Lojas Surya
Supermercado Compre Bem
Judivan Contábil
Natália Calçados

 

Para visualizar este conteúdo corretamente, é necessário ter o Flash Player instalado.

REFLEXÕES DO PASSADO E PRESENTE: PERSPECTIVA DE MELHORA PARA O FUTURO


 

Social

    Avisamos a todos os internautas que estamos selecionando, organizando e editando as fotos e vídeos da XIII Copa pernambucana de bandas e fanfarras, realizado neste domingo (24/10) na EREM-Santa Terezinha.
     Em breve estaremos postando na íntegra todo o evento.

TEXTO DO DIA

Porque todos devemos comparecer ante o tribunal de Cristo, para que cada um receba segundo o que tiver feito por meio do corpo, ou bem, ou mal (2 Co 5.10).

🔥 Veja também:

SÍNTESE

Todos os salvos em Jesus Cristo, um dia, deverão comparecer diante do Tribunal de Cristo. Ali cada um será recompensado por suas atitudes e obras.

AGENDA E LEITURA

SEGUNDA Pv 21. 2: O Senhor sonda os corações

TERÇA 1 Co 8.13: Nossas obras serão manifestas no Tribunal de Cristo

QUARTA – Rm 14.13: Não podemos julgar uns aos outros

QUINTA-Rm 14.12: Cada um dará conta de si mesmo a Deus

SEXTA – 1 Co 4.5: Deus manifestará os desígnios do coração

SÁBADO – Ap 22.12: Os galardões serão distribuídos por Jesus

OBJETIVOS

  • EXPLICAR   como será o Tribunal de Cristo:
  • EVIDENCIAR   o que acontecerá no Tribunal de Cristo;
  • COMPREENDER   o que receberemos no Tribunal de Cristo.

INTERAÇÃO

Professor (a) na lição deste domingo veremos que todos os crentes, um dia, vão comparecer perante o Tribunal de Cristo para serem recompensados por suas obras. Existe uma recompensa para todos aqueles que servem ao Senhor com dedicação e amor. Sabemos que todos aqueles que desejam servir ao Senhor fielmente enfrentarão Lutas, decepções, frustrações e toda a sorte de intempéries. Contudo, temos um Deus que é fiel e bom e que no momento certo vai recompensar todo o nosso trabalho. No Tribunal de Cristo, os crentes serão recompensados com os galardões. Porém, a Palavra de Deus nos mostra que as obras de muitos crentes, infelizmente, fenecerão ao serem provadas pelo fogo. Tal verdade reforça o fato de que o nosso Deus conhece as intenções dos corações. Que você, professor (a), realize a obra de Deus com alegria e amor, fazendo tudo de coração, para a glória do Pai e não para ser visto ou reconhecido pelos homens.

ORIENTAÇÃO PEDAGÓGICA

Para a Lição de hoje sugerimos que você faça um estudo dirigido com os alunos a respeito do tema da Lição. Divida a turma em 4 grupos. Cada grupo deverá ficar com uma questão para ser discutida e respondida em grupo. Depois, peça que os alunos se unam formando um único grupo onde as respostas serão apresentadas. Quem passará pelo Tribunal de Cristo? (R: Todos os crentes em Jesus Cristo.)  Quando e onde ocorrerá 0 julgamento das obras dos crentes? (R: O julgamento dos crentes ocorrerá no céu.) 0 que será julgado? (R: As obras dos crentes.)

Quais serão as consequências do julgamento? (A perda ou ganho dos galardões.)

TEXTO BÍBLICO: 1 Coríntios 3.8-15

INTRODUÇÃO

Como você tem realizado a obra do Senhor? Com diligência e excelência? Na Lição de hoje estudaremos acerca do Tribunal de Cristo, lugar onde os crentes vão receber a recompensa por suas obras realizadas na Terra em favor do Reino de Deus. 0 próprio Senhor Jesus Cristo afirmou: “0 meu galardão está comigo para dar a cada um segundo a sua obra” (Ap 22.12). Muitas pessoas confundem 0 Tribunal de Cristo com 0 juízo final, entretanto serão dois acontecimentos muito distintos. Segundo a Declaração de Fé das Assembleias de Deus, 0 Tribunal de Cristo será para os crentes. É 0 momento em que eles serão recompensados por todo o trabalho realizado em prol do Reino de Deus. Veremos que haverá uma recompensa para todos aqueles que serviram e servem a Cristo por amor, com zelo e excelência.

I – O QUE É O TRIBUNAL DE CRISTO

1. Uma avaliação das obras realizadas pelos crentes.

Se pela fé em Jesus Cristo nos tornamos filhos de Deus, certamente participaremos dessa grande audiência. Paulo diz que todos os salvos estão intimados a comparecerem ante o Tribunal de Cristo para receber “o que tiver feito por meio do corpo, ou bem, ou mal” (2 Co 5.10). Você consegue imaginar esse momento? Nessa hora, nossas obras, boas ou más, serão expostas diante de uma multidão de pessoas. Você já pensou a esse respeito? Haverá, certamente, muitas surpresas quando o Senhor trouxer juízo a respeito das nossas ações. Quando se dará o Tribunal de Cristo? Segundo a Declaração de Fé das Assembleias de Deus o Tribunal de Cristo se dará após o Arrebatamento da Igreja.

2.Uma prestação de contas.

Ainda não conseguimos compreender totalmente a justiça de Deus, contudo sabemos que o Senhor Jesus Cristo é justo e fiel; ELe não erra, seu julgamento é perfeito e Deus lhe outorgou todos os julgamentos (Jo 5.27).As Escrituras Sagradas nos mostram como será o julgamento dos crentes para a entrega dos galardões, o Tribunal de Cristo. Segundo Tim Lahaye, somente as obras que suportarem o fogo do julgamento divino serão recompensadas (1 Co 3.14).É importante ressaltar que no Tribunal de Cristo não haverá julgamento de pecados, os crentes somente receberão ou perderão recompensas. Contudo, esse será um momento de muito temor, pois as intenções dos corações dos homens serão reveladas diante de todos os crentes. Muitos fazem a obra de Deus por amor e obediência, de modo desinteressado. No entanto, alguns fazem a obra visando apenas lucro e fama, mas no Tribunal de Cristo tudo será revelado.

3. Um momento de recompensa ou a perda delas.

Alguns crentes pregaram a Cristo somente por inveja e porfia, mas outros anunciaram o Evangelho, fizeram uso dos seus dons e talentos, de boa vontade e por amor (Fp 1.15). Estes que pregam por porfia verão, no Tribunal de Cristo, suas obras serem queimadas e sofrerão perdas, quando do recebimento dos galardões. Jesus ensinou a respeito da importância de fazermos qualquer tipo de ação, como por exemplo, orar, dar esmolas e jejuar em secreto, para que não venhamos perder o nosso galardão no Céu (Mt 6.1-21). Muitos praticam boas ações e realizam a obra do Senhor somente para serem reconhecidos pelos homens. Esses já “receberam” a sua recompensa aqui na Terra. Que venhamos servir ao Senhor de modo a garantirmos o recebimento do inteiro galardão (2 Jo 8). No Tribunal de Cristo, haverá muitas surpresas, pois alguém que se achava grandemente usado por Deus e que era reconhecido pelos homens na Terra poderá ter suas obras reprovadas; e outro que não tinha nenhum tipo de reconhecimento e fez a obra do Senhor no anonimato, poderá ser grandemente honrado pelo Eterno.

II – O QUE ACONTECERÁ NO TRIBUNAL DE CRISTO

1. A fidelidade ao Senhor será recompensada.                                                                                                                                                                        

Continue lendo

 

 

 

 

 

 

 

 

 

✍COMENTARISTA: Pastor Elienai Cabral

📚 TEXTO ÁUREO

“Paulo, chamado pela vontade de Deus para ser apóstolo de Jesus Cristo.” (1 Co 1.1)

💡 VERDADE PRÁTICA

Deus chama pessoas para realizar grandes feitos no reino divino.

 LEITURA DIÁRIA

Segunda – Gl 1.15

Um chamado pela presciência de Deus

Terça – At 9.15,16

Paulo, um vaso escolhido de Deus

Quarta – At 9.17; 1 Co 14.18

Paulo na dimensão do Espírito

Quinta – At 22.14

Deus o escolhe de antemão para fazer a sua vontade

Sexta – Ef 1.1

Paulo, separado para ser apóstolo

Sábado – Gl 1.17,18

A escola do deserto na Arábia

Atos 9.15-22; Gálatas 1.11-18

📚 LEITURA BÍBLICA EM CLASSE

Atos 9.15-22; Gálatas 1.11-18

Atos 9

15 – Disse-lhe, porém, o Senhor: Vai, porque este é para mim um vaso escolhido para levar o meu nome diante dos gentios, e dos reis, e dos filhos de Israel.

