída pelo fogo iniciado nesta fazenda foi de 25.188 hectares.De acordo com dados da Secretaria de Estado de Fazenda do Mato Grosso, Raimundo Cardoso Costa é proprietário de outra fazenda, vizinha à Comitiva, chamada Recanto das Onças. A Repórter Brasil identificou que a fazenda Recanto das Onças comercializou gado com o grupo Bom Futuro, mais conhecido pela produção de soja, mas que tem um rebanho de 130 mil cabeças de gado nelore. O grupo Bom Futuro está entre os fornecedores de gado dos maiores frigoríficos do Brasil: JBS, Marfrig e Minerva, conforme atestam documentos a que a reportagem teve acesso. Outra fazenda localizada em Poconé e que está entre as cinco analisadas pela Repórter Brasil é a Espírito Santo, de José Sebastião Gomes da Silva, onde o fogo começou em 4 de agosto. Segundo o Inpe, foram pelo menos 73 focos de incêndio que destruíram 14.292 hectares, segundo análise da NASA. Gomes da Silva também é dono de outra fazenda, a Formosa. Essa propriedade vende gado para a fazenda Rio Bonito, de Elza Junqueira de Carvalho Dias, que, por sua vez, comercializa gado com a JBS e Marfrig. A Fazenda Formosa também é fornecedora da Amaggi Pecuária. A empresa faz parte do grupo Amaggi, da família do político Blairo Maggi, que tem 10 fazendas no Mato Grosso e atua em diversos setores além de soja e pecuária, como energia e logística. A Amaggi Pecuária, por sua vez, está entre as fornecedoras da JBS, Marfrig e Minerva.  Na semana passada (14), uma equipe da Polícia Federal de Corumbá, no Mato Grosso do Sul, estado que também abriga o bioma Pantanal, realizou buscas e apreensões em quatro fazendas, com a suspeita de que o fogo teria sido provocado intencionalmente para a abertura de pastos. Os policiais investigam se aconteceu com o Pantanal algo similar ao ‘Dia do Fogo’, quando fazendeiros e empresários de Novo Progresso, no Pará, organizaram queimadas na Amazônia nos dias 10 e 11 de agosto do ano passado.

Continue lendo

Greve teve início em 17 de agosto, após Correios suspenderem 50 dos 79 pontos do acordo coletivo de trabalho (ACT) da categoria – Marcelo Camargo /Agência Brasil

Em assembleia realizada no final da tarde desta terça-feira (22), em Brasília (DF), empregados dos Correios deliberaram por um repúdio coletivo contra a decisão do Tribunal Superior do Trabalho (TST) que, na segunda (21), determinou o fim da greve e retirou 50 entre 79 direitos anteriormente conquistados pela categoria por meio do Acordo Coletivo de Trabalho (ACT).Os funcionários que atuam no Distrito Federal (DF) também resolveram voltar às atividades a partir das 23 horas desta terça (22). Apesar do capítulo que encerra os mais de 30 dias de greve, o Sindicato dos Trabalhadores dos Correios e Telégrafos do DF (Sintect-DF) vê aspectos vitoriosos no movimento e se prepara para uma “grande batalha” contra a privatização da empresa..   “A gente avalia que a greve em si foi muito positiva e teve uma unidade muito grande de todos os trabalhadores como classe. A gente sai satisfeito com o que foi construído na greve”, disse ao Brasil de Fato a presidenta da entidade, Amanda Corcino.

                 “Nossa grande batalha mesmo vai ser contra a privatização.”

A deliberação pelo retorno às atividades se dá no nível estadual e diferentes assembleias ainda deverão ocorrer na noite desta terça pelo país. No DF, o movimento sindical tenta dar uma injeção de ânimo na base para lembrar os próximos capítulos da disputa. “Pedimos hoje aos trabalhadores pra recompor as forças porque a nossa grande batalha mesmo vai ser contra a privatização. A empresa deu um importante passo do lado deles porque barateou o custo do nosso serviço retirando esses direitos. Então, a gente sabe que agora ela vai vir com tudo com esse projeto de privatizar e que a gente vai precisar recuperar nossas forças pra lutar contra ele. Não teremos muito tempo pra nos lamentar”, frisa Amanda Corcino.

Crítico ao resultado proclamado pelo TST, o carteiro Romilson Rodrigues, que atua em Natal (RN), se diz “revoltado” com a decisão dos ministros, mas também realça “vantagens” na greve. Ele cita o fato de cinco dos sete magistrados da Seção Especializada em Dissídios Coletivos (SDC) do TST terem considerado a paralisação como não abusiva, ao contrário do que foi demanda judicialmente pela direção dos Correios“Então, o nosso movimento foi válido e, de certa forma, foi vencedor porque nós não aceitamos em nenhum momento a imposição de um governo ditatorial”, ressalta, ao criticar a conduta da estatal diante das tentativas de negociação. A greve foi deflagrada em 17 de agosto após os Correios suspenderem 70 dos 79 pontos do ACT para 2020/2021. Durante o julgamento de segunda-feira, alguns ministros destacaram que a direção se mostrou indisponível para um acordo. “A ECT [Empresa Brasileira de Correios e Telégrafos] negou-se peremptoriamente em apresentar qualquer avanço no sentido de atender ao menos parcialmente às reivindicações da categoria”, disse, por exemplo, a relatora do processo, Kátia Arruda.

Aprofunde-se: Por que o projeto de privatização dos Correios não faz sentido

Resultado

Entre as cláusulas que foram suspensas do ACT por parte dos ministros, os trabalhadores perderam, por exemplo, auxílio-creche, licença-adoção, direito a itens de proteção para contextos de trabalho com baixa umidade relativa do ar, vale-cultura e licença-maternidade de 180 dias. No caso desta última, ela voltará a ser de 120 dias. A direção da empresa alegou problemas financeiros para a manutenção integral do ACT. No julgamento, os magistrados decidiram ainda que os grevistas precisarão ter metade dos dias de greve descontada no salário.  “Como se pode ver, nós perdemos muita coisa. A mídia não deu a cobertura que nós precisávamos e alguns chegaram a dizer que estávamos brigando por ‘vale-peru’, mas estávamos lutando por direitos. Pra mim, ficou claro que nem sempre podemos confiar na Justiça. Eu não gosto de generalizar, mas essa decisão de ontem foi absurda”, critica carteiro Romilson Rodrigues, que retornou ao trabalho nesta terça. Em nota pública divulgada nesta mesma data, a direção dos Correios disse que a maioria dos grevistas retornou às atividades e que 92,7% do quadro estavam operando.

Edição: Rodrigo Chagas

Logo após o crédito dos valores, será possível realizar compras em supermercados, padarias, farmácias e outros estabelecimentos com o cartão de débito virtual e QR Code

Caixa Econômica Federal paga nesta quarta-feira, 23, R$ 2,6 bilhões do auxílio emergencial para quatro milhões de pessoas nascidas em agosto. O pagamento segue o calendário do Ciclo 2 e, a partir desta data, os valores já podem ser movimentados na conta poupança social pelo aplicativo Caixa Tem, sem custo, evitando o deslocamento até as agências. Logo após o crédito dos valores, será possível realizar compras em supermercados, padarias, farmácias e outros estabelecimentos com o cartão de débito virtual e QR Code, por meio de mais de nove milhões de maquininhas de cartão no país. O trabalhador também poderá realizar o pagamento de contas de água, luz, telefone, gás e boletos. Já os saques e transferências para quem recebe o crédito nesta quarta-feira serão liberados a partir do dia 13 de outubro. Com o cartão de débito virtual Caixa é possível fazer compras pela internet, aplicativos e sites de qualquer um dos estabelecimentos credenciados. Para utilizar o cartão, o beneficiário precisa gerá-lo. Depois, deve entrar no aplicativo e acessar o ícone cartão de débito virtual. Feito isso, o usuário deverá digitar a senha do Caixa Tem. Em seguida, aparecerão os seguintes dados: nome do cidadão, número e validade do cartão, além do código de segurança. Ao lado do código, é preciso clicar em gerar. E assim o cartão fica disponível. O código de segurança vale para uma compra ou por alguns minutos. Para realizar uma nova compra é preciso gerar um novo código. Além da possibilidade de uso do cartão de débito virtual, o Caixa Tem também oferece a opção “Pague na maquininha”, forma de pagamento digital que pode ser utilizada nos estabelecimentos físicos habilitados. É uma funcionalidade por leitura de QR Code gerado pelas maquininhas dos estabelecimentos e que pode ser facilmente escaneado pela maioria dos telefones celulares equipados com câmera. Quando o cliente seleciona a opção “Pague na maquininha”, no aplicativo, automaticamente a câmera do celular é aberta. O usuário deve então apontar o telefone para leitura do QR Code gerado na maquininha do estabelecimento.

