Lojas Surya
Supermercado Compre Bem
Judivan Contábil
Natália Calçados

 

Para visualizar este conteúdo corretamente, é necessário ter o Flash Player instalado.

REFLEXÕES DO PASSADO E PRESENTE: PERSPECTIVA DE MELHORA PARA O FUTURO


 

Notícias

Crédito: CCTV/AFP                                                                                                                    

Acessem os vídeos

Um impressionante “muro de areia” de 100 metros de altura envolveu uma cidade à beira do deserto de Gobi, no noroeste da China, no domingo (25). Dunhuang, um lugar turístico e entreposto da histórica “Rota da Seda” na província de Gansu, desapareceu momentaneamente ao ser “engolida” por uma nuvem de areia e poeira. A tempestade de areia também tornou o céu amarelo e reduziu a visibilidade para menos de 5 metros em algumas áreas. A polícia precisou impor controles de tráfego nas ruas da cidade.

                                                                                  

Ela chegou de repente e atravessou a cidade em cinco ou seis minutos, disse um morador ao veículo de comunicação local “Jimu News”. “Eu não conseguia ver o sol”, afirmou Zhang, que também disse que a cidade não sofria com uma tempestade de areia tão forte há vários anos. Tempestades de areia são comuns na região do deserto de Gobi na primavera, mas é raro acontecerem no verão, segundo a agência de notícias estatal China News Service.

É Me dado Todo o Poder no Céu e na Terra. Quem lhe deu Este Poder?

A resposta da Bíblia

A Bíblia fala de coisas que iam identificar o “final do [atual] sistema de coisas”, ou “fim do mundo”. (Mateus 24:3; Ela chama esse período de “últimos dias”, “tempo determinado do fim” ou “tempo do fim”. (2 Timóteo 3:1; Daniel 8:19Nova Versão Internacional) Veja algumas profecias que estão se cumprindo hoje, o que prova que estamos vivendo no tempo do fim:

Será que estamos vivendo no “tempo do fim”?

Sim. A situação do mundo e as profecias bíblicas indicam que os últimos dias, ou tempo do fim, começaram em 1914. Nesse ano, o Reino de Deus começou a reinar no céu. Uma das primeiras coisas que ele fez foi expulsar Satanás e os demônios do céu, permitindo que eles influenciem apenas a Terra. (Apocalipse 12:7-12) A influência de Satanás nos humanos pode ser vista nas coisas ruins que estão acontecendo. Isso tudo faz com que os últimos dias sejam “tempos críticos, difíceis de suportar”. — 2 Timóteo 3:1.

Enchentes deixam 168 mortos na Alemanha e na Bélgica | SBT Brasil (17/07/21)

Terríveis ENCHENTES que arrastaram TUDO e DESESPERAM moradores na Europa

Acessem os vídeos

Inundações mortíferas no centro da China

 

Informações sobre saúde
Sintomas
Prevenção
Tratamentos
A COVID-19 afeta diferentes pessoas de diferentes maneiras. A maioria das pessoas infectadas apresentará sintomas leves a moderados da doença e não precisarão ser hospitalizadas.
Sintomas mais comuns:
febre
tosse seca
cansaço
Sintomas menos comuns:
dores e desconfortos
dor de garganta
diarreia
conjuntivite
dor de cabeça
perda de paladar ou olfato
erupção cutânea na pele ou descoloração dos dedos das mãos ou dos pés.

Mundo passa de 4 milhões de mortes por Covid, mas número ‘subestima o total de vítimas’, diz OMS.

Lucas 21:11

Haverá grandes terremotos, fome e peste em vários lugares, e acontecimentos terríveis e grandes sinais no céu.

Mateus 24:7

Flavia Penido tomou iniciativa junto ao Instituto Nacional de Propriedade Nacional e busca evitar lucro em cima do nome da skatista

Uma advogada registrou a marca ‘Fadinha’, relacionada à skatista Rayssa Leal, no INPI, Instituto Nacional de Propriedade Industrial. A responsável por isso foi Flavia Penido, que percebeu a falta de registros da marca para skates. Assim, ela fez o pedido por meio de uma declaração assinada digitalmente, cedendo de forma gratuita o registro para a atleta de 13 anos. Como é menor de idade, Rayssa tem os pais como representantes legais e prováveis donos da marca. Se desejar, ela pode indicar outra pessoa para comandar os diretos de ‘Fadinha’