16 – E eu lhe mostrarei quanto deve padecer pelo meu nome.

17 – E Ananias foi, e entrou na casa, e, impondo-lhe as mãos, disse: Irmão Saulo, o Senhor Jesus, que te apareceu no caminho por onde vinhas, me enviou, para que tornes a ver e sejas cheio do Espírito Santo.

18 – E logo lhe caíram dos olhos como que umas escamas, e recuperou a vista; e, levantando-se, foi batizado.

19 – E, tendo comido, ficou confortado. E esteve Saulo alguns dias com os discípulos que estavam em Damasco.

20 – E logo, nas sinagogas, pregava a Jesus, que este era o Filho de Deus.

21 – Todos os que o ouviam estavam atônitos e diziam: Não é este o que em Jerusalém perseguia os que invocavam este nome e para isso veio aqui, para os levar presos aos principais dos sacerdotes?

22 – Saulo, porém, se esforçava muito mais e confundia os judeus que habitavam em Damasco, provando que aquele era o Cristo.

Gálatas 1

11Mas faço-vos saber, irmãos, que o evangelho que por mim foi anunciado não é segundo os homens,

12porque não o recebi de homem algum, mas pela revelação de Jesus Cristo.

13 – Porque já ouvistes qual foi antigamente a minha conduta no judaísmo, como sobremaneira perseguia a igreja de Deus e a assolava.

14E, na minha nação, excedia em judaísmo a muitos da minha idade, sendo extremamente zeloso das tradições de meus pais.

15Mas, quando aprouve a Deus, que desde o ventre de minha mãe me separou e me chamou pela sua graça,

16revelar seu Filho em mim, para que o pregasse entre os gentios, não consultei carne nem sangue,

17nem tornei a Jerusalém, a ter com os que já antes de mim eram apóstolos, mas parti para a Arábia e voltei outra vez a Damasco.

18Depois, passados três anos, fui a Jerusalém para ver a Pedro e fiquei com ele quinze dias.

🎵 HINOS SUGERIDOS 🎵

16, 93, 600 da Harpa Cristã

🎯 OBJETIVO GERAL

Revelar que Deus vocaciona atualmente os crentes para a sua obra.

📌 OBJETIVOS ESPECÍFICOS

Salientar o ponto de partida para a vocação de Paulo;

Enfatizar que a vocação de Paulo foi efetivada pelo Cristo Ressurreto;

Relacionar a vocação de Paulo com o aprendizado no deserto.

👍  INTERAGINDO COM O PROFESSOR

Antes de o apóstolo Paulo exercer a sua vocação, ele passou por um aprendizado no deserto. O deserto lhe ensinou mais sobre Jesus, onde o apóstolo pôde reavaliar-se diante de Deus, mediante suas crenças e convicções. Ele podia agora confrontá-las com a revelação da graça de Deus em Cristo. Ainda no deserto, ele pôde refletir sobre a simplicidade, dominar suas paixões instintivas e, por meio da solidão, aprender a depender de Deus. O deserto que Paulo experimentou pode trazer profundos aprendizados para os nossos próprios “desertos”, quando os experimentamos quer na vida cotidiana, quer no ministério dado por Deus.

INTRODUÇÃO

Nesta lição, estudaremos a respeito da vocação de Paulo para o santo apostolado. Veremos o ponto de partida de sua vocação e sua escola de formação no deserto da Arábia. Assim, teremos uma visão geral de como Deus usa o tempo e as circunstâncias para formar um ministério útil para o Reino de Deus.

PONTO CENTRAL

Deus chama para a sua obra.

I – O PONTO DE PARTIDA PARA A VOCAÇÃO DE PAULO

  1. Chamada e presciência divina.

A vocação de Paulo foi estabelecida segundo a presciência de Deus. Ele mesmo confirma esse fato aos gálatas, quando escreve: “Mas, quando aprouve a Deus, que desde o ventre de minha mãe me separou e me chamou pela sua graça” (Gl 1.15). O apóstolo experimentou uma completa transformação por meio do encontro com Cristo, e foi vocacionado por Ele para uma grande obra. O Livro de Atos atesta para uma chamada presciente quando o nosso Senhor diz a Ananias: “Vai, porque este é para mim um vaso escolhido para levar o meu nome diante dos gentios, e dos reis, e dos filhos de Israel. E eu lhe mostrarei quanto deve padecer pelo meu nome” (At 9.15,16). Assim, Paulo foi batizado no Espírito Santo, batizado nas águas e teve a sua visão recuperada (At 9.18).

2.Um ministério na plenitude do Espírito.

Depois de passar pela experiência do Novo Nascimento, Paulo recebeu a plenitude do Espírito, isto é, ele foi batizado no Espírito Santo (At 9.17). Nesse sentido, o Livro de Atos revela que o ministério do apóstolo dos gentios recebeu uma unção especial do Espírito Santo. Foi um ministério marcado por pregação poderosa, curas, sinais, prodígios e maravilhas. Com o ministério do apóstolo, aprendemos que não podemos fazer a obra de Deus sem a atuação do Espírito Santo. Ele é que confirma a Palavra e a obra.

3.Deus mudou o nome de Saulo para Paulo?

Na Bíblia, vemos ocasiões em que Deus mudou o nome de pessoas (Abrão para Abraão [Gn 17.5]; Jacó para Israel [Gn 35.10]), como Jesus alterou o nome de Simão para Pedro (Mc 3.16; Jo 1.42). Entretanto, isso não se deu com o nome do apóstolo Paulo. Não há qualquer menção disso na Bíblia. O que explica a mudança de ênfase do nome de Saulo para Paulo é a origem do apóstolo. O nome “Saulo” (aportuguesado de “Saul”) remonta sua origem judaica; já “Paulo” (aportuguesado de Paulus, em latim), sua cidadania romana. Como o ministério do apóstolo buscava alcançar os gentios, o nome “Paulo” foi naturalmente usado no trabalho missionário e, consequentemente, nas Escrituras canônicas.

SÍNTESE DO TÓPICO I

O ponto de partida para a vocação de Paulo foi a presciência divina e a pessoa do Espírito.

SUBSÍDIO PEDAGÓGICO

Parece que no passado havia uma percepção maior a respeito de jovens, e de muitos outros irmãos que entregavam a sua vida a Cristo, que desejavam por uma vocação na obra de Deus. Muitos se planejavam para ir aos seminários a fim de aperfeiçoarem-se para servir melhor na obra de Deus. Muitos obreiros relatam não perceber essa mesma disposição com o mesmo sentimento de outrora. Claro que isso não significa que não haja pessoas sendo vocacionadas, pois Deus as chama em qualquer tempo. Nesse sentido, promova uma reflexão a respeito das vocações por meio das seguintes indagações: Você se sente vocacionado por Deus para alguma obra? Em algum momento de sua vida, você ignorou ou tem ignorado esse chamado? O que você poderia fazer para aperfeiçoar-se melhor na obra de Deus?

Você deve promover essa reflexão como introdução ao tema desta semana, ressaltando sempre que Deus chama pessoas para a sua obra.

II – UMA VOCAÇÃO EFETIVADA PELO CRISTO RESSURRETO

1.Saulo viu o esplendor glorioso do Cristo ressurreto (At 9.3-6).

Não foi uma miragem, nem uma ilusão de ótica, mas Saulo viu realmente o Cristo ressurreto, a quem ele perseguia (At 9.17). Essa visão gloriosa ofuscou seu orgulho ante às autoridades judaicas e foi definitiva para a vida daquele que, mais tarde, seria um embaixador de Cristo entre os gentios.

2.Uma vocação inevitável para o apostolado entre os gentios.

Deus escolheu Saulo de antemão para fazer conhecer a sua vontade (At 22.14). Qual era a vontade dEle para Saulo? Torná-lo um embaixador de Cristo, um pregador do Evangelho (At 9.20). Não por acaso, as várias cartas do apóstolo às igrejas plantadas por ele eram assim identificadas: “Paulo, apóstolo de Jesus Cristo, pela vontade de Deus” (Ef 1.1). O apóstolo não foi ordenado em Jerusalém, nem por uma comissão de apóstolos formada por Pedro, João e Tiago, ou por outros apóstolos de Cristo. O que prevaleceu foi a declaração de Jesus para Ananias, discípulo fiel de Cristo em Damasco: “Vá, porque este é para mim um instrumento escolhido para levar o meu nome diante dos gentios e reis, bem como diante dos filhos de Israel” (At 9.15). Ananias, com autoridade delegada pelo próprio Senhor Jesus numa visão, foi ao encontro de Saulo, na rua chamada Direita, e lá chegando, “impôs as mãos sobre Saulo” (At 9.17)

3.A vocação mudou o rumo da vida de Saulo.

