Dr. Antônio Segundo Neto

CLIQUE AQUI PARA AMPLIAR!

Dr. Antônio Segundo Neto Urologista. CRM 4891 MEDICAL CENTER Rua: Fenelon Bonvavides S/N – Andar Sala 306 Bairro: Brasília – Patos- PB. (83) 34213865 -98724.654-9993865 Tim Email agcsegundoneto@ig.com.br

Ateliê Geilson

Natura

Natália Calçados

CLIQUE NA IMAGEM PARA AMPLIAR

  • 28
  • 22
  • 24
  • 20
  • 11
  • 09
  • 11
  • 01
  • 29
  • 03
  • 04
  • 05
  • 07
  • 02

Supermercado

Portal Correio-PB

 
CLIQUE E ACESSE!
 

 Para visualizar este conteúdo corretamente, é necessário ter oFlash Player instalado. 

REFLEXÕES DO PASSADO E PRESENTE: PERSPECTIVA DE MELHORA PARA O FUTURO


 

Resultado de imagem para ética cristã e redes sociais
 
 
TEXTO ÁUREO
“Todas as coisas me são lícitas, mas nem todas as coisas convêm; todas as coisas me são lícitas, mas eu não me deixarei dominar por nenhuma.” (1 Co 6.12)
 
 
VERDADE PRÁTICA
As redes sociais são um fenômeno que integra a sociedade, porém, os relacionamentos virtuais não podem substituir a relação interpessoal, principalmente, a comunhão cristã.
 
 

LEITURA DIÁRIA
Segunda – Is 5.20,21 As Escrituras advertem aos que são sábios aos próprios olhos

Terça – Jr 6.13,14 O perigo de uma vida de aparências e de autoenganos
Quarta – Ec 1.2 A Palavra de DEUS lembra a efemeridade da vida
Quinta – 2 Tm 2.22 O apóstolo estimula o cristão a fugir das paixões da mocidade
Sexta – 1 Co 9.22 Todo esforço é necessário para alcançar as vidas sem DEUS
Sábado – 1 Co 1.23,24 A poderosa mensagem do Evangelho é anunciar a cruz de CRISTO

LEITURA BÍBLICA EM CLASSE – Provérbios 4.10-15
10 – Ouve, filho meu, e aceita as minhas palavras, e se te multiplicarão os anos de vida. 11 – No caminho da sabedoria, te ensinei e, pelas carreiras direitas, te fiz andar. 12 – Por elas andando, não se embaraçarão os teus passos; e, se correres, não tropeçarás. 13 – Pega-te à correção e não a largues; guarda-a, porque ela é a tua vida. 14 – Não entres na vereda dos ímpios, nem andes pelo caminho dos maus. 15 – Evita-o; não passes por ele; desvia-te dele e passa de largo.

OBJETIVO GERAL – Conscientizar de que as redes sociais são um fenômeno social, porém os relacionamentos virtuais não podem substituir a relação interpessoal.

OBJETIVOS ESPECÍFICOS

Apresentar as redes sociais como um fenômeno social;

Mostrar os perigos das relações descartáveis e as novas tecnologias;

Discutir o uso das redes sociais para o serviço do Reino de DEUS.

INTERAGINDO COM O PROFESSOR

Professor(a), como você se relaciona com as redes sociais? Hoje todos estão conectados a elas, mas será este um fenômeno social bom ou ruim? Toda a moeda tem os dois lados e com as redes sociais não é diferente. Existem os pontos positivos e os negativos. Nesta última lição do trimestre vamos refletir, à luz da Palavra de DEUS, a respeito do tema. Somos crentes, seja na igreja, no trabalho, em família e nas redes sociais, por isso temos que fazer a diferença e nos comportar com ética e sabedoria para que o nome de JESUS seja exaltado.

PONTO CENTRAL – As redes sociais são um fenômeno social.

Resumo da Lição 13, Ética Cristã e Redes Sociais

I – REDES SOCIAIS

  1. O que é a rede social?
  2. Uma oportunidade para o Evangelho.
  3. O uso da Rede Social.

II – O PERIGO DA RELAÇÃO DESCARTÁVEL E AS NOVAS TECNOLOGIAS

  1. A distorção da felicidade.
  2. O isolamento e a solidão.
  3. Relações sociais efêmeras.
  4. A falsa sensação de privacidade.

III – A REDE SOCIAL A SERVIÇO DO REINO DE DEUS

  1. O bom testemunho nas redes sociais.
  2. O uso correto da evangelização digital.

SÍNTESE DO TÓPICO I – As redes sociais são um fenômeno do nosso tempo, mas precisam ser utilizadas com sabedoria.

SÍNTESE DO TÓPICO II – As novas tecnologias aproximam as pessoas, mas também podem tornar os relacionamentos descartáveis.

SÍNTESE DO TÓPICO III – Os princípios básicos da família são o casamento monogâmico, sua indissolubilidade e a heterossexualidade.

LEITURA DIÁRIA
Segunda – Is 5.20,21 As Escrituras advertem aos que são sábios aos próprios olhos

Terça – Jr 6.13,14 O perigo de uma vida de aparências e de autoenganos
Quarta – Ec 1.2 A Palavra de DEUS lembra a efemeridade da vida
Quinta – 2 Tm 2.22 O apóstolo estimula o cristão a fugir das paixões da mocidade
Sexta – 1 Co 9.22 Todo esforço é necessário para alcançar as vidas sem DEUS
Sábado – 1 Co 1.23,24 A poderosa mensagem do Evangelho é anunciar a cruz de CRISTO

LEITURA BÍBLICA EM CLASSE – Provérbios 4.10-15
10 – Ouve, filho meu, e aceita as minhas palavras, e se te multiplicarão os anos de vida. 11 – No caminho da sabedoria, te ensinei e, pelas carreiras direitas, te fiz andar. 12 – Por elas andando, não se embaraçarão os teus passos; e, se correres, não tropeçarás. 13 – Pega-te à correção e não a largues; guarda-a, porque ela é a tua vida. 14 – Não entres na vereda dos ímpios, nem andes pelo caminho dos maus. 15 – Evita-o; não passes por ele; desvia-te dele e passa de largo.

OBJETIVO GERAL – Conscientizar de que as redes sociais são um fenômeno social, porém os relacionamentos virtuais não podem substituir a relação interpessoal.

OBJETIVOS ESPECÍFICOS

Apresentar as redes sociais como um fenômeno social;

Mostrar os perigos das relações descartáveis e as novas tecnologias;

Discutir o uso das redes sociais para o serviço do Reino de DEUS.

INTERAGINDO COM O PROFESSOR

Professor(a), como você se relaciona com as redes sociais? Hoje todos estão conectados a elas, mas será este um fenômeno social bom ou ruim? Toda a moeda tem os dois lados e com as redes sociais não é diferente. Existem os pontos positivos e os negativos. Nesta última lição do trimestre vamos refletir, à luz da Palavra de DEUS, a respeito do tema. Somos crentes, seja na igreja, no trabalho, em família e nas redes sociais, por isso temos que fazer a diferença e nos comportar com ética e sabedoria para que o nome de JESUS seja exaltado.

PONTO CENTRAL – As redes sociais são um fenômeno social.Resumo da Lição 13, Ética Cristã e Redes Sociais

I – REDES SOCIAIS
1. O que é a rede social?

  1. Uma oportunidade para o Evangelho.
  2. O uso da Rede Social.

II – O PERIGO DA RELAÇÃO DESCARTÁVEL E AS NOVAS TECNOLOGIAS

  1. A distorção da felicidade.
  2. O isolamento e a solidão.
  3. Relações sociais efêmeras.
  4. A falsa sensação de privacidade.

III – A REDE SOCIAL A SERVIÇO DO REINO DE DEUS

  1. O bom testemunho nas redes sociais.
  2. O uso correto da evangelização digital.

SÍNTESE DO TÓPICO I – As redes sociais são um fenômeno do nosso tempo, mas precisam ser utilizadas com sabedoria.

SÍNTESE DO TÓPICO II – As novas tecnologias aproximam as pessoas, mas também podem tornar os relacionamentos descartáveis.

SÍNTESE DO TÓPICO III – Os princípios básicos da família são o casamento monogâmico, sua indissolubilidade e a heterossexualidade.