jovempan

*Com Agência Brasil

Crédito: Reprodução/Instagram

A influenciadora digital Munik Nunes esteve nesta quinta-feira (17) na 9ª Delegacia de Polícia de Defesa da Mulher – Pirituba, em São Paulo para registrar boletim de ocorrência por agressão contra Mallu Ohanna, ex-mulher do jogador de futebol Dudu, ex-Palmeiras, com quem ela já se relacionou no passado, de acordo com informações da Quem. Segundo a reportagem, Munik procurou a polícia para pedir uma medida protetiva (de distanciamento) contra Mallu. Ainda de acordo com a Quem, Mallu encontrou Munik em um supermercado nessa segunda-feira (14) e teria partido para cima da ex-BBB. A influenciadora solicitou as imagens das câmeras de segurança do estabelecimento, que mostram os xingamentos e a gritaria de Mallu contra ela. Na ocasião, Caio César, namorado de Munik, tirou a ex-BBB de perto de Mallu para evitar mais constrangimento.

istoe

Por orientação do governo Bolsonaro, serão retiradas verbas da Educação, Agricultura e Cidadania para a conclusão de obras. O que importa é a reeleição

Crédito: SÉRGIO LIMA

DESENVOLVIMENTISTA Rogério Marinho desvia verbas para obras e inaugurações (Crédito: SÉRGIO LIMA)

Jair Bolsonaro já está em campanha reeleitoral. Percorre o País para inaugurar obras, ainda que várias já tivessem sido entregues. Para garantir a agenda desenvolvimentista, aprofunda cortes nas áreas sociais, beneficiando o projeto do Pró-Brasil, o plano de investimentos públicos em infraestrutura. É o que acaba de fazer a Junta de Execução Orçamentária, integrada pelo ministro da Economia, Paulo Guedes. O ministro do Desenvolvimento Regional, Rogério Marinho, participou dos entendimentos. Foi determinado um corte de R$ 1,57 bilhão no Ministério da Educação. Nada menos que 29 institutos federais e 175 mil alunos podem ser obrigados a interromper suas aulas. A educação básica pode perder 80% dos recursos. A tesourada também atinge outras áreas vitais. O Ministério da Cidadania vai perder 80% dos créditos previstos para a pasta. Com isso, programas como o “Criança Feliz”, de visita domiciliar a bebês com até três anos, pode ser suspenso já em setembro. O acompanhamento de 1 milhão de crianças será prejudicado. O tratamento de 11 mil pessoas com dependência de álcool e outras drogas em comunidades terapêuticas será afetado. Áreas estratégicas como agronegócio também não foram poupadas. O corte no Ministério da Agricultura deve prejudicar especialmente a Embrapa, instituição responsável pelo desenvolvimento tecnológico do País no campo. O rearranjo orçamentário segue a lógica populista do governo Bolsonaro. O governo planeja destinar R$ 6,5 bilhões para obras. Os ministérios da Infraestrutura e do Desenvolvimento Regional ganharam R$ 1,6 bilhão cada para projetos que tragam visibilidade ao presidente. Já o Congresso receberá R$ 3,3 bilhões, que poderão ser usados por parlamentares para abastecer essas duas pastas. É um arranjo conveniente. Enquanto turbina a agenda de inaugurações, o presidente atrai a base parlamentar. A operação é executada pelo ministro Luiz Eduardo Ramos (Casa Civil), articulador político do governo no Congresso. A tungada lamentavelmente mostra, mais uma vez, que o governo acelera seu projeto para 2022 — à custa da área socia

istoe

Carolina Dieckmann compartilha selfie aproveitando o domingo descansando

Carolina Dieckmann compartilha selfie aproveitando o domingo descansando
Carolina Dieckmann curte domingão deitada: ”Cara é de domingo, mood parece de segunda” – 

Amante das selfies, Carolina Dieckmann não deixaria de publicar uma neste domingo, 20. A atriz curtiu o domingão de preguicinha deitada, e registrou o momento com um novo clique, e aproveitou para usar um filtro que ficasse com delineado nos olhos. Arrasou!”A cara é de domingo; o mood parece de segunda; e o gatinho é do filtro mesmo…“, brincou na legenda. No último sábado, 19, a vibe da atriz estava bem diferente, que logo amanheceu usando um biquíni metalizado, pronta para curtir o dia de sol.

caras

Uma vista aérea mostra a fumaça subindo no ar ao redor do rio Cuiabá, no Pantanal, a maior área úmida do mundo, em Pocone, estado de Mato Grosso, Brasil,

Destruição do Pantanal pelas queimadas chegou a quase 3 milhões de hectares

No dia em que a destruição do Pantanal pelas queimadas chegou a quase 3 milhões de hectares (equivalente à área da Bélgica), oito países europeus enviaram nesta quarta-feira (16/9) uma carta aberta ao vice-presidente brasileiro, general Hamilton Mourão, para protestar contra a política ambiental brasileira.

Os países afirmam que nos últimos anos o desmatamento aumentou no Brasil em ritmo alarmante e que estão “profundamente preocupados” com os efeitos dessa destruição para o desenvolvimento sustentável do país. A carta foi enviada pelos países que participam da declaração de Amsterdã, uma parceria entre nações para promover sustentabilidade e cadeias de produção de commodities que não cause a destruição de florestas. Participam Alemanha, Reino Unido, França, Itália, Dinamarca, Noruega, Países Baixos e Bélgica.”Durante muito tempo o Brasil liderou a redução do desmatamento na Amazônia através do estabelecimento de instituições científicas independentes que garantem monitoramento rigoroso e transparente, de agências de controle competentes e do reconhecimento de territórios indígenas. Nos últimos anos, no entanto, o desmatamento tem crescido em ritmo alarmante, como foi documentado pelo INPE (Instituto Nacional de Pesquisas Espaciais)”, diz a carta.

A situação das florestas

Além das queimadas que estão devastando o Pantanal neste mês de setembro — e cujas origens podem ser criminosas, segundo investigação da Polícia Federal —, a Amazônia também está sofrendo com devastação gerada pelo fogo. Em apenas 14 dias, setembro de 2020 já registrou mais queimadas na Amazônia do que em todo o mesmo mês do ano passado, segundo o INPE.

 

Citando levantamentos de entidades internacionais sobre crimes contra a imprensa no Brasil e exemplos de “intolerância da atual conjuntura política”, o senador Fabiano Contarato (Rede-ES) propõe transformar em crime as hostilidades a profissionais de imprensa no exercício de suas funções.

O texto do PL 4.522/2020 altera o Código Penal estabelecendo uma pena de detenção de um a seis meses, acrescida de multa, a quem praticar hostilidades com o objetivo de impedir ou dificultar a atuação dos profissionais de imprensa. A pena será aumentada em caso de emprego de violência ou vias de fato que se considerarem aviltantes.

