Lojas Surya
Lojas Surya Acessórios
Natália Calçados

CLIQUE NA IMAGEM PARA AMPLIAR

  • 28
  • 22
  • 24
  • 20
  • 11
  • 09
  • 11
  • 01
  • 29
  • 03
  • 04
  • 05
  • 07
  • 02

Supermercado
Portal Correio-PB

 
CLIQUE E ACESSE!
 


REFLEXÕES DO PASSADO E PRESENTE: PERSPECTIVA DE MELHORA PARA O FUTURO


 

Crédito: Marcello Casal Jr/Agência Brasil

ALVO Ex-ministro da Educação, Vélez Rodriguez entrou na mira do Tribunal de Contas da União (Crédito: Marcello Casal Jr/Agência Brasil)

Brasil Confidencial

O Tribunal de Contas da União (TCU) abriu uma investigação para apurar se houve desmandos na gestão desastrosa de Ricardo Vélez Rodriguez à frente do Ministério da Educação (MEC), durante os primeiros três meses do governo Bolsonaro. Desde o início do mês, o TCU está debruçado sobre diversas acusações ao ex-ministro. Contra ele, é preciso apurar “possíveis prejuízos ao regular andamento das políticas públicas e programas de governo a cargo do MEC, além de possíveis ilegalidades advindas das decisões da alta gestão da referida pasta ministerial”, diz a investigação. A abertura do caso ocorreu no final de abril e ISTOÉ teve acesso aos documentos que compõem o pedido. Além de trapalhadas, Vélez pode ter cometido improbidades e crimes.

Desperdícios

A investigação ainda está em fase embrionária, mas quer saber se a União perdeu dinheiro com a gestão tumultuada do ministro, cercada por desmandos, de acordo com o TCU. Um dos itens sob investigação é o atraso no envio de 10 milhões de livros didáticos no início do ano letivo. Tem escola que ainda nem recebeu o material escolar.

Mudança?

Outra coisa que o TCU investiga: por que o MEC pagou auxílio-mudança para vários gestores do ministério, alguns deles sendo exonerados com poucos dias nos cargos? O próprio ministro Vélez Rodriguez recebeu R$ 61 mil a título de auxílio, pois é casado e a família mudou-se para Brasília, apesar dele só ter ficado três meses no cargo.

Deputado cara de pau

Douglas Gomes / PRB Liderança

Há deputados que não se emendam. Enquanto alguns que moram em outros estados abriram mão das vantagens do auxílio-moradia ou apartamento funcional, o vice-líder do PRB, deputado Júlio César Ribeiro, fez questão de pedir uma vaga em um imóvel da Câmara. E ainda por cima recebeu R$ 7,6 mil de auxílio-moradia. Detalhe: ele mora no próprio Distrito Federal.

istoe.

Faça Sua Pesquisa no Google Aqui!
 
bove=""

 

Visitas
contador de visitas
Redes Sociais
Click e acesse
  CLIQUE AQUI e fale com os novos ministros, fiquem de OLHO bem aberto alguma informação entre em contato com os ministros. Imagem relacionada
Vejam as verbas de suas cidades ,naveguem e fiquem bem informados CLIQUE AQUI E ACESSE!

CLIQUE AQUI e veja receita e despesa do seu municípios.

Aqui você encontra informações sobre a aplicação do dinheiro público nos municípios e no estado de Pernambuco.

Zé Freitas no Facebook

Parceiros