REDES SOCIAIS

MALEFÍCIOS BÍBLIA BENEFÍCIOS BÍBLIA
Tempo De Aprendizado Remindo o tempo; porquanto os dias são maus. Efésios 5:16 Tempo Perdido Andai com sabedoria para com os que estão de fora, remindo o tempo. Colossenses 4:5
Desconexão De Pessoas Que Estão Perto Mas, se alguém não tem cuidado dos seus, e principalmente dos da sua família, negou a fé, e é pior do que o infiel. 1 Timóteo 5:8 5:16 Conexão De Pessoas Que Estão Longe  
Difamação de Pessoas Senhor, livra a minha alma dos lábios mentirosos e da língua enganadora. Salmos 120:2
Não falarão os meus lábios iniqüidade, nem a minha língua pronunciará engano.Jó 27:4
SENHOR, quem habitará no teu tabernáculo? Quem morará no teu santo monte? Aquele que anda sinceramente, e pratica a justiça, e fala a verdade no seu coração. Aquele que não difama com a sua língua, nem faz mal ao seu próximo, nem aceita nenhum opróbrio contra o seu próximo; Salmos 15:1-3
Divulgação de pessoas Por honra e por desonra, por infâmia e por boa fama; como enganadores, e sendo verdadeiros; 2 Coríntios 6:8
Vício em Jogos O que ama a transgressão ama a contenda; o que exalta a sua porta busca a ruína. Provérbios 17:19 Divulgação do Evangelho Que pregues a palavra, instes a tempo e fora de tempo, redarguas, repreendas, exortes, com toda a longanimidade e doutrina. 2 Timóteo 4:2
Pornografia Porque esta é a vontade de DEUS, a vossa santificação; que vos abstenhais da fornicação; 1 Tessalonicenses 4:3 Aconselhamento e Ajuda Espiritual Para que ensinem as mulheres novas a serem prudentes, a amarem seus maridos, a amarem seus filhos, Tito 2:4
Inimizades Porque as obras da carne são manifestas, as quais são: adultério, fornicação, impureza, lascívia, Idolatria, feitiçaria, inimizades, porfias, emulações, iras, pelejas, dissensões, heresias, Gálatas 5:19,20 Amizades Novas
Fofoca, Informações Falsas Guarda a tua língua do mal, e os teus lábios de falarem o engano. Salmos 34:13 Conversa a Longa Distância Sem Custo
Namoro sem conhecimento correto Ajuda em Estudos e Trabalhos Escolares
Informação Incorreta Informação Correta Sobre Quase Tudo.
Perigo da Divulgação de Documentos Importantes ou Informações Publicamente Compartilhamento de Documentos e e-mails.
Intimidade da Família tornada Pública Compartilhamento de Fotos e Recordações Familiares Que Unem a Família

PARA REFLETIR – A respeito do tema “Ética Cristã e Redes Sociais”, responda:

Como que a expressão “rede social” é usada? A expressão é usada para uma aplicação da rede mundial de computadores (web), cuja finalidade é conectar e integrar pessoas.
Quais os principais danos associados ao uso das redes sociais? A distorção da felicidade, isolamento, solidão e relações sociais efêmeras. Quanto à distorção da realidade, o que as redes sociais estimulam? As redes estimulam a prática narcisista, ou seja, o indivíduo que admira exageradamente a própria imagem e que nutre uma paixão excessiva por si mesmo – a Bíblia condena essa atitude (Mc 12.30,31).
O que ilude a maioria dos usuários de redes sociais? Diversos usuários das redes sociais iludem-se com a sensação de privacidade e ficam expostos a toda espécie de constrangimentos. Antes de compartilharmos qualquer conteúdo, o que devemos fazer? É importantíssimo avaliar o conteúdo, a coerência, o vocabulário e a ética cristã das mensagens antes de postar, comentar ou curtir em sua rede.

 
Resumo Rápido do Pr. Henrique da Lição 13, Ética Cristã e Redes Sociais
INTRODUÇÃO

“Então, o Senhor me respondeu e disse: Escreve a visão e torna-a bem legível sobre tábuas, para que a possa ler o que correndo passa.” (Hc 2.2). As redes sociais chamam a atenção de quem por elas passam. O que estamos publicando lá para chamar atenção dos que a acessam, muitas vezes a procura de ajuda espiritual? Na era da informação instantânea, somente o Evangelho Eterno para dar esperança à humanidade. Estamos na era digital, mas o pecado da humanidade é real e somente o Evangelho de CRISTO para dar esperança à humanidade. Em 2Tm 3.6,7 vemos que a Informação não é garantia de verdade, pois, em Pv 1.7 sabemos que o verdadeiro conhecimento vem de DEUS. Em Hb 2.4 sabemos que virá de DEUS a era da informação total. Em Jó 21.14 descobrimos que a maioria dos homens não se interessam pelo conhecimento de DEUS, mas em 1Tm 2.4 nos é informado que a salvação traz o conhecimento que liberta. Em Fp 1.9 nos é revelado que o  amor aumenta o conhecimento.

A INTERNET, NO MUNDO EXISTE DESDE 1960, MAS, NO BRASIL, INICIOU-SE EM SETEMBRO DE 1988 NA LNCC, RJ, EM CONEXÃO COM A UNIVERSIDADE DE MARYLAND, SÓ PASSOU MESMO A SER USADA EM REDES SOCIAIS EM 1994.

Com o avanço digital e tecnológico o Brasil e o mundo tiveram que se reinventar para uma nova realidade instantânea de conhecimento mundial. A Web, ou Internet com suas redes sociais conecta ou se liga a bilhões de pessoas todos os dias, formando uma imensa rede de informação e entretenimento. A notícia passou a ser digital, instantânea, o mundo está interligado por uma rede digital capaz de num mesmo instante ser atualizada para todo o planeta. A inclusão digital em quase todos os países do mundo trouxe liberdade de expressão, acesso fácil ao conhecimento, união entre povos, línguas e nações, porém, apesar dessa enorme capacidade de se comunicar digitalmente, o ser humano a cada dia perde mais a capacidade de interagir com seu próximo que está próximo, enquanto que se relaciona com seu próximo que está longe com maior facilidade. Sendo assim, vivemos no perigo de nos tornarmos escravos dos computadores e smartfones, enquanto nos distanciamos de nossos familiares, amigos verdadeiros e pessoas a nossa volta. Já somos chamados por alguns de “geração cabeça baixa” por não levantarmos nossas cabeças para quem está perto, mas abaixarmos a cabeça para os que estão longe, em comunicação via computadores, celulares e tablets.

Devemos procurar nos adaptar a novas formas de evangelização, a novas táticas de evangelizar, se queremos levar a salvação a todos.

 
3.O uso da Rede Social.

Em livros, em TV, em jornal, em clubes, em igrejas, em escolas, em família, em qualquer grupo social ou meio de informação, pode-se absorver coisas boas e coisas más, depende de quem as absorve ou se deixar envolver. A internet não foge à regra, peixe se come retirando-se os espinhos primeiro. Assim, a internet fornece milhões de informações e amizades, mas o filtrar disso tudo cabe a quem a utiliza. Um bom testemunho é primordial nas redes sociais. Muitos são os motivos de uso da internet, porém o cristão deve sempre ter em mente que tudo deve ser feito para honra, glória e louvor do Senhor nosso DEUS.

Portanto, quer comais, quer bebais ou façais outra qualquer coisa, fazei tudo para a glória de Deus. 1 Coríntios 10:31. Quanto aos jogos, filmes, entretenimentos diversos da internet, o cristão deve sempre se lembra de que nem tudo nos convém e que nada pode nos dominar. Todas as coisas me são lícitas, mas nem todas as coisas convêm; todas as coisas me são lícitas, mas eu não me deixarei dominar por nenhuma. 1 Coríntios 6:12 . As redes sociais já são parte integrante das relações sociais contemporâneas, sites como o Facebook, WhatsApp, Instagran e Twitter popularizaram de vez esse novo tipo de relacionamento entre as pessoas do mundo todo. No ciberespaço as pessoas são mais livres para expressarem suas opiniões, isso torna o meio virtual muitas vezes um local no qual as pessoas falam o que vem a cabeça, sem antes refletir muito sobre as consequências causadas por suas palavras. Esse tipo de comportamento liberal abre discussão sobre como os usuários devem se comportar no meio virtual, não chegam a existir regras a respeito disso, são mais convenções que tornam o convívio online mais saudável.

Principais comportamentos que afetam o bom convívio entre os internautas.