Ao defender seu projeto, Contarato entende que não se pode falar em democracia quando os veículos de comunicação se veem impedidos de cumprir a missão que a Constituição lhes estabelece. Ele sublinha que nos últimos anos o Brasil tem verificado um aumento das ofensas e ameaças contra esses profissionais, resultando em atos cada vez mais violentos, e citou, como exemplo, as agressões sofridas pelo fotógrafo do Estado de S. Paulo, Dida Sampaio, em manifestação em Brasília em 3 de maio deste ano. A justificação do senador capixaba acrescenta dados do Comitê de Proteção dos Jornalistas (CPJ), que, em ranking internacional de impunidade em crimes praticados contra a imprensa, coloca o Brasil em posição “muito próxima de países como a Síria e o Afeganistão”, e da ONG Repórteres Sem Fronteiras, segundo a qual a “deterioração do ambiente para jornalistas” fez o Brasil cair para a 107ª posição na classificação mundial de liberdade de imprensa.

Frisando que o objetivo da legislação é proteger a própria liberdade de imprensa, Fabiano Contarato acrescenta que “o Estado democrático de direito não subsiste em um cenário onde a hostilidade se transforma em arma para tentar silenciar opiniões, dados ou fatos que desagradem a um determinado grupo.”

Sobre seu projeto, o senador comentou em mensagem no Twitter: “Para combater as violências, ofensas e ameaças crescentes contra profissionais de imprensa, apresentei projeto de lei punido com prisão os agressores. Não há democracia sem liberdade de imprensa!”

Fonte: Agência Senado

Recentemente, o Governo abriu um novo edital de processo seletivo para o Instituto do Seguro Social (INSS), em caráter temporário. A autarquia abriu uma nova seleção a fim de reduzir a fila de segurados. Inicialmente, eram previstas cerca de 7,4 mil contratações de aposentados e militares da reserva, que iriam atuar na análise de benefícios e no apoio administrativo, substituindo servidores. No entanto, o quantitativo total não foi preenchido. Foram, ao todo, 2.928 contratos temporários firmados com o INSS, ou seja, menos da metade do previsto. Somado a isso, o INSS teve mais perda em seu quadro de servidores, conforme consta no Portal Brasileiro de Dados Abertos. De acordo com dados de agosto de 2020, o quantitativo de postos vagos já chega a 22.058 cargos. Ou seja, só no último mês, o órgão perdeu 42 servidores. As vagas se distribuem da seguinte forma:

Analista do Seguro Social:
Ocupados – 4.225

Vagos – 2.349

Técnico do Seguro Social:
Ocupados – 14.522

Vagos – 19.709

INSS não protocolou abertura de novo concurso

Até 2021, o INSS espera que o dimensionamento e planejamento de recursos humanos de médio e longo prazo de seu quadro fiquem pronto, o que permitira, assim, a abertura de novo concurso público.

Confira na íntegra a nota do INSS:

“O INSS não protocolou solicitação de concurso público junto ao Governo Federal em 2020. Entretanto, como o próprio presidente já destacou, em diversas ocasiões, o INSS passa, neste momento, pela maior transformação de sua história, que findará em novos rumos para a autarquia, com prestação de serviço com mais agilidade, qualidade e segurança. Destacamos que, neste momento de transformação, estão sendo realizados profundos estudos no órgão, no sentido de mapear, considerando o novo cenário em que a Casa se encontra, qual a real necessidade de pessoal e suas qualificações para, futuramente, ser apresentado ao governo federal pedido de recomposição da mão de obra, com base na nova realidade do INSS.

Além disso, informamos, neste momento o INSS está em processo da contratação de temporários para atuação no atendimento e análise de benefício, o que ajudará a zerar o estoque de requerimentos à espera de análise há mais de 45 dias. A estimativa é, até maio de 2021, ter concluído o dimensionamento e planejamento de recursos humanos de médio e longo prazo, que permitirá a programação de concursos a partir de 2022, quando acabam os contratos dos temporários.”

Último pedido foi feito para mais de 7 mil vagas

Você Pode Gostar Também:

O último pedido de concurso do INSS foi feito em 2018 para nada menos que 7.888 vagas, distribuídas entre as funções de Técnico do Seguro Social (nível médio – 3.984 vagas), Analista – diversas especialidades (nível superior – 1.692 vagas) e Perito Médico (nível superior – 2.212 vagas). Para concorrer ao cargo de Técnico do Seguro Social do INSS, o candidato deverá ter certificado, devidamente registrado, de conclusão de curso de ensino médio (antigo segundo grau) ou curso técnico equivalente, expedido por instituição de ensino reconhecida pelo MEC. O cargo tem missão de realizar atividades internas e externas relacionadas ao planejamento, à organização e à execução de tarefas de competências constitucionais e legais do INSS que não demandem formação profissional específica; coletar informações, executar pesquisas, levantamentos e controles, emitir relatórios e pareceres; e exercer, mediante designação da autoridade competente, outras atividades relacionadas às finalidades institucionais do INSS, além das atividades comuns mencionadas no edital. A jornada de trabalho é de 40 horas semanais.

Já o Analista do Seguro Social requer diploma, devidamente registrado, de conclusão de curso de graduação de nível superior em Serviço Social, fornecido por instituição de ensino superior reconhecida pelo Ministério da Educação (MEC), e registro no órgão de classe específico. O cargo tem missão de prestar atendimento e acompanhamento aos usuários dos serviços prestados pelo INSS nas Agências da Previdência Social – APS e aos seus servidores, aposentados e pensionistas; elaborar, executar, avaliar planos, programas e projetos na área de Serviço Social e Reabilitação Profissional; supervisionar e homologar os programas profissionais realizados por terceiros ou instituições conveniadas; entre outras atribuições. A jornada de trabalho também é de 40 horas semanais.

Por fim, o cargo de Perito Médico Previdenciário requer diploma de conclusão de curso de graduação de nível superior em Medicina, fornecido por Instituição de Ensino Superior credenciada pelo MEC, Registro regular no Conselho Regional de Medicina. O cargo deverá exercer, privativamente, no âmbito do Instituto Nacional do Seguro Social (INSS) e do Ministério da Previdência Social (MPS), as atividades Médico-Periciais inerentes ao Regime Geral da Previdência Social de que tratam as leis, em especial a: I – emissão de parecer conclusivo quanto à capacidade laboral para fins previdenciários; II – inspeção de ambientes de trabalho para fins previdenciários; III – caracterização da invalidez para benefícios previdenciários e assistenciais; e IV – execução das demais atividades definidas em regulamento. Os ocupantes do cargo de Perito Médico Previdenciário poderão executar, ainda, nos termos do regulamento, as atividades Médico-Periciais relativas à aplicação da Lei nº 8.112, de 11 de dezembro de 1990. A jornada de trabalho é de 40 horas semanais.

Continue lendo

A juíza federal da 4ª Vara, Cláudia da Costa Tourinho Scarpa, determinou que o ministro da Economia, Paulo Guedes, terá que pagar R$50 mil por dano moral coletivo ao comparar servidores públicos a ‘parasitas’, no mês de fevereiro. O ministro terá que pagar o valor ao Sindicato dos Policiais Federais da Bahia (Sindipol BA), parte que entrou com processo contra Guedes, que ainda poderá recorrer da decisão. “Na situação em epígrafe, o ministro de Estado da Economia, no exercício do seu direito à liberdade de expressão, insultou os servidores públicos. Ele os comparou a ‘parasitas’, pediu que eles ‘não assaltem o Brasil, quando o gigante está de joelhos’ e afirmou que eles ficam em casa ‘com geladeira cheia,” disse a juíza. A juíza determinou o pagamento de R$ 50 mil, “em virtude da violação aos direitos da personalidade dos integrantes da categoria profissional representada por este ente sindical, por meio dos seus pronunciamentos”. Segundo o advogado do Sindipol BA, Dr. Marcel Santos Mutim, “antes mesmo da sentença, o Ministério Público Federal já havia apresentado parecer no sentido de que as manifestações de Paulo Guedes possuíam conteúdo discriminatório generalizado, o que fez com que o MPF opinasse pela condenação, o que foi confirmada na sentença”. O presidente da entidade sindical, José Mário Lima, disse que a justiça foi feita, ‘ante a esse absurdo cometido de forma irresponsável pelo ministro’. “Qualquer cidadão independentemente da sua estatura de poder ou financeira, tem que ter a devida reprimenda quando está errado. A lei é para todos”, disse.