Rayssa Leal
Rayssa Leal

Penido possui especialidade em propriedade intelectual, tecnologia e direito aplicado ao marketing e decidiu tomar a atitude para evitar que outra pessoa possa lucrar às custas da menina. No Twitter, a advogada disse que “o interesse, obviamente, não é econômico, mas sim preservar eventuais direitos da Rayssa e também mostrar a importância de marketing e jurídico trabalharem sempre juntos”. A dona da ação informou que sabe como disputas desse tipo podem ser demoradas e custarem muito, por isso solicitou o registro da marca, que será feito mais tarde em cartório. Está gostando da notícia? Fique por dentro das principais notícia.O apelido de Rayssa vem de vídeos virais que fez quando tinha sete anos e estava fantasiada de fada ao mesmo tempo que completava manobras tradicionais do skate. A avó da skatista costurou a roupa, que foi usada em um desfile de 7 de setembro de sua escola, tendo Peter Pan como tema. Representando a personagem Sininho, a menina saiu direto do evento e foi para um pico conhecido de Imperatriz, cidade maranhense e sua terra natal. Desde então, o fenômeno faz sucesso com seu talento e caiu nas graças dos brasileiros e da lenda do esporte, Tony Hawk. A Nike, patrocinadora de Fadinha, divulgou um filme nesta segunda-feira intitulado ‘Novas Fadas’. Com a skatista como protagonista, a ideia é que ela inspire milhares de meninas ao redor do Brasil. E pode ter certeza que essa já é uma realidade. Na última madrugada, Rayssa ficou em 2º lugar na prova feminina do skate street e garantiu mais uma medalha de prata para o país nos Jogos Olímpicos de Tóquio.

terra

Por João Gabriel Rodrigues — Tóquio, Japão

Orgulho de Baía Formosa (RN) ainda mais pela conquista da medalha de ouro do surfe masculino nas Olimpíadas de Tóquio 2020, Italo Ferreira faz questão de embarcar no papel transformador que pode exercer na cidade natal e no Nordeste. Com as pompas de ter se tornado o primeiro campeão olímpico da história do surfe, o potiguar de 27 anos acredita que o feito pode estimular crianças e jovens nordestinos a perseverarem no caminho do esporte.

Italo Ferreira comemora ouro olímpico no surfe — Foto: Reprodução

Italo Ferreira comemora ouro olímpico no surfe 

– Acho que isso (ouro no surfe) serve de inspiração para aqueles que vêm de baixo, que têm sonhos, que acreditam até o final, que foi o que fiz, e (que precisa) aproveitar todas as oportunidades da vida. Às vezes a gente só tem uma. Então eu vivo intensamente. Eu sabia que aqui era uma oportunidade de mostrar meu melhor, de sair com essa medalha, até porque eu vim com esse sentimento, de vir e ganhar o campeonato – afirmou o surfista.

Pai de Italo Ferreira fala sobre a conquista do ouro nas Olimpíadas

 

 

 

 

 

 

 

 

Pai de Italo Ferreira fala sobre a conquista do ouro nas Olimpíadas

Italo Ferreira se emociona com o ouro no surfe nas Olimpíadas de Tóquio — Foto: André Durão

Italo Ferreira se emociona com o ouro no surfe nas Olimpíadas de Tóquio

— Foto: André Durão

Italo não esquece de suas raízes, tanto que mora em Baía Formosa até hoje, assim como os pais. Inclusive, a preparação para os Jogos Olímpicos foi feita grande parte na cidade, localizada no litoral do Rio Grande do Norte e a 94km de Natal.- Eu fiz valer a pena os últimos dois meses de treino. O último mês, na verdade, que eu fiquei em casa mesmo, para recarregar as energias, para estar com as pessoas que eu amo, com aquelas pessoas que realmente acreditavam e estavam ali comigo, com meus amigos que surfavam comigo logo cedo e estavam me incentivando e falando o que estava certo ou errado – contou o surfista. Se Italo já é inspiração para nordestinos, isso já mostrou a carreata em Baía Formosa depois do ouro conquistado. Mas ele quer algo mais concreto. O surfista lembrou que planeja a construção do Instituto Ítalo Ferreira na cidade, com o objetivo de ajudar as crianças por meio do esporte.

"Diz amém que o ouro vem!", Italo Ferreira se emociona ao falar da conquista
“Diz amém que o ouro vem!”, Italo Ferreira se
emociona ao falar da conquista

Parceria nordestina ajuda no ouro

Italo comentou que tinha um desejo de trazer o ouro não só para o Brasil, mas especificamente reforçando que seria uma conquista para o Nordeste. E isso se tornou mais vibrante no convívio com Rudá Carvalho, ex-surfista baiano e um dos membros da delegação brasileira em Tóquio. – Ele estava aqui como coach da Silvana (Lima). Eu pedi para ele: “Vamos levar essa medalha para o Nordeste”. Ele me deu uma força incrível durante esse dias, falava a real mesmo, sempre de homem para homem, olho no olho, e ele falava umas paradas que realmente me deixava bem motivado. Então, gostaria de agradecer ele também pela força.

Foto: Ascom

A Terceira Câmara Cível do Tribunal de Justiça da Paraíba manteve a sentença proferida nos autos da Ação Civil Pública por Ato de Improbidade Administrativa ajuizada pelo Ministério Público estadual contra o ex-prefeito José Lavoisier Gomes Dantas, de São João do Rio do Peixe. As penalidades aplicadas foram suspensão dos direitos políticos pelo prazo de três anos; multa civil no valor correspondente a três vezes o valor da remuneração mensal percebida a época dos fatos; e proibição de contratar com o poder público ou receber benefícios ou incentivos fiscais ou creditícios pelo período de cinco anos.

