Ateliê Geilson
Natura
Natália Calçados

CLIQUE NA IMAGEM PARA AMPLIAR

  • 28
  • 22
  • 24
  • 20
  • 11
  • 09
  • 11
  • 01
  • 29
  • 03
  • 04
  • 05
  • 07
  • 02

Supermercado
Portal Correio-PB

 
CLIQUE E ACESSE!
 

 Para visualizar este conteúdo corretamente, é necessário ter oFlash Player instalado. 

REFLEXÕES DO PASSADO E PRESENTE: PERSPECTIVA DE MELHORA PARA O FUTURO


 

Social

Eliana e a caçula Manuela
Eliana e a caçula Manuela (FOTO: Reprodução/Instagram)

A apresentadora Eliana decidiu compartilhar com seus fãs, neste domingo (21), uma foto onde aparece segurando a filha Manuela, de 1 ano e 1 mês, no colo. Na ocasião, as duas estavam sorridentes e cheias de estilo, em um passeio de barco por Balneário Camboriú. Além da menina, que é fruto da união da famosa com o diretor de TV Adriano Ricco, Eliana é mãe de Arthur, que nasceu de seu casamento com o produtor musical João Marcelo Bôscoli, com quem foi casada de 2008 a 2014.No ano passado, a loira passou por uma gravidez complicada, por conta de um descolamento da placenta: “Faria todo aquele repouso, de cinco meses na cama, novamente, se fosse preciso. Valeu cada segundo de dedicação absoluta. Agradeço a Deus todos os dias. Amo meus filhos e minha família”, chegou a dizer ela.

 

brasil carinhoso 1240 247

O que é?

O Programa Brasil Carinhoso consiste na transferência automática de recursos financeiros para custear despesas com manutenção e desenvolvimento da educação infantil, contribuir com as ações de cuidado integral, segurança alimentar e nutricional, além de garantir o acesso e a permanência da criança na educação infantil.

A quem se destina?

Os recursos são destinados aos alunos de zero a 48 meses, matriculados em creches públicas ou conveniadas com o poder público, cujas famílias sejam beneficiárias do Programa Bolsa Família.

O apoio financeiro é devido aos municípios (e ao Distrito Federal) que informaram no censo escolar do ano anterior a quantidade de matrículas de crianças de zero a 48 meses, nas características acima mencionadas.

Como acessar?

O programa consiste na transferência automática de recursos financeiros, sem necessidade de convênio ou outro instrumento congênere. As transferências aos municípios e ao Distrito Federal são feitas em duas parcelas. O montante é calculado com base em 50% do valor anual mínimo por matrícula em creche pública ou conveniada, em período integral e parcial, definido para o Fundo de Manutenção e Desenvolvimento da Educação Básica e de Valorização dos Profissionais da Educação (Fundeb).

Órgãos Gestores / Áreas Gestoras

Ministério do Desenvolvimento Social – Define a política pública, estabelece critérios e diretrizes para o programa; 
INEP/MEC – Consolida os dados do censo escolar utilizados para calcular o repasse aos entes federados;
FNDE/MEC – Executa a política pública, transferindo os recursos aos entes federados no âmbito do programa. Também é responsável pela análise dos processos de prestação de contas.

Legislação

Resolução CD/FNDE/MEC Nº 19, de 29 de dezembro de 2015
Estabelece os procedimentos operacionais para a transferência obrigatória de recursos financeiros aos municípios e ao Distrito Federal, a título de apoio financeiro suplementar à manutenção e ao desenvolvimento da educação infantil para o atendimento de crianças de zero a 48 meses informadas no Censo Escolar da Educação Básica, cujas famílias sejam beneficiárias do Programa Bolsa Família, em creches públicas ou conveniadas com o poder público, referente ao exercício de 2015.

Resolução/SEB/MEC nº 1, de 28 de novembro de 2014
Define as despesas permitidas com recursos repassados aos municípios e ao Distrito Federal a título de apoio financeiro suplementar à manutenção e ao desenvolvimento da educação infantil, para o atendimento em creches de crianças de 0 (zero) a 48 (quarenta e oito) meses, e dá outras providências.

PORTARIA INTERMINISTERIAL Nº 2, DE 16 DE SETEMBRO DE 2014
Dispõe sobre a forma, o acompanhamento e a implementação do apoio financeiro suplementar de que trata o art. 4º da Lei nº 12.722, de 3 de outubro de 2012, a partir do exercício de 2014.

LEI Nº 12.722, DE 3 DE OUTUBRO DE 2012
Altera as Leis nos 10.836, de 9 de janeiro de 2004, 12.462, de 4 de agosto de 2011, e 11.977, de 7 de julho de 2009; dispõe sobre o apoio financeiro da União aos Municípios e ao Distrito Federal para ampliação da oferta da educação infantil; e dá outras providências.

Reitor da UFPE se posicionou pela democracia. Imagem: Arquivo/DP
Reitor da UFPE se posicionou pela democracia. Imagem: Arquivo/DP

A Universidade Federal de Pernambuco divulgou nesta segunda-feira (15) nota em defesa da democracia. O documento é assinado pelo reitor Anísio Brasileiro e pela vice-reitora Flaorisbela Campos e foi publicado no site da instituição de ensino. Confira o texto: 

Com a proximidade do segundo turno das eleições presidenciais de 2018 e atenta ao desenrolar da campanha, a Universidade Federal de Pernambuco considera urgente manifestar-se em defesa da universidade pública e em repúdio a todas as formas de ameaça às liberdades democráticas.
Ciente do seu papel histórico, a UFPE se posiciona por uma universidade que, além de gratuita e de qualidade, seja autônoma e socialmente referenciada. É a universidade pública que tem garantido os principais avanços do nosso país na ciência, na tecnologia, na inovação e nas artes. Os brasileiros devem abraçar ideias que defendam uma nação inclusiva, justa, capaz de superar os desequilíbrios regionais.
Nessa perspectiva, afirmamos nossa posição intransigente a favor do respeito à diversidade em todos os seus aspectos (de gênero, de livre orientação sexual, de identidade étnica e cultural), contra as pregações de violência e de intolerância e, acima de tudo, de defesa dos direitos humanos, da liberdade e da democracia.
DP