Você Pode Gostar Também:

De acordo com o sindicato, o valor da condenação será doado ao Hospital Santo Antônio, que pertence às Obras Sociais Irmã Dulce (OSID), e ao Hospital Aristides Maltez, instituições sem fins lucrativos de Salvador e que estão à frente no combate à pandemia do novo Coronavírus.

Vale ressaltar que a decisão da justiça ainda cabe recurso. O ministro Paulo Guedes não se pronunciou.

Entenda a polêmica

Em fevereiro, o ministro da economia, Paulo Guedes, comparou funcionários públicos a “parasitas”, ao comentar sobre as reformas administrativas pretendidas pelo governo federal. Guedes criticou especificamente o reajuste anual dos salários dos servidores públicos que, segundo ele, já têm como privilégio a estabilidade no emprego e “aposentadoria generosa”. Ele ainda argumentou que a máquina pública, nas três esferas de governo, não se sustenta financeiramente por questões fiscais e, por isso, a carreira do funcionalismo precisa ser revista. Sobre o assunto, ele disse “O hospedeiro está morrendo, o cara virou um parasita, o dinheiro não chega no povo e ele quer aumento automático”. Ele proferiu esta declaração em palestra na Escola Brasileira de Economia e Finanças da Fundação Getúlio Vargas (FGV EPGE) no encerramento de um seminário sobre o Pacto Federativo. De acordo com o ministro, sua crítica é compartilhada pelos brasileiros. “A população não quer isso [reajuste automático do funcionalismo público]. 88% da população brasileira é a favor, inclusive, de demissão no funcionalismo público”, disse. Guedes estava se referindo a uma pesquisa Datafolha, divulgada em janeiro de 2020, que apontava que, para 88% dos entrevistados, o funcionário público que não faz um bom serviço deve ser demitido. “Nos Estados Unidos ficam quatro, cinco anos sem dar reajuste e quando dá todo mundo fica ‘oh, muito obrigado’. Aqui o cara é obrigado a dar [reajuste] porque está carimbado e ainda leva xingamento, ovo, não pode andar de avião”, continuou o ministro.

noticiasconcursos

Um novo ciclo de liberação do saque do auxílio emergencial de R$ 600 se inicia. Os beneficiários que começaram a receber a quinta parcela de R$ 600 no dia 28 de agosto agora começam a ter o saque em espécie liberado. Os beneficiários nascidos em janeiro receberam o pagamento da quinta parcela de R$ 600 no dia 28 de agosto. O valor do auxílio foi creditado em conta poupança social digital da Caixa. Agora, neste sábado, esse grupo de nascidos em janeiro poderão fazer saque e transferência direta.

O calendário de saque segue até dia 27 de outubro.

Veja abaixo o cronograma completo.

Pagamento da quinta parcela

  • 28 de agosto: nascidos em janeiro
  • 2 de setembro: nascidos em fevereiro
  • 4 de setembro: nascidos em março
  • 9 de setembro: nascidos em abril
  • 11 de setembro: nascidos em maio
  • 16 de setembro: nascidos em junho
  • 18 de setembro: nascidos em julho
  • 23 de setembro: nascidos em agosto
  • 25 de setembro: nascidos em setembro
  • 28 de setembro: nascidos em outubro
  • 28 de setembro: nascidos em novembro
  • 30 de setembro: nascidos em dezembro

Saque e transferência da 5ª parcela

  • 19 de setembro: nascidos em janeiro
  • 22 de setembro: nascidos em fevereiro
  • 29 de setembro: nascidos em março
  • 1 de outubro: nascidos em abril
  • 3 de outubro: nascidos em maio
  • 6 de outubro: nascidos em junho
  • 8 de outubro: nascidos em julho
  • 13 de outubro: nascidos em agosto
  • 15 de outubro: nascidos em setembro
  • 20 de outubro: nascidos em outubro
  • 22 de outubro: nascidos em novembro
  • 27 de outubro: nascidos em dezembro
Você Pode Gostar Também:

Auxílio prorrogado até dezembro

O presidente Jair Bolsonaro anunciou a prorrogação do auxílio emergencial por quatro meses no no valor de R$ 300

O presidente Jair Bolsonaro anunciou a prorrogação do auxílio emergencial por quatro meses no valor de R$ 300. A extensão do auxílio já foi oficializada por meio de medida provisória e agora terá que ser aprovada por deputados e senadores no Congresso Nacional. “Não é um valor o suficiente muitas vezes para todas as necessidades, mas basicamente atende. O valor definido agora há pouco é um pouco superior a 50% do valor do Bolsa Família. Então, decidimos aqui, até atendendo a economia em cima da responsabilidade fiscal, fixá-lo em R$ 300”, disse Bolsonaro. 

Neste ano, o Executivo depositou cinco parcelas de R$ 600 para os beneficiários do auxílio, visando ajudar os brasileiros de baixa renda, trabalhadores informais, MEIs, autônomos e desempregados.    O presidente Jair Bolsonaro já havia informado sobre a redução do valor do benefício e argumenta que, se o valo pode parecer pouco para os brasileiros afetados pela pandemia, “é muito para quem paga, no caso, o Brasil”.  De acordo com cálculos feitos pela equipe econômica, o custo mensal do benefício foi de R$ 50 bilhões por mês durante a primeira fase do programa. 

noticiasconcursos

O Senado vai analisar uma sugestão legislativa (SUG 24/2020) que proíbe a exibição de programas policiais “sensacionalistas” pela televisão aberta. A ideia foi encaminhada por meio do portal e-Cidadania e enviada à Comissão de Direitos Humanos e Legislação Participativa (CDH). Apresentada pelo internauta Jonas Rafael Rossato, a sugestão recebeu 22.038 mil assinaturas no período de três meses. O objetivo da medida é proibir a exibição desse tipo de programa das 6h às 22h. A sugestão ressalta que as empresas de televisão podem elaborar produções com outros conteúdos, mas para aumentar audiência dos telespectadores insistem em “recorrer a programas que espalham notícias violentas sob pretexto de informar”, justifica Jonas. De acordo com o autor, os apresentadores de programas sensacionalistas propagam discursos especulativos e agressivos. “A exibição de programas violentos no horário livre faz com que crianças e adolescentes possam assistir a acidentes, assassinatos, sangue, perseguições e diversas outras atitudes consideradas proibidas pelo Estatuto da Criança e do Adolescente – ECA”, destaca Rossato em seu texto.

Participação

Qualquer cidadão pode apresentar uma ideia legislativa no portal e-Cidadania. Basta se cadastrar, acessar a página das Ideias Legislativas e enviar a proposta. A ideia fica abertas por quatro meses para receber apoios. Se nesse prazo conseguir 20 mil apoios, a ideia é encaminhada para a CDH e se transforma em sugestão legislativa. Se a comissão aprovar, a sugestão passa a ser um projeto de lei e é analisada da mesma maneira que as propostas apresentados pelos senadores.

Fonte: Agência Senado

A celebração da ceia é um anúncio de que Jesus voltará: “Porque, todas as vezes que comerdes este pão e beberdes o cálice, anunciais a morte do Senhor até que ele venha” (1Co 11.26). Entretanto, tomar a ceia literalmente, simboliza uma prática cristã. apenas simboliza uma prática cristã. 