O caso envolve a doação de três terrenos públicos, através da Lei municipal n° 1.140/2012.

O ex-gestor alegou que a doação dos bens públicos se deu por lei previamente aprovada no Parlamento Municipal, dada também a desnecessidade de licitação, posto que se tratou de doação com encargo. A relatora do processo nº 0000134-55.2015.8.15.0051, a juíza convocada Agamenilde Dias Arruda Vieira Dantas, destacou em seu voto que na ação nº 0001510-47.2013.8.15.0051, o Judiciário reconheceu a ilegalidade da doação. 

Continue lendo

Confira uma dessas receitas a seguir:

Bolo pé de moleque

Bolo pé de moleque — Foto: Mayssa Leão

Bolo pé de moleque 

Ingredientes

  • 1kg massa de mandioca
  • 200g de castanha
  • 200g de amendoim
  • 150g de café solúvel forte
  • 450g de açúcar
  • 1 coco seco passado no liquidificador com o mínimo de água
  • 500g de manteiga (ou margarina com mais de 80% de lipídio)
  • 10 ovos
  • 50g de cravo da Índia
  • 50g de erva doce triturado

Modo de preparo: bata bem o açúcar, os ovos inteiros e a margarina, acrescentando em seguida a massa já lavada e peneirada. Depois, triture a castanha, o cravo e o amendoim. Despeje os 3 dentro da massa e coloque o café, o leite de coco e a erva-doce. Reserve um pouco de castanha para enfeitar o bolo. Leve a mistura para a forma untada e enfeite com as castanhas. Pré-aqueça o forno a 180ºC, coloque o bolo. Para verificar o ponto, insira um palito no bolo, se estiver limpo pode retirar do forno. Tire da forma com ele morno.

g1.globo

Globo Rural do último domingo (11) mostrou como a tradição de receitas de doces foi passada pelas gerações da população pernambucana desde o Brasil Colônia, graças à importância do açúcar na economia local durante o período.

Bolo de macaxeira do engenho Jundiá

Bolo de macaxeira do engenho Jundiá — Foto: Reprodução / Globo Rural

Bolo de macaxeira do engenho Jundiá — Foto: Reprodução / Globo Rural

Ingredientes

  • 1,1kg de macaxeiras lavadas e raladas
  • Pitada de sal
  • 2,5 xícaras de açúcar
  • 600g de açúcar
  • 1 xícara de água.
  • 5 ovos
  • Gotas de limão
  • 200g de manteiga
  • 1 xícara de leite de coco puro
  • 1 xícara e meia de coco ralado bem fininho

Modo de preparo: coloque as macaxeiras em uma tigela com uma pitada de sal. Já aqueça o forno em 180ºC. Faça uma calda com o açúcar e a água. Misture bem e coloque gotas de limão. A calda é usada para caramelizar a forma, que deve ser a com um buraco no meio .Depois, faça outra calda com as 600g de açúcar em ponto de fio fino para escaldar a macaxeira, coloque também a manteiga e fazer uma calda quente. Mexa bem e acrescente os ovos. Por fim, adicione uma xícara de leite de coco puro e o coco ralado. Leve ao forno por cerca de 30 minutos ou espere o bolo ficar dourado. Faça o teste do palito, que tem que ficar ligeiramente úmido, quando espetado ao bolo. Desenforme em seguida.

g1.globo

Jane Cabral, Coordenadora nacional do MST no Pará (de azul) junto a mulheres do Movimento de Mulheres da Marambaia. – Catarina Barbosa/Brasil de Fato

Neste sábado (24), além das ações articuladas pelo #ForaBolsonaro, o Movimento dos Trabalhadores Rurais Sem Terra (MST) organizou a doação de 10 toneladas de alimentos da agricultura familiar para quem enfrenta a fome. Os alimentos foram produzidos em acampamentos e assentamentos do MST localizados no estado do Pará, como o Assentamento Abril Vermelho, em Santa Bárbara; Carlos Lamarca, em Capitão Poço; Luiz Carlos Prestes e Acampamento Mariguela, em Irituia, todos no nordeste do estado. A ação integra a iniciativa nacional de solidariedade e combate à fome promovida pelo movimento, além de ser também uma forma de reforçar para a sociedade a necessidade de mais políticas públicas voltadas para os trabalhadores e trabalhadoras da agricultura familiar. Produção foi arrecadada em assentamentos e acampamentos do MST Pará. – Créditos: Catarina Barbosa/Brasil de Fato

“Assim, realizamos aqui no estado do Pará, até o momento, seis ações e hoje estamos organizando, aproximadamente, 500 cestas que vão ser doadas entre domingo, 25, e segunda-feira, dia 26, para vários coletivos que organizam famílias em Belém e em Benevides”. O MST arrecadou para a doação 3.100 quilos de alimentos, entre mamão, banana, macaxeira, jerimum, goma de tapioca, feijão, farinha, além de 5 mil laranjas e 4 mil ovos e organizou ainda cestas de material de higiene para as famílias, totalizando, aproximadamente 10 toneladas de alimentos.