Entre os comportamentos que devem ser evitados no Facebook, por exemplo, podemos citar fotos com conteúdo ofensivo, sejam elas de cunho sexual, ou com cenas de violência, a grande maioria dos internautas não está disposta a ser pega de surpresa com um conteúdo desse tipo sem o seu consentimento prévio. Evite também expor sua opinião desrespeitando terceiros ou sendo ofensivo a grupos, você pode não concordar com nenhuma das opiniões que lê na internet, mas deve respeitar o direito dos demais se expressarem. Ainda podemos citar os erros de português como algo a ser evitado, erros primários e grosseiros causam um desconforto visual em quem lê, evite textos em caixa alta que também são muito desagradáveis, o uso de abreviações desnecessárias e dialetos de determinados grupos também são desnecessários quando seus amigos de diversas idades e graus de instrução estão vendo essas postagens. Evite também a poluição visual desnecessária, seja com imagens, fotos, ou gifs animados, lembre-se que o seu conteúdo é visto por todos. Enfim podemos afirmar que o comportamento virtual é muito semelhante em alguns aspectos com o comportamento na vida real, as pessoas devem ter bom senso e coerência em seus comportamentos, ser demasiadamente efusivo e hiperbólico em suas atitudes dentro e fora do ciberespaço é uma atitude irritante que deve ser evitada para que seja assegurada a boa convivência entre os membros das redes sociais.

https://www.portaleducacao.com.br/conteudo/artigos/educacao/como-fazer-o-bom-uso-das-redes-sociais/48368

 
I – REDES SOCIAIS

  1. O QUE É A REDE SOCIAL?

Redes sociais são estruturas formadas dentro ou fora da internet, por pessoas e organizações que se conectam a partir de interesses ou valores comuns. Muitos confundem com mídias sociais, porém as mídias são apenas mais uma forma de criar redes sociais, inclusive na internet.

O que é rede social

Redes sociais, no mundo virtual, são sites e aplicativos que operam em níveis diversos — como profissional, de relacionamento, dentre outros — mas sempre permitindo o compartilhamento de informações entre pessoas e/ou empresas.

Quando falamos em rede social, o que vem à mente em primeiro lugar são sites como Facebook, Twitter e LinkedIn ou aplicativos como Snapchat e Instagram, típicos da atualidade. Mas a ideia, no entanto, é bem mais antiga: na sociologia, por exemplo, o conceito de rede social é utilizado para analisar interações entre indivíduos, grupos, organizações ou até sociedades inteiras desde o final do século XIX.

Na internet, as redes sociais têm suscitado discussões como a da falta de privacidade, mas também servido como meio de convocação para manifestações públicas em protestos. Essas plataformas criaram, também, uma nova forma de relacionamento entre empresas e clientes, abrindo caminhos tanto para interação quanto para o anúncio de produtos ou serviços. 

O Facebook e o WhatsApp, no Brasil, se destacam como os principais meios de comunicação social utilizados na atualidade.

 2.Uma oportunidade para o Evangelho.

O ser humano foi criado por DEUS para ser social, para se reunir, para se relacionar em grupos e em nações, para se multiplicar (Gn 1.28,29). O homem, em seu estado natural, é um ser social, Com a facilidade de comunicação pelas redes sociais a igreja deve aproveitar para evangelizar, pois, o maior desafio da evangelização é o primeiro contato com o evangelizando. Agora, por meio das redes sociais, esse bloqueio fica mais fácil de ser quebrado. Para isso temos que estudar meios de chamar a atenção dos que pelas redes passam em busca de algo que os faça refletir e se decidirem por entregar suas vidas para DEUS. A ordem foi-nos dada e a missão ordenada para levar o Evangelho por todo o mundo e a toda criatura (Mt 28.19,20), Saiamos pois a nosso campo de ação navegando para levar as boas novas a todo navegante internauta, somos pescadores com uma imensa rede nas mãos, usemos a isca certa da Palavra de DEUS.

10 dicas para evangelizar nas redes sociais

“Contudo, quando prego o Evangelho, não posso me orgulhar, pois me é imposta a necessidade de pregar. Ai de mim se não pregar o Evangelho!” (1 Coríntios 9.16). Amante da Palavra como era, o apóstolo Paulo não enxergava outro caminho a não ser anunciar as Boas Novas de CRISTO. Se, naquela época, nem mesmo as perseguições e as dificuldades de chegar a lugares diversos impediram o apóstolo de pregar, imagine a “festa” que ele faria hoje, em tempos de redes sociais?Como diz o pastor Lucinho Barreto, líder da Juventude da Lagoinha, “se as nossas redes sociais não são utilizadas para levarmos o Evangelho, provavelmente, também não usaremos a nossa boca, os nossos gestos [com esse objetivo], porque hoje esse é nosso maior meio de comunicação”.

Dicas para evangelizar eficazmente na web.

Lucinho é, inclusive, um daqueles que não perde uma oportunidade. Seja no Facebook, no Instagram ou no YouTube, o pastor tem sempre uma palavra de DEUS ao estilo “JESUS Freak”. Para ele, um dos “segredos” para fazer os posts é:Identificar o que vai funcionar para aquele público. “Geralmente, os vídeos têm uma aceitação melhor num determinado grupo da sociedade, e as imagens paradas têm outra aceitação em outra camada da sociedade. Então, é bom usar as duas formas sempre que possível”, observa. Outra dica de “ouro” é ser certeiro na comunicação. “A internet não permite lentidão, por isso é preciso passar uma mensagem rápida, direta, com uma imagem, com uma frase que fale diretamente ao coração da pessoa”, sugere. Vale lembrar ainda que não só uma menção direta pode impactar os internautas.

As atitudes também “pregam” e muito, como diz Lucinho. “Existe uma outra forma de pregar que é por meio do comportamento do cristão no seu dia a dia: honrando seus pais, sendo um cidadão de bem, mostrando valores que agreguem para a família e para a comunidade. Isso fala tão alto quanto o próprio Evangelho. Na verdade, esse é o subproduto do Evangelho, o amor do marido pela esposa, dos pais pelos filhos… Isso tudo prega JESUS”, afirma.

Além disso, é importante Tomar cuidado para não espantar as pessoas, já que a ideia é atraí-las para CRISTO. “O que não podemos fazer é ofender. Ninguém precisa ser ofendido no processo de conversão. A única ofensa é realmente CRISTO quando nos confronta com nossos pecados, mas a gente realmente não precisa agredir ninguém”, frisa o pastor.

Continue reading

A variedade de receitas que fazem parte dos festejos de junho valorizam a cultura nordestina.

Vanessa Gonzaga

Brasil de Fato | Petrolina (PE)

Alimentos produzidos à base de milho, macaxeira, amendoim e especiarias valorizam tradição e a variedade da culinária junina - Créditos: Reprodução
Alimentos produzidos à base de milho, macaxeira, amendoim e especiarias valorizam tradição e a variedade da culinária junina / Reprodução

Além do forró, quadrilhas e festas populares, uma das maiores tradições das festas juninas no nordeste é a culinária. Os deliciosos cheiros e sabores das diversas receitas são fruto da junção entre a tradição portuguesa e o cultivo e culinária dos indígenas e negros e negras. Se em Portugal a matéria prima para as receitas juninas era o trigo, no Brasil, o milho foi o grão escolhido para dar origem a diversas receitas como a canjica, pamonha, mugunzá, cuscuz e vários outros. 

Júnior Bragança é mestre confeiteiro especializado em chocolate. Mesmo com a viagem à França para aprender mais sobre confeitaria, o pernambucano não nega suas raízes. Com apenas 15 anos, em 2012, Júnior venceu um concurso de culinária junina com uma receita simples, a delícia de paçoca. “Foi a primeira competição que participei na área. Essa delícia de paçoca é uma torta mousse feita com paçoca de amendoim, que é algo que eu particularmente gosto muito e é a cara do São João.” Após a primeira competição, ele também participou de Olimpíadas voltadas à confeitaria e hoje realiza cursos e consultorias para confeiteiros e amadores. 

Para Júnior, o São João é também uma oportunidade de profissionalização e valorização da culinária nordestina.  Ele afirma que os últimos anos têm sido importantes para a culinária brasileira e a gastronomia, que há alguns anos vem sendo reconhecida como patrimônio cultural. “A cozinha, a comida é cultura. Quando a gente fala de gastronomia brasileira, principalmente na confeitaria, a gente tá falando dos doces de tacho, aquela coisa do interior, que traz mais essa identidade do Brasil. Essa simplicidade garante também que as pessoas que não conhecem, que são de fora, na época do são João, tenham uma aceitação maior.”