   

Qual o significado da Santa Ceia?

A Santa Ceia (ou Santa Ceia do Senhor) representa o sacrifício de Jesus por nós na cruz. Jesus mandou tomar a Ceia para lembrar o que Ele fez por nós. Quem toma a Ceia do Senhor está mostrando que aceitou o sacrifício de Jesus pelos seus pecados. É fácil esquecer o milagre de Jesus no cotidiano. A Santa Ceia é um momento para lembrar de novo que Ele morreu por você. É um tempo para refletir e agradecer Seu sacrifício e colocar as coisas em perspectiva.

Alguns versículos na Bíblia sobre a Ceia do Senhor

Tomando o pão, deu graças, partiu-o e o deu aos discípulos, dizendo: “Isto é o meu corpo dado em favor de vocês; façam isto em memória de mim”. Da mesma forma, depois da ceia, tomou o cálice, dizendo: “Este cálice é a nova aliança no meu sangue, derramado em favor de vocês” (Lucas 22:19-20).

“Porque, sempre que comerem deste pão e beberem deste cálice, vocês anunciam a morte do Senhor até que ele venha” (1 Coríntios 11:26).

“Eis que estou à porta e bato. Se alguém ouvir a minha voz e abrir a porta, entrarei e cearei com ele, e ele comigo” (Apocalipse 3:20).

“Jesus lhes disse: “Eu digo a verdade: Se vocês não comerem a carne do Filho do homem e não beberem o seu sangue, não terão vida em si mesmos. Todo aquele que come a minha carne e bebe o meu sangue tem a vida eterna, e eu o ressuscitarei no último dia. Pois a minha carne é verdadeira comida e o meu sangue é verdadeira bebida. Todo aquele que come a minha carne e bebe o meu sangue permanece em mim e eu nele. Da mesma forma como o Pai que vive me enviou e eu vivo por causa do Pai, assim aquele que se alimenta de mim viverá por minha causa” (João 6:53-57).

“Eu sou o pão vivo que desceu do céu. Se alguém comer deste pão, viverá para sempre. Este pão é a minha carne, que eu darei pela vida do mundo” (João 6:51).

“Pessoas virão do oriente e do ocidente, do norte e do sul, e ocuparão os seus lugares à mesa no Reino de Deus. De fato, há últimos que serão primeiros e primeiros que serão últimos” (Lucas 13:29-30).

“Portanto, todo aquele que comer o pão ou beber o cálice do Senhor indignamente será culpado de pecar contra o corpo e o sangue do Senhor. Examine-se cada um a si mesmo e então coma do pão e beba do cálice. Pois quem come e bebe sem discernir o corpo do Senhor come e bebe para sua própria condenação. Por isso há entre vocês muitos fracos e doentes, e vários já dormiram” (1 Coríntios 11:27-30).

“Quando vocês se reúnem, não é para comer a ceia do Senhor, porque cada um come sua própria ceia sem esperar pelos outros. Assim, enquanto um fica com fome, outro se embriaga. Será que vocês não têm casa onde comer e beber? Ou desprezam a igreja de Deus e humilham os que nada têm? Que direi? Eu os elogiarei por isso? Certamente que não” (1 Coríntios 11:20-22).

“Vocês não podem beber do cálice do Senhor e do cálice dos demônios; não podem participar da mesa do Senhor e da mesa dos demônios” (1 Coríntios 10:21).

“Portanto, meus irmãos, quando vocês se reunirem para comer, esperem uns pelos outros. Se alguém estiver com fome, coma em casa, para que, quando vocês se reunirem, isso não resulte em condenação. Quanto ao mais, quando eu for darei instruções a vocês” (1 Coríntios 11:33-34).

Quais os símbolos da Ceia do Senhor?

Os símbolos da Ceia do Senhor são o pão e o vinho. Jesus pegou em coisas simples e fáceis de encontrar, para não tornar a Ceia num ritual muito complicado. O pão e o vinho não se tornam mesmo na carne e no sangue de Jesus, são só símbolos. O importante não é a comida em si mas o que representa.

  • Pão – Jesus disse que o pão simboliza Seu corpo, que foi quebrado por nós. Na cruz Ele sofreu muita dor, tudo por amor a nós. Ele sofreu a dor que nós merecemos, em nosso lugar (Lucas 22:19).
  • Vinho – representa a nova aliança entre você e Deus. No Velho Testamento, uma aliança era selada com um sacrifício, onde o sangue de um animal era derramado. O sangue de Jesus, que foi todo derramado quando morreu, ao mesmo tempo pagou nossos pecados e estabeleceu uma nova aliança entre nós e Deus (Lucas 22:20).

Quando você come o pão e bebe o vinho, você mostra ao mundo que Cristo morreu por você (1 Coríntios 11:26). O sacrifício de Jesus pagou o preço por seus pecados e agora Ele vive dentro de você. Simbolicamente, é como se você tivesse morrido na cruz e ressuscitado com Jesus.

Atenção: Jesus não deu indicações específicas sobre o tipo de pão ou vinho que se deve usar, nem os tamanhos das porções, nem a melhor forma de partilhar e comer a comida, nem a frequência com que se deve tomar. Tudo isso é secundário e fica ao critério de cada igreja como fazer. O mais importante é o que a Ceia representa, não a forma exata como se toma.                                

TEXTO ÁUREO
“Por isso, deixará o homem seu pai e sua mãe e se unirá a sua mulher; e serão dois numa carne.”  (Ef 5.31)    

VERDADE PRÁTICA
DEUS estabeleceu o casamento monogâmico, heterossexual e indissolúvel, isto é, a instituição da família para glória do nome dEle.    

LEITURA DIÁRIA
Segunda – Gn 2.24 DEUS planejou abençoar todas as famílias da terra

Terça – Ef 5.23 O marido é a cabeça do lar assim como CRISTO é a cabeça da Igreja
Quarta – Ef 5.25 O marido deve amar a esposa de forma incondicional
Quinta – Gl 5.13 O cristão desfruta da liberdade em CRISTO e não está sujeito à escravidão
Sexta – Lc 2.51 DEUS deseja que os filhos confiem na sabedoria de seus pais
Sábado – Ef 6.3 Aos filhos que obedecem e honram seus pais uma dupla promessa é assegurada    

LEITURA BÍBLICA EM CLASSE – Efésios 5.21-33; 6.1-4
Efésios 5

21 – sujeitando-vos uns aos outros no temor de DEUS. 22 – Vós, mulheres, sujeitai-vos a vosso marido, como ao Senhor; 23 – porque o marido é a cabeça da mulher, como também CRISTO é a cabeça da igreja, sendo ele próprio o salvador do corpo. 24 – De sorte que, assim como a igreja está sujeita a CRISTO, assim também as mulheres sejam em tudo sujeitas a seu marido. 25 – Vós, maridos, amai vossa mulher, como também CRISTO amou a igreja e a si mesmo se entregou por ela, 26 – para a santificar, purificando-a com a lavagem da água, pela palavra, 27 – para a apresentar a si mesmo igreja gloriosa, sem mácula, nem ruga, nem coisa semelhante, mas santa e irrepreensível. 28 – Assim devem os maridos amar a sua própria mulher como a seu próprio corpo. Quem ama a sua mulher ama-se a si mesmo. 29 – Porque nunca ninguém aborreceu a sua própria carne; antes, a alimenta e sustenta, como também o Senhor à igreja; 30 – porque somos membros do seu corpo. 31 – Por isso, deixará o homem seu pai e sua mãe e se unirá à sua mulher; e serão dois numa carne. 32 – Grande é este mistério; digo-o, porém, a respeito de CRISTO e da igreja. 33 – Assim também vós, cada um em particular ame a sua própria mulher como a si mesmo, e a mulher reverencie o marido. Efésios 6 1 – Vós, filhos, sede obedientes a vossos pais no Senhor, porque isto é justo. 2 – Honra a teu pai e a tua mãe, que é o primeiro mandamento com promessa, 3 – para que te vá bem, e vivas muito tempo sobre a terra. 4 – E vós, pais, não provoqueis a ira a vossos filhos, mas criai-os na doutrina e admoestação do Senhor.    