CONHEÇA MAIS

Continue lendo

Aposentados e pensionistas do Instituto Nacional do Seguro Social (INSS) podem receber um salário extra ainda este ano. Isso porque, a Comissão de Seguridade Social e Família da Câmara dos Deputados aprovou na última semana a proposta que visa dobrar o 13º salário.

A medida pretende beneficiar os segurados que já recebem o abono extra, como o grupo de aposentados, pensionistas e beneficiários de diversos auxílios da Previdência Social, como por morte, doença, acidente ou reclusão. Além da aprovação, o texto recebeu parecer favorável da relatora e deputada Flávia Morais. Na ocasião, foi anexado ao Projeto de Lei 4367/20 do deputado Pompeo de Mattos, o texto o apensado PL 5641/20.“A concessão em dobro do benefício poderá estimular a recuperação econômica, tão necessária para a redução do desemprego e da fome, que vêm se disseminando”, disse a deputada.

Pagamento do 13º salário em dobro

Conforme o substitutivo recém-aprovado, o pagamento do benefício extra aos segurados do INSS deverá acontecer até o ano de 2023, caso a medida seja aprovada como lei no Senado Federal e sancionada pelo presidente da república. “A concessão excepcional dessas parcelas contribuirá para os recursos necessários às famílias nas despesas de final de ano”, destacou a relatora. De acordo com o relator da proposta original, Pompeo de Mattos, a concessão de um novo abono será de importância significativa para os segurados da Previdência e suas famílias, inclusive, diante os impactos da pandemia decorrente da Covid-19.“Valores do 13º salário recebidos por aposentados e pensionistas são elementos importantes na dinâmica econômica do país”, ressaltou Pompeo

o. Vale ressaltar que a proposta está tramitando em caráter conclusivo, devendo ainda ser analisada pelas comissões de Finanças e Tributação; e de Constituição e Justiça e de Cidadania.

Pagamentos do INSS começam na próxima semana

Segurados do Instituto Nacional do Seguro Social (INSS) terão acesso a mensalidade a partir da próxima semana. Os pagamentos são realizados em dois calendários, sendo um destinado aos aposentados e pensionistas que recebem até um salário mínimo (R$ 1.100), e outro para os beneficiários que recebem uma quantia superior.

Pagamento de outubro

Os segurados que recebem um piso nacional receberão a mensalidade a partir da próxima segunda-feira (28), os demais, a partir do dia 1º de novembro. Vale ressaltar que ambos os casos os repasses ocorrem de maneira escalonada, conforme o dígito final do Número de Identificação Social (NIS).

Calendário de pagamentos para quem recebe até um salário mínimo:

  • NIS final 1: Recebem dia 25 de outubro;
  • NIS final 2: Recebem dia 26 de outubro;
  • NIS final 3: Recebem dia 27 de outubro;
  • NIS final 4: Recebem dia 28 de outubro;
  • NIS final 5: Recebem dia 29 de outubro;
  • NIS final 6: Recebem dia 1º de novembro;
  • NIS final 7: Recebem dia 3 de novembro;
  • NIS final 8: Recebem dia 4 de novembro;
  • NIS final 9: Recebem dia 5 de novembro;
  • NIS final 0: Recebem dia 8 de novembro.

Calendário de pagamentos para quem recebe mais que um salário mínimo:

  • NIS final 1 e 6: Recebem dia 1º de novembro;
  • NIS final 2 e 7: Recebem dia 3 de novembro;
  • NIS final 3 e 8: Recebem dia 4 de novembro;
  • NIS final 4 e 9: Recebem dia 5 de novembro;
  • NIS final 5 e 0: Recebem dia 8 de novembro.
  • noticiasconcursos

A medida visa conceder uma bolsa no valor de R$ 1.000 para desempregados ou empreendedores informais de baixa renda.

Governo de São Paulo lança mais um abono. Devido a crescente onda de desemprego no país, em decorrência da crise econômica oriunda da pandemia do coronavírus, o Estado juntamente com a Secretaria do Desenvolvimento Econômico criou o Bolsa Empreendedor.

A medida visa conceder uma bolsa no valor de R$ 1.000 para desempregados ou empreendedores informais de baixa renda. No entanto, é necessário que tais cidadãos passem pela formalização como MEI (microempreendedor individual), ou participem de cursos de qualificação empreendedora. Os cursos serão realizados por meio do programa Empreenda Rápido, em parceria com o Sebrae. As aulas serão tanto virtuais como presenciais, com carga horária de 20h, afim de concluir uma semana de estudos. As turmas serão divididas entre os meses de setembro e dezembro. As inscrições estarão abertas até o próximo domingo, 24, e devem ser realizadas no portal Bolsa Povo. Feito o cadastro, o candidato deverá aguardar o comunicado do programa para saber se foi ou não selecionado. A expectativa é que a resposta seja liberada no dia 1º de novembro, através de SMS ou mensagem de e-mail.

Requisitos do programa

Para conseguir participar do programa, o cidadão deve ter mais que 18 anos, residir no estado de São Paulo, estar sem situação de vulnerabilidade, incluindo desemprego ou ser MEI. Além disso, o programa visa dá prioridade a grupos inclusivos, como pessoas portadoras de deficiência, mulheres, pessoas com idade entre 18 e 35 anos e pretos, pardos ou indígenas. Contudo, segundo o governo do Estado, a expectativa é que o programa atenda cerca de 180 mil cidadãos paulistas.

Bolsa Povo de R$1.000

O Governo de São Paulo criou o programa para atender os alunos em situação de extrema vulnerabilidade que costumam sair da escola para buscarem um emprego para ajudar no sustento da família. Atualmente, a rede estadual de São Paulo possui cerca de 3,5 milhões de estudantes matriculados regularmente. Desse total, 770 mil são membros de famílias em situação de pobreza ou extrema pobreza. “Este programa é inédito no Brasil. Tanto no formato, pois estaremos pagando sempre por bimestre, e vamos continuar avançando para promover a recuperação e prevenir a evasão”, disse o secretário estadual da Educação, Rossieli Soares.

Programa Bolsa do Povo

Bolsa Povo foi liberado para atender os estudantes nos meses de 2021 e 2022. Todavia, só podem receber o benefício aqueles que estiverem devidamente matriculados no 9º ano do ensino fundamental anos finais ou em alguma série do ensino médio. Além disso, os discentes devem apresentar uma frequência escolar de 80%, de 2 a 3 horas de estudos pelo aplicativo Centro de Mídias SP (CMSP), além de participarem das avaliações de conhecimento. Caso seja estudante do 3º ano do ensino médio, o cidadão terá que participar das atividades de preparação para o Exame Nacional do Ensino Médio (ENEM) deste ano. Para isso, o Governo do estado está investindo R$ 400 milhões, para serem distribuídos em R$ 1 mil para cada aluno. Vale ressaltar que o benefício não será disponibilizado em uma única parcela, sendo concedido conforme os meses do ano letivo.

noticiasconcursos

Garoto americano comemora ao receber a primeira dose do imunizante em Connecticut: aplicação autorizada a partir dos 12 anos -  (crédito: Joseph Prezioso/AFP - 13/5/21)
Garoto americano comemora ao receber a primeira dose do imunizante em Connecticut: aplicação autorizada a partir dos 12 anos – (crédito: Joseph Prezioso/AFP – 13/5/21)

Um dia depois de divulgar resultados positivos sobre o alcance da terceira dose de sua vacina contra a covid-19, a empresa americana Pfizer anunciou que o imunizante, desenvolvido com a alemã BioNTech, é altamente eficiente em crianças. Testes feitos pelo laboratório farmacêutico revelaram uma eficácia de 90,7% na prevenção das formas sintomáticas da doença em imunizados com idade entre 5 anos e 11 anos. Os dados foram enviados à Agência de Regulação de Alimentos e Medicamentos dos Estados Unidos (FDA, em inglês), que convocou para a próxima terça-feira uma reunião com especialistas independentes, na qual decidirá se concede uma autorização para aplicação do fármaco nessa faixa etária. Atualmente, está autorizada a vacinação a partir de 12 anos.