Não é apenas na confeitaria que os sabores juninos fazem sucesso. Em festas, quermesses, novenas e arraiás, a mesa farta com sabor de milho, amendoim, coco, cravo e canela é garantia de fartura e valorização da tradição nordestina, que agrada também a quem vem de longe. Paulo Paes é sulmatogrossense e se considera um apaixonado pela culinária junina. Filho de um pernambucano e uma mineira, Paulo vive em Petrolina há mais de 40 anos e trabalha com alimentos há mais de dez. Sua marca registrada é um cardápio diverso com o preço único de três reais, o que garante uma diversidade de alimentos, texturas e paladares a preço baixo. 

Foi com mistura da cozinha pernambucana e mineira que Paulo se apaixonou pela cozinha. Uma outra paixão é a docência. “Duas coisas importantes na minha vida são a cozinha e docência. Na experiência em sala de aula eu me sentia um professor cozinheiro, e quando estou na cozinha, me sinto um cozinheiro professor. Essa questão com a culinária vem da minha infância. Meu pai fazia pamonha, bolo de milho, canjica, que lá no Mato Grosso do Sul a gente chama de curau, a canjica de lá é mungunzá daqui. Todas essas coisas que eu faço estão incorporadas dentro de mim”.

Tanto para Paulo quanto para Júnior, o São João é mais que uma oportunidade profissional ou comercial. Mesmo de origens distantes, os dois vêem como as festas juninas têm uma relação muito próxima com a valorização da cultura popular, e consequentemente, da culinária. Para os dois apaixonados pela cozinha, o mês de junho é sinônimo de alegria e celebração.

Para Paulo, o São João é momento de alegria e comemoração. “É uma festa que eu gosto muito, porque tem uma cultura riquíssima, principalmente no nordeste, no centro oeste a gente comemora as festas juninas, mas de um ponto de vista mais religioso, tem as fogueiras, mas não tem asse animação nordestina com as quadrilhas, o forró, o xaxado e outros eventos culturais que acorrem em virtude do período junino”. Para Júnior é momento de celebração “O São João relembra minha infância, as simpatias feitas na beira da fogueira, e pra mim tem um significado especial porque é o momento de reunir e família”.

Edição: Monyse Ravenna

Brasileiros sentem nostalgia da gestão econômica de Lula - Créditos: Ricardo Stuckert
Brasileiros sentem nostalgia da gestão econômica de Lula / Ricardo Stuckert

Uma pesquisa divulgada pelo Instituto Datafolha nesta sexta-feira (22) revelou que a maioria da população acredita que o pré-candidato a presidente pelo Partido dos Trabalhadores (PT), Luiz Inácio Lula da Silva, é o mais preparado para retomar o crescimento da economia brasileira. Lula foi citado como melhor candidato para resolver a crise por 35% dos entrevistados na média nacional; mas no Nordeste, por exemplo, o ex-presidente é visto por 51% dos entrevistados como a solução para a crise econômica. Embora a publicação atribua o resultado a uma relação direta com as pesquisas de intenção de voto, os dados econômicos do período em que o país foi governado pelo ex-presidente Lula podem ajudar a explicar os números.  Segundo dados do Dieese (Departamento Intersindical de Estatística e Estudos Econômicos), o desemprego passou de 10,5% em 2002, quando o ex-presidente Fernando Henrique Cardoso (PSDB) deixou o poder, para 5,3% em 2010, ano em que Lula deixou o governo com altos índices de aprovação popular. 

No mesmo sentido, o aumento real do salário mínimo chegou aos 13% em 2006, no fim do primeiro mandato de Lula. Em 2018, pela primeira vez na última década, o reajuste do salário mínimo foi de 0,25% negativos. Para o economista Luiz Gonzaga Belluzzo, professor da Universidade Estadual de Campinas (Unicamp), a percepção popular é um dos mais importantes termômetros para medir o funcionamento da economia. 

“Quem acompanhou os programas Luz Para Todos, ou o programa das cisternas, a transposição do Rio São Francisco e, sobretudo o Bolsa Família e o reajuste do salário mínimo, que afetava o recebimento dos benefícios da Previdência, tudo isso contribuiu para uma percepção de que a vida havia melhorado. E essa percepção era verdadeira, correspondia a uma melhora substancial e muito impressionante da condição de vida das pessoas”. 

Para além das políticas sociais que impactaram positivamente a vida dos trabalhadores brasileiros, em relação à saúde da economia brasileira, as reservas internacionais do país passaram de 37 bilhões de dólares para mais de 375 bilhões em 2013, ainda durante o governo petista. Beluzzo explica a importância desse tipo de acumulação, que termina sendo uma das principais garantias de liquidez da economia do país. 

“A acumulação de reservas é algo importantíssimo, aliás, nesse momento, a acumulação de reservas é a garantia de que essa crise, ou esses choques que vêm da política monetária americana, e que estão sendo recebidos com uma volatilidade muito grande do câmbio, com valorização, etc, com o risco de o Banco Central ceder à tentação de aumentar a taxa de juros, essas reservas são cruciais para impedir que a gente viva uma crise como a que vivemos nos anos 1980”.

Apesar de estar preso desde o dia 7 de abril em Curitiba, o PT tem reiterado que Lula segue sendo o candidato da legenda para as eleições presidenciais. Na próxima terça-feira (26), a 2ª Turma do Supremo Tribunal Federal (STF) decidirá sobre um novo pedido de liberdade da defesa do ex-presidente. 

Edição: Diego Sartorato

brasildefato

Gabinete de Ciro Nogueira, presidente nacional do PP, foi alvo de ações de

busca e apreensão executadas pela PF

O ministro do Supremo Tribunal Federal (STF) Edson Fachin determinou hoje (22) o arquivamento de uma investigação da Procuradoria-Geral de República (PGR) sobre um manuscrito apreendido no gabinete do senador Ciro Nogueira (PP-PI) que citava o presidente Michel Temer. A apreensão ocorreu em abril durante buscas feitas pela Polícia Federal (PF) contra o parlamentar, com autorização do STF.

Na diligência, os agentes encontraram um manuscrito com as expressões “Fundo 1.000 Imp 200 RT 200 2 Temer 300 300” e o enviaram para a PGR, que, meses depois, pediu o arquivamento ao Supremo, por entender que houve falta de provas suficientes para o prosseguimento das investigações. Para a procuradoria, o caso poderá ser retomado se “houver notícia de novas provas”.

A procuradoria afirmou que a jurisprudência da Corte prevê que o pedido de arquivamento de uma investigação deve ser aceito “independentemente da análise das razões invocadas”.

Após as buscas e apreensões, Ciro Nogueira e o deputado federal Eduardo da Fonte (PP-PE) foram denunciados ao STF pelo crime de embaraço à investigação criminal. Segundo a acusação, os parlamentares ameaçaram um assessor que prestaria depoimento no processo no qual os parlamentares do PP são acusados de receber R$ 2 milhões da empreiteira UTC para favorecer a empresa em obras no Piauí.

congressoemfoco.uol

A Confederação Nacional de Municípios (CNM) indicou apresentação de duas emendas ao Projeto de Lei (PL) 1.321/2011 ao deputado Tadeu Alencar (PSB/PE). A matéria, em tramitação na Câmara dos Deputados, pretende criar o Fundo Nacional Pró-Leitura (FNPL), destinado à captação de recursos para atender os objetivos da Política Nacional do Livro, instituída por meio da Lei 10.753/2003. O parlamentar apresentou as emendas da entidade.

A CNM explica que o objetivo das emendas sugeridas pela CNM é garantir que metade dos recursos do FNPL sejam destinados aos fundos municipais de cultura para o financiamento de até 100% do custo total de programas, políticas, projetos e/ou ações municipais de promoção da leitura e de democratização do acesso ao livro definidos nos respectivos planos municipais de cultura.

Além disso, a primeira emenda pretende também ampliar os recursos do FNPL, garantindo uma receita não prevista no PL 1.321/2011: 3% da arrecadação bruta dos concursos de prognósticos e loterias federais e similares.

O PL será apreciado na Comissão de Cultura da Câmara dos Deputados. A CNM recomenda que os gestores municipais acionem os parlamentares que fazem parte dessa comissão, a fim de garantir a aprovação das emendas

 

 

 

 

 

 

 

 

 

Os Municípios e os Estados foram os Entes que mais contribuíram para sustentar a estrutura do Sistema Único de Saúde (SUS) entre os anos de 2002 e 2015. A constatação é de pesquisadores da Fundação Oswaldo Cruz (Fiocruz) e do Ministério da Saúde que lançaram a publicação Contas do SUS na Perspectiva da Contabilidade Internacional.