OBJETIVO GERAL – Mostrar que o relacionamento harmonioso está incluído no projeto divino para a família cristã.    

OBJETIVOS ESPECÍFICOS

Refletir sobre a conduta bíblica prescrita aos maridos;
Demonstrar como a mulher casada é comparada à Igreja de CRISTO;
Orientar a conduta dos pais e filhos no ambiente familiar.    

INTERAGINDO COM O PROFESSOR
A família é a principal instituição planejada por DEUS. O relacionamento familiar é um projeto divino que tem a responsabilidade de glorificar a DEUS e transmitir à sociedade o padrão moral e espiritual da família, fundamentado na Palavra de DEUS. Para tanto, a Bíblia ressalta o papel dos pais e dos filhos no seio familiar. Tais papéis devem ser exercidos em obediência à palavra divina a fim de que a família mantenha a comunhão e a convivência de forma harmoniosa.    

PONTO CENTRAL – O relacionamento familiar é um projeto divino.  

 Resumo da Lição 12, A Conduta do Crente em Relação à Família

I – A CONDUTA DO CRENTE COMO MARIDO
1. O papel do marido como líder da família. 2. O amor como elemento primordial.

3. O cuidado do marido à esposa.

II – A CONDUTA DA CRENTE COMO ESPOSA
1. O conceito de submissão cristã. 2. A condição da mulher cristã. 3. A reverência devida ao marido.

III – A CONDUTA DO CRENTE COMO FILHO
1. A responsabilidade dos pais. 2. A conduta requerida dos filhos. 3. O mandamento com promessa.           Resumo rápido do Pr Henrique, da Lição 12, A Conduta do Crente em Relação à Família  

LEITURA BÍBLICA EM CLASSEEfésios 5.21-33; 6.1-4
Efésios 5.21 – sujeitando-vos uns aos outros no temor de DEUS. 22 – Vós, mulheres, sujeitai-vos a vosso marido, como ao Senhor; 23 – porque o marido é a cabeça da mulher, como também CRISTO é a cabeça da igreja, sendo ele próprio o salvador do corpo. 24 – De sorte que, assim como a igreja está sujeita a CRISTO, assim também as mulheres sejam em tudo sujeitas a seu marido. 25 – Vós, maridos, amai vossa mulher, como também CRISTO amou a igreja e a si mesmo se entregou por ela, 26 – para a santificar, purificando-a com a lavagem da água, pela palavra, 27 – para a apresentar a si mesmo igreja gloriosa, sem mácula, nem ruga, nem coisa semelhante, mas santa e irrepreensível. 28 – Assim devem os maridos amar a sua própria mulher como a seu próprio corpo. Quem ama a sua mulher ama-se a si mesmo. 29 – Porque nunca ninguém aborreceu a sua própria carne; antes, a alimenta e sustenta, como também o Senhor à igreja; 30 – porque somos membros do seu corpo. 31 – Por isso, deixará o homem seu pai e sua mãe e se unirá à sua mulher; e serão dois numa carne. 32 – Grande é este mistério; digo-o, porém, a respeito de CRISTO e da igreja. 33 – Assim também vós, cada um em particular ame a sua própria mulher como a si mesmo, e a mulher reverencie o marido. 
Efésios 6.1 – Vós, filhos, sede obedientes a vossos pais no Senhor, porque isto é justo. 2 – Honra a teu pai e a tua mãe, que é o primeiro mandamento com promessa, 3 – para que te vá bem, e vivas muito tempo sobre a terra. 4 – E vós, pais, não provoqueis a ira a vossos filhos, mas criai-os na doutrina e admoestação do Senhor.  

Meus comentários: Temos aqui nesta lição o “CAPÍTULO DA SUBMISSÃO” – De Efésios 5.21 a Efésios 6.1-9 JESUS submisso ao PAI. Marido submisso a JESUS. Esposa submissa ao esposo como a CRISTO Filhos submissos aos pais que representam CRISTO Empregados submissos aos patrões como sendo vistos por CRISTO. Patrões submissos a DEUS.    

 

I – A CONDUTA DO CRENTE COMO MARIDO

1. O papel do marido como líder da família. Ef 5.26 – para a santificar, purificando-a com a lavagem da água, pela palavra, A purificação do sacerdote, no Tabernáculo, era na água da Pia de Cobre à porta da Tenda da Congregação, antes de entrar para o lugar santo e ministrar. JESUS purificou a Igreja pela lavagem da água pela Palavra, pois ao ouvir a Palavra de DEUS e nela crêr é salvo e purificado de seus pecados. De sorte que a fé é pelo ouvir, e o ouvir pela palavra de DEUS. Romanos 10:17 Visto como, na sabedoria de DEUS, o mundo não conheceu a DEUS pela sua sabedoria, aprouve a DEUS salvar os crentes pela loucura da pregação. 1 Coríntios 1:21 Porque pela graça (JESUS e seu sacrifício) sois salvos, por meio da fé; e isso não vem de vós; é dom de DEUS. Efésios 2:8 em quem também vós estais, depois que ouvistes a palavra da verdade, o evangelho da vossa salvação; e, tendo nele também crido, fostes selados com o ESPÍRITO SANTO da promessa; Efésios 1:13   Ef 5.27 – para a apresentar a si mesmo igreja gloriosa, sem mácula, nem ruga, nem coisa semelhante, mas santa e irrepreensível. A Igreja salva e purificada é apresentada a JESUS como noiva pronta para ao casamento, sem pecado, santa e irrepreensível, pois está em CRISTO.    

2. O amor como elemento primordial. Ef 5.25 – Vós, maridos, amai vossa mulher, como também CRISTO amou a igreja e a si mesmo se entregou por ela, O Amor é a chave mestra de tudo. Primeiro amor a DEUS e segundo, amor ao próximo. Assim JESUS resumiu a Bíblia – E JESUS disse-lhe: Amarás o Senhor, teu DEUS, de todo o teu coração, e de toda a tua alma, e de todo o teu pensamento. Este é o primeiro e grande mandamento. E o segundo, semelhante a este, Amarás o teu próximo como a ti mesmo. esses dois mandamentos dependem toda a lei e os profetas. Mateus 22:37-40 O amor (αγαπαω agapao), receber com alegria, acolher, gostar muito de, amar ternamente, estar satisfeito, estar contente sobre ou com as coisas, é visto aqui como o amor sacrificial de CRISTO para com a Igreja e do marido para com sua esposa. O verdadeiro amor dá a vida pelo ente amado. Eu sou o bom Pastor; o bom Pastor dá a sua vida pelas ovelhas. João 10:11; Mas DEUS prova o seu amor para conosco em que CRISTO morreu por nós, sendo nós ainda pecadores. Romanos 5:8.   Ef 5.28 – Assim devem os maridos amar a sua própria mulher como a seu próprio corpo. Quem ama a sua mulher ama-se a si mesmo. Assim como CRISTO amou a igreja, sua noiva, e deu sua vida por ela, o marido deve ser capaz de dar sua vida pela esposa. Se o marido se ama a si mesmo, então ama a esposa que é parte dele mesmo, pois ao se unir a ela, no casamento, se tornou um só com ela. Conhecemos o amor nisto: que ele deu a sua vida por nós, e nós devemos dar a vida pelos irmãos. 1 João 3:16 E serão os dois uma só carne e, assim, não serão dois, mas uma só carne. Marcos 10:8    

3. O cuidado do marido à esposa. Ef 5.29 – Porque nunca ninguém aborreceu a sua própria carne; antes, a alimenta e sustenta, como também o Senhor à igreja; Ninguém odeia seu próprio corpo. O corpo envelhece, mas não deixamos de amá-lo. Não deixamos de alimentar o corpo nunca, pois sabemos que, se o fizermos, morreremos. Para viver nosso corpo precisa de alimento, de sustento. Assim nossa esposa que faz parte de nosso corpo e deve ser alimentada e sustentada sempre. JESUS alimenta e sustenta a Igreja com sua Palavra e presença. O esposo deve dialogar com sua esposa, deve estar presente no lar, deve participar da família ativamente.    