Com incentivo da Unicef, o município  de Santa Terezinha-PE realiza nos dias 09,10,11 a 4ª  SEMANA DO BEBÊ. Nesta terça-feira (09)  a secretaria de educação desenvolveu atividades educativas, tendo como tema do encontro mundo mágico, levando as crianças e pais a participarem ativamente de todas as ações oferecidas. Na ocasião o nutricionista David Maia trabalhou com os pais sobre a temática alimentação Saudável e a psicóloga Lívia Nyely executou para as crianças o circuito de atividades sensoriais: Brincando com o corpo a gente aprende. A animação ficou por conta de Hugo pai do nosso aluno Pedro da Cemei Maria Helena, e ainda tivemos contação de história com a mãe e diretora da Escola Mônica Tavares Shisley. 

                                      

Acessem o vídeo

  Se fizeram presente no momento Mariza Lima (Sec. de educação), Salédja Sales e Patricia ( Diretoria Pedagógica), Neuza Santos e toda Equipe da Cemei Maria Helena.

(foto: MIGUEL SCHINCARIOL, DANIEL RAMALHO/AFP)
 ((foto: MIGUEL SCHINCARIOL, DANIEL RAMALHO/AFP)
)
(foto: MIGUEL SCHINCARIOL, DANIEL RAMALHO/AFP)
Em semana decisiva para que os partidos declarem neutralidade ou apoio a um dos presidenciáveis no segundo turno, as siglas tendem a agir com cautela. Isso porque a polarização na disputa ao Planalto dificulta a decisão de apoiar um dos lados. Além disso, a escolha também pode interferir nos estados, já que das 27 unidades da Federação, 14 ainda devem encarar novas eleições em 28 de outubro.  

“Claro que existem afinidades entre os partidos com (Fernando) Haddad ou com o (Jair) Bolsonaro. Isso é o princípio que salta aos olhos, mas tem a realidade ali nos estados, que é  fundamental para sobrevivência do partido, para que ele fique mais forte”, ponderou André César, analista político da Hold Assessoria. 

No Distrito Federal, por exemplo, o candidato à reeleição para o Buriti, Rodrigo Rollemberg (PSB), declarou em primeiro turno apoio ao presidenciável Ciro Gomes (PDT). No segundo, no entanto, Bolsonaro tem mais votos do que o adversário petista, e ser contrário ao capitão reformado pode afastar eleitores. Na reunião do partido nesta terça-feira (9/10), PSB anunciou o apoio ao petista, mas deixou o governador livre para optar pela neutralidade. “Não vamos nos posicionar contra ninguém, vamos nos posicionar a favor de teses”, disse Rollemberg, na saída da reunião.

“É uma cautela que estamos vendo, um viés discreto. No nosso desenho político, isso se acerta depois. Terminou eleição, a gente busca composição. Com o vencedor definido, aí os partidos vão se colocar mais próximos ou contrários”, explicou César. 
Até o momento, dos candidatos que disputaram o Planalto no primeiro turno, apenas o partido Novo, de João Amoêdo, se posicionou. Apesar de confirmar a neutralidade, a legenda disse que “mas somos absolutamente contrário ao PT, que tem ideias e práticas opostas às nossas”. 
“É um apoio velado”, comentou César. “Fica claro que a posição do Novo representa tudo o que está aí. De não querer ninguém, mas também ‘não querer fulano'”, completou. A expectativa é que outros partidos se decidam ao longo desta terça-feira. Hoje (9/10), o PP e Solidariedade também se declararam neutros. Em nota, os progressistas disseram que o partido “faz convicto de que essa é a melhor contribuição que pode oferecer ao debate”.
No viés contrário, o PTB, de Roberto Jefferson, anunciou apoio à Bolsonaro, depois de ficar ao lado de Geraldo Alckmin (PSDB) no primeiro turno. Enquanto o PSol já declarou apoiar a candidatura de Haddad ao Planalto. 
Segundo o analista político Leandro Gabiati, muitos partidos já têm ideologias programáticas que devem ser mantidas, e devem se espelhar nos apoios presidenciais. A dúvida, no entanto, é a respeito de partidos como o PSDB, por exemplo. “Eles são uma dúvida porque sofreram uma derrota muito grande, e estão sofrendo um processo interno complicado”, disse. Caciques tucanos, como o senador José Serra (SP) e o ex-presidente Fernando Henrique Cardoso, também se manifestaram a favor da neutralidade. 

No entanto, partidos sem “ideologias específicas” devem esperar, segundo Gabiati. “Eles se pautam pela projeção de poder. Quando um candidato tem projeção de poder, ele funciona como um imã. Quando ele lidera as pesquisas e tem chances elevadas, isso faz com que esses partidos tenham perspectiva de poder, e então se decidam”, completou.
Os rumos de cada um
Confira como alguns partidos se posicionaram até agora
PTB: apoio a Jair Bolsonaro
PSB: apoio a Fernando Haddad, mas deixa livre a escolha de Rollemberg no DF pela neutralidade
PSol: apoio a Fernando Haddad
PP: neutro
Solidariedade: neutro
Novo: neutro
DC: neutro
PPL: apoio a Fernando Haddad
PSDB: neutro, mas os filliados estão livres para apoiar quem quiser
Rede: não se posicionou.
DP

                 

Flavia Alessandra
Flavia Alessandra 

A atriz Flávia Alessandra postou um vídeo, nesta sexta-feira (5), comemorando o aniversário da caçula Olívia, fruto do casamento da famosa com Otaviano Costa.