De acordo com o estudo, a União começou garantindo 52% das verbas destinadas à rede pública de saúde, cota que seguiu em curva decrescente até atingir 43% em 2015. No intervalo analisado, as despesas por habitante cresceram 3,5 vezes no nível federal, 4,9 vezes no nível estadual e 5 vezes no plano municipal.  Os valores despendidos com ações e serviços públicos de saúde passaram, de 2002 para 2015, de R$ 24,73 bilhões para R$ 100 bilhões no âmbito federal; de R$ 10,75 bilhões para R$ 60,56 bilhões, no estadual; e de R$ 12,05 bilhões para R$ 72,11 no municipal. Englobando as três esferas, os gastos com saúde somaram R$ 232 bilhões em 2015, totalizando 3,94% do Produto Interno Bruto (PIB), proporção que, em 2002, era 3,21%.

A Confederação Nacional de Municípios (CNM) vem destacando que no atual ordenamento administrativo do Estado brasileiro, as políticas públicas são na maioria das vezes, executadas pela adesão dos Municípios a determinados programas, ações, serviços ou estratégias. Tal situação tem configurado um cenário de sobrecarga dos Municípios no que diz respeito à divisão de responsabilidades do setor público na prestação de serviços básicos à população. Quanto ao uso de recursos próprios para executar a política de saúde, reconhece-se a limitação constitucional dos Municípios em relação à tributação e à arrecadação. Dessa forma, sua participação no bolo tributário é reduzida e insuficiente para colocar em prática a necessária Rede de Atenção à Saúde local e a manutenção do próprio Sistema Único de Saúde. Assim, a adesão dos Municípios aos programas federais muitas vezes é uma alternativa de entrada de recursos federais para garantir que a população tenha acesso aos direitos e serviços básicos.

Com informações da EBC

Cuidados com a pele no inverno

© ThinkStock Cuidados com a pele no inverno

inverno está se aproximando e, com ele, as mudanças na temperatura. Isso afeta principalmente a pele, que é o órgão limite com o meio exterior. No inverno, transpiramos menos, produzimos menos oleosidade por meio das glândulas sebáceas e tomamos banho com água mais quente. Menos oleosidade, menos suor, mais frio, maior evaporação da água, tudo isso provoca grande desidratação à pele e traz os sintomas e sinais relacionados à sua falta. Esses fatos deixam a pele mais seca, sem brilho, descamativa e associada à coceira e à irritação.

Uma das doenças mais frequentes do inverno é o eczema xerótico, que se caracteriza por áreas ressecadas, descamativas com vesiculação e infecção secundária. A pele coça muito e apresenta verdadeiras feridas.

Além da pele, as unhas e os cabelos também ficam ressecados, e o couro cabeludo pode coçar e descamar, e a unha pode ficar com cutícula grossa e a região periungueal avermelhada e dolorida. Lábios podem ressecar, descamar e inflamar. Doenças inflamatórias e descamativas como a psoríase costumam piorar no inverno, por isso a hidratação torna-se fundamental.

O cuidado mais importante em relação a essa época do ano é a hidratação da pele, que pode ser feita por meio de cremes, loções, óleos, ceras e pomadas. O sabonete deve ser mais neutro, sem grande poder desengordurante. Escolher sabonetes preferencialmente líquidos e cremosos com características mais hidratantes e PH neutro.

Hoje o mercado também apresenta opções de hidratantes que podem ser usados durante o banho, com a pele úmida e até enxaguados logo após o uso. No inverno, é importante preservar a pele, tomando somente um banho por dia, rápido e com a água em temperatura intermediária. Em relação aos cuidados com o rosto, muitas vezes os ácidos como retinóicos e glicólico precisam ser diminuídos ou descontinuados. O rosto deve ser hidratado de 1 a 2 vezes ao dia com cremes, hidratantes com ácido hialurônico, ceramidas, vitaminas, glicerina, peptídeos, entre outros. Os lábios precisam ser hidratados com cremes, ceras e óleos especiais. O filtro solar precisa estar presente todos os dias, com características hidratantes e emolientes.

Os xampus também precisam ser neutros ou calmantes, e máscaras hidratantes para os fios devem ser usados 2 a 3 vezes na semana.

As unhas e a cutícula precisam ser hidratadas e protegidas pelo menos 1 vez ao dia. Caso ocorra coceira intensa e descamação, não usar medicações sem receita médica, pois alguns produtos anti-inflamatórios podem afinar a pele e causar aumentos de pelos e até estrias.

Cuide bem da sua pele!

Crédito: AFP

(Arquivo) Edifício-sede da Petrobras, no Rio de Janeiro (Crédito: AFP)

A Petrobras foi derrotada na maior ação trabalhista da história da companhia. O plenário do Tribunal Superior do Trabalho (TST) deu razão aos trabalhadores com um placar apertado: 13 votos a favor dos petroleiros e 12 ministros a favor da Petrobras. A decisão saiu apenas com o voto de minerva do presidente do Tribunal, ministro João Batista Brito Pereira. Segundo fonte, a estatal deve recorrer com embargos de declaração no próprio TST e, depois, deve ir ao Supremo Tribunal Federal .Com Pereira, o tribunal concordou com trabalhadores que pedem novo método de cálculo para benefícios previstos em acordo coletivo firmado em 2007. A mudança deve causar impacto de R$ 15 bilhões pelos pagamentos passados e ainda adicionaria R$ 2 bilhões anuais na folha de pagamento da Petrobras. A empresa diz, porém, que não haverá desembolso até que sejam esgotados os recursos na Justiça.A votação foi acirrada desde o início da sessão, que foi aberta pouco depois das 10h. Entre os ministros, houve até discussão sobre o uso da vírgula no acordo coletivo da Petrobras, o que atrapalharia a compreensão de como deve ser feito o cálculo de benefícios e adicionais ao salário dos petroleiros. Ao votar, o presidente Brito Pereira disse que não discutiria vírgulas, nem crases.

A interpretação de texto foi um importante argumento usado nos dois lados do processo. Trabalhadores defenderam que a redação do acordo coletivo mostra que a conta para a remuneração extra pode ignorar extras e adicionais que já estavam no salário – o que aumenta expressivamente o montante a ser recebido pelos trabalhadores. Essa foi a tese vencedora e que resulta em aumento salarial. A tese derrotada da Petrobras, por sua vez, defendia que não havia dúvida de que os valores estavam incluídos na conta e que, por isso, não haveria nenhum valor extra a ser pago.

Continue reading

FNDE repassa R$ 961 milhões do salário-educação
Foto: João Bittar/MEC

Recursos estão disponíveis a partir desta quarta-feira, dia 13

Estados, municípios e o Distrito Federal já podem utilizar a parcela de maio do salário-educação. Responsável pelo repasse dos recursos, o Fundo Nacional de Desenvolvimento da Educação (FNDE) transferiu na última segunda-feira, dia 11, R$ 961,9 milhões para entes federativos de todo o Brasil.

Nesta parcela, foram destinados R$ 532,86 milhões para as redes municipais e R$ 429,04 milhões para as redes estaduais e distrital. O montante repassado a cada ente federativo pode ser conferido no portal do FNDE (www.fnde.gov.br), em Liberação de recursos.

Ao lado do Fundo de Manutenção e Desenvolvimento da Educação Básica e de Valorização dos Profissionais da Educação (Fundeb), o salário-educação é uma das principais fontes de recursos para a manutenção e o desenvolvimento do ensino. Trata-se de uma contribuição social recolhida de todas as empresas e entidades vinculadas ao Regime Geral da Previdência Social. A alíquota é de 2,5% sobre a folha de pagamento.

Após a arrecadação, feita pela Receita Federal, cabe ao FNDE repartir os recursos, sendo 90% em quotas estadual/municipal (2/3) e quota federal (1/3), e 10% para serem utilizados pela autarquia em programas e ações voltados à educação básica. Distribuída com base no número de matrículas no ensino básico, a quota estadual/municipal é depositada mensalmente nas contas correntes das secretarias de educação. Já a quota federal é destinada ao FNDE, para reforçar o financiamento da educação básica, com o intuito de reduzir os desníveis socioeducacionais entre municípios e estados.