II – A CONDUTA DA CRENTE COMO ESPOSA
1. O conceito de submissão cristã. Ef 5.22 – Vós, mulheres, sujeitai-vos a vosso marido, como ao Senhor; Subtende-se mulheres casadas. Sujeitai-vos (υποτασσω hupotasso) significa render-se à admoestação ou conselho de alguém, ou aceitar a autoridade que DEUS deu ao esposo. Esta sujeição é como se estivesse diante do Senhor JESUS.    

2. A condição da mulher cristã. Ef 5.23 – porque o marido é a cabeça da mulher, como também CRISTO é a cabeça da igreja, sendo ele próprio o salvador do corpo. Cabeça (κεφαλη kephale), a perda desta cabeça destrói a vida, é na cabeça onde está o controle de todos os sentidos do corpo, audição, olfato, paladar, tato e visão. O controle cerebral e neural de todo o corpo estão na cabeça. Não existe vida sem a cabeça. CRISTO é a cabeça da Igreja e sem ELE não há Igreja. O marido é a cabeça da mulher e sem ELE não há casamento, não há família, não há lar. Para que houvesse Igreja JESUS salvou os pecadores morrendo por todos nós e em nossos lugar, assim formou seu corpo místico na Terra, a Igreja, a família de DEUS. O marido dá sua vida pela esposa para que exista sua família.”cabeça” transmite a ideia de responsabilidade e de autoridade. O papel de “cabeça” do marido (e, portanto, a liderança masculina em geral) deve ter como modelo o fato de CRISTO ser “o cabeça” da igreja (o que o levou a entregar-se a si mesmo por ela), como também a nossa relação para com o nosso próprio corpo (que nos leva a nutri-lo e a cuidar dele). Em ambos os casos, “ser cabeça” implica sacrifício e serviço. É o “ser cabeça” do cuidado e não do controle. Seu propósito não é inibir, e muito menos esmagar, mas, sim, facilitar, criar condições de amor e segurança em que as mulheres sejam livres para ser elas mesmas e desenvolver-se a si mesmas. Autoridade e submissão parecem ser permanentes por serem da criação. Pode uma mulher ensinar a homens sob a autoridade da Escritura (não reivindicando uma autoridade própria), em espírito de humildade e mansidão (não se arrogando ares de importante) e como membro de uma equipe pastoral encabeçada por um homem. Será que estas três condições a capacitariam a ensinar a homens, sem com isso estar exercendo sobre eles uma autoridade inadequada e sem infringir o princípio da liderança masculina? “Sim, acho que sim.”  Podemos preservar a essência da revelação de DEUS (neste caso, a relação criacional dos sexos).    

3. A reverência devida ao marido. Ef 5.24 – De sorte que, assim como a igreja está sujeita a CRISTO, assim também as mulheres sejam em tudo sujeitas a seu marido. A Igreja está sujeita a CRISTO que é a cabeça, responsável pelo comando e organização da mesma, é quem possui a autoridade de DEUS sobre ela. Assim a esposa deve aceitar que DEUS colocou seu esposo com a responsabilidade pelo comando de seu lar e de seus membros.    

III – A CONDUTA DO CRENTE COMO FILHO Efésios 6.1 – Vós, filhos, sede obedientes a vossos pais no Senhor, porque isto é justo. 2 – Honra a teu pai e a tua mãe, que é o primeiro mandamento com promessa, 3 – para que te vá bem, e vivas muito tempo sobre a terra. 4 – E vós, pais, não provoqueis a ira a vossos filhos, mas criai-os na doutrina e admoestação do Senhor.
1. A responsabilidade dos pais. Ef 6.4 – E vós, pais, não provoqueis a ira a vossos filhos, mas criai-os na doutrina e admoestação do Senhor.

O que significa provocar os filhos à ira?

 (a) Falta de moderação no relacionamento com os filhos: muitos pais usam de sua autoridade como pais para exercer um domínio ameaçador (desequilibrado e violento) diante do filho, fazendo com que ele seja como que um fantoche sem sentimentos, sem sonhos, sem vontades, que deve apenas obedecer a todas as ordens sem questionar nada. Isso gera conflitos (ira) porque a função dos pais é conduzir os filhos ao crescimento em todos os sentidos e não serem dominadores tiranos sobre eles. Pais tiranos produzirão filhos que sempre serão provocados a viver uma vida cheia de ira.
(b) injustiça nas punições: O lar é um dos primeiros lugares onde os pais devem ensinar o conceito de justiça aos filhos. Pais que usam de punições injustas, exageradas e que visam unicamente trazer sofrimento ao filho, gerarão no coração deste filho um sentimento de ódio, de raiva, de desespero, quando o sentimento que os pais deveriam buscar em suas repreensões é o de condução ao arrependimento e edificação por meio da justiça.
(c) Exigências sem sentido: Alguns pais irritam seus filhos quando os tratam como se fossem seus escravos pessoais, fazendo exigências sem sentido e usando os filhos para satisfazer exigências pessoais que nada têm a ver com criar os filhos na disciplina do Senhor. Conflitos desnecessários surgem aqui, pois os filhos, por mais imaturos que possam ser, conseguem perceber essa disfunção nas exigências dos pais. Um exemplo prático é um pai que exige que seu filho trilhe o caminho de uma certa profissão sem ter em mente o desejo do filho. Também imagine um pai que quer que seu filho beba bebida embriagante, ou que fume ou se drogue. Em nossos dias vemos até pais que usam seus filhos na prostituição para ganharem dinheiro com isso. Há pais que querem forçar seus filhos a uma identidade sexual contrária a sua natureza, etc…
(d) Importunações sem propósito: Alguns pais irritam seus filhos por usar sua experiência de vida para criar importunações sem propósito que tem o único objetivo de trazer alguma dor, alguma punição, alguma tristeza aos filhos. Isso, definitivamente, não é o alvo e não atinge o objetivo de criar os filhos na disciplina do Senhor (orientado na Bíblia). Um exemplo prático é um pai que sempre provoca seu filho em alguma deficiência que ele tem. Por exemplo, chamando-o de burro porque ele tirou uma nota baixa na escola.   O que NÃO significa provocar os filhos à ira? Temos que ter uma atenção especial também para aqueles pais que, com medo de cometer exageros, preferem não fazer nada ou quase nada na educação de seus filhos. É importante conhecer o caminho do equilibro para gerar filhos saudáveis. Por isso, é importante saber o que pode ser feito e que não fere o princípio de provocar os filhos à ira: (a) Colocar limites: Paulo não está ensinando que os filhos não devem ter limites. Pelo contrário, os limites são importantes quando aplicados de forma correta e justa. (b) Corrigir: É função dos pais corrigir. Mas essa correção deve sempre ter o objetivo de edificação e nunca de uma punição vazia para extravasar a raiva dos pais. (c) Colocar freios: Filhos criados totalmente soltos, fazendo o que querem e quando querem são candidatos ao fracasso na vida. Os pais foram levantados por DEUS para atuar como um freio diante dos excessos dos filhos. (d) Determinar obrigações: Obedecendo a cada faixa etária do desenvolvimento, os filhos devem ter suas obrigações determinadas. Isso faz parte do crescimento e do desenvolvimento e vai gerar filhos mais comprometidos com a família e com os melhores objetivos de vida. (e) Primar por mais conhecimento da Bíblia em menos tempo. Os pais devem ajudar e estimular a vida espiritual de seus filhos. Eles devem estar sempre aprendendo a entender assuntos da Bíblia de forma simples e rápida, ajudado por quem já superou as mesmas dificuldades que você pai ou mãe. Instrui o menino no caminho em que deve andar, e, até quando envelhecer, não se desviará dele. Provérbios 22:6 Ouve a teu pai, que te gerou, e não desprezes a tua mãe, quando vier a envelhecer. Provérbios 23:22 <https://www.esbocandoideias.com/2018/03/nao-provocar-os-filhos-a-ira.html<    

2. A conduta requerida dos filhos. Ef 6.1 – Vós, filhos, sede obedientes a vossos pais no Senhor, porque isto é justo. Por que ser obediente aos pais? Por ser justo (não precisa de mais explicação). É no Senhor, ou seja, a obediência está condicionada ao senhorio de CRISTO.    

