Flavia Penido tomou iniciativa junto ao Instituto Nacional de Propriedade Nacional e busca evitar lucro em cima do nome da skatista

Uma advogada registrou a marca ‘Fadinha’, relacionada à skatista Rayssa Leal, no INPI, Instituto Nacional de Propriedade Industrial. A responsável por isso foi Flavia Penido, que percebeu a falta de registros da marca para skates. Assim, ela fez o pedido por meio de uma declaração assinada digitalmente, cedendo de forma gratuita o registro para a atleta de 13 anos. Como é menor de idade, Rayssa tem os pais como representantes legais e prováveis donos da marca. Se desejar, ela pode indicar outra pessoa para comandar os diretos de ‘Fadinha’

Rayssa Leal
Rayssa Leal

Penido possui especialidade em propriedade intelectual, tecnologia e direito aplicado ao marketing e decidiu tomar a atitude para evitar que outra pessoa possa lucrar às custas da menina. No Twitter, a advogada disse que “o interesse, obviamente, não é econômico, mas sim preservar eventuais direitos da Rayssa e também mostrar a importância de marketing e jurídico trabalharem sempre juntos”. A dona da ação informou que sabe como disputas desse tipo podem ser demoradas e custarem muito, por isso solicitou o registro da marca, que será feito mais tarde em cartório. Está gostando da notícia? Fique por dentro das principais notícia.O apelido de Rayssa vem de vídeos virais que fez quando tinha sete anos e estava fantasiada de fada ao mesmo tempo que completava manobras tradicionais do skate. A avó da skatista costurou a roupa, que foi usada em um desfile de 7 de setembro de sua escola, tendo Peter Pan como tema. Representando a personagem Sininho, a menina saiu direto do evento e foi para um pico conhecido de Imperatriz, cidade maranhense e sua terra natal. Desde então, o fenômeno faz sucesso com seu talento e caiu nas graças dos brasileiros e da lenda do esporte, Tony Hawk. A Nike, patrocinadora de Fadinha, divulgou um filme nesta segunda-feira intitulado ‘Novas Fadas’. Com a skatista como protagonista, a ideia é que ela inspire milhares de meninas ao redor do Brasil. E pode ter certeza que essa já é uma realidade. Na última madrugada, Rayssa ficou em 2º lugar na prova feminina do skate street e garantiu mais uma medalha de prata para o país nos Jogos Olímpicos de Tóquio.

terra