 

Resultado de imagem para portal da transparencia
PAIF/CRAS: R$108.809,56
PAIF/CRAS  108.809,56
Assistência Social 2A65 – Serviços de Proteção Social Especial de Média Complexidade CREAS
Total destinado aos favorecidos situados no Estado R$ 6.717.090.225,34
Total destinado ao Governo do Estado: R$ 2.704.956.254,17
Total destinado aos favorecidos situados nos municípios do Estado: R$ 4.012.133.971,17
Total destinado aos favorecidos situados no município SANTA TEREZINHA: R$ 7.690.814,38
Total destinado à ação Serviços de Proteção Social Básica: R$ 108.809,56
Total destinado ao favorecido FUNDO MUNICIPAL DE ASSISTENCIA SOCIAL – FMAS [FUNDO MUNICIPAL DE ASSISTENCIA SOCIAL – FMAS]: R$ 108.809,56

PAIF/CRAS: 108.809,56

Mês Fonte – Finalidade Modalidade de Aplicação     Valor (R$)
Abril/2018 STN – Convênios/Contratos de Repasses/Fundo a Fundo/Outros 41 – Transferências a Municípios – Fundo a Fundo 10.904,78
Abril/2018 STN – Convênios/Contratos de Repasses/Fundo a Fundo/Outros 41 – Transferências a Municípios – Fundo a Fundo 10.904,78
Abril/2018 STN – Convênios/Contratos de Repasses/Fundo a Fundo/Outros 41 – Transferências a Municípios – Fundo a Fundo 6.000,00
Abril/2018 STN – Convênios/Contratos de Repasses/Fundo a Fundo/Outros 41 – Transferências a Municípios – Fundo a Fundo 6.000,00
Março/2018 STN – Convênios/Contratos de Repasses/Fundo a Fundo/Outros 41 – Transferências a Municípios – Fundo a Fundo 11.500,00
Março/2018 STN – Convênios/Contratos de Repasses/Fundo a Fundo/Outros 41 – Transferências a Municípios – Fundo a Fundo 11.500,00
Março/2018 STN – Convênios/Contratos de Repasses/Fundo a Fundo/Outros 41 – Transferências a Municípios – Fundo a Fundo 11.500,00
Março/2018 STN – Convênios/Contratos de Repasses/Fundo a Fundo/Outros 41 – Transferências a Municípios – Fundo a Fundo 11.500,00
Fevereiro/2018 STN – Convênios/Contratos de Repasses/Fundo a Fundo/Outros 41 – Transferências a Municípios – Fundo a Fundo 11.500,00
Fevereiro/2018 STN – Convênios/Contratos de Repasses/Fundo a Fundo/Outros 41 – Transferências a Municípios – Fundo a Fundo 11.500,00
Fevereiro/2018 STN – Convênios/Contratos de Repasses/Fundo a Fundo/Outros 41 – Transferências a Municípios – Fundo a Fundo  

 

6.000,00

 

CREAS 20.700,00
Total destinado aos favorecidos situados no Estado R$ 6.717.090.225,34
Total destinado ao Governo do Estado: R$ 2.704.956.254,17
Total destinado aos favorecidos situados nos municípios do Estado: R$ 4.012.133.971,17
Total destinado aos favorecidos situados no município SANTA TEREZINHA: R$ 7.690.814,38
Total destinado à ação Serviços de Proteção Social Especial de Média Complexidade: R$ 20.700,00
Total destinado ao favorecido FUNDO MUNICIPAL DE ASSISTÊNCIA SOCIAL – FMAS [FUNDO MUNICIPAL DE ASSISTENCIA SOCIAL – FMAS]: R$ 20.700,00
Mês Fonte – Finalidade Modalidade de Aplicação Valor (R$)
Abril/2018 STN – Convênios/Contratos de Repasses/Fundo a Fundo/Outros 41 – Transferências a Municípios – Fundo a Fundo 6.900,00
Março/2018 STN – Convênios/Contratos de Repasses/Fundo a Fundo/Outros 41 – Transferências a Municípios – Fundo a Fundo 6.900,00
Março/2018 STN – Convênios/Contratos de Repasses/Fundo a Fundo/Outros 41 – Transferências a Municípios – Fundo a Fundo 6.900,00

0800 707 2003

www.mds.gov.br

Brasília – Os “Indicadores no Suas e a utilização do Cadastro Único para Programas Sociais” é o tema do XI Encontro Nacional de Vigilância Socioassistencial, que teve início nesta terça-feira (19), em Brasília. Promovido pela Secretaria Nacional de Assistência Social (SNAS) do Ministério do Desenvolvimento Social (MDS), o evento reúne cerca de 350 participantes até o dia 21 de junho.

Este ano, o encontro propõe uma reflexão sobre o uso mais apropriado dos dados de que dispõem os órgãos públicos que atuam no Sistema Único de Assistência Social (Suas), nas três esferas de governo. De acordo com a secretária nacional de Assistência Social, Carminha Brandt, o país conta com um grande volume de dados e indicadores e o engajamento dos responsáveis pelo trabalho direto com os assistidos e beneficiários das políticas públicas pode melhorar ainda mais o uso das informações. “Precisamos valorizar os registros, analisá-los, avaliá-los e utilizarmos a informação em favor do próprio usuário, do próprio trabalhador”, defendeu ela.

Vigilância – O papel da Vigilância Socioassistencial é fundamental no processo de construção das políticas públicas. Ela reúne profissionais por todo o país, nos municípios e Estados, que são responsáveis, entre outras tarefas, por fornecer os subsídios para que as autoridades apliquem de forma mais adequada os recursos existentes, gerando o impacto social mais positivo possível.

Continue reading

O montante equivale a 30% da receita líquida do governo no ano e supera os déficits da Previdência Social e do regime de aposentadorias dos servidores federais, que somaram R$ 268,8 bilhões em 2017

Com meta de déficit primário de R$ 159 bilhões neste ano e com um teto de gastos pelas próximas duas décadas, o governo teria melhores condições de sanear as contas públicas, de acordo com o Tribunal de Contas da União (TCU), concedendo menos incentivos para determinados setores da economia. O relatório do TCU das contas do governo em 2017, aprovadas com ressalvas na última quarta-feira (13), revelou que as renúncias fiscais somaram R$ 354,7 bilhões no ano passado. O montante equivale a 30% da receita líquida do governo no ano e supera os déficits da Previdência Social e do regime de aposentadorias dos servidores federais, que somaram R$ 268,8 bilhões em 2017. Segundo o TCU, 84% das renúncias têm prazo indeterminado, o que faz a perda de arrecadação ser incorporada às contas do governo. A Lei de Responsabilidade Fiscal determina que cada renúncia fiscal seja custeada com alguma receita, seja com o aumento de outros tributos ou com a alta da arrecadação gerada pelo desenvolvimento da economia. O TCU, no entanto, constatou que 44% dos incentivos fiscais não são fiscalizados por nenhum órgão, o que levou o ministro Bruno Dantas a recomendar que os ministérios da Fazenda, do Planejamento e da Casa Civil montem um grupo de trabalho para verificar a eficácia das renúncias fiscais.

Segundo a Receita Federal, as desonerações (que compõem uma parte das renúncias fiscais) estão estabilizadas em 2018, depois de caírem levemente em 2017. De janeiro a abril deste ano, segundo os dados mais recentes, somaram R$ 27,577 bilhões, contra R$ 27,631 bilhões no mesmo período do ano passado. Os números da Receita são inferiores aos do TCU porque o Fisco leva em conta apenas as renúncias mais recentes e incorpora ao fluxo normal de arrecadação as perdas com regimes especiais instituídos há bastante tempo.

Ineficácia

Continue reading

Ex-ministro e senadora escapam de eventual prisão e sequer têm enquadramento em crime eleitoral, que não constava da denúncia da PGR.

Com os votos dos ministros Edson Fachin, Celso de Mello e Dias Toffoli, a Segunda Turma do Supremo Tribunal Federal (STF) já havia alcançado maioria a favor da absolvição da senadora Gleisi Hoffmann (PR), presidente nacional do PT, e de seu marido, o ex-ministro Paulo Bernardo, inocentando-os dos crimes de corrupção e lavagem de dinheiro. Em julgamento que teve início na tarde desta terça-feira (19), a análise foi encerrada com a declaração de voto dos demais componentes do colegiado, Gilmar Mendes e Ricardo Lewandowski, que formaram maioria pela absolvição completa do casal e do empresário Ernesto Kluger Rodrigues, com um placar de 3 votos a 2 nesse sentido.