3. O mandamento com promessa. Ef 6.2 – Honra a teu pai e a tua mãe, que é o primeiro mandamento com promessa Uma clara referência a Deuteronômio 5.16: “Honra teu pai e tua mãe, para que se prolonguem os teus dias e para que te vá bem na terra que o SENHOR, teu DEUS, te dá”. Há promessa de DEUS para os que obedecem e honram seus pais – honrar não é só reconhecer sua autoridade, mas também sustentar financeiramente caso seja necessário. A Bíblia diz que aquele que não cuida de sua família é pior do que o infiel. Mas, se alguém não tem cuidado dos seus e principalmente dos da sua família, negou a fé e é pior do que o infiel. 1 Timóteo 5:8   Ef 6.3 – para que te vá bem, e vivas muito tempo sobre a terra. No versículo anterior podemos destacar “se prolonguem os teus dias e para que te vá bem na terra que o SENHOR, teu DEUS, te dá” Prolongar os dias e ir bem. Isso significa longevidade e vida tranquila.    

ACRESCENTO IV –Aos crentes casados   Ef 5.30 – porque somos membros do seu corpo. JESUS alimenta e sustenta a Igreja, faz isso individualmente, para que todos sejam fortalecidos e continuem em seu corpo, a igreja. Cada um de nós é um membro do corpo de CRISTO na Terra. Todos são importantes, desde o menor ao maior.   Ef 5.31 – Por isso, deixará o homem seu pai e sua mãe e se unirá à sua mulher; e serão dois numa carne. Citação de Gênesis 2.24 – Portanto, deixará o varão o seu pai e a sua mãe e apegar-se-á à sua mulher, e serão ambos uma carne. Passagem bíblica usada por JESUS nos evangelhos (Mt 19.5; Mc 10.7; No ato sexual entre o esposo e a esposa, mesmo que um dos dois não seja salvo, os dois se tornam um só, são santos. Por isso mesmo os filhos são abençoados por DEUS. Porque o marido descrente é santificado pela mulher, e a mulher descrente é santificada pelo marido. Doutra sorte, os vossos filhos seriam imundos; mas, agora, são santos. 1 Coríntios 7:14 O casamento torna santa a união formando um só, porém, é evidente que não torna o imundo salvo. A mulher que tem marido descrente não deve deixá-lo e nem o marido que tem esposa descrente deve deixá-la. O marido deve amar a esposa para que ela seja salva e a esposa deve obedecer e portar-se com muita prudência para ganhar seu marido para CRISTO. Mas, aos outros, digo eu, não o Senhor: se algum irmão tem mulher descrente, e ela consente em habitar com ele, não a deixe. E se alguma mulher tem marido descrente, e ele consente em habitar com ela, não o deixe. 1 Coríntios 7:12,13 Semelhantemente, vós, mulheres, sede sujeitas ao vosso próprio marido, para que também, se algum não obedece à palavra, pelo procedimento de sua mulher seja ganho sem palavra, considerando a vossa vida casta, em temor. O enfeite delas não seja o exterior, no frisado dos cabelos, no uso de joias de ouro, na compostura de vestes, mas o homem encoberto no coração, no incorruptível trajo de um espírito manso e quieto, que é precioso diante de DEUS. Porque assim se adornavam também antigamente as santas mulheres que esperavam em DEUS e estavam sujeitas ao seu próprio marido, como Sara obedecia a Abraão, chamando-lhe senhor, da qual vós sois filhas, fazendo o bem e não temendo nenhum espanto. Igualmente vós, maridos, coabitai com ela com entendimento, dando honra à mulher, como vaso mais fraco; como sendo vós os seus coerdeiros da graça da vida; para que não sejam impedidas as vossas orações. 1 Pedro 3:1-7   Ef 5.32 – Grande é este mistério; digo-o, porém, a respeito de CRISTO e da igreja. A Relação entre marido e esposa é complexa, mas possível, desde que haja amor do marido e submissão da esposa. A igreja será esposa de CRISTO se não o trair com outro (o mundo, Satanás e e seus encantos). A fidelidade conjugal é primordial no casamento assim como a fidelidade espiritual é que nos mantém unidos a CRISTO. Ele vem nos buscar, sejamos encontrados fiéis.   Ef 5.33 – Assim também vós, cada um em particular ame a sua própria mulher como a si mesmo, e a mulher reverencie o marido. Aqui o segredo do casamento feliz – o marido ama a esposa (dá a vida por ela) e a esposa reverencia (φοβεω phobeo reverenciar, venerar, tratar com deferência ou obediência reverencial) o marido.    

IV- RELAÇÕES COMERCIAIS Vós, servos, obedecei a vosso senhor segundo a carne, com temor e tremor, na sinceridade de vosso coração, como a CRISTO, não servindo à vista, como para agradar aos homens, mas como servos de CRISTO, fazendo de coração a vontade de DEUS; servindo de boa vontade como ao Senhor e não como aos homens, sabendo que cada um receberá do Senhor todo o bem que fizer, seja servo, seja livre. E vós, senhores, fazei o mesmo para com eles, deixando as ameaças, sabendo também que o Senhor deles e vosso está no céu e que para com ele não há acepção de pessoas. Efésios 6:5-9 1- Empregados submissos aos patrões como sendo vistos por CRISTO. 2- Patrões submissos a DEUS, tratando bem seus funcionários.      

CONCLUSÃO O papel do marido como líder da família deve ser o de um sacerdote e representante de CRISTO. O amor deve ser o elemento primordial na função de líder da família. Esse amor é sacrificial. O cuidado do marido à esposa é assim como o cuidado de CRISTO com a igreja. Amar como a si mesmo. A esposa deve aprender sobre a submissão cristã inteligente e serviu. A condição da mulher cristã para com seu marido deve ser de respeito e submissão como a CRISTO. A esposa deve ter reverência devida ao marido como representante de CRISTO no lar. A responsabilidade dos pais deve ser de ensinar o princípio de autoridade e de ensinar sobre DEUS e sua Palavra. Os pais são exemplos para os filhos. A conduta requerida dos filhos é de respeito e honra para com seus pais. O mandamento de honrar os pais vem com promessa de vida longa e próspera. A receita para um lar feliz está aí – Esposa seja submissa e reverencie seu marido. Esposo ame sua esposa e se sacrifique por ela. Pais eduquem seus filhos na admoestação do Senhor. Filhos obedeçam e honrem seus pais.

A Igreja como Noiva de CRISTO

Continue lendo

Farias Calçados

Faça Sua Pesquisa no Google Aqui!
 
bove=""

 

Visitas
contador de visitas
Redes Sociais
Click e acesse
Zé Freitas no Facebook

Zé Freitas no Twitter
Portal Correio-PB

 
CLIQUE E ACESSE!
Parceiros