Em seu comunicado, a Pfizer informou que os dados animadores foram vistos em uma análise com cerca de 2.250 crianças, divididas em dois grupos. Uma parte delas passou pelo regime completo de imunização, que consiste na aplicação de duas doses da vacina com três semanas de intervalo entre elas, e a outra parcela recebeu um placebo. Nos vacinados foram aplicadas doses menores do medicamento, com apenas um terço (10 microgramas) da quantidade administrada em adultos e adolescentes (30 microgramas).De acordo com a empresa, 16 crianças que receberam o placebo foram infectadas com o novo coronavírus, enquanto apenas três casos positivos do Sars-CoV-2 foram registrados no grupo imunizado. “Com esses dados, confirmamos que a eficácia da vacina contra a covid-19 sintomática, ao menos sete dias após a aplicação da segunda dose, foi de 90,7% entre a faixa etária avaliada”, indicou a nota. Os responsáveis pela análise também informaram que a maioria dos casos positivos ocorreu quando a variante delta do novo coronavírus era dominante nos Estados Unidos e no resto do mundo. A empresa destacou que não houve casos graves da enfermidade ou da síndrome inflamatória multissistêmica em crianças, uma condição pós-viral rara, mas preocupante. Também não foram registrados episódios de miocardite ou pericardite (inflamação do coração ou ao redor do coração), porém os investigadores explicaram que não há voluntários suficientes no estudo para poder detectar efeitos colaterais muito raros. Acredita-se que os meninos adolescentes são um grupo de maior risco. É a primeira vez que a Pfizer divulga uma estimativa da eficácia de sua vacina anticovid em crianças menores. O relatório anterior da empresa indicava apenas que o imunizante, feito com a nova tecnologia de RNA mensageiro, produzia uma resposta imune sólida entre o grupo mais jovem. O governo dos Estados Unidos já anunciou que está pronto para lançar a campanha de vacinação para as 28 milhões de crianças de 5 a 11 anos no país. Assim que a FDA der o aval, o imunizante “será distribuído rapidamente e disponibilizado de forma igualitária a famílias de todo o país”, informou a Casa Branca.

Queda significativa da mortalidade

Continue lendo

FOTO: SÉRGIO LIMA/ AFP
O ministro da Economia, Paulo Guedes, se transformou em um zumbi na Esplanada dos Ministérios. Apesar de garantir, ao lado do presidente Jair Bolsonaro, que continua firme no cargo, todos sabem que ele pediu, sim, demissão, e que só não caiu porque ninguém de peso quer assumir o comando da política econômica do país no atual governo.

Se realmente estivesse forte, Guedes não precisaria que o presidente da República se deslocasse para o Ministério da Economia a fim de fazerem um pronunciamento conjunto, de apoio mútuo. Até aquele momento, o ministro estava fora do governo. Ele precisava de um suporte para não cair de podre. Guedes se submeteu a mais uma humilhação. Além de não conseguir reverter nenhuma das gambiarras fiscais que levaram aos pedidos de demissão de quatro importantes secretários do ministério, assumiu publicamente que entrou para a ala dos fura-teto. O vexame de Guedes ficou maior ao admitir que a ala política do governo foi até o banqueiro André Esteves, do BTG Pactual, procurar um substituto para ele, o ex-secretário do Tesouro Mansueto Almeida. A confissão veio por meio de um ato falho, ao anunciar o substituto de Bruno Funchal para a Secretaria Especial do Tesouro e Orçamento. Em vez de Esteves Colnago, Guedes disse André Esteves.

O bobo da corte

Daqui por diante, Guedes viverá na corda bamba. A ala política do governo, liderada pelo Centrão, vai encurralá-lo até ele pedir arrego. O argumento do fogo amigo já está pronto: o ministro não terá o que entregar quando as eleições começarem para valer. A economia estará no buraco, com inflação e juros em alta. Guedes rasgou a cartilha liberal para entregar o que Bolsonaro queria, o Auxílio Brasil de R$ 400, mas, com o custo de vida nas alturas — alimentos, energia elétrica, combustíveis —, o benefício será corroído rapidamente. De nada adiantará jogar a responsabilidade fiscal no lixo. O ministro fez suas escolhas. Jogou na mesa o pedido de demissão apostando que Bolsonaro o recusaria. E acertou no alvo. Contudo, diminuiu de uma forma tão aviltante, que virou uma peça descartável. Guedes levou 30 anos para realizar o sonho de ser ministro. Agora, é visto como o bobo da corte.

“Ele agora colocar as mãos, vergonhoso das gravidades que cometeu“.

correiobraziliense

     A Santa Ceia da Igreja Evangélica Assembleia de Deus em Santa Terezinha PE, que foi realizada neste dia 21/10/2021, foi impactante pela presença do Senhor Jesus.
   Ceia do Senhor é nossa oportunidade para lembrar o sacrifício que Jesus fez na cruz, pelo qual ele nos oferece a esperança da vida eterna: “Porque todas as vezes que comerdes este pão e beberdes o cálice anunciais a morte do Senhor, até que ele venha” . (1 Coríntios 11:26).
   
   
ASSISTAM O VÍDEOPorque, sempre que comerem deste pão e beberem deste cálice, vocês anunciam a morte do Senhor até que ele venha. 1 Coríntios 11:26

Foi maravilhoso a presença de Deus naquele lugar, como sempre!

Por Gioras Xerez, g1 CE

 

Mulher relata que pega carne verde do lixo, escalda e dá para filhos comerem em Fortaleza
Mulher relata que pega carne verde do lixo, escalda e dá para filhos comerem em Fortaleza

São quase 9 horas desta quarta-feira (20), e a desempregada Jocasta Batista, de 31 anos, espera ansiosamente o caminhão de lixo chegar aos fundos de um complexo comercial na rua Bento Albuquerque, no Bairro Cocó, em Fortaleza. Ela depende do lixo para poder sobreviver e alimentar três filhas (de três, sete e 12 anos).Jocasta é uma das pessoas que aparecem em um vídeo que viralizou nas redes sociais mostrando um grupo revirando a caçamba de um caminhão de lixo para conseguir comida, ao lado de um supermercado no Bairro Cocó, área nobre de Fortaleza, no dia 28 de setembro. A imagem gravada por um motorista de aplicativo foi compartilhada nas redes sociais no domingo (17). (veja o vídeo acima)

“Eu pego banana, fruta e carne verde. Eu escaldo, eu como e minhas filhas comem. Danone vencido também”, relata.

A mulher está desempregada. Ela trabalhava como encarregada de serviços gerais e como doméstica e diz que, se tivesse oportunidade, não teria a necessidade de mexer no lixo para sobreviver. Sobre a coleta no lixo, Jocasta afirma que tem de ser rápida para não prejudicar os lixeiros e o motorista do caminhão.

“Quando o caminhão chega ,eles pegam o camburão rápido. Temos que ser ligeiros para pegar. Quando eles jogam nós temos que correr pra dentro da caçamba que é cheia de lama e suja. Tem que ser bem rápido para conseguir pegar. Se não for daí, minhas filhas não terão o que comer”, relata.

                                                           

Pessoas buscam comida em caminhão de lixo em Fortaleza; Jocasta, de blusa vermelha e bermuda, conversou com o g1 nesta quarta ‘O que os ricos comem também comemos. Só que estragado’

A cuidadora de idosos, Maria de Lourdes da Silva, 43 anos, também depende do lixo para sobreviver. Ao lado do marido e zelador, Francisco Antônio Dimas, 38 anos, visita o local todos os dias. O amigo Francisco Antônio da Silva, 53 anos, sempre fica por perto.

O casal Maria de Lourdes e Francisco Dimas, que também aparece no vídeo buscando comida no caminhão, e Francisco Antônio da Silva — Foto: Gioras Xerez/Sistema Verdes Mares

O casal Maria de Lourdes e Francisco Dimas, que também aparece no vídeo buscando comida no caminhão, e Francisco Antônio da Silva — Foto: Gioras Xerez/Sistema Verdes Mares

Antes da pandemia, Maria de Lourdes trabalhava como cuidadora de idosos e relata que não faltava emprego. “Eu fiz um curso para cuidar de idosos, mas trabalhava em outras coisas. Nunca faltava nada. Agora sou recicladora. Por conta das dificuldades, agora, tenho que ficar nesta situação. Pegar o que se encontra vencido no lixo”, conta.

O marido Francisco Antônio Dimas trabalhava em uma empresa e durante a pandemia foi demitido. Sobre a cena que repercutiu nas redes sociais, ele comenta com bom humor.

“Tudo que os ricos comem nós também comemos. Só que estragados. Todo mundo se alimenta aqui na maioria das vezes do que sai dos sacos do lixo daqui”, fala apontando para o local onde o caminhão costuma estacionar.