Nos termos do voto do ministro-relator, Edson Fachin, a senadora e Paulo Bernardo poderiam ter tido enquadramento em crime eleitoral, que não constava da denúncia e, por isso, poderia não ter efeito neste caso – crimes eleitorais, em geral, não resultam na prisão dos acusados. Para Fachin, a Procuradoria-Geral da República (PGR) não provou a ocorrência de corrupção e lavagem, mas restou configurado crime eleitoral durante a campanha da petista em 2010, comprovando-se “o efetivo recebimento de valores” no pleito – R$ 250 mil para bancar gastos eleitorais, como consta no processo. Celso de Mello votou no mesmo sentido.

Dias Toffoli foi o primeiro ministro da Turma a abrir divergência ao votar pela absolvição de Gleisi dos crimes de corrupção e lavagem de dinheiro. Ele não concordou com Fachin e Celso de Mello quanto à ideia de conversão da conduta criminosa de corrupção passiva para a de falsidade ideológica eleitoral, o caixa dois de campanha. Consignado o voto de Dias Toffoli com a objeção mencionada, o colegiado alcançou a maioria para absolvê-la das duas acusações da PGR, com extensão do entendimento para Paulo Bernardo.

No início de seu voto, já perto das 23h desta terça-feira (19), Gilmar Mendes acompanhou a divergência de Toffoli e votou pela absolvição do casal por todos os crimes. O mesmo fez Ricardo Lewandowski, presidente do colegiado, para quem não há como implicar a presidente do PT no crime de caixa dois. “São tantas as incongruências nas delações que se tornam imprestáveis para sustentar qualquer condenação”, declarou Lewandowski ao anunciar seu voto, dando números finais ao julgamento, com absolvição plena. A senadora e seu marido não estão livres de punição, no entanto. Há ainda duas denúncias e um inquérito contra os petistas ativos no STF, sem data para análise.

Insuficiência de provas

Continue reading

Gilberto Marques

Um dos presos, o presidente da Cesp, Laurence Casagrande, acumulou o cargo com a Secretaria de Transportes e Logística no governo Geraldo Alckmin

A Polícia Federal deflagrou na manhã desta quinta-feira (21) uma operação que apura o desvio de recursos públicos em obras do Rodoanel – Trecho Norte. Ao todo são cumpridos 15 mandados de prisão temporária e 51 de busca e apreensão nas cidades de São Paulo, Carapicuíba, Arujá, Bofete, Ribeirão Preto e São Pedro, e também em Marataízes e Itapemirim, no Espírito Santo.

O principal alvo da Operação Pedra no Caminho é Laurence Casagrande Lourenço, ex-diretor presidente da Dersa, a estatal responsável pelas rodovias do estado. Ele preside a Companhia Energética de São Paulo (Cesp), cargo que acumulou no ano passado com o de secretário de Transportes e Logística do governador Geraldo Alckmin (PSDB).

Segundo a Polícia Federal, o inquérito policial foi aberto em 2016, após um ex-funcionário de uma empresa que atuou nas obras apresentar à Polícia Federal informações sobre possíveis manipulações em termos aditivos desta obra do Rodoanel, para aumentar o valor pago a empreiteiras que já haviam vencido a licitação para realizar as obras.

As investigações apontam que aditivos contratuais, relacionados principalmente à fase de terraplanagem da obra, incluíam novos serviços para efetuar a remoção de matacões (rochas) misturados ao solo. As provas produzidas no inquérito policial indicam que era previsível a existência de matacões no solo e, portanto, o projeto inicial já contemplaria o custo de sua remoção.

Os autos apontam que, no total, o acréscimo desses serviços teria ocasionado um sobrepreço de mais de R$ 131 milhões. Segundo perícia da PF e relatórios do Tribunal de Contas da União e da Controladoria Geral da União, em um dos cinco lotes onde houve aditivos relacionados a remoção dos matacões, houve apuração de sobrepreço da ordem de R$ 33 milhões.

“Para maquiar o sobrepreço adotou-se a prática de “jogo de planilhas”, expediente comum em fraudes a licitações com muitos itens contratados de forma global, em que o licitante oferece preço acima do mercado para alguns itens e abaixo da referência para outros, de modo a colocar-se artificialmente como menor preço global. Esse expediente é comum em fraudes às licitações”, diz o Ministério Público federal.

Os investigados responderão, na medida de suas participações, pelos crimes de fraude à licitação, estelionato contra o Poder Público, falsidade ideológica e associação criminosa. Os presos permanecerão na sede da PF em São Paulo, à disposição da Justiça Federal.

Com informações da Polícia Federal

Nessa época do ano, as temperaturas costumam ficar mais amenas e o uso de peças mais quentinhas se torna mais frequente. Entre elas, as roupas em veludo ou couro entram em cena para compor looks mais sóbrios e elegantes sem esforço

No mundo da moda, sempre que uma nova estação se inicia é chegado o momento de renovar o guarda-roupa para investir nas peças que são tendência para o período. Na época de São João, então, não faltam itens típicos que são super usados. Mas, para compor uma produção especial é preciso ter atenção a outro detalhe além das roupas: os acessórios. Afinal, eles são muito importantes para arrematar o look. Sabendo disso, a designer de joias da CiS, Cris Lemos, deu algumas dicas de como harmonizar os acessórios com os itens que vão fazer sucesso neste período junino. Confira:

 O que está super em alta no período são o xadrez, claro, estampa vichy e peças em camurça, couro, veludo, manga boca de sino e flare. Para combinar os acessórios com a camurça, couro e as estampas xadrez e vichy, não há regras, mas é bom manter uma harmonia. “As cores devem conversar entre si, como, por exemplo, o marrom e o amarelo, que ficam lindos juntos. O estilo dos acessórios também é importante. Invista nos que têm uma pegada mais hippie e descolada para não destoar do resto do look”, indica Cris Lemos. Já para as blusas ou vestidos com manga boca de sino, há apenas uma ressalva. É que como elas dão mais volume ao corpo, o ideal é usá-las com brincos grandes e deixar o colar de lado. Caso queria optar por uma gargantilha, entretanto, vale dar preferência para as mais delicadas e curtinhas, que não cobrem o decote.

 Nessa época do ano, as temperaturas costumam ficar mais amenas e o uso de peças mais quentinhas se torna mais frequente. Entre elas, as roupas em veludo ou couro entram em cena para compor looks mais sóbrios e elegantes sem esforço. “Para as que vão apostar na tendência, o ideal é combiná-la com brincos pequenos, que funcionam como um ponto de luz. Para valorizar o busto vale investir em maxi colares. Além de destacar a região, eles ajudam a tirar o foco do pescoço”, ensina Cris Lemos. “Para completar o visual, a dica é usar pulseiras e anéis”, finaliza.

        Agradecemos ao nosso amado Deus, que por sua infinita graça nos concede a oportunidade de realizar o nosso 16°encontro de jovens! Com o tema: “Jovens, uma geração eleita, desde antes da fundação do mundo. I Pe. 2.9; Ef. 1.4a

 


          

ACESSEM OS VÍDEOS

  

ACESSEM O VÍDEOS

ACESSEM O VÍDEOS

Ao nosso estimado Pr. presidente Ailton José Alves, ao Ev. Dário Gomes, e ao Pb. Pedro João, pelo apoio e incentivo.

Os saques do PIS/Pasep começam a ser liberados, a partir de hoje (18), em todo o Brasil e serão liberados para beneficiários com idades a partir de 57 anos.Ao todo, são 13,6 milhões de cotistas do PIS, com idade abaixo de 60 anos que terão liberados R$ 13,8 bilhões, segundo a Caixa Econômica Federal.O total de cotistas, levando em conta também quem tem mais de 60 anos, é de 21,3 milhões, totalizando R$ 28,1 bilhões. No caso do Banco do Brasil, são 2,4 milhões de participantes com idade inferior a 60 anos, somando um total de R$ 2,3 bilhões.O BB administra 3,67 milhões de cotas do Pasep, totalizando R$ 6,1 bilhões.

pernambuconoticias

                                                         Ciro torce por liberdade de Lula ‘o quanto antes’