Continue lendo

Cerca de 1,5 mil pessoas que residem em Candiota correm o risco de perder suas moradas por conta da privatização da Eletrobras – Foto: Felipe Daroit – Ascom DPE/RS

Na cidade de Candiota, região sul do Rio Grande do Sul, cerca de 1,5 mil pessoas que residem em dois bairros localizados nas imediações da Usina de Candiota (Vilas Operária e Residencial) correm o risco de perder suas moradas, por conta da privatização da Eletrobras. Muitas dessas famílias residem no local há mais de 60 anos, em área pertencente à CGT Eletrosul, empresa subsidiária da Eletrobras. Com a privatização da estatal, os terrenos, bem como os imóveis, poderão ir a leilão e os moradores podem ser obrigados a deixar suas casas. 

“O que para uns é somente preço, para nós tem muito valor”, afirma o morador e secretário da Associação dos Moradores e amigos da vila residencial (AMAVR), Axel de Moura da Costa. Ele explica que os moradores das 274 casas do local são uma comunidade com fortes laços e querem a revogação do edital. “A gente cresceu praticamente junto, tem pessoas que moram há mais de 60 anos. Temos casos diferentes uns dos outros para serem solucionados, e a gente vê que a solução é a quebra desse edital, para que se tenha uma conversa e negociação mais justa”, aponta o secretário da AMAVR, que também é dono de uma pequena barbearia na Vila, sendo um dos únicos comércios do local. O edital ao qual Axel se refere trata da contratação de um leiloeiro para os imóveis, lançado pela CGT Eletrosul. Esse fato, somado ao já quadro sensível causado pela pandemia, tem trazido muita insegurança para as famílias da Vila Residencial e da Vila Operaria. “Está todo mundo praticamente com o mesmo sentimento, um sentimento de angústia, de insegurança, de muito medo. Foi lançado um edital de contratação do leiloeiro para vender as nossas casas sem aviso nenhum aos moradores. Eu que sou da Vila Residencial fiquei sabendo através de um grupo de Whatsapp. Através daí gerou uma tensão muito grande, uma mistura de sentimentos, porque a gente vive um momento muito delicado, em que já não consegue planejar muita coisa diante dessa pandemia”, desabafa.

Mobilização dos moradores

Continue lendo

Crédito: Arquivo / Agência Brasil

Com o concurso, o banco vai contratar 4.480 pessoas para o cargo de escriturário

(Crédito: Arquivo / Agência Brasil) 

Da redação 

As inscrições para o concurso público do Banco do Brasil podem ser realizadas até o dia 28 de julho. Serão 2.240 vagas imediatas e 2.240 para formação de cadastro de reserva. O processo é feito pelo site da Cesgranrio e a taxa custa R$ 38. Com o concurso, o banco vai contratar 4.480 pessoas para o cargo de escriturário. Com as oportunidades, será possível trabalhar em todos os Estados e Distrito Federal. O candidato precisa ter ensino médio completo e idade mínima de 18 anos completos até a data de admissão. Serão oferecidos salários de R$ 3.022,37, para uma jornada de 30 horas semanais. O banco também oferece auxílio-refeição no valor de R$ 831,16 por mês e cesta alimentação de R$ 654,87. A lista de benefícios inclui: participação nos lucros ou resultados, vale-transporte, auxílio-creche, auxílio a filho com deficiência e previdência complementar.
istoedinheiro

Crédito: Arquivo Agência Brasil - Valter Campanato

Preço do diesel e piso mínimo de frete são as pautas da greve (Crédito: Arquivo Agência Brasil – Valter Campanato )

Da redação

Caminhoneiros de todo o Brasil avaliam uma greve para o próximo domingo (25), data em que é comemorado o Dia do Motorista. O objetivo da categoria, principalmente, é protestar contra o aumento do preços do diesel. O movimento é liderado pelo Conselho Nacional de Transporte Rodoviário de Cargas (CNTRC), com sede no Paraná, que solicita o fim da PPI (Política de Preço de Paridade de Importação) aplicado pela Petrobras e a garantia do piso mínimo de frete, instituído por lei após a paralisação de 2018, segundo divulgado pela Folha de S. Paulo. De acordo com o jornal Estado de S.Paulo, a mobilização começa no dia 25, e a adesão pode crescer na segunda-feira e nos dias subsequentes. Uma parcela da categoria já decidiu apoiar a interrupção das atividades, como a Confederação Nacional dos Trabalhadores em Transportes e Logística (CNTTL).“Orientamos que se participe dos atos sendo celetista ou autônomo”, disse o secretário nacional de Políticas Sociais e Acessibilidade da CNTTL, Carlos Alberto Litti Dahmer, ao Estadão. Por outro lado, não há um consenso entre a categoria. A Confederação Nacional dos Transportadores Autônomos (CNTA) diz que ainda há pouca adesão à paralisação. “A prerrogativa e legalidade de se realizar uma paralisação é um direito do caminhoneiro e formalizada através de assembléia nos sindicatos. Até o presente momento, não temos conhecimento de tal iniciativa por parte de sindicatos ligados ao sistema da nossa Confederação”, disse a CNTA em nota.
istoedinheiro
Foto: Paraibaonline

O secretário de Segurança da Paraíba, Jean Nunes, anunciou que será realizado o concurso público da Polícia Civil no Estado. O concurso conta com a oferta de vagas distribuídas para os cargos de delegado, escrivão, perito médico, agente de investigação, perito criminal, perito químico, entre outros. – O concurso está em andamento e o edital já está na fase de publicação. São 1.400 vagas. Será o maior concurso da Polícia Civil nos últimos 13 anos – disse. Será exigido o nível superior de escolaridade para disputar os cargos.

 Paraibaonline

O Departamento Nacional de Infraestrutura de Transportes (DNIT) publicou, nesta quarta-feira (21), edital de contratação de empresa especializada para a execução do Projeto de Recuperação de Áreas Degradadas (PRAD) na BR-319/AM. A medida atende às exigências do Instituto Brasileiro do Meio Ambiente e dos Recursos Naturais Renováveis (IBAMA) para recuperação dos pontos impactados pelas obras de melhorias na rodovia e restabelecimento do ecossistema. A licitação é feita por meio da modalidade pregão, e os interessados já podem enviar as propostas pelo site www.comprasnet.gov.br. A abertura dessas propostas será realizada no dia 2 de agosto de 2021, pelo mesmo site. Com o processo de contratação da empresa que fará os serviços, o DNIT reforça o propósito de manter a BR-319 como modelo de preservação ambiental. Serão realizadas ações de recuperação como o plantio de mais de 120 mil mudas, hidrossemeadura em mais de um milhão de metros quadrados, construção de diques para controle erosivo em mais de mil metros quadrados, entre outras.

Atuação na rodovia A BR-319 é uma das prioridades do Governo Federal, e o DNIT atua constantemente para garantir a trafegabilidade de toda a rodovia. Desta forma, a Autarquia já trabalha na manutenção e conservação da estrada e avança para executar as obras de reconstrução e pavimentação do Trecho do Meio, entre o km 250 e o km 655,7, e do lote C (Lote Charlie), entre o km 198 e o km 250. O DNIT já assinou contrato para a execução dos estudos ambientais necessários para obtenção da Licença de Instalação (LI) e da Autorização de Supressão de Vegetação (ASV) requeridas no processo de licenciamento ambiental para as obras no Trecho do Meio. Os projetos de engenharia para o segmento já estão em fase de elaboração, os lotes estão em andamento e a expectativa é que a obra de um deles comece em 2022. No lote Charlie, a Autarquia já deve iniciar os trabalhos de drenagem neste mês; e após o período de chuvas, as equipes do departamento devem iniciar os serviços de terraplenagem.

Maia: "Guedes já está correndo atrás do próprio rabo, fazendo o que o Bolsonaro quer para não perder o emprego" - Amanda Perobelli/Reuters
Maia: “Guedes já está correndo atrás do próprio rabo, fazendo o que o Bolsonaro quer para não perder o emprego’Imagem: Amanda Perobelli/Reuters

Colaboração para o UOL

O deputado federal e ex-presidente da Câmara Rodrigo Maia (sem partido-RJ) disse que o ministro da Economia, Paulo Guedes, “não tem mais influência alguma”no governo de Jair Bolsonaro (sem partido). Para o político, a mudança ministerial e a divisão da pasta para recriar o ministério da Previdência e Trabalho demonstram isso. “A qualidade do debate acabou, ele resolveu abrir o cofre para a política”, disse, em entrevista à revista Veja. Para Maia, o ministro tem deixado de lado as próprias convicções para aprovar projetos. Como exemplo, o deputado diz que Guedes “para passar a privatização da Eletrobras, deixou aprovar 80 bilhões de reais em termoelétricas com dinheiro público, na conta do consumidor”. Em relação à reforma tributária, Maia acredita que o texto apresentado para o novo Imposto de Renda “só consolida com mais nitidez” a falta de poder do ministro. O ex-presidente da Câmara chamou o projeto de “lambança” e disse que o debate “virou essa confusão” porque Bolsonaro fez pressão em relação à tabela.

“Guedes já está correndo atrás do próprio rabo, fazendo o que o Bolsonaro quer para não perder o emprego. Essa é a verdade”, opinou.

Recriação do ministério da Previdência e Trabalho

Continue lendo

O Diretor Presidente do ( SINDISERVE-ST) Sindicato dos Servidores Públicos de Santa Terezinha-PE e Pré Candidato à Deputado Estadual pelo Partido Verde Damião Nascimento esteve visitando a cede da Guarda Civil Municipal de Afogados da Ingazeira-PE no último dia 20/07/2021. Na oportunidade esteve com José Barbosa GCM e Diretor do Sindicato dos Servidores Municipais do Sertão do Alto Pajeú ( SISMAP ), com Marcos Galdino Comandante da Guarda Municipal, com Neurivalter Belizário Costa Presidente da Associação dos Guardas Municipais de Afogados da Ingazeira, com o GCM José Barnabé, com GCM Geraldo Margela.

Guia da Cozinha - Caldo de camarão: opção deliciosa para os dias frios

© Fornecido por Guia da Cozinha Guia da Cozinha – Caldo de camarão: opção deliciosa para os dias frios

Para encarar as baixas temperaturas, aposte no delicioso caldo de camarão! Fica pronto em apenas 25 minutos e garante uma refeição quentinha e cheia de sabor! Tome nota dos ingredientes e prepare ainda hoje:

Ingredientes do caldo de camarão

  • 50ml de azeite de oliva
  • 200g de cebola
  • 30g de alho
  • 5g de sal
  • 500g de camarão sete barbas
  • 160g de pimentão verde
  • 260g de tomate picado
  • 200ml de leite de coco
  • 10g de cebolinha
  • 500ml de água

Modo de preparo

Em uma panela, aqueça o azeite, refogue a cebola e o alho até dourar. Coloque o camarão, o pimentão, o tomate picado, refogue tudo e acrescente a água. Reserve uma parte do refogado e bata o restante no liquidificador. Volte ao fogo e acrescente o leite de coco, a cebolinha, a parte reservada do refogado e deixe apurar. Corrija o sal e sirva.
Colaboração: Divino Fogão

16102020 fpmA segunda parcela do Fundo de Participação dos Municípios (FPM) de julho será de R$ 905.059.741,26. A transferência representa 20% do total mensal, considera o período entre os dias 1º e 10 e entra nos cofres municipais na próxima terça-feira, 20. Ano passado, o repasse somou R$ 713 milhões, pouco menos do que valor atual com a retenção do Fundo Nacional da Educação Básica e de Valorização dos Profissionais da Educação (Fundeb) – R$ 724.047.793,01. Segundo levantamento da Confederação Nacional de Municípios (CNM), este decêndio de julho será positivo em 26,79%, mas, considerando a inflação, o crescimento reduz para 18,6%. Ao somar a primeira e a segunda transferência, o FPM do sétimo mês do ano soma R$ 5,6 bilhões contra R$ 4 bilhões de 2020. O mês está 38,80% melhor ou, considerando a inflação, 29,25% maior. Até o momento, em todos os meses, o fundo foi superior e já repassou mais de R$ 77 bilhões aos Entes municipais. Por mês, o crescimento menos expressivo ocorreu em fevereiro, apenas 4,13%. Em abril, maio e julho, a alta respectiva foi de 25,44%, 42,57% e 51,86%, já considerando a inflação. O acumulado do ano tem crescimento de 30,35%. Com a inflação do período, esse cenário fica em 22,42%.

Esta semana, o presidente Paulo Ziulkoski, da CNM, denunciou o impacto que o relatório da Reforma do Imposto de Renda (IR) pode causar no fundo dos Municípios, uma vez que é composto pelo IR e pelo Imposto Sobre Produtos Industrializados (IPI). “Embora haja um justo clamor por reduzir a carga tributária, R$ 13,1 bilhões serão subtraídos dos cofres municipais”, protestou o líder municipalista por meio de nota, que ganhou ampla divulgação.

Distribuição
Ziulkoski lembra ainda que a distribuição da verba é mais favorável aos grandes centros urbanos e as pequenas cidades têm dificuldade com a prestação de serviços. Conforme mostra o levantamento deste decêndio, as 2.447 prefeituras de coeficientes 0,6 ficarão com R$ 178.265.448,11 do montante. Além disso, sob os valores brutos do repasse, cada gestão deve destinar 15% para saúde e 1% para o Programa de Formação do Patrimônio do Servidor Público (Pasep).

Em relação ao resultado positivo, a CNM volta a lembrar da sazonalidade das receitas federais, que impactam diretamente nos valores repassados aos Entes locais. “Quando se avalia mês a mês, o comportamento dos repasses realizados, nota-se que ocorrem dois ciclos distintos: no primeiro semestre os maiores repasses; e entre julho e outubro, os valores diminuem significativamente”, alerta.

Confira o levantamento na íntegra

Por Raquel Montalvão
Da Agência CNM de Notícias

Cinco ex-ministros da Defesa brasileiros, que chefiaram o controle das Forças Armadas no País, manifestaram apoio nesta quarta-feira (14) à Proposta de Emenda à Constituição (PEC) que proíbe a participação de militares da ativa em cargos do governo. O texto, se for aprovado, obriga militares que queiram assumir cargos de natureza civil na Administração Pública – seja nos governos municipal e estadual seja no federal – com menos de dez anos de serviço se afastem da atividade militar, e aqueles com mais de dez, que passem para a inatividade.

Em nota divulgada hoje, os ex-ministros afirmam que as Forças Armadas – “instituições de Estado, permanentes, nacionais e regulares, organizadas com base na disciplina e na hierarquia” – não devem se confundir com governos, pois sua razão de ser é a defesa da Pátria e da soberania. O texto é assinado pelos ex-ministros Nelson Jobim, Celso Amorim, Jaques Wagner e Aldo Rebelo, que serviram sob a gestão Dilma Rousseff, bem como Raul Jungmann, que exerceu a função durante o governo Michel Temer. O general Joaquim Silva e Luna, que também ocupou o cargo no último governo e é atual presidente da Petrobras, não assina o documento.

Jair Bolsonaro posa ao lado dos militares
Jair Bolsonaro posa ao lado dos militares

Foto: Marcos Correa/PR

A PEC foi elaborada pela deputada Perpétua Almeida (PCdoB-AC) e já tem o apoio de 189 deputados federais de todos os partidos representados na Casa, 18 a mais que o mínimo necessário de 171 assinaturas para que a proposta tramite no Congresso. Para os ex-ministros, a PEC apresentada pela deputada Perpétua “propõe, em boa hora, a regulamentação da participação de militares da ativa em funções de governo, separando aquelas de natureza técnica e que podem ser atribuídas a militares, daquelas que permitam o risco da politização das Forças Armadas com consequências nocivas para estas instituições e para o País”. Na última semana, após atritos entre o atual ministro da Defesa, general Walter Braga Netto, e membros do Senado, a deputada destacou que as Forças Armadas (FA) não podem retroceder o mais elevado reconhecimento alcançado como instituição de Estado. “O presidente Bolsonaro já nem dissimula sua escalada de politização das FA, enquanto envolve Marinha, Exército e Aeronáutica na desmoralização de seu governo”, afirmou.

OAB

O texto também conta com o apoio da Ordem dos Advogados do Brasil (OAB). Em nota, o presidente da entidade, Felipe de Santa Cruz, afirma que a proposta é uma grande oportunidade de debater, de forma ampla e democrática, a regulamentação da participação de membros das Forças Armadas nos governos. “Trata-se de preservar a democracia e proteger as Forças de processos de politização”, reforça.

terra

Mais de 10.000 espécies de plantas e animais correm o risco de extinção devido à destruição da floresta amazônica – 35% da qual já foi desmatada ou degradada, segundo esboço de um relatório científico divulgado nesta quarta-feira. Produzido pelo Painel Científico para a Amazônia (SPA, sigla em inglês), o relatório de 33 capítulos reúne pesquisas sobre a maior floresta tropical do mundo de 200 cientistas ao redor do globo. É a avaliação mais detalhada do estado da floresta até agora e deixa claro tanto o papel vital da Amazônia ao clima do mundo quanto o profundo risco que está sofrendo. Está gostando da notícia? Fique por dentro das principais notícias

Fumaça de incêndio na Floresta Amazônica perto de Porto Velho 10/9/2019 REUTERS/Bruno Kelly
Fumaça de incêndio na Floresta Amazônica perto de Porto Velho 10/9/2019
REUTERS/Bruno Kelly

Foto: Reuters

Reduzir o desmatamento e a degradação da floresta a zero em menos de uma década é crucial, disse o relatório, que também pede por um grande reflorestamento em áreas já destruídas. A floresta tropical é um baluarte vital contra as mudanças climáticas pelo carbono que absorve e pelo que armazena. Segundo o relatório, o solo e a vegetação da Amazônia guardam 200 bilhões de toneladas de carbono, mais de cinco vezes todas as emissões anuais de CO2 do mundo. Além disso, a contínua destruição causada pela interferência humana na Amazônia coloca mais de 8.000 plantas endêmicas e 2.300 animais em alto risco de extinção, acrescentou o relatório. A ciência mostra que os humanos enfrentam riscos potencialmente irreversíveis e catastróficos devido a múltiplas crises, como as mudanças climáticas e o declínio da biodiversidade, afirmou a professora da Universidade de Brasília Mercedes Bustamante, durante uma discussão virtual do painel. “Há uma pequena janela de oportunidade para mudar essa trajetória”, afirmou Bustamante. “O destino da Amazônia é central à solução das crises globais”. No Brasil, o desmatamento cresceu desde que o presidente Jair Bolsonaro assumiu o cargo em 2019, chegando à maior taxa em 12 anos no ano passado e gerando críticas internacionais de governos estrangeiros.

terra

O governo já definiu o modelo de privatização dos Correios. A proposta que o Ministério da Economia quer ver aprovada pela Câmara dos Deputados já na semana que vem prevê que a União se desfaça de 100% do capital da empresa. A informação foi dada ao GLOBO pelo secretário especial de Desestatização, Desinvestimento e Mercados do Ministério da Economia, Diogo Mac Cord. O que se pretende fazer é vender o controle da companhia integralmente, no formato de um leilão tradicional ou, como resume Mac Cord, “com abertura de envelopes”. O comprador levará os ativos e também os passivos dos Correios, como dívidas. O modelo difere dos planos para a Eletrobras e do que foi feito recentemente na BR Distribuidora, ex-subsidiária da Petrobras, baseados em operações no mercado de capitais. A venda dos Correios também deve gerar mudanças na regulação do setor postal, que passaria a se tornar uma atribuição da Anatel com outro nome.

Privatização na pauta da Câmara

A Câmara dos Deputados pode votar nesta terça-feira (6) o Projeto de Lei 591/21, do Poder Executivo, que autoriza o processo de privatização dos Correios e quebra o monopólio da empresa nos serviços postais. Atualmente, a iniciativa privada participa da exploração dos serviços por meio de franquias, mas os preços seguem tabelas da Empresa Brasileira de Correios e Telégrafos (ECT), que detém o monopólio de vários serviços. Segundo o projeto, o monopólio para carta e cartão postal, telegrama e correspondência agrupada continuará com a estatal por mais cinco anos e poderá ser restringido pelo Executivo. Correspondência agrupada ocorre quando vários objetos estiverem reunidos em um único despacho postal e ao menos um deles for sujeito a monopólio estatal, caso dos malotes, por exemplo. Esse grupo compõe o chamado serviço postal universal, e a sua universalização, quando prestada pela ECT, ficará condicionada ao Orçamento disponível da União para as estatais, já que são serviços postais de baixo rendimento compensados pelo lucro da empresa com outras operações agora liberadas à concorrência.

exame

28042021 fpm arte cnm

Mais de R$ 4,7 bilhões. Esse será o valor do primeiro repasse do Fundo de Participação dos Municípios (FPM) de julho. A cota-parte de cada uma das 5.568 prefeituras entra nas contas específicas nesta sexta-feira, 9. Com base nos dados da Secretaria do Tesouro Nacional (STN), o montante será 41,34% maior que o mesmo repasse ocorrido ano passado. No entanto, quando se considera a inflação do período, o crescimento do Fundo fica em 31,62%. Se calcular o desconto de 20% do Fundo de Manutenção e Desenvolvimento da Educação Básica e de Valorização dos Profissionais da Educação (Fundeb), o valor partilhado deixa de ser R$ 4.764.853.786,54 e reduz para R$ 3.811.883.029,23. Conforme explica a entidade, o primeiro decêndio representa metade do valor esperado para o mês inteiro. Sobre o montante, individualmente, os gestores devem aplicar 15% da saúde e destinar 1% ao Pasep. Os dados são calculados pelos Estudos Técnicos da Confederação Nacional de Municípios (CNM) a partir do resultado do Imposto de Renda e Imposto sobre Produtos Industrializados (IR) e (IPI) entre os dias 20 e 30 do mês anterior. Até o momento, em todos os meses, o FPM tem sido maior que os repasses ocorridos em 2020. Na mesma época do ano passado, os cofres municipais haviam recebido R$ 58,5 bilhões.

De janeiro até agora, o Fundo dos Entes municipais já contabilizou R$ 76,3 bilhões. Ainda com a inflação, o Fundo de 2021 está 22,48% maior e o 1% adicional de julho foi 15,85% superior. Esses valores e os demais repasses constitucionais podem ser conferidos pelos gestores locais no conteúdo exclusivo do site. Sobre isso, os Estudos Técnicos da CNM alertam para o incerto cenário econômico, que afeta diretamente nos repasses dos Municípios.

Sinal amarelo
“Quando se avalia mês a mês, nota-se dois ciclos distintos: no primeiro semestre, ocorrem os maiores repasses; e, entre julho e outubro, os valores diminuem significativamente”, explica o primeiro levantamento do mês. O presidente Paulo Ziulkoski, da CNM, tem chamado atenção para a crise enfrentada nas prefeituras por conta da pandemia. Essa questão acende o sinal amarelo, a instabilidade causada pela Covid-19 e a suspeita de uma terceira onde de contaminações.

Do total repassado, os Municípios de coeficientes 0,6 ficarão com R$ 938.511.301,21. Assim, 2.447 prefeituras ficam com apenas 19,70% do montante total. Em contrapartida, os 168 Entes municipais de e coeficientes 4,0 receberão valor de R$ 627.368.393,76, o que representa 13,17% dos R$4,5 bilhões repassados.

Veja o levantamento completo AQUI

Por Raquel Montalvão 
Da Agência CNM de Notícias 

 

Farias Calçados

Faça Sua Pesquisa no Google Aqui!
 
bove=""

 

Visitas
contador de visitas
Redes Sociais
Click e acesse
Zé Freitas no Facebook

Lições Bíblicas
Zé Freitas no Twitter
Portal Correio-PB

 
CLIQUE E ACESSE!
Parceiros