Manhã improdutiva

Na manhã desta quarta, Maria de Lourdes estava preocupada. Ela diz que o caminhão passou muito cedo e não deu para aproveitar o dia. “O dia hoje não foi produtivo para a gente. Perdemos o caminhão. Chegamos aqui pouco antes das 7h da manhã e ele passou 5h. Agora não sabemos como vai ser o nosso dia. O que temos agora aqui é o que gente conseguiu no caminhão da tarde de segunda-feira (18). Difícil viver, levar a vida assim né?”, reclama. Maria de Lourdes mora no Bairro Vicente Pinzón e sai de casa com o marido todos os dias pontualmente às 4h. É uma viagem de quase 40 minutos de bicicleta até o local. Ao ser perguntada o que se pode aproveitar ela diz que tudo é aproveitado. “Aproveitamos tudo. Pego pão, iogurte, alface, tomate, maçãs e bananas. As hortaliças e frutas são as coisas mais fáceis e que vem com menos problemas”, afirmou.

Maria de Lourdes da Silva já trabalhou como cuidadora de idosos, mas hoje vive vendendo materiais com reciclagem. — Foto: Gioras Xerez/Sistema Verdes Mares

Maria de Lourdes da Silva já trabalhou como cuidadora de idosos, mas hoje vive vendendo materiais com reciclagem. — Foto: Gioras Xerez/Sistema Verdes Mares

Todo mundo que depende do caminhão do lixo se ajuda, diz Maria de Lourdes. Quando um chega atrasado ou não consegue ser tão rápido como alguns, os alimentos são divididos. “Somos uma equipe. Não moramos na mesma casa, no mesmo bairro, porém estamos na mesma situação. Tudo aqui se divide. Quando um está com fome eu dou uma bolacha, um pão, uma fruta. Pode não ser do dia, mas é do coração. Importante é um ajudar o outro e tentar sair daqui com sentimento mínimo de fome.”

A cuidadora ressalta também a contribuição de moradores locais que sempre ajudam com um prato de comida ou com lanches.

“Não é todo dia, mas [às vezes] aparece um cristão com um prato de comida, uma garrafa com água ou um lanche. Sempre agradecemos e o que desejamos é que a situação melhore. Não é digno para ninguém viver assim todos os dias. Nesta incerteza. Muita preocupação e às vezes esquecemos até que sentimos fome”.

” Onde se encontram nossos representantes?:????????? Que atrocidade!!!

g1.globo

A direção da Universal do Reino de Deus (Iurd) denunciou à Polícia Civil do Distrito Federal (PCDF) um pastor que teria desviado cerca R$ 30 milhões da igreja.

Antigo morador de Ceilândia, o religioso, que é formado em arquitetura, foi um dos responsáveis pela construção do Templo de Salomão, erguido no bairro do Brás, em São Paulo. Ele também tocava as obras da nova sede da Universal, que ocupa uma área de 52 mil metros quadrados e fica às margens do Pistão Sul, em Taguatinga. De acordo com a denúncia feita pelos advogados da Universal, o arquiteto e pastor teria direcionado contratos para uma construtora localizada em Portugal. Ele ainda estaria lavando dinheiro em solo estrangeiro. Após constatar as irregularidades, a Universal entrou em contato com o suspeito, que fugiu. Até o momento, não há informações sobre o seu paradeiro. A PCDF optou por não divulgar o nome do arquiteto para não comprometer as investigações.

Novo templo

A versão candanga do Templo Salomão (projeção na imagem destacada) contará com heliponto, elevador privativo, espelho d’água, arborização, três andares de garagem subterrânea, vista livre para o céu e poderá ter até uma esteira para carregar o dízimo dos fiéis para um cofre. O novo centro terá capacidade para receber 5 mil pessoas.

No último dia 9, o Metrópoles revelou outra investigação envolvendo lideranças da Universal. Pelo menos 12 ex-pastores são acusados de desviar ao menos R$ 3 milhões de dízimos e ofertas dos cofres da entidade religiosa.

É impossível evitar os escândalos?
ESCÂNDALO. A verdade aqui é que eles sempre foram e sempre serão assim; por isso cada qual colherá os frutos de sua péssima plantação; e este é o motivo de estar escrito: “Mas ai daqueles por quem (os escândalos) vierem.” Lucas 17.1b…
“Cuidado com os falsos profetas. Eles vêm a vocês vestidos de peles de ovelhas, mas por dentro são lobos devoradores. Vocês os reconhecerão por seus frutos. Pode alguém colher uvas de um espinheiro ou figos de ervas daninhas? Semelhantemente, toda árvore boa dá frutos bons, mas a árvore ruim dá frutos ruins. A árvore boa não pode dar frutos ruins, nem a árvore ruim pode dar frutos bons. Toda árvore que não produz bons frutos é cortada e lançada ao fogo. Assim, pelos seus frutos vocês os reconhecerão!
Mateus 7:15-20
Em Jeremias 23, o Senhor Deus dedica grande atenção aos falsos profetas. O Senhor os acusa profundamente de ser os responsáveis pelo desvio do povo. Eles profetizaram apenas o que o povo queria ouvir, aquilo que os agradava. Isto fez com que a nação fosse ficando cada vez mais longe de Deus.

Jeremias 23.1 – 4: Ai dos falsos pastores

1 “Ai dos pastores que destroem e dispersam as ovelhas do meu pasto!”, diz o Senhor.

2 Portanto, assim diz o Senhor, Deus de Israel, aos pastores que tomam conta do meu povo: “Foram vocês que dispersaram e expulsaram o meu rebanho, e não cuidaram dele. Mas eu vou castigar vocês pelos seus maus procedimentos”, declara o Senhor.

3 Eu mesmo reunirei os remanescentes do meu rebanho de todas as terras para onde os expulsei e os trarei de volta à sua pastagem, a fim de que cresçam e se multipliquem.

4 Estabelecerei sobre eles pastores que cuidarão deles. E eles não mais terão medo ou pavor, e nenhum deles faltará, declara o Senhor.

” Já basta os “políticos”

jesuseabiblia

metropoles

O Senado aprovou hoje (19) a criação do Programa Gás para os Brasileiros, o chamado auxílio gás. O programa vai auxiliar famílias de baixa renda na compra do gás de cozinha. O projeto de lei (PL) prevê que cada família receba bimestralmente o equivalente a 40% do preço do botijão de gás. O projeto retorna à Câmara.

De acordo com o PL aprovado, serão beneficiadas famílias inscritas no Cadastro Único para Programas Sociais do Governo Federal (CadÚnico), com renda familiar mensal per capita menor ou igual a meio salário-mínimo, ou que morem na mesma casa de beneficiário do Benefício de Prestação Continuada (BPC).O programa será financiado com recursos dos royalties pertencentes à União na produção de petróleo e gás natural sob o regime de partilha de produção, de parte da venda do excedente em óleo da União e bônus de assinatura nas licitações de áreas para a exploração de petróleo e de gás natural. Além disso, serão utilizados outros recursos que venham a ser previstos no Orçamento Geral da União e dividendos da Petrobras pagos ao Tesouro Nacional. Entre as justificativas do autor do projeto, senador Eduardo Braga (MDB-AM), está o aumento do preço do gás de cozinha nos últimos meses o que tem feito com que famílias optem pelo o uso de lenha, carvão e, até mesmo, etanol para o preparo dos alimentos o que provocou o aumento de doenças pulmonares e acidentes com queimaduras. Para ele, o projeto traz “justiça social”, devolvendo à população parte do lucro da Petrobras obtido no mercado. “Estamos fazendo uma justiça social quando estabelecemos fontes de financiamento que não são fiscais. A fonte de financiamento diz respeito aos dividendos que a União recebe pelas suas ações da Petrobras, pelo lucro que a União obtém. Estamos pegando o lucro das ações da Petrobras e devolvendo pro povo humilde.”Na avaliação do relator do projeto no Senado, Marcelo Castro (MDB-PI), a mais recente política de preços da Petrobras, adotada na gestão do presidente Michel Temer, com a estatal sob comando de Pedro Parente, pavimentou a crise dos combustíveis vivida hoje.