O pré-candidato à Presidência pelo PDT Ciro Gomes

O pré-candidato à Presidência da República pelo PDT, Ciro Gomes, disse nesta segunda-feira torcer pela liberdade do ex-presidente Luiz Inácio Lula da Silva “o quanto antes”. No Supremo Tribunal Federal, o ministro Edson Fachin pediu que seja incluída na pauta da Segunda Turma do dia 26 de junho um pedido da defesa de Lula para suspender a prisão. Para Ciro Gomes, a o resultado do julgamento é imprevisível. “Fundo de urna e cabeça de juiz ninguém tem a menor ideia do que vem. Então eu torço que o Lula seja o quanto antes posto livre”, declarou Ciro, após participar de um fórum promovido pela União da Indústria de Cana-de-Açúcar (Unica), em São Paulo. Apesar de defender a liberdade de Lula, de quem já foi ministro, Ciro destacou que tem divergências em relação aos rumos que o ex-presidente está “impondo” ao PT, em referência à manutenção da pré-candidatura do petista, preso e condenado na Operação Lava Jato, e à dificuldade de admitir uma alternativa com outros partidos de esquerda. “Com todas as discordâncias que eu tenho dele e dos rumos que ele tem imposto ao PT, eu me sinto muito mal com a ideia de tenha um líder popular da grandeza do Lula mantido preso”, disse o pedetista, reforçando que para ele a prisão do ex-presidente é “dolorida”.Ciro evitou declarar se, caso fosse eleito, daria indulto ao ex-presidente Lula. “Se eleito, você volta a falar comigo sobre o assunto”, respondeu. Ao comentar a tentativa de aproximação do PT com o PSB, partido que Ciro também busca aliança, Ciro evitou rivalizar com os petistas quando perguntado se via uma tentativa de Lula de isolá-lo na disputa. “Papel de um candidato ou partido é procurar aliança, errado esteve aquele partido ou aquela aliança que no passado empurrou todo mundo para fora.” Sobre suas conversas com o PSB, Ciro afirmou que “estão indo bem”, mas que não há nenhuma definição no momento. “O tempo é deles”, declarou.

Petrobras

Criticando a política de preços da Petrobras adotada no governo de Michel Temer, Ciro Gomes defendeu que os preços sejam definidos com base nos custos da estatal e no lucro em linha com os concorrentes. Ele disse acreditar que uma margem razoável de lucro é de 3%. “Ninguém ganha lucro de 20%, 30%, como o sr. Pedro Parente (ex-presidente da Petrobras) fez agora”, comentou. Para o presidenciável, entregar o lucro da empresa para acionistas minoritários “é um crime”.

O governo Sebastião Viana (PT) publicou na edição desta segunda-feira (18) do “Diário Oficial”, decreto com novas regulamentações para a aplicação da Lei de Acesso à Informação (LAI) pelo Executivo estadual. As alterações tratam dos incisos que estabelecem os ilícitos que serão considerados no descumprimento da legislação da transparência.Recusar-se a fornecer informação requerida retardar deliberadamente o seu fornecimento ou fornecê-la intencionalmente de forma incorreta, incompleta ou imprecisa configuram-se infração por parte do servidor público.O decreto também estabelece como ilícito divulgar ou permitir a divulgação ou acessar ou permitir acesso indevido à informação sigilosa ou informação pessoal. Pela norma, o agente que decretar o sigilo de uma informação de forma deliberada para obtenção de vantagem e “para fins de ocultação de ato ilegal cometido por si ou por outrem” também é crime.Sancionada em 2011, a Lei de Acesso à Informação é considerado um dos maiores avanços na transparência da gestão pública. Com a LAI, os governos são obrigados a repassar todas as informações pedidas pelos cidadãos, tendo como exceção somente aquelas classificadas como sigilosas.

www.ac24horas

O governo argumenta que a operação de crédito é corriqueira e tem lastro financeiro(foto: Alexandre Guzanshe / EM / D.A. Press)

O governo de Minas conseguiu suspender na Justiça a liminar do Tribunal de Contas do Estado que bloqueou uma operação de crédito de R$ 2 bilhões até a decisão de mérito da Corte, prevista para esta quarta-feira (20). Nesta segunda-feira (18), o advogado-geral do estado Onofre Batista vai apresentar ao órgão de contas a defesa do estado, explicando a operação financeira pretendida.

A decisão favorável a um mandado de segurança impetrado pelo estado foi dada neste domingo pelo desembargador do Tribunal de Justiça de Minas Gerais, Kildare Carvalho. 

O magistrado derrubou a liminar concedida pelo conselheiro do Tribunal de Contas do Estado, José Alves Viana, na última quinta-feira. Tal medida mandava o governo suspender “qualquer procedimento que a CODEMIG esteja adotando para contrair empréstimo com qualquer instituição financeira para que possa adquirir debêntures da MGI”.
De acordo com a acusação do líder da minoria, deputado Gustavo Valadares (PSDB), a MGI Participações S.A adquiriu, por meio de autorização concedida pela Lei 19.266/10, direitos creditórios do Estado em um contrato celebrado no último dia 17 de maio. No mesmo dia, a MGI tornou público que emitiria 2 mil debêntures, de R$ 1 milhão cada, totalizando R$ 2 bilhões. 

Vara da Fazenda

Na decisão, o desembargador Kildadre Carvalho argumenta que, em ação  na Justiça, a 4ª Vara da Fazenda Pública e Autarquias de Belo Horizonte negou liminar em pedido do deputado Gustavo Valadares sobre a mesma questão. “Levada a matéria ao Poder Judiciário, que sobre ela se manifestou e indeferiu a tutela de urgência, buscada nos mesmos moldes em que deferida na representação nº 1041598, pelo Tribunal de Contas, em medida cautelar, tem-se por violada a decisão judicial”. 

Kildare Carvalho cita parecer da Procuradoria-Geral da Fazenda Nacional que reconhece a inexistência do conceito de operação de crédito no sentido atribuído pela Lei de Responsabilidade Fiscal (LRF) em caso de “cessão de direitos creditórios inscritos em dívida ativa tributária ou não tributária, quando puder ser caracterizada como cessão definitiva, isto é, que não envolva obrigação de pagar”, circunstância, em princípio, similar à  operação realizada pelos impetrantes. 

O magistrado justifica sua decisão para acatar ao mandado de segurança, dizendo que a suspensão da operação “coloca em risco o plano de gestão da evidente crise financeira que tem afetado o Estado de Minas Gerais, sob risco de impossibilitar a obtenção dos recursos necessários para o adimplemento das dívidas públicas”. 

Defesa

O advogado-geral Onofre Batista disse que o governo não está considerando a decisão do TJ no domingo uma vitória. “Não se trata de ter ganhado ou perdido. O que queremos é esclarecer a asituação junto ao TCE. Vamos levar hoje um memorial, mandando para cada um dos conselheiros, explicando, porque na decisão liminar (de Viana) nem o correto da operação apareceu”, disse. 

Segundo Batista, a liminar do TCE foi concedida com base em dúvidas dos técnicos, que não teriam entendido as questões que estão sendo tratadas. “Em se tratando de operações financeiras, essas ações do PSDB e decisões apressadas do tribunal vão trazendo pânico, tumultuando e fazendo com que o governo perca governabilidade. Nossa intenção é esclarecer juridicamente a situação, senão o estado vai andando a solavancos”, disse.  

De acordo com o advogado, a operação consiste na venda da carteira de parcelamento de dívidas do ICMS (do programa Regularize). “O estado pode fazer isso, como já fez em 2012, é uma operação financeira com um lastro fantástico. São R$ 2 bilhões de um valor de fato, com um parcelamento com vários benefícios. Imagina se alguém vai perder um parcelamento desses”, disse.

As debêntures foram emitidas no dia 24 com uma taxa de remuneração do título acima do valor praticado no mercado. Os créditos, segundo a representação, seriam adquiridos pela Companhia de Desenvolvimento de Minas Gerais (Codemig), por meio de um empréstimo no mercado financeiro. Além da ação no TCE, Valadares acionou o Tribunal de Justiça e a Comissão de Valores Mobiliários (CVM), alegando a ilegalidade da operação.

Ao fundamentar a decisão liminar do TCE barrando a operação, o conselheiro José Alves Viana falou da gravidade do caso. “O caso é grave, mormente em se considerando a atual situação de enúria financeira do Estado – situação, aliás, que é de pleno e incontestável conhecimento deste Tribunal de Contas, cuja função é acompanhar e fiscalizar as contas estaduais.” 

Endividamento a cada ano

Continue reading

Faça Sua Pesquisa no Google Aqui!

 
bove=""

 

Visitas

contador de visitas

Redes Sociais

Click e acesse
CLIQUE AQUI e fale com os ministros, fiquem de OLHO bem aberto alguma informação entre em contato com os ministros.

CLIQUE AQUI e veja receita e despesa do seu municípios.

Aqui você encontra informações sobre a aplicação do dinheiro público nos municípios e no estado de Pernambuco.

Zé Freitas no Facebook

Zé Freitas no Twitter

Parceiros