Recicla Net

Óticas Olhar Brasil
Supermercado
Seg Vida
 

Paulo Guedes decidiu manter as duas parcelas do auxílio emergencial com o mesmo valor de R$ 600,00. O anúncio oficial será feito nesta tarde (30/06).

Mais duas parcelas do auxílio emergencial: enquadramento fechado em Paulo Guedes, ministro da Economia

Não será necessário encaminhar nenhuma lei extra ao Congresso.

– Foto: Foto: Washington Costa/ME (Wikimedia Commons)

Auxílio emergencial: mais duas parcelas de R$ 600 foram confirmadas

A mudança para a metade do valor (R$ 300,00) ganhou força por meio dos cálculos da equipe econômica do governo, mas a proposta não foi bem recebida pelos parlamentares. De acordo com o presidente da Câmara dos Deputados, Rodrigo Maia (DEM-RJ), existiria um risco iminente em reduzir o auxílio emergencial na quarta e quinta parcela. Ele havia cobrado uma postura oficial de Jair Bolsonaro para manter os benefícios no mesmo valor de R$ 600,00. Afinal, conforme pronunciamentos anteriores, já existia um consenso de que os deputados condenariam a redução dos repasses. “A gente entende a preocupação do governo”, disse Rodrigo Maia, referindo-se ao impacto que a medida terá nos cofres públicos. “Mas gostaria de ter uma posição oficial. Que o governo encaminhe a matéria e possamos fazer um debate transparente”, continuou. O ministro da Economia, Paulo Guedes, apoiou a prorrogação do auxílio emergencial por mais um ou dois meses. No entanto, os valores deveriam ser calculados em formato parecido com o do Bolsa Família. A redução de R$ 600,00 para R$ 200,00 aliviaria os custos mensais de R$ 50 bilhões para R$ 17 bilhões. Bolsonaro havia concordado com a linha de raciocínio de Guedes, mas sugeriu que a quarta e quinta parcela tivessem valores maiores do que R$ 200,00. Por essa razão, destacou que os repasses poderiam ser escalonados para mais três parcelas (R$ 500, R$ 400 e R$ 300, respectivamente). O presidente também fez questão de reafirmar que vetaria qualquer proposta que mantivesse o valor em R$ 600. Como o Congresso não cedeu à pressão de Bolsonaro, Paulo Guedes confirmou dois novos repasses no mesmo valor de antes.

Terceira parcela do auxílio emergencial: calendário já foi divulgado

Na última quinta-feira (25/06), foi divulgado o calendário da terceira parcela do auxílio emergencial. O primeiro dia de pagamento aconteceu em 27 de junho de 2020. Assim como os repasses das cotas anteriores, os novos R$ 600 estão sendo creditados conforme os grupos de beneficiários. Lembrando que os inscritos no Bolsa Família já estão recebendo desde o dia 17 de junho, de acordo com o dígito final do Número de Identificação Social. Faltava apenas o anúncio para o cronograma de transferência aos outros beneficiários. Sendo assim, o calendário da terceira parcela era muito aguardado para quem recebe por depósitos em contas digitais ou realiza saques em espécie.

concursosnobrasil

Faça Sua Pesquisa no Google Aqui!
 
bove=""

 

Visitas
contador de visitas
Redes Sociais
Click e acesse
Zé Freitas no Facebook

Clínica Climed / Plano Assistencial

Clínica Climed.

Av: Vereador Horácio José de s/n de frente o Banco do Brasil.

Contato (87) 9.9161-1779

Santa Terezinha PE

Lições Bíblicas
Portal Correio-PB

 
CLIQUE E ACESSE!
Parceiros