“A primeira providência que ele [Parente] tomou foi eliminar os subsídios, deixar de controlar os preços da Petrobras e atrelou os preços dos combustíveis ao mercado internacional, ao preço em dólar do barril de petróleo. Então, eliminando o subsídio dos combustíveis, evidentemente, eliminou o subsídio do GLP, do gás de cozinha”, disse o senador.”Com a política que foi feita, nós sabemos das consequências, da greve dos caminhoneiros. Mas o fato é que, à medida em que o petróleo aumenta de preço, imediatamente, de 15 em 15 dias, aumenta de preço aqui no Brasil. Se o dólar se valoriza e o nosso real se desvaloriza, aumenta de preço também. E isso levou ao que nós estamos vivendo hoje: uma gasolina de R$ 7 o litro e o GLP de R$ 100, R$ 120, R$ 130″, acrescentou. O PL retorna para nova apreciação dos deputados porque Castro alterou a forma de financiamento do programa. O texto que saiu da Câmara previa o uso de recursos da Contribuição de Intervenção no Domínio Econômico (Cide), imposto sobre a importação e a comercialização de gasolina. Mas o relator entendeu que o aumento de tributos provocaria “um indesejável impacto inflacionário”.

correiobraziliense

Daniel Lima

Estamos acostumados a ter sempre alguém por perto. Desde a primeira infância, o bebê deseja ter alguém próximo. Isso se intensifica e se torna um elemento fundamental à saúde emocional humana. Esse sentimento é tão forte que o conhecido Tom Jobim escreveu:

Vou te contar
Os olhos já não podem ver
Coisas que só o coração pode entender
Fundamental é mesmo o amor
É impossível ser feliz sozinho [1]

No entanto, por que será que não gostamos de ficar sozinhos? Pois, em primeiro lugar, fomos criados para comunhão (Gênesis 1.27). Fundamentalmente comunhão com Deus, mas também comunhão com os outros. Logo no capítulo 2 de Gênesis, Deus, após afirmar que tudo o que criara era bom, declara: “Não é bom que o homem esteja só; farei para ele alguém que o auxilie e lhe corresponda” (verso 18).

Gênesis 2.25) foi rompida (Gênesis 3.7). Mas a imagem de Deus não foi totalmente destruída (Gênesis 9.6). O ser humano ainda anseia por esse contato, por relacionamento e por isso resiste à ideia de ficar sozinho.

Ao longo do tempo, no entanto, inúmeros homens e mulheres piedosos têm afirmado que é fundamental estar a sós com Deus em nossa caminhada de fé. Alguns chamam esse tempo a sós com Deus de solitude, que se distingue da solidão por ser voluntária e com o objetivo de buscar a Deus. Jonathan Edwards, um pastor e escritor conhecido por sua espiritualidade, afirma:

Um verdadeiro cristão sem dúvida se agrada de comunhão espiritual e conversas cristãs […] No entanto, ele também se agrada, às vezes, de se retirar de toda humanidade e conversar com Deus em lugares solitários. E isso tem a vantagem única de corrigir seu coração e envolver suas emoções. A verdadeira religião incentiva pessoas a estarem sós em lugares solitários para meditação e oração. [2]

A Bíblia está repleta de histórias em que homens se isolaram para ouvir a Deus. Vejamos algumas:

  1. Moisés (Êxodo 3–4). O chamado de Moisés se dá em um momento em que ele está a sós no deserto. A princípio seu isolamento é fruto de seu trabalho, mas, quando Deus o chama, ele se isola para ouvi-lo. É revelador que mais tarde, durante o Êxodo, Moisés montou sua tenda fora do acampamento (Êxodo 33.7), isolando-se do dia a dia para ouvir a Deus.
  2. Israel (Oseias 2.13-14). Deus apresenta a Oseias seu plano para reconquistar Israel, que tem sido infiel a ele. Seu plano é levar Israel para o deserto (isolamento) para ali reconquistá-lo, falar com carinho e atrair seu povo de volta para seu amor.
  3. Jesus (Mateus 4.1-11). O próprio Jesus, logo após ser afirmado como Filho Amado, é levado para o deserto pelo Espírito Santo para ali ser tentado. Jesus repetidamente se isolava em seu ministério para estar com o Pai (Marcos 1.35).

Deus certamente não está limitado ao nosso isolamento para falar conosco, mas nós precisamos desse isolamento. Às vezes precisamos nos afastar de todos para que outros relacionamentos, por mais importantes que sejam, não interfiram naquele que é nosso relacionamento fundamental – com Deus. Quando nos isolamos, todo esforço para manter aparências, para impressionar, para ocultar pecados e limitações pode ser lançado fora. Estamos finalmente a sós com nosso Criador e Salvador, aquele que conhece o íntimo de nosso ser. Em Salmos 139.1-4, Davi expressa bem o quanto somos conhecidos por nosso Deus:

“Senhor, tu me sondas e me conheces. Sabes quando me sento e quando me levanto; de longe percebes os meus pensamentos. Sabes muito bem quando trabalho e quando descanso; todos os meus caminhos são bem conhecidos por ti. Antes mesmo que a palavra me chegue à língua, tu já a conheces inteiramente, Senhor.”

Ainda assim somos amados e protegidos por ele. Você e eu precisamos às vezes nos afastar de outros relacionamentos para nos encontrarmos com nosso Deus a sós. Precisamos reconhecer que estamos diante daquele que nos conhece totalmente. Precisamos acalmar nossos corações e – expostos ao amor dele – ouvir o que ele e só ele tem a nos dizer. Minha oração é que você experimente momentos assim e que sua fé e sua comunhão com Deus sejam fortalecidas.

chamada

Conquista permanente e de grande importância para as gestões municipais, o adicional de 1% do Fundo de Participação dos Municípios (FPM) em setembro foi aprovado nesta quarta-feira, 6 de outubro, e segue para promulgação do Congresso Nacional. Desde o pleito da medida pela Confederação Nacional de Municípios (CNM) em novembro de 2017, foram quatro anos de mobilizações e debates até a aprovação da proposta. O recurso será transferido, inicialmente, de maneira gradual, começando com 0,25% em 2022 até alcançar o total de 1% em 2025.
tp fb OUT21 007
Presidente da CNM, Paulo Ziulkoski destaca que a nova transferência segue na linha necessária de uma maior distribuição dos recursos do país entre os Entes federados. “É uma conquista fundamental para a autonomia dos Municípios, precisamos descentralizar os recursos para onde as políticas públicas e os serviços acontecem.”

Relator da PEC 391/2017, o deputado Júlio César (PSD-PI) defendeu a medida em Plenário destacando a importância dos recursos via FPM para os Entes locais, especialmente os de pequeno porte. “Os Municípios são pressionados pela rigidez dos gastos públicos com pessoal e previdência, além de arcarem com pisos salariais e crescente políticas públicas que são insuficientemente cobertas pelas transferências constitucionais”, avaliou. Ele também pontuou a atuação da CNM na articulação da proposta por meio dos dois presidentes que lideraram a entidade no período de tramitação proposta, Paulo Ziulkoski e Glademir Aroldi.

A conquista – que ocorre no Dia do Prefeito – foi articulada pela CNM com o presidente da Câmara, Arthur Lira, que assumiu o compromisso de pautar a matéria. A entidade tem mantido reuniões frequentes com a presidência da Casa para apresentar as principais demandas dos Municípios brasileiros.

Estimativas
De acordo com dados da área de Estudos Técnicos da CNM, a estimativa é que os Municípios recebam os seguintes valores de 1% do FPM de setembro nos próximos anos:
2022 (0,25%): R$ 1,097 bilhão
2023 (0,25%): R$ 1,467 bilhão
2024 (0,50%): R$ 3,104 bilhões
2025 (1%): R$ 6,585 bilhões

Histórico

O pleito por 1% adicional do FPM em setembro surgiu na mobilização Não deixe os Municípios afundarem em 2017. Sob liderança do presidente Ziulkoski, cerca de mil gestores se reuniram à época na Câmara dos Deputados para tratar das dificuldades financeiras e debater propostas. Em dezembro, por demanda da entidade, a PEC foi apresentada pelo senador Raimundo Lira (PMDB/PB). Desde então, o tema foi tratado com todas as esferas de governo na Marcha a Brasília em Defesa dos Municípios e em agendas e articulações no Congresso e no Executivo. Em 2017, o Senado aprovou a PEC em dois turnos. Assim, a proposta chegou à Câmara em 2017. No ano seguinte, tramitou em comissão especial da Casa.

Em maio de 2019, o governo federal assumiu compromisso público, durante edição da XXII Marcha, de apoiar a medida. Apesar disso, a PEC foi aprovada apenas em 1º turno em dezembro. Sem acordo com o Executivo, os deputados não votaram o tema em 2º turno. Com isso, a CNM precisou retomar o diálogo com a nova legislatura da Câmara.

Entenda o FPM
O repasse do total do FPM representa 24,5% do montante arrecadado de Imposto de Renda e Imposto sobre Produtos Industrializados (IPI) – desse total, 1% refere-se ao adicional de julho e outro 1% ao de dezembro. A transferência é determinada pelo artigo 159 da Constituição.