“Toda vez que eu olho pra Loli, vejo o tanto de alegria ela trouxe para as nossas vidas. Sinto tanto orgulho de ter colocado no mundo uma menina tão incrível, com um humor fantástico e tão consciente do mundo. Sensível e delicada na mesma intensidade que é agitada e levada. O mundo pra você, filha! Que esse seu aniversário seja maravilhoso assim como você é“, declarou a loira, em vídeo onde canta parabéns pra filha.

No ano passado, o posto foi da atriz Juliana Paes: Paolla Oliveira vira apresentadora e comanda especial de fim de ano© AgNews / Andre Freitas Webert Belicio (Foto de arquivo)  

Paolla Oliveira vira apresentadora e comanda especial de fim de ano

A atriz Paolla Oliveira, 36, encarou o papel de apresentadora na gravação do Festeja Brasil, especial de música sertaneja que fará parte da programação de fim de ano da Globo.

“Todo trabalho é um desafio e uma novidade, e estar este ano apresentando o Festeja também. É um evento muito grande, cada vez que a gente acha que já entendeu seu tamanho, vê que ele é ainda maior. É uma alegria estar aqui com toda essa galera animada”, disse Paolla à revista Quem.

No ano passado, o posto foi da atriz Juliana Paes.

A gravação do especial aconteceu no Estádio do Mineirão, em Belo Horizonte (MG), em 8 de setembro passado. As atrações incluíram Marília Mendonça, Maiara & Maraisa, Gusttavo Lima, Naiara Azevedo e César Menotti & Fabiano.

msn

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

© The Grosby Group

Brumar é o casal do momento e qualquer passo que Bruna Marquezine e Neymar Jr. dão é super comentado. Além disso, existe uma multidão de fãs torcendo para que saia um casamento dessa relação, e quem sabe até alguns filhinhos para fazer companhia para Davi Lucca, único filho do jogador, de seis anos de idade.

Neymar é a capa da revista Top Magazine da edição de outubro de 2018 e foi entrevistado por ninguém mais, ninguém menos que Glória Maria. Durante a conversa com a jornalista, o jogador do Paris Saint Germain deu uma declaração que os fãs torciam há muito tempo para ouvir quando Glória perguntou sobre se casar com Marquezine:

– Está chegando a hora, né? Mas insisto que mesmo a hora de casar não tem relação com fama, dinheiro ou sucesso. Acho que tem a ver com a maturidade do casal, do desejo de viver uma vida em comum.

Questionado sobre ter mais filhos o jogador foi rápido e direto:

– Quero!

O jogador de futebol também falou sobre a relação com Davi, e disse que quer proporcionar para o menino oportunidades que ele não teve quando criança, mas que tenta não passar dos limites:

– O mais importante é que ele viva a infância como todas as crianças do mundo deveriam viver. Brincando, aprendendo com a família e com muito amor. Tentamos passar esses valores, os mesmos que nossos pais nos passaram. Ensinamentos que independem de dinheiro e fama. Eu tive uma infância pobre, e tento proporcionar a ele muitas das coisas a que não tive acesso quando tinha a idade dele. Mas, claro, também temos que impor limites.

msn

Na coluna desta semana o advogado trabalhista André Barreto fala sobre a terceirização no serviço público

André Barreto*

Brasil de Fato | Recife (PE)

População tem se mobilizado contra retrocessos trabalhistas - Créditos: Wilson Dias/Agência Brasil
População tem se mobilizado contra retrocessos trabalhistas / Wilson Dias/Agência Brasil

Na coluna desta semana veremos o mais novo avanço da agenda neoliberal de implantação do Estado Mínimo e ataque aos direitos dos trabalhadores e trabalhadoras que faz parte do golpe de 2016: a liberação da terceirização ampla, geral e irrestrita, inclusive no serviço público.

 primeira parte dele se deu com o julgamento da terceirização no Supremo Tribunal Federal (RE 958.252) que aconteceu no mês de agosto deste ano. Neste, o STF entendeu que não há proibição da terceirização das atividades-fim ou específicas das empresas privadas e órgãos públicos, sendo tal prática considerada constitucional e lícita, ou seja, podendo ser amplamente liberada e dando validade ao que já trazia a Reforma Trabalhista, aprovada no ano passado.

A partir da decisão do STF, o governo usurpador Temer publicou, em 25 de setembro, o Decreto nº. 9.507/08, a fim de regulamentar os detalhes da terceirização no serviço público federal (o que envolve órgãos públicos, autarquias e empresas públicas), pondo em risco milhares de servidores.

Em resumo, nesse decreto, apenas se veda a terceirização no serviço público de categorias de servidores que tenham plano de cargos, carreira e salários; nas atividades relacionadas a áreas de segurança e regulação de serviços públicos e nas funções que envolvem coordenação ou poder decisório no órgão ou entidade. Ou seja, é o fim dos concursos e da saúde e educação públicas.        

*André Barreto é advogado trabalhista e previdenciário atuando no Recife, além de membro da Associação Brasileira de Juristas pela Democracia (ABJD).

Edição: Catarina de Angola

O Conselho de Comunicação Social (CCS) aprovou nesta segunda-feira (1) uma alteração em seu regimento interno. Por 6 votos a 5, os conselheiros optaram por eliminar a possibilidade de entidades da sociedade civil demandarem diretamente o CCS visando a elaboração de pareceres, estudos e outras solicitações relativas aos temas afetos ao órgão. Segundo a Lei 8.389, o conselho é um órgão auxiliar do Congresso Nacional, sem poder deliberativo, mas que deve se manifestar quando demandado sobre temas relacionados à comunicação social.

O relator-coordenador da reforma do regimento, conselheiro José Francisco de Araujo, disse crer que a participação da sociedade civil no CCS não ficará tolhida com o novo texto. Ele lembrou que uma outra modificação no texto prevê que os conselheiros poderão propor a formação de comissões temáticas, a partir de sugestões advindas de entidades da sociedade civil.

Mas o placar apertado da votação mostrou que a decisão não foi consensual. A conselheira Maria José Braga, que também é presidente da Federação Nacional dos Jornalistas (Fenaj), chamou a mudança de “um retrocesso”, que contribuirá para o esvaziamento do CCS. Davi Emerich, representante da sociedade civil que também votou contra a alteração, lembrou que ela ainda deverá passar pelo crivo da Mesa Diretora do Congresso Nacional para que possa ser efetivada.

Agência Senado (Reprodução autorizada mediante citação da Agência Senado)

Está pronto para a pauta de votações do Plenário projeto que proíbe, em qualquer hipótese, o casamento de menores de 16 anos. PLC 56/2018, já aprovado pela Comissão de Constituição, Justiça e Cidadania (CCJ), seguiu com pedido de urgência para a análise do Plenário.

De acordo com o Código Civil, o casamento é permitido após a maioridade civil (18 anos) ou após os 16 anos, com a autorização dos pais. Para menores de 16 anos, o casamento só é admitido em caso de gravidez ou para evitar imposição ou cumprimento de pena criminal, já que ter relações sexuais com menores de 14 anos é crime com pena que vai de 8 a 15 anos de reclusão.

Apesar de o Código Penal não prever mais a extinção da pena com o casamento, a menção a essa situação não foi revogada no Código Civil. Para a  deputada Laura Carneiro (DEM-RJ), autora do texto, a presença dessa redação na lei, ainda que sem eficácia, atenta tanto contra a dignidade das crianças quanto contra a imagem do país no exterior. Para ela, a mudança na lei é um avanço. A relatora, senadora Marta Suplicy (MDB-SP), concorda.

Continue reading

Por G1*

 

Jornal GloboNews
Manifestantes fazem atos pelo país contra e a favor de Jair Bolsonaro (PSL)

Manifestantes fazem atos pelo país contra e a favor de Jair Bolsonaro (PSL)

Manifestantes, em sua maioria mulheres, realizaram atos contrários a Jair Bolsonaro (PSL) pelo Brasil neste sábado (29). Batizado de #EleNão, o movimento foi convocado pelas redes sociais durante o mês de setembro por eleitoras críticas ao candidato. Apoiadores de Bolsonaro também realizaram atos em diversas cidades. Até as 13h, 40 cidades em 10 estados tinham registrado manifestações contrárias a Bolsonaro: Goiás, Minas Gerais, Pará, Paraíba, Paraná, Pernambuco, Rio Grande do Norte, Rio Grande do Sul, Santa Catarina e São Paulo.

Já os atos a favor do candidato tinham acontecido em 14 cidades de 6 estados: Goiás, Minas Gerais, Piauí, Rio Grande do Sul, São Paulo e Tocantins.

Veja abaixo como foram os atos pelos estados:

GOIÁS

  • GOIÂNIA
    Contra Bolsonaro:
     O ato começou às 11h e passou por ruas entre a Praça Cívica e a Praça Universitária, no Centro e no Setor Leste Universitário. Segundo a organização, a participação foi de 2 mil pessoas. A Polícia Militar estima que o público foi de 700 pessoas.
GO - Goiânia: Manifestantes protestam contra Bolsonaro neste sábado (29) — Foto: Reprodução/TV Anhanguera

GO – Goiânia: Manifestantes protestam contra Bolsonaro neste sábado (29)

— Foto: Reprodução/TV Anhanguera

  • RIO VERDE
    A favor de Bolsonaro:
     Por volta das 11h, cerca de 3 mil veículos, entre carros e motos se concentravam na cidade. A estimativa da organização é que 4,7 mil veículos tenham participado do ato, que percorreu as ruas da cidade durante uma hora.
GO - Rio Verde: Carreata a favor de Bolsonaro aconteceu entre as 11h e 12h deste sábado (29) — Foto: Reprodução/TV Anhanguera

GO – Rio Verde: Carreata a favor de Bolsonaro aconteceu entre as 11h e 12h deste sábado (29) — Foto: Reprodução/TV Anhanguera

MINAS GERAIS

  • ALFENAS
    Contra Bolsonaro: 
    O ato começou às 11h na Praça Central, mas, até as 12h, nem a Polícia Militar nem os organizadores haviam divulgado estimativa de participantes.
  • CATAGUASES
    Contra Bolsonaro: 
    Manifestantes saíram da Praça Chácara Dona Catarina, às 9h. Os organizadores estimam que mil pessoas participaram do protesto. A Polícia Militar não divulgou estimativa.
  • GOVERNADOR VALADARES
    Contra Bolsonaro: 
    Por volta das 9h30, o protesto se concentrou na Praça dos Pioneiros, no Centro da cidade. A PM estima que cerca de 300 pessoas participam da manifestação, e os organizadores do evento não divulgaram a estimativa de participantes até as 12h. O ato foi finalizado antes das 12h30.
MG - Governador Valadares: Protesto contra Bolsonaro neste sábado — Foto: Caio Mourão/G1

MG – Governador Valadares: Protesto contra Bolsonaro neste sábado —

Foto: Caio Mourão/G1

  • ITAÚNA
    Contra Bolsonaro:
     De acordo com a organização do ato, mais de 50 pessoas participam do protesto, que incluiu um buzinaço às 10h passando pelas principais ruas da cidade. Os organizadores dizem que não houve interrupção do trânsito nem fechamento de ruas, e a Polícia Militar disse que não registrou nenhuma ocorrência e que não tem estimativas de participantes.
MG - Juiz de Fora: Manifestantes contra Bolsonaro percorreram o Centro neste sábado (29) — Foto: Mônica Cury/Arquivo Pessoal

MG – Juiz de Fora: Manifestantes contra Bolsonaro percorreram o Centro neste sábado (29) — Foto: Mônica Cury/Arquivo Pessoal

  • JUIZ DE FORA
    Contra Bolsonaro:
     O ato começou às 11h e os manifestantes seguiram por diversas ruas do Centro da cidade. Segundo os manifestantes, 30 mil pessoas participam do ato. A Polícia Militar não havia divulgado estimativa de público até as 15h30 deste sábado.
MG - Montes Claros: Manifestantes fazem ato contra Bolsonaro neste sábado (29) — Foto: Ana Carolina Ferreira/G1

MG – Montes Claros: Manifestantes fazem ato contra Bolsonaro neste sábado (29)

— Foto: Ana Carolina Ferreira/G1

  • MONTES CLAROS 
    Contra Bolsonaro: Os manifestantes se concentraram na Praça Doutor João Alves, no Centro, a partir das 8h. O ato se encerrou pouco depois das 12h e nem os organizadores nem a Polícia Militar haviam contabilizado o número de participantes.
    A favor de Bolsonaro: Uma manifestação a favor do candidato começou por volta das 9h30 e se concentrou na Praça Doutor Carlos Versiani, também no Centro. O ato terminou entre 12h e 12h30. Até as 13h30, PM e organizadores ainda não haviam divulgado o número de manifestantes.
MG - Montes Claros: Manifestantes fazem ato a favor de Bolsonaro neste sábado (29) — Foto: Ana Carolina Ferreira/G1

MG – Montes Claros: Manifestantes fazem ato a favor de Bolsonaro neste sábado (29)

— Foto: Ana Carolina Ferreira/G1

  • VARGINHA
    Contra Bolsonaro:
     O ato começou às 11h e terminou às 14h. Os cerca de 300 participantes, segundo os organizadores, se reuniram na Praça da Fonte, na Concha Acústica. A PM não divulgou uma estimativa de público.
  • VIÇOSA
    Contra Bolsonaro:
     Os manifestantes se concentraram na Prefeitura por volta das 9h e o ato percorreu as ruas do Centro até terminar, por volta das 12h, no Calçadão. Os organizadores estimam que 2 mil pessoas tenham participado. Até as 13h, a PM não havia divulgado estimativa de participantes.
MG - Viçosa: Manifestantes protestam contra Bolsonaro neste sábado (29) — Foto: Juliana Boechat/Arquivo Pessoal

MG – Viçosa: Manifestantes protestam contra Bolsonaro neste sábado (29)

— Foto: Juliana Boechat/Arquivo Pessoal

  • CASTANHAL
    Contra Bolsonaro: 
    De acordo com estimativas da PM, 300 pessoas participaram do protesto que teve início por volta das 8h30 e começou a dispersar antes das 11h. O G1 não conseguiu contato com a organização do protesto para saber sua estimativa de público.

PARAÍBA

  • CAMPINA GRANDE
    Contra Bolsonaro: 
    O protesto #EleNão em Campina Grande teve início por volta das 10h30 da Praça da Bandeira e percorreu diversas ruas do Centro da cidade até as 13h30. A estimativa de público, de acordo com as organizadoras, é de 3 mil pessoas. A Polícia Militar não divulgou estimativa.
PB - Campina Grande: Ato contra Bolsonaro reúne manifestantes neste sábado (29) — Foto: Pedro Netho/G1

PB – Campina Grande: Ato contra Bolsonaro reúne manifestantes neste sábado (29)

— Foto: Pedro Netho/G1

  • PATOS
    Contra Bolsonaro: 
    Por volta das 10h, manifestantes se reuniram em passeata pela cidade. A organização do ato não divulgou a estimativa do número de participantes.
PB - Patos: Manifestantes seguram faixa em protesto contra Bolsonaro neste sábado (29) — Foto: G1 

PB – Patos: Manifestantes seguram faixa em protesto contra Bolsonaro neste sábado (29) — Foto: G1

PARANÁ

  • CASCAVEL
  • Contra Bolsonaro: Em Cascavel, no Oeste do Paraná, o protesto começou por volta das 9h, na Avenida Brasil, no Centro da cidade. Os manifestantes estão com faixas, cartazes e um carro de som. Segundo a PM, são cerca de 250 pessoas no local. Os organizadores estimam 400 participantes.
  • FOZ DO IGUAÇU
    Contra Bolsonaro:
     Em Foz do Iguaçu, no oeste do Paraná, cerca de 300 pessoas, sendo a maioria mulheres, foram às ruas para protestar contra Bolsonaro na manhã deste sábado. O protesto saiu por volta das 10h do Bosque Guarani e percorreu a Avenida Brasil, no Centro. A manifestação foi convocada pelas redes sociais. A Polícia Militar fez a escolta dos manifestantes, mas não divulgou um balanço oficial.
  • LONDRINA
    Contra Bolsonaro:
     Em Londrina, no Norte do estado, a manifestação começou por volta das 10h no calçadão, no Centro. O grupo levou faixas, cartazes e manifestantes fizeram pinturas no rosto. Até as 12h não havia dados da organização ou da PM sobre o número de participantes.
PR - Londrina: Faixa estendida no Centro de Londrina durante protesto contra Bolsonaro — Foto: Reprodução/RPC

PR – Londrina: Faixa estendida no Centro de Londrina durante protesto contra Bolsonaro — Foto: Reprodução/RPC

PERNAMBUCO

  • ARARIPINA 
    Contra Bolsonaro: A concentração começou por volta das 9h30, na Avenida Antonio de Barros Muniz, no centro da cidade. De acordo com a organização, o ato contou com a presença de 120 pessoas e foi encerrado às 11h45 na Feira Livre da cidade. Até as 12h a Polícia Militar não havia confirmado o número de participantes.
  • GARANHUNS
    Contra Bolsonaro:
     O ato teve início por volta das 10h30 na Praça da Fonte Luminosa, e terminou às 14h. A Polícia Militar informou que cerca de 250 pessoas participaram da manifestação.
  • PETROLINA
    Contra Bolsonaro:
     A concentração do ato em Petrolina começou por volta das 9h, na Praça do Bambuzinho, no Centro. A organização estimou que o protesto começou com mais de 500 pessoas participantes e que, às 12h, cerca de 1.500 manifestantes estavam na Orla da cidade quando o ato se encerrou. Segundo a Polícia Militar, o público foi de cerca de 1.200 pessoas.
  • SURUBIM
    Contra Bolsonaro:
     O protesto aconteceu entre as 9h e as 11h. A Polícia Militar informou ao G1 que o ato reuniu poucas pessoas, mas não divulgou uma estimativa de público
PE - Petrolina: Ato de mulheres contra Bolsonaro neste sábado (29) — Foto: G1 

PE – Petrolina: Ato de mulheres contra Bolsonaro neste sábado (29)

— Foto: G1

PIAUÍ

  • TERESINA
    A favor de Bolsonaro: 
    Um ato de planfletagem em apoio ao candidato à Presidência reuniu cerca de 30 pessoas, segundo estimativa dos organizadores, na Praça Rio Branco, Centro de Teresina. A Polícia Militar não acompanhou a movimentação, que se restringiu à entrega de panfletos no entorno da praça. O ato teve início às 9h.

RIO GRANDE DO NORTE

  • CAICÓ
    Contra Bolsonaro: 
    A concentração do movimento começou às 7h30 na praça de alimentação no Centro da cidade. Às 8h30, cerca de 200 pessoas, segundo estimativa da Polícia Militar, seguiram em caminhada pela avenida Coronel Martiniano, incluindo mulheres e homens.
  • MOSSORÓ
    Contra Bolsonaro:
     O ato começou às 9h na Praça Rodolfo Fernandes, no Centro. Segundo a PM, às 10h cerca de 300 pessoas, na grande maioria mulheres, seguiram em caminhada pelas ruas da região central.

RIO GRANDE DO SUL

  • BAGÉ
    Contra Bolsonaro:
     Manifestantes se concentraram a partir das 10h, na Praça de Esportes. Cerca de 200 pessoas participam do ato, segundo estimativa da Brigada Militar. Até as 12h não havia estimativa de público da organização.
  • CANGUÇU
    Contra Bolsonaro: 
    Segundo a Brigada Militar, cerca de 100 pessoas se reuniram por volta das 10h para protestar contra o candidato do PSL. Às 14h, a manifestação já havia sido encerrada.
  • OSÓRIO
    Contra Bolsonaro:
     A manifestação começou na Praça da Matriz às 10h, com cerca de 200 manifestantes, segundo a Brigada Militar. 

    A favor de Bolsonaro: Segundo o comandante da Brigada Militar, Paulo Ricardo, uma carreata pró-Bolsonaro começou na manhã deste sábado com cerca de 50 veículos. Um dos organizadores do evento afirmou que participaram cerca de 300 veículos e uma média de 900 pessoas.

SANTA CATARINA

  • CRICIÚMA
    Contra Bolsonaro:
     O ato começou por volta das 9h na Praça Nereu Ramos e reuniu moradores de Criciúma, Araranguá, Içara e Cocal do Sul. Segundo os organizadores, cerca de 450 participantes estão no local. A Polícia Militar estima que o público seja de 250 pessoas. O protesto terminou por volta das 12h.
  • FLORIANÓPOLIS
    Contra Bolsonaro:
     De manhã, um grupo de manifestantes se reuniu no Centro da capital catarinense para protestar contra o candidato. Até as 14h, organizadores e a PM não haviam divulgado uma estimativa de público.
SC - Florianópolis: Manifestantes protestam contra Bolsonaro neste sábado (29) — Foto: Kiria Meurer/NSC TV

SC – Florianópolis: Manifestantes protestam contra Bolsonaro neste sábado (29)

— Foto: Kiria Meurer/NSC TV

SÃO PAULO

  • AMPARO
    A favor de Bolsonaro:
     Por volta das 12h, cerca de 50 veículos se concentravam em frente à Prefeitura da cidade para uma carreata, segundo a Guarda Municipal. A Guarda e os organizadores não divulgaram estimativa de participantes.
  • ARARAS
    Contra Bolsonaro: 
    Por volta de 60 pessoas, segundo a Guarda Civil Municipal, se reuniam às 9h na concentração do ato, na Praça Barão de Araras. Ato terminou às 11h30.
  • BOITUVA
    A favor de Bolsonaro:
     Cerca de 1,5 mil pessoas se reuniram, segundo os organizadores, em uma carreata a favor de Bolsonaro na Avenida Mário Pedro Vercellino, no Jardim América. O ato teve início por volta das 10h30 e terminou pouco antes das 13h na Praça Pedro Pinesi. A Guarda Civil Municipal e a Polícia Militar não divulgaram estimativa de participantes.
  • BOTUCATU
    Contra Bolsonaro: 
    Concentração de manifestantes começou às 11h na Praça do Bosque e seguiram em passeata pela rua Amando de Barros, terminando na Praça da Catedral às 13h. Segundo os manifestantes, 2,5 mil pessoas participaram. A Polícia Militar não deu uma estimativa oficial.
  • CAMPINAS
    Contra Bolsonaro:
     O protesto começou às 10h e os organizadores estimaram que o público presente chegou a cerca de 12 mil no Largo do Rosário. A Emdec, empresa responsável por fiscalizar o trânsito, estimou que 800 pessoas participaram do início do protesto. A Guarda Municipal e a PM não divulgaram estimativas de público. Segundo a Guarda, o ato terminou às 13h40.
SP - Campinas: Protesto contra Bolsonaro neste sábado (29) — Foto: Roberta Campos/EPTV

SP – Campinas: Protesto contra Bolsonaro neste sábado (29)

— Foto: Roberta Campos/EPTV

  • ITAPIRA
    A favor de Bolsonaro:
     Segundo a Polícia Militar, uma carreata pró-Bolsonaro começou às 9h no Parque Santa Bárbara e terminou por volta das 12h na Praça Juca Mulato. A PM diz que o ato reuniu aproximadamente 200 carros.
  • MARÍLIA
    Contra Bolsonaro:
     O ato começou por volta das 11h30 em frente à Câmara Municipal e os manifestantes saíram em passeata pela Avenida Sampaio Vidal. O trânsito ficou interditado em uma das faixas e o ato terminou às 13h30 no Centro Cultural. Os organizadores estimam que 500 pessoas tenham participado do trajeto, e a Guarda Municipal, que acompanhou o protesto, não divulgou estimativa de público até as 13h30.
  • LIMEIRA
    Contra Bolsonaro: 
    O ato começou por volta das 10h e a organização estima que entre 300 e 400 pessoas participam da manifestação. Protesto terminou às 13h30. A Guarda Municipal, que acompanha o protesto, não havia divulgado estimativa de público até as 16h.
  • OURINHOS
    A favor de Bolsonaro: 
    A concentração começou por volta das 12h no Aeroporto de Ourinhos, mas organizadores e PM ainda não haviam divulgado uma estimativa de público.
SP - Ourinhos: Carreata a favor de Bolsonaro se concentra no aeroporto da cidade neste sábado (29) — Foto: Robson Sanches/G1

SP – Ourinhos: Carreata a favor de Bolsonaro se concentra no aeroporto da cidade neste sábado (29)

— Foto: Robson Sanches/G1

  • PRESIDENTE PRUDENTE
    Contra Bolsonaro:
     Os manifestantes se concentraram na Praça Nove de Julho a partir das 10h. Depois, fizeram uma caminhada até a Avenida Brasil. O ato, segundo a organização, contou com o envolvimento de mil pessoas e terminou às 14h. A Polícia Militar não divulgou estimativa de público.

    A favor de Bolsonaro: Os manifestantes se concentraram em um posto de combustíveis desativado, na Vila Industrial, a partir das 9h30. Depois, fizeram uma carreata que percorreu o Parque do Povo e as avenidas Manoel Goulart, Washington Luiz e Brasil. O ato terminou por volta das 12h e, segundo a organização, cerca de 2.500 carros participaram, mas a Polícia Militar não estimou o público participante.
  • PINDAMONHANGABA
    Contra Bolsonaro:
     O ato reuniu cerca de 200 pessoas, segundo os organizadores. A concentração começou por volta das 10h30 na Praça Monsenhor Silva Barros, no Centro, e os manifestantes percorreram ruas da região central. A PM não divulgou uma estimativa de público.
  • PIRACICABA
    Contra Bolsonaro:
     Segundo a Guarda Municipal, a concentração foi na praça em frente ao Terminal Central de Integração (TCI), às 9h, e o grupo saiu em passeata a partir das 11h até a Praça José Bonifácio. O protesto terminou 12h30. A organização estima que 2 mil pessoas participaram. A Guarda e a PM não divulgaram estimativas de público.
  • RIBEIRÃO PRETO
    Contra Bolsonaro:
     O ato teve início por volta das 11h30 em frente a Esplanada do Theatro Pedro II, no Centro. Até as 14h, a PM não havia divulgado estimativa de público.
SP - Ribeirão Preto: Manifestantes se reúnem em frente ao Teatro Municipal em ato contra Bolsonaro neste sábado (29) — Foto: Thaisa Figueiredo/G1

SP – Ribeirão Preto: Manifestantes se reúnem em frente ao Teatro Municipal em ato contra Bolsonaro neste sábado (29) — Foto: Thaisa Figueiredo/G1

  • RIO CLARO
    Contra Bolsonaro: 
    Por volta das 10h, o protesto, que se concentrou no Jardim Público, reunia cerca de 200 pessoas. A Polícia Militar não havia informado o número de participantes até as 11h.
  • SANTA BÁRBARA D’OESTE
    A favor de Bolsonaro:
     De acordo com informações da Guarda Municipal, manifestantes pró-Bolsonaro realizaram um “adesivaço” na Avenida Santa Bárbara, perto do Tivoli Shopping, mas não estimou um número de participantes.
  • SÃO CARLOS
    Contra Bolsonaro: 
    O ato teve início por volta das 9h30 na Praça São Benedito. Segundo a organização, 1.500 pessoas participaram do protesto, que percorreu a Avenida São Carlos. A PM não divulgou uma estimativa de público.
SP - São Carlos: Protesto de eleitoras contra Bolsonaro neste sábado (29) — Foto: G1 

SP – São Carlos: Protesto de eleitoras contra Bolsonaro neste sábado (29) — Foto: G1

  • SÃO JOSÉ DOS CAMPOS
    Contra Bolsonaro: 
    O protesto, marcado para as 9h, se concentrou em uma praça no Centro da cidade e reuniu por volta de 2 mil pessoas, segundo os organizadores, e mil pessoas, de acordo com a estimativa da PM.
SP - São José dos Campos: Mulheres fazem protesto contra Bolsonaro neste sábado (29) — Foto: G1 

SP – São José dos Campos: Mulheres fazem protesto contra Bolsonaro neste sábado (29)

— Foto: G1

Manuela Scarpa/Brazil News
Zilu e ZezéImagem: Manuela Scarpa/Brazil News

Ex-marido e mulher, Zezé di Camargo e Zilu Godoy deixaram as eventuais desavenças de lado e promoveram um abraço coletivo  na filha, Camilla Camargo. O encontro entre os dois aconteceu durante a cerimônia de casamento de Camilla, nesta quinta-feira (27), em São Paulo. Pais de três filhos — a cantora Wanessa, a atriz Camilla e o DJ Igor–, Zezé e Zilu se separaram publicamente em julho de 2012, após cerca de 30 anos de casamento, mas oficializaram o divórcio apenas em 2014Os dois protagonizaram ainda barracos e confusões por meio de redes sociais, mas selaram um cessar-fogo ao postar uma foto juntos no InstagramCamilla Camargo e o diretor de TV Leonardo Lessa celebraram seu casamento na noite desta quinta-feira (27). A cerimônia e a festa foram realizadas na Villa Bissuti Berrini, casa de eventos localizada na região de Cidade Monções, zona sul de São Paulo. A atriz entrou ao som de “É o Amor”, música de sucesso da dupla Zezé di Camargo e Luciano. A comemoração foi marcada pela presença de famosos, mas principalmente por Zilu, mãe de Camilla e ex-mulher de Zezé, estar pela primeira vez no mesmo ambiente que a atual noiva do sertanejo, Graciele Lacerda. Zilu chegou antes de Graciele, acompanhada pelo namorado, o fotógrafo Marco Ruggiero, e evitou falar com a imprensa.  Ao UOLGraciele minimizou o encontro com Zilu e disse que “todos [no clã Camargo] estão muito bem resolvidos”. “Isso só está nas pessoas, a briga só existe entre elas. Sou super tranquila, está todo mundo bem resolvido, todo mundo tranquilo”, garantiu. 

Veja fotos do casamento de Camilla Camargo

Esq.: Divulgação / meio: Stuckert / Dir.: Mídia Ninja

247 com Rede Brasil Atual – O Fórum 21: Ideias para o Avanço Social lançou manifesto que pede a união do campo democrático, no segundo turno das eleições presidenciais, pela revogação das medidas do governo Temer e a retomada do desenvolvimento e da soberania nacional. Coletivo de esquerda, de caráter suprapartidário, o Fórum 21 reitera o compromisso de se empenhar pela unidade, seja qual for o candidato que o representará. “Nesta eleição existem muitos candidatos, mas apenas dois lados. O lado do golpe e o lado da resistência, que hoje abriga três candidaturas diferentes (Fernando Haddad, Ciro Gomes e Guilherme Boulos), mas uma trincheira em comum”, diz o texto.

O manifesto já tinha mais de 5 mil assinaturas no final da manhã desta terça (25), entre as quais as de personalidades como o compositor Chico Buarque, o ex-ministro Celso Amorim, os professores Ladislau Dowbor, Eduardo Fagnani e Fábio Konder Comparato, o teólogo Leonardo Boff, a filósofa Marilena Chaui e o diplomata Samuel Pinheiro Guimarães.

Pela vitória da resistência. Contra o Golpe. Eleições livres para um Brasil livre

O Brasil vive hoje um momento dramático, certamente o mais dramático desde o final da ditadura militar. Há quatro anos, inconformadas com a derrota eleitoral, as forças conservadoras de nossa sociedade utilizaram todos os recursos para anular esse resultado e provocar a paralisia do governo até levá-lo a um impeachment. Rapidamente começaram a mostrar seu verdadeiro objetivo: o governo de ocupação impôs grandes derrotas ao povo. Atropelou direitos civis e democráticos, aboliu direitos sociais, abortou o desenvolvimento econômico e solapou a soberania nacional.

Chegada a hora do julgamento popular, o que eles têm a mostrar é uma economia paralisada, com desemprego, inseguranças de todo tipo e o sentimento generalizado de ameaça a qualquer futuro promissor para o país. De resto, não se trata apenas do Brasil. Há sinais muito claros de estímulo externo a soluções de força em toda a América Latina, a começar pela Venezuela.

Continue reading

Sandy e Lucas Lima
Sandy e Lucas Lima

(FOTO: Reprodução/Gshow)

A cantora Sandy e seu marido Lucas Lima comemoraram do melhor jeito seu aniversário de dez anos de casamento: viajando alguns dias pela Itália. Na ocasião, os pombinhos passaram por Roma e Veneza.

Nesta quinta-feira (20), a famosa postou um clique em seu Instagram:“Chegando hoje de uma viagem linda e romântica por Veneza e Roma. Melhor jeito de comemorar os 10 anos de casados não teria”, disse na legenda, onde o casal aparece sorridente.

Os dois, que são pais de Theo, fizeram aniversário de casamento no último dia 12, e usaram as redes sociais para mostrarem seu amor um pelo outro: “E mesmo quando me descuido, me desloco, me deslumbro, perco o foco, perco o chão e perco o ar, me reconheço em teu olhar que é o fio pra me guiar de volta. Dez anos. DEZ!!!! Te amo, amiga, parceira, namorada”, postou Lucas.

observatoriodosfamoso

Isabella Santoni e Caio Vaz
Isabella Santoni e Caio Vaz 

Isabella Santoni namora há 8 meses com Caio Vaz e desde então compartilha das mais variadas experiências de vida com o amado. A atriz atualmente no ar em ‘Orgulho e Paixão’, fez uma comparação divertida sobre o visual de ambos. “Minha cara de pamonha quando fico duas horas no salão pra tentar ficar parecida com o cabelo dele, que não penteia, não corta, não pinta e só passa sabonete desde que nasceu”, brincou Isabella ao fazer selfie com o namorado, mostrando os loiros cabelos dos dois. Vale lembrar que Caio é surfista, portanto é natural que os cabelos platinem de modo natural. “Fiquei tão apaixonada pelo esporte que acabei atraindo um namorado surfista”, disse a atriz anteriormente, em entrevista ao jornal ‘O Globo’.

observatoriodos

Wanessa Camargo
Wanessa Camargo 

Wanessa Camargo participou do canal de Julia Faria, no YouTube, e relembrou quando começou a perceber os efeitos da fama em sua vida aos 9 anos. Ela também destacou situação embaraçosa que aconteceu anos depois.

“Eu sou uma artista que viu a internet nascer e tive que me adaptar. Nós controlávamos, de certa forma, a nossa aparição. Eu queria mostrar o meu trabalho, então para eu tocar no Gugu eu tinha que mostrar um pedacinho do meu quarto, era um acordo de cavalheiros”, descreveu ela.

Faça Sua Pesquisa no Google Aqui!
 
bove=""

 

Visitas
contador de visitas
Redes Sociais
Click e acesse
CLIQUE AQUI e fale com os ministros, fiquem de OLHO bem aberto alguma informação entre em contato com os ministros.

CLIQUE AQUI e veja receita e despesa do seu municípios.

Aqui você encontra informações sobre a aplicação do dinheiro público nos municípios e no estado de Pernambuco.

Zé Freitas no Facebook

Zé Freitas no Twitter
Parceiros