Ateliê Geilson
Natura
Natália Calçados

CLIQUE NA IMAGEM PARA AMPLIAR

  • 28
  • 22
  • 24
  • 20
  • 11
  • 09
  • 11
  • 01
  • 29
  • 03
  • 04
  • 05
  • 07
  • 02

Supermercado
Portal Correio-PB

 
CLIQUE E ACESSE!
 

 Para visualizar este conteúdo corretamente, é necessário ter oFlash Player instalado. 

REFLEXÕES DO PASSADO E PRESENTE: PERSPECTIVA DE MELHORA PARA O FUTURO


 

REFLEXÕES DO PASSADO E PRESENTE: PERSPECTIVA DE MELHORA PARA O FUTURO


 

Notícias

Nas imagens, deputado eleito diz que o vereador Gerson Florindo (PT-SP) se disfarçou de eleitor de Bolsonaro para atacar bispos: Bolsonaro tem projeto para atacar domínio da Globo na publicidade© Antonio Cruz/ Agência Brasil Brasilia-Distrito Federal Bolsonaro tem projeto para atacar domínio da Globo na publicidade

O governo Jair Bolsonaro (PSL) tem projeto de lei pronto visando proibir um instrumento de negociação comercial que, segundo críticos, garante o domínio da Rede Globo no mercado publicitário de TV aberta no Brasil. O texto foi escrito sob inspiração de integrantes de agências de publicidade e executivos de concorrentes da Globo, e será apresentado pelo deputado eleito Alexandre Frota (PSL-SP) quando o novo Congresso assumir em fevereiro. “O projeto foi entregue a mim e a uma equipe de profissionais com autorização do Jair. Vou apresentar ao presidente e me reunirei com SBT, RedeTV!, TV Record e talvez a Band”, disse Frota. Nesta segunda (7), enquanto reiterava críticas à distribuição de verbas oficiais do governo a veículos de mídia, Bolsonaro sinalizou sua intenção. “Vamos buscar junto ao Parlamento brasileiro a questão do BV. Isso tem de deixar de existir. Eu aprendi há pouco o que é isso e fiquei surpreso e até mesmo assustado”, disse ao discursar em cerimônia de posse dos novos presidentes dos bancos públicos. O BV em questão, alvo do novo projeto, é a sigla de Bonificação por Volume. O mecanismo foi introduzido pela Globo nos anos 1960 para, segundo a emissora, estimular o mercado publicitário e chamado de “câncer” por um de seus maiores adversários, o vice-presidente e sócio da RedeTV! Marcelo de Carvalho.

Continue lendo

Continue lendo

Dudu Azevedo interpreta Jesus (Foto: Blad Meneghel/ Record TV)

Na sexta-feira (04), a novela Jesus manteve a Record TV na vice-liderança isolada nas audiências do Rio de Janeiro. A trama é escrita por Paula Richard e tem direção geral assinada por Edgard Miranda.Segundo a Kantar Ibope, o enredo registrou 11 pontos de média, pico de 12 pontos e share de 18%. A novela As Aventuras de Poliana, exibida pelo SBT, ficou no terceiro lugar com 7 pontos de média. Jesus também demonstrou bom desempenho em São Paulo. Na região, o folhetim registrou a melhor audiência do ano, até o momento, com média de 9 pontos. O pico atingiu 10 pontos e o share 14%.

observatoriodatelevisao

Com a chegada de um novo ano, vêm também os planos para o futuro. Se um dos objetivos for se qualificar para o mercado de trabalho, o Senac oferece a oportunidade de já concretizar a meta. A nova programação de cursos para o primeiro bimestre de 2019 foi lançada e tem mais de 2.800 vagas entre cursos, palestras, workshop e oficinas. As aulas se iniciam em fevereiro. São dezenas de opções de capacitação nas áreas: Saúde, Beleza, Informática e Comunicação, Gastronomia, Gestão e Comércio, Artes e Moda, Idiomas, Turismo e Hospedagem, Conservação e Zeladoria.

Foto: Ascom

A programação completa pode ser acessada pelo site pb.senac.br, no menu Cursos. Nesta segunda-feira, dia 7, já começam as matrículas na Escola Senac de Gastronomia e Hotelaria (ESGH), na capital, e no Senac Patos. Já no Centro de Educação Profissional em João Pessoa, em Campina Grande e em Cajazeiras e no Centro de Desenvolvimento Gerencial (Cendege), na capital, as inscrições poderão ser realizadas a partir do dia 23 de janeiro. Para se matricular, os interessados devem apresentar RG, CPF e o comprovante de pré-requisito exigido pelo curso. Os comerciários que apresentarem a carteira do Sesc recebem 20% de desconto na matrícula. Para mais informações os interessados podem entrar em contato com o Senac em João Pessoa pelo número (83) 3214-2330, em Campina Grande através do telefone (83) 3341-5722, em Cajazeiras pelo (83) 3531-3553, em Patos pelo (83) 3415-7450, no Cendege pelo (83) 3214-2340 e na Escola Senac de Gastronomia e Hotelaria pelo telefone (83) 3031-3547.

paraibaonline.com

Foto: Codecom/CG

O prefeito Romero Rodrigues acompanhou, na manhã desta segunda-feira, 7, o início da pavimentação em asfalto da Avenida João Wallig, no Distrito Industrial.A obra, segundo ele, é a primeira de uma série de outras programadas pela gestão para este mês de janeiro, dentro do Programa Cresce Campina 3. Valor do pacote é de R$ 30 milhões. “De fato, aqui estamos desenvolvendo mais uma etapa do Cresce Campina, hoje começando pela João Wallig, no trecho entre as avenidas Assis Chateaubriand e Argemiro de Figueiredo, no Viaduto Pastor Pacheco”, informou o prefeito campinense. Acompanharam Romero o vice-prefeito Enivaldo Ribeiro, secretários, vereadores e deputados.

Foto: Codecom/CG

Durante a entrevista, Romero anunciou que, além da João Wallig, agora em janeiro serão beneficiadas com asfaltamento as seguintes ruas e avenidas, todas no bairro do Catolé:

Romero Rodrigues ressaltou a importância da João Wallig, pois é importante via de acesso ao setor industrial de Campina Grande. Acrescentou que, em breve, a avenida deverá ser contemplada com iluminação à base de led, proporcionando mais segurança às pessoas que trabalham à noite naquele setor. O prefeito esclareceu que, além das obras de asfaltamento de 125 ruas, mais uma centena de outras vias da cidade serão contempladas com obras de pavimentação em paralelepípedo, cujo processo licitatório está sendo desenvolvido deste o final do mês de dezembro. Com isso, o volume total de investimentos inicial é de mais de R$ 50 milhões com obras de asfalto e de paralelepípedos. Serão contemplados bairros como Conjunto Mariz, João Agripino, Jardim Borborema, Malvinas, Catingueira, Catolé, Sandra Cavalcanti, Itararé, Santa Rosa, Bodoncongó, Novo Bodocongó, Monte Santo e várias outras, tudo dentro do Cresce Campina III. Romero, contudo, destacou que a cidade ainda vai receber mais R$ 27 milhões adicionais, totalizando quase R$ 80 milhões só com os serviços de pavimentação em todos os bairros. Deste volume de recursos, cerca de 10% representarão contrapartida do governo municipal. Presenças – Estiveram acompanhando o prefeito, os secretários Alexandre Araújo (Seplan), Fernanda Ribeiro (Obras), Fábio Agra (Agricultura), Joia Germano (Cultura), Teles Albuquerque (Esportes), Rosália Lucas (Desenvolvimento Econõmico) e Nelson Gomes Filho (Amde). Também estiveram presentes, entre outros, os vereadores João Dantas, Alcindor Villarim, Alexandre do Sindicato, Sargento Régis, Sargento Neto, Saulo Germano, Márcio Melo, Aldo Cabral e Marco Maia, além dos deputados estaduais Tovar Correia Lima e Renato Gadelha.

Em cerimônia de posse na manhã desta segunda-feira (7), o presidente Jair Bolsonaro (PSL) afirmou que cobrará “transparência acima de tudo” de sua equipe econômica e, repetindo seu discurso de campanha, criticou a oposição e a imprensa, além de prometer rígido controle de recursos para organizações não governamentais (ONGs). Bolsonaro não se alongou no tema econômico, mas disse que acredita que seus auxiliares não vão errar. “Nós não podemos errar. Se nós errarmos, os senhores bem sabem quem poderá voltar”, disse, em alusão ao PT. Ao cobrar transparência, Bolsonaro disse que todos os atos de seu governo terão de ser públicos, assim como “o que ocorreu no passado”, sem o que chamou de “cláusula de confidencialidade pretérita”. O presidente fez uso de uma mesóclise, que virou marca dos discursos de seu antecessor,  Michel Temer. “Aqueles que foram a essas instituições, porque eram amigos do rei, buscar privilégios, ninguém vai persegui-los, mas esses atos, ações e contratos tornar-se-ão públicos”, afirmou. Bolsonaro afirmou ainda que se reuniu, pouco antes da cerimônia de posse, com seu ministro da Economia, Paulo Guedes, e os novos presidentes da Caixa, Pedro Guimarães, do Banco do Brasil, Rubem Novaes, e do BNDES, Joaquim Levy, aos quais deu posse nessa manhã.O presidente disse que apertou hoje a mão de Joaquim Levy – ex-ministro de Dilma – pela primeira vez, e perguntou a ele se o Brasil “vai dar certo”. “Se não fosse dar certo, não estaríamos aqui”, respondeu Levy, conforme Bolsonaro.

“Democratizar” verbas

Continue lendo

Guimarães destacou em seu discurso o tamanho e a importância da Caixa. Ele adiantou que o banco deverá vender participações em empresas que controla. Segundo ele, a Caixa deverá também reforçar o financiamento imobiliário por meio do mercado de capitais e investir em microcrédito a juros mais baixos para “devolver cidadania” às pessoas.mLevy, o segundo a ser empossado no fim da manhã de hoje, disse que o BNDES deverá trabalhar “em parceria com o mercado” e desenvolver novas ferramentas para combater distorções.mRubem Novaes, novo presidente do Banco do Brasil, afirmou que o país passou por “grandes desgraças, como mensalão, petrolão, crise da segurança e recessão terrível”. Para ele, o BB terá a responsabilidade de “reverter o quadro e fazer brasileiros se sentirem honrados” com uma gestão “eficiente, transparente e honrada”.

congressoemfoco

Cadeia dominada pelo CV registra fuga de 23 detentos no Ceará

HÁ 1 HORA POR NOTÍCIAS AO MINUTO

JUSTIÇA EM PACOTI

Localizada a 107 quilômetros de Fortaleza, a Cadeia Pública de Pacoti registrou, na manhã desta terça (7), a fuga de 23 detentos. Segundo a Secretaria de Administração Penitenciária do Ceará, os presos teriam pulado o muro do presídio durante o período de banho de sol. Nenhum deles foi recapturado até o momento, de acordo com o Uol. No Ceará, a ocupação das cadeias é definida a partir da facção criminosa a qual o detento é proveniente. O objetivo é evitar que, misturados, presos de diferentes grupos possam entrar em confronto. Ainda segundo o Uol, a cadeia de Pacoti seria reduto do Comando Vermelho (CV). Não há confirmação de que a fuga teria relação com a série de atentados criminosos pelos quais o Ceará vem passando desde o último dia 2.

noticiasaominuto

Por ser parlamentar, Flávio Bolsonaro pode escolher a data que deseja ser ouvido

Flávio Bolsonaro não responde a convite do MP para prestar depoimento

Crédito: José Cruz/Agência Brasil

Força Nacional de Segurança faz policiamento ostensivo em

Fortaleza (Crédito: José Cruz/Agência Brasil)

A Secretaria da Segurança Pública e Defesa Social do Ceará atualizou para 148 o número de pessoas capturadas por suspeita de envolvimento em ações criminosas nos últimos dias no Ceará. Desse número, 38 foram presos e apreendidos entre a noite de domingo (6) e a manhã de hoje (7). “Os trabalhos das Polícias Civil e Militar seguem em andamento visando a capturar outros envolvidos nos delitos registrados nos últimos dias”, informou a Secretaria, em nota. As investigações estão concentradas na Delegacia de Repressão às Ações Criminosas Organizadas (Draco). A Secretaria de Segurança também informou que houve redução das ocorrências, após trabalho conjunto das forças de segurança, incluindo dos agentes federais da Força Nacional de Segurança (FNS).

istoe

Jornal GGN A Revista Fórum publicou dois vídeos de palestras de Damares Alves em clínicas de “restauração sexual” nos quais a nova ministra de Mulher, Família e Direitos Humanos diz que sexo com animais, entre “mulher com mulher” e entre homens é “aberração”. “Falei de aberração, tu edita isso [no vídeo]”, disse, demonstrando intenção de amenizar a fala para divulgação.Num segundo vídeo, Damares disse que “quem acolhe os travestis e homossexuais doentes somos nós”, a Igreja Evangélica. A pastora da Assembleia de Deus acrescentou que “não somos homofóbicos, nós simplesmente falamos o que entendemos de acordo com a Bíblia, [sobre] o que é pecado.”Segundo a Fórum, Damares pedia, durante os discursos, ” para que não filmassem alguns momentos da palestra, pois falaria coisas ‘sérias’ e, por isso, teria ‘problemas'”.A denúncia partiu de um dos “pacientes” do “tratamento” que preferiu não se identificar por conta de possíveis retaliações. Nesta reportagem ele será identificado como “X”, acrescentou o portal. O nome da clínica e a época em que o vídeo foi gravado não foram divulgados.

                                                           

ACESSEM OS VÍDEOS FIQUEM BEM INFORMADOS (AS)

                                                         

ACESSEM OS VÍDEOS, FIQUEM BEM INFORMADOS (AS)
                       

brasil247

Força Nacional está nas ruas no CE após 3ª noite de ataques criminosos

Os ataques criminosos no Ceará, que acontecem desde quarta (2) com ações contra prédios públicos e privados, delegacias, agências bancárias e ônibus, continuaram pela terceira madrugada seguida neste sábado (5). Os crimes ocorreram na mesma noite em que parte do efetivo da Força Nacional de Segurança começou a chegar a Fortaleza -o total de homens enviado pelo governo federal para ajudar no policiamento em todo o estado chega a 300, além de 30 viaturas. Parte desse efetivo já foi às ruas de Fortaleza e da região metropolitana para fazer patrulhamento na noite deste sábado -os ataques têm se concentrado à noite. Os agentes da Força Nacional ficarão concentrados no Centro de Formação Olímpico, equipamento com alojamentos do governo estadual ao lado da Arena Castelão. Na manhã deste sábado já era possível ver carros da Força Nacional circulando por vias de Fortaleza. Neste sábado, a capital cearense amanheceu com lojas fechadas, principalmente no centro da cidade. Um dos principais pontos de comércio popular, o Centro Fashion, informou que não abriria as portas. Pouco mais de cem ônibus, em apenas 41 linhas, circularam pela capital do Ceará, número que não chega a 30% da frota habitual aos finais de semana. Todos foram escoltados por viaturas ou tiveram policiais viajando junto. Aos menos 12 ônibus foram queimados na capital e no interior desde o início dos ataques, na noite de quarta-feira. O envio do reforço policial foi autorizado na sexta-feira pelo ministro da Justiça, Sergio Moro. A Força Nacional de Segurança Pública atuará por 30 dias no Ceará. Um dia antes, Moro já havia determinado providências, com a mobilização da Polícia Federal, da Polícia Rodoviária Federal e do Departamento Penitenciário Nacional. A decisão se deu após pedidos feitos pelo governador Camilo Santana (PT). O ministro sugeriu a formação de um gabinete de crise, com a integração de polícias federais e estaduais. O presidente Jair Bolsonaro (PSL) elogiou a decisão de Moro e disse que o fato de o PT comandar o estado, mesmo sendo oposição ao governo federal, não influenciaria a medida. “Jamais faremos oposição ao povo de qualquer estado e o povo do Ceará precisa neste momento”, afirmou. Moro “foi muito rápido, hábil e eficaz para atender o estado, cujo governador reeleito tem posição radical à nossa (sic).”

ATAQUES

Concentrados nos primeiros dias em Fortaleza e região metropolitana, os ataques agora também ocorreram no interior, desde a manhã de sexta-feira (4). Ao menos 21 cidades de todas as regiões, incluindo a capital, registraram ocorrências ligadas a membros de facções criminosas desde quarta (2). Até o momento, só houve registro de três pessoas feridas, um casal de idosos e um motorista de um ônibus, anda no primeiro dia dos ataques. Um suspeito foi morto em troca de tiros com a polícia quando tentava, com outras pessoas, danificar um radar de trânsito na cidade de Eusébio, na Grande Fortaleza. A Secretaria de Segurança Pública e Defesa Social do Ceará informou que até a tarde deste sábado 86 pessoas foram detidas ou apreendidas sob suspeita de envolvimentos nos ataques. Ao todo, 80 ações foram registradas até o momento, entre ônibus e carros incendiados, ataques a prédios públicos e privados, a radares e câmeras de trânsito e até há um viaduto na BR-020, que liga Fortaleza a Brasília. Segundo o governo, neste sábado houve diminuição nas ocorrências.

‘MEDIDAS FORTES’

“Esse tem sido justamente o motivo desses atos criminosos: fazer com que o Estado recue dessas medidas fortes, o que não há nenhuma possibilidade de acontecer. Pelo contrário: endureceremos cada vez mais contra o crime”, disse o governador Santana, por meio de uma rede social, na tarde deste sábado. Há suspeita de que a ordem para os ataques realizados em todo o Ceará tenha partido de dentro de penitenciárias. Foram indiciados 52 detentos por desobediência, resistência e motim e outros 250 devem ser indiciados, segundo o secretário de Segurança do estado, André Costa. Os ataques ocorrem depois de o governador anunciar que uma das prioridades de seu segundo mandato será endurecer as regras em presídios, que hoje têm unidades divididas entre facções criminosas: as três mais fortes no estado são o PCC (Primeiro Comando da Capital) e GDE (Guardiões do Estado), que são aliados, e o CV (Comando Vermelho).

Continue lendo

O ex-juiz federal e agora Ministro da Justiça no governo de Jair Bolsonaro Sérgio Moro, declarou que a maior operação contra a corrupção de todos os tempos, vai agora atacar todo território nacional incluído geral as prefeituras municipais e palácios governamentais. O ministro prometeu atacar o crime organizado e apreender seus bens, inclusive dinheiro sem procedências de origem duvidosa e não declarados. Disse que a operação vai atacar também, agiotas especializados em emprestar recursos para candidatos a cargos políticos de vários estados de nosso país, sacrificando administrações de cidades pobres com juros catastróficos e usuras sem limites.

Segundo informações já houve casos do credor esperar o prefeito na porta da agência bancária, para apoderar-se das verbas federais que vêem para saúde e, educação. Deixando os gestores em constrangimentos, o ministro disse ainda que a Lava Jato vai atacar também prefeituras suspeitas do uso de irregularidades do dinheiro federal. Diante dessas declarações da expansão da Lava Jato, só podemos dizer: “Os municípios que se cuidem”.

realidadenatela.blogspot.com

Michael Melo/ Metrópoles

A nova regra recebeu, também, a assinatura do ministro da Justiça, Sérgio Moro.

metropoles

Nem Olinda, nem Salvador, nem Rio de Janeiro. Uma notícia pode abalar os foliões de todo o país. Presidente Jair Bolsonaro pode assinar decreto cortando verba do carnaval e parada gay em todo o Brasil. 

Com as contas no “vermelho”, o presidente Jair Bolsonaro acredita que não há mais espaço para supérfluos com festejos como o carnaval e a ‘parada gay’ Parada do orgulho LGBT. O decreto pode já cancelar o financiamento do carnaval de 2019 em cidades por todo o brasil, quem quiser realizar eventos do tipo terá que tirar dinheiro do seu próprio bolso.
“Temos que pensar primeiramente em nossas necessidades principais. Ninguém está autorizado á realizar financiamentos com os carnavais, principalmente os Prefeitos das Cidades, o calendário trabalhista continuará normal sem nenhuma exceção”.”, afirmou. Com o decreto, o presidente Jair Bolsonaro, propõe então, o fim do patrocínio para o carnaval e também para a parada gay no Brasil para que o dinheiro gasto com essas festas e comemorações, sejam investidos na educação e segurança do país. Outro Decreto assinado pelo presidente Jair Bolsonaro e publicado nesta última terça-feira (1º) em edição extra do “Diário Oficial da União” fixou o salário mínimo em R$ 998 neste ano. O valor atual é de R$ 954.  Presidente Jair Bolsonaro também prometeu por meio de decreto a posse de armas de fogo a cidadão sem antecedentes criminais. Na campanha, ele defendeu regras mais simples para permitir a cidadãos terem arma em casa. O presidente, escreveu neste sábado (29) no Twitter que pretende cumprir sua promessa.

folhabrasilnews.com

Aliado de Jair Bolsonaro, o pastor Silas Malafaia comemorou numa rede social a demissão, segundo ele, “de mais de 300 petistas”. Trata-se de uma referência à decisão do ministro da Casa Civil, Ônyx Lorenzoni, de exonerar 320 servidores com cargos comissionados. Essas pessoas, de acordo com Onyx, poderão ser recontratadas se não tiverem ligações com o PT. O curioso é que o ex-presidente Michel Temer pertence aos quadros do MDB e não ao PT.

” O oficio para quem tem chamada de DEUS, para ser pastor, é outro”

Isaías 29:13 

O Senhor disse: Visto que este povo se aproxima de mim e com a sua boca e com os seus lábios me honra, mas o seu coração está longe de mim, e o seu temor para comigo consiste só em mandamentos de homens, que maquinalmente aprendeu.

Como quem consulta um oráculo, abri ao acaso um livrinho de 95 páginas, Elegias de Duíno, e Rainer Maria Rilke, poeta da vida e da morte, do amor e da dor, do belo e do terrível, me entregou os versos abaixo:

“Estranhas ruas da Cidade-Aflição, onde, 
no aparente silêncio feito de estrépito 
irrompe violento, gerado no molde do vazio, 
o ruído do ouro, o monumento trepidante.
Oh, como, sem deixar vestígios, um Anjo andaria
em seu mercado de consolo que a igreja limita,
a igreja comprada feita: limpa, fechada e tristonha
como os correios aos domingos… Fora, está sempre
a feira de encapelado contorno. Balanças de liberdade!”

Quando fizer 60 anos, e falta um ano e pouco, a Cidade-Aflição vai se partir em duas – uma vai tirar proveito da data redonda para festejar uma cidade que não lhes pertence e com a qual não se identificam e a outra… A outra vai ter de honrar o comunista (Oscar), o humanista (Lucio), o democrata (Juscelino) e os 60 mil brasileiros que a construíram.

Em 1964, uma revista italiana publicou um texto que culpava Brasília pelo golpe militar (vejam até onde pode chegar o raciocínio delirante). Em resposta, a arquiteta Lina Bo Bardi enviou aos editores uma carta memorável na qual, lá pelas tantas, dizia que a construção da cidade representou “um impulso de libertação de um grande país.” Foi esse desesperado desejo que criou as condições para que Brasília fosse construída em tão pouco tempo e em condições tão improváveis.Vale a pena ler mais um pouco da carta de Lina: “A fragilidade dialética de Brasília é apenas a fragilidade de hoje. A pesada alternativa de toda a cultura atual: uma cultura pobre – milhões de homens desesperados, prontos para o ataque –, uma herança totalmente desmistificada – um mundo totalmente nu, seco, feito de milhões de homens, sem arrebatamentos, sem saídas. O problema de todos, hoje, é o de construir, com esse pobre material, uma cultura.”O impulso libertador que construiu Brasília ainda deve estar por aqui, no fundo do Lago, na raiz profunda das árvores do cerrado, nos jardins de pedra, na ferrugem da terra. É dele que vamos nos alimentar e é com ele que temos de aprender a suportar com altivez e paciência, com silêncio e ao mesmo tempo com alegria, os tempos de trevas. O silêncio pode ser revolucionário. Mais ainda, se usado quando a vontade for de avançar sobre quem nos ameaça. Faz muitos anos, o psicanalista Humberto Haydt lembrou, num de seus seminários, a cena em que a personagem de Meryl Streep, em A escolha de Sofia, tem de escolher qual dos filhos vai entregar ao nazista – ele pede a mãe que entregue um dos meninos. Ou os dois seriam mortos. Sofia, sugeriu Haydt, deveria ter dito ao nazi: “Escolha você”. Assim, devolveria a ele a carga da decisão. Se desejava ativar a crueldade ao nível máximo, ele que lidasse com sua perversidade. O exemplo é absurdamente extremo – e esperemos que continue sendo. Deu pra ver já no dia 1º que há um chamamento para o confronto. A cada provocação, a cada derrota, é preciso pelo menos tentar devolver ao outro aquilo que não nos pertence. Brasília nos pertence – ela é muito mais que um projeto urbanístico com alguns equívocos. É um gesto de fé na humanidade, na democracia, na cultura, na educação libertadora – aqui estavam Darcy Ribeiro e Anísio Teixeira, aqui se tentou inventar uma cidade melhor para um mundo melhor. Juscelino não alimentava rancor nem ódio nem desejo de vingança – ele tinha coisa mais importante a fazer. Brasília é propositiva, afirmativa. É fonte de inspiração, Brasília. Mais ainda agora.

metropoles

Faça Sua Pesquisa no Google Aqui!
 
bove=""

 

Visitas
contador de visitas
Redes Sociais
Click e acesse
CLIQUE AQUI e fale com os ministros, fiquem de OLHO bem aberto alguma informação entre em contato com os ministros.

CLIQUE AQUI e veja receita e despesa do seu municípios.

Aqui você encontra informações sobre a aplicação do dinheiro público nos municípios e no estado de Pernambuco.

Zé Freitas no Facebook

Zé Freitas no Twitter
Parceiros