Por Amanda Martimon
Da Agência CNM de Notícias

No estado da Paraíba, a Prefeitura Municipal de Campina Grande divulgou a abertura de um novo edital de concurso público que tem por objetivo o preenchimento de 50 vagas no cargo de Guarda Municipal, sendo 45 vagas para ampla concorrência e 05 vagas para pessoas com deficiência. De acordo com o edital, a oportunidade oferecida exigirá apenas o ensino médio completo e carteira nacional de habilitação (CNH). O salário oferecido será de 1.100,00 (+ gratificação de 100% do vencimento base), por carga horária de 30 horas semanais (submetida ao regime especial de trabalho)

INSCRIÇÃO

PROVAS

  • Prova objetiva (caráter classificatório e eliminatório) com 60 questões distribuídas entre as disciplinas de língua Portuguesa, raciocínio lógico, história de Campina Grande e noções de direito e legislação.
  • Teste de aptidão física (TAF);
  • Avaliação Psicológica;
  • Apresentação de Exames Médicos;
  • Curso de formação Profissional.

As avaliações objetiva será no dia 19 de dezembro de 2022 (turno da tarde). O concurso é válido por 12 meses, a contar da data de homologação do resultado final, prazo este que poderá ser prorrogado uma vez, por igual período, a critério da administração.

Atribuições

Executar policiamento administrativo ostensivo, preventivo, uniformizado e aparelhado, na proteção à população, bens, serviços e instalações do Município, através das seguintes tarefas típicas:

I – tomar conhecimento das ordens existentes a respeito de sua ocupação, ao iniciar qualquer serviço, para o qual se encontre escalado; II – estar atento durante a execução de qualquer serviço; III – tratar com atenção e urbanidade as pessoas com as quais, em razão de serviço, entrar em contato, ainda quando estas procederem de maneira diversa; IV – atender com presteza as ocorrências para as quais for solicitado e/ou defrontar-se; V – elaborar boletim de ocorrências e guias de entrega, com zelo e imparcialidade; VI – proceder à revista pessoal quando necessário e principalmente por ocasião de prisão em flagrante delito; VII – zelar pelo armamento, munição, equipamento de radiocomunicação, viaturas e demais utensílios destinados à consecução das suas atividades; VIII – zelar pela sua apresentação individual e pessoal, apresentando-se decentemente uniformizado; entre outros.

noticiasconcursos

19102021 bb caixaEstudo da Confederação Nacional de Municípios (CNM) mostra o impacto de manter e movimentar os recursos do Fundo de Manutenção e Desenvolvimento da Educação Básica e de Valorização dos Profissionais da Educação (Fundeb) exclusivamente no Banco do Brasil ou na Caixa Econômica Federal (BB e CEF).

“O dinheiro não é da União, a maior parte dos recursos vem dos Estados e dos Municípios”, explica o presidente da entidade, Paulo Ziulkoski. Segundo ele, além de a lei obrigar o rompimento de contratos, a medida impacta também os profissionais de educação, que podem ser forçados a se deslocar para outra cidade para movimentar seus salários.

O art. 21 da Lei 14.113/2020 do novo Fundeb trouxe a obrigatoriedade, mas a CNM tem atuado para que o Congresso Nacional mude a regra. A legislação veda a transferência para outras contas bancárias, o que tem causado dificuldades aos Entes federados para cumprimento desse dispositivo. A pesquisa promovida entre maio e julho mapeou a situação de 3.285 Municípios. Deles, 96,4% recebem os recursos do pelo Banco do Brasil e 2,5% pela Caixa Econômica Federal. No entanto, a medida representa impactos negativos para 1.471 Municípios que possuem contratos vigentes com outros bancos. Esses Entes terão de romper com os contratos, a maioria (64,8%) com vigência de três anos ou mais, podendo ter de arcar com multas ou ressarcimentos em decorrência da quebra desse instrumento contratual. Os dados mostram ainda que os contratos são fonte alternativa de arrecadação própria, e, para 582 cidades, esse incremento ultrapassa R$ 100 mil.

Situação
Além do impacto financeiro, 3.121 Municípios brasileiros não possuíam agências do BB ou da CEF e soma-se a isso o processo de fechamento das agências bancárias, a previsão é encerrar os serviços de 361 agências em várias regiões do país. A CNM explica que a operacionalização de contratos para a transferência de parte dos recursos do Fundeb para outros bancos não impede a rastreabilidade das informações financeiras, nem representa prejuízos à publicidade e transparência da movimentação dos recursos. Atualmente, existem dois projetos de lei em tramitação no Congresso Nacional, que buscam derrubar tal obrigatoriedade. A CNM colaborou para a construção do PL 3.339/2021, do deputado Gastão Vieira (Pros-MA), que faz alterações na nova lei. Também trabalhou pelo PL 2.751/2021, do senador Luiz Carlos Heinze (PP-RS), que serviu de base para a proposta da Câmara.

– Confira o ESTUDO na íntegra.
– Veja também a Nota Técnica 32/2021 32/2021 sobre estratégias para atingir os percentuais de aplicação em Educação – gasto mínimo, qualidade máxima.

Da Agência CNM de Notícias

Foto: Sumaia Vilela/Agência Brasil

dinheiro auxilio emergencial governo federalHugo Barreto/Metrópoles

O governo cancelou a cerimônia de lançamento do Auxílio Brasil, programa social que vai substituir o Bolsa Família e está sendo pensado como forma de ajudar a recuperar a popularidade da gestão Jair Bolsonaro. O evento estava previsto para as 17h desta terça-feira (19/10), no Palácio do Planalto.A assessoria de imprensa do Ministério da Cidadania informou o cancelamento e não forneceu detalhes sobre nova data para o anúncio.O Salão Nobre do Palácio do Planalto, onde costumam ocorrer cerimônias do tipo, havia sido organizado para o evento, mas não havia nenhuma placa alusiva ao Auxílio Brasil. Por volta das 16h, convidados começavam a chegar ao Planalto e foram avisados do cancelamento na portaria.Além de ministros de Estado, os presidentes do Senado, Rodrigo Pacheco (DEM-MG), e da Câmara, Arthur Lira (PP-AL), eram esperados no anúncio. Guedes está no Planalto para a 18ª Reunião do Conselho do Programa de Parceria de Investimentos (PPI), que ocorreu entre 16h30 e 17h. Ele saiu do prédio do Ministério da Economia por volta das 15h15.Os ministros Ciro Nogueira (Casa Civil) e João Roma (Cidadania) estão na presidência da Câmara dos Deputados, em reunião com Lira na tarde desta terça. Também participam do encontro o líder do governo no Senado, Fernando Bezerra Coelho (MDB-PE), e o relator da Proposta de Emenda à Constituição (PEC) dos Precatórios, deputado Hugo Motta (PB). Discute-se que o deputado aceite colocar em seu parecer a previsão para o Auxílio Brasil.

Flávia Said/Metrópoles

Salão do Palácio do Planalto estava preparado para o lançamento do Auxílio Brasil, mas cerimônia foi cancelada

O cancelamento do evento expõe uma divergência entre as alas política e econômica do governo. Técnicos do Ministério da Economia são contra qualquer pagamento fora do teto de gastos, regra que impede as despesas do governo de crescerem acima da inflação do ano anterior. Porém, a ala política do governo tem pressionado o ministro Paulo Guedes. Além da ajuda social, os pagamentos representam uma possibilidade de ampliar o apoio a Bolsonaro, que pode concorrer à reeleição em 2022. O presidente espera que a alta de R$ 189 (ticket médio atual do Bolsa Família) para R$ 400 resulte em mais votos no ano que vem. Para a equipe de Guedes, o custeio do Auxílio Brasil deve vir da aprovação do projeto de reforma do Imposto de Renda (IR), que prevê a taxação de dividendos. No entanto, o relator da proposta no Senado, Angelo Coronel (PSD-BA), afirma que vai retirar a tributação do texto. Segundo apurou o colunista do Metrópoles Igor Gadelha, em uma medida mais extrema caso o pagamento do benefício ultrapasse o teto de gastos, alguns auxiliares de Guedes ameaçam até pedir demissão. Um dos que sinaliza deixar o cargo é o atual secretário especial do Tesouro, Bruno Funchal. O economista já avisou ao chefe que não assinará nenhuma medida que envolva liberação de recursos fora do teto de gastos, os chamados créditos extraordinários. Procurado oficialmente pela coluna, Funchal não respondeu.

metropole

O preço médio da gasolina e do gás de cozinha voltaram a crescer no Brasil. No caso do combustível, o valor médio do litro subiu 3,33% nas duas últimas semanas, passando de R$ 6,117 para R$ 6,321. De acordo com balanço feito pelo Metrópoles, com dados da Agência Nacional do Petróleo (ANP), desde janeiro para cá, a alta acumulada é de 39,9%. Em alguns estados, o litro do combustível custou ainda mais, como no Rio Grande do Sul. O valor máximo registrado por lá foi de R$ 7,49, segundo levantamento de preços da ANP. Em relação ao botijão de gás, ou GLP, o preço médio de treze quilos ultrapassou a marca de R$ 100. Na semana passada, o valor chegou a R$ 100,44, alta de 1,79% ante a semana anterior, de R$ 98,67. Em algumas distribuidoras no Distrito Federal, por exemplo, a tendência é de que o valor chegue a R$ 120. No acumulado do ano, o aumento foi de 48%.

Reprodução
ICMS

A Câmara dos Deputados aprovou, na última semana, projeto que muda o cálculo da tributação dos combustíveis nas unidades da Federação para tentar baixar o preço cobrado ao consumidor final. O texto ainda precisar passar pelo Senado, mas já é visto por economistas como uma solução ineficaz. Enquanto o governo federal avalia que a tributação do ICMS onera as pessoas com “alíquotas excessivas”, e culpa os governadores por isso, especialistas explicam que o principal problema da alta do preço dos combustíveis é o descontrole do câmbio. Pontuam também que “boas políticas” do presidente Jair Bolsonaro (sem partido) poderiam ser mais convenientes, além do avanço da reforma tributária. Ainda na leitura deles, as mudanças até podem fazer recuar o preço da gasolina, do diesel e do etanol neste ano e no próximo, mas não a longo prazo. Isso porque o ICMS incide sobre o valor da base do combustível. Quando esse indicador está alto, o custo para os contribuintes também cresce. Caso a proposta seja aprovada e o imposto passe a ser fixado sobre o litro de combustível, quando a economia se acomodar e o preço da base cair, o ICMS poderá estar muito mais alto do que nas condições anteriores.

funcionário do censo
Licia Rubinstein/Agência IBGE Notícias

O Instituto Brasileiro de Geografia e Estatística (IBGE) anunciou, nesta segunda-feira (18/10), que está cancelado o processo seletivo para a contratação de recenseadores e agentes censitários para o Censo Demográfico de 2022. O concurso previa a abertura de 204 mil vagas. Ele já havia sido suspenso, em abril deste ano, após aprovação do Orçamento de 2021, pelo Congresso, que reduziu para R$ 71 milhões o valor destinado ao Censo, inviabilizando a realização do certame.

De acordo com o órgão, o contrato com o Cebraspe, banca que seria a organizadora do processo, terminou e não será prorrogado. Em nota, o IBGE explicou que vai disponibilizar em seus canais de comunicação o caminho para a devolução das taxas de inscrição já efetuadas. Enquanto isso, o órgão continua buscando uma nova empresa para organizar o processo seletivo. Depois de uma batalha judicial, o governo reservará cerca de R$ 2,3 bilhões para a realização da pesquisa. Além de 2021, a pesquisa não foi realizada em 2020 em razão da pandemia de Covid-19. Os últimos dados são de 2010.

Mudança brutal
Antes da pandemia, os concursos do IBGE ofereciam 204.307 vagas temporárias para a realização do Censo Demográfico, os salários iam até R$ 2.100 e havia oportunidades para quase todos os municípios do país.
A distribuição de vagas e salários funcionava da seguinte forma:
  • 181.898 vagas para a função de recenseador: remuneração por produção, de acordo com o número de domicílios visitados e questionários respondidos.
  • 5.450 vagas para a função de agente censitário municipal: salário de R$ 2.100.
  • 16.959 vagas para a função de agente censitário supervisor: salário de R$ 1.700

Metrópoles entrou em contato com o IBGE, mas não obteve resposta até a publicação desta reportagem. O espaço segue aberto.

metropoles

Práticas corriqueiras – mas negligenciadas – da fé cristã são capazes de ajudar o crente na busca pela plenitude de Deus. A revista perguntou a dez pessoas – como pastores, missionários, obreiros e escritores – o que elas sugerem como meio para buscar a plenitude espiritual. As respostas têm a ver com a atividade que cada um desenvolve dentro e fora da igreja, e surpreendem pela simplicidade.

Confira a matéria da revista Eclésia abaixo:

Todos os crentes – ao menos, os sinceros… – reconhecem que sua vida espiritual pode e precisa melhorar. Não existe uma pessoa que, confrontada com os padrões e ensinamentos propostos pela Bíblia, possa considerar sua vida como um exemplo de plenitude na fé. Afinal, é a própria Escritura que dá o alerta: se alguém cumprir toda a lei, mas tropeçar em um único ponto dela, já está em falta. É claro que a vida com Jesus não é feita apenas de regras. Não fossem a graça e a misericórdia do Senhor, ninguém seria salvo. Por outro lado, a caminhada cristã pressupõe um constante aperfeiçoamento, processo que muitos chamam de santificação. É esta jornada, a do caminho estreito, que Deus propõe aos seus seguidores. Difícil? Por certo – mas a recompensa de andar seguro na mão de Deus supera todo e qualquer sacrifício.

Nesta edição, ECLÉSIA aborda a questão do desenvolvimento espiritual de maneira diferente. A revista perguntou a dez pessoas – como pastores, missionários, obreiros e escritores – o que elas sugerem como meio para buscar a plenitude espiritual. As respostas têm a ver com a atividade que cada um desenvolve dentro e fora da igreja, e surpreendem pela simplicidade. Assim, nossos entrevistados recomendam oração, leitura bíblica, socorro ao próximo, quebrantamento e outras atitudes básicas, aquelas coisas que todo crente sabe que deve fazer, mas que muitas vezes negligencia. Tudo muito simples e muito claro, exatamente como o Evangelho de Cristo. Mas quem sabe estes conselhos vão ajudar muitos leitores a trilhar, com passos mais rápidos, o rumo da soberana vocação que há em Jesus?

1- CULTIVE SUA ESPIRITUALIDADE

“A única forma de se exercer uma espiritualidade cristã equilibrada é retornar aos parâmetros da Bíblia Sagrada”

“Falar sobre o espírito é falar sobre aquilo que dá vida e ânimo a alguém ou alguma coisa. Pode-se definir espiritualidade cristã como o reflexo, a repercussão de todo o empreendimento ou esforço cristão para se buscar e sustentar um relacionamento com Deus. Isso inclui adoração pública e devoção privada. Espiritualidade tem a ver com a busca de uma vida religiosa plena, satisfeita e autêntica. A única forma de se exercer uma espiritualidade cristã equilibrada é voltar para os parâmetros da Bíblia Sagrada. Uma espiritualidade que não passa pelo crivo da Reforma Protestante não resultará em benefícios para o cristão ou para a Igreja. Acontece que os crentes já não são instruídos apenas pelos pastores de suas igrejas; há hoje um bombardeio de informações que desafiam a espiritualidade cristã. Além disso, bons pastores, capazes de conduzir o rebanho com ética e equilíbrio doutrinário, estão cada vez mais escassos. Somente pela Bíblia Sagrada, a Palavra de Deus, o cristão poderá desenvolver uma caminhada segura e equilibrada em direção à espiritualidade.”

2- ORE SEM CESSAR

“O principal elemento que leva o crente aos mananciais da vida do Espírito é a oração”

“Acredito que a vida espiritual de muitos cristãos nos dias de hoje não vai muito bem. Isso acontece pela ausência das disciplinas espirituais básicas, como a oração. Não por outro motivo, encontramos hoje poucas vidas espiritualmente saudáveis e muitas anêmicas. Creio que o principal elemento que leva o crente aos mananciais da vida do Espírito é a oração. Ao longo da história do cristianismo, os gigantes da fé se destacaram por passar muito tempo em oração diante do Senhor. Precisamos de mais entendimento quanto a isso – e, em minha opinião, são os pastores que relutam em levar o rebanho às fontes do poder indicadas no Novo Testamento. Não bastam as bênçãos; é preciso que as pessoas sejam transformadas, antes de mais nada, em discípulos do Mestre, fazendo com que Cristo seja de fato Senhor de suas vidas.”

3- ANDE EM SANTIDADE

“A santidade começa com um coração quebrantado e humilde diante do Senhor”

“Ser santo é separar-se para Deus, é buscar ser parecido com Cristo. Ou seja, é levar uma vida de contínua transformação. Essa busca por santidade precisa ser constante na vida de quem está desejando crescer espiritualmente. Mas não podemos confundir santidade com medidas externas, pois mais profunda é a mudança que precisa acontecer no interior do nosso ser, nas motivações do coração