Ateliê Geilson
Natura
Natália Calçados

CLIQUE NA IMAGEM PARA AMPLIAR

  • 28
  • 22
  • 24
  • 20
  • 11
  • 09
  • 11
  • 01
  • 29
  • 03
  • 04
  • 05
  • 07
  • 02

Supermercado
Portal Correio-PB

 
CLIQUE E ACESSE!
 

 Para visualizar este conteúdo corretamente, é necessário ter oFlash Player instalado. 

REFLEXÕES DO PASSADO E PRESENTE: PERSPECTIVA DE MELHORA PARA O FUTURO


 

Lothar Gassmann

“‘Não há paz alguma para os ímpios’, diz o Senhor.” (Isaías 48.22)

O fato de os ímpios não terem paz de espírito e não também poderem trazer uma paz terrena duradoura não invalida os esforços pela paz política. Eles são importantes para a convivência das pessoas – principalmente diante das grandes ameaças de hoje. Mesmo assim, a Bíblia indica a posição correta para os esforços humanos pela paz: ela não está – utilizando uma diferenciação feita pelo teólogo Dietrich Bonhoeffer – no âmbito do estágio final, mas na área do penúltimo estágio, isto é, são medidas de emergência para possibilitar a convivência em um mundo decadente. O último estágio, ao contrário, será a volta de Jesus Cristo, que, juntamente com a multidão dos redimidos, edificará o seu reino de paz, um mundo completamente novo. Sobre isso a profecia bíblica nos fala claramente: “Porque a forma presente deste mundo está passando” (1 Coríntios 7.31b). “O dia do Senhor, porém, virá como ladrão. Os céus desaparecerão com um grande estrondo, os elementos serão desfeitos pelo calor, e a terra, e tudo o que nela há, será desnudada” (2Pedro 3.10). “Os céus e a terra passarão, mas as minhas palavras jamais passarão” (Mateus 24.35).

Não há uma promessa de existência eterna para este mundo – nem paz eterna. Pelo contrário, no período que antecede a volta visível e gloriosa de Jesus, também a paz será tirada do mundo por meio de uma série de terríveis juízos de Deus (Apocalipse 6.4). A igreja de Jesus então existente será arrebatada desta Terra antes, ou durante, esses juízos (ver 1Coríntios 15.23,51-58; 1Tessalonicenses 4.16–5.11; 2Tessalonicenses 2.6-12; Apocalipse 3.10; 4.1ss). Na Terra, no entanto, uma nação enfrentará a outra, ouvindo-se falar em “guerras e rumores de guerras” (Mateus 24.6ss). O fim, porém, virá somente depois que o Anticristo tiver aparecido.

Todavia, graças a Deus: nosso Senhor Jesus Cristo julgará o Anticristo e depois reunirá em seu reino todos os que permaneceram fiéis a ele. Fazemos parte desse grupo? Oremos:

chamada

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Faça Sua Pesquisa no Google Aqui!
 
bove=""

 

Visitas
contador de visitas
Redes Sociais
Click e acesse
  CLIQUE AQUI e fale com os novos ministros, fiquem de OLHO bem aberto alguma informação entre em contato com os ministros. Imagem relacionada
Vejam as verbas de suas cidades ,naveguem e fiquem bem informados CLIQUE AQUI E ACESSE!

CLIQUE AQUI e veja receita e despesa do seu municípios.

Aqui você encontra informações sobre a aplicação do dinheiro público nos municípios e no estado de Pernambuco.

Zé Freitas no Facebook

Zé Freitas no Twitter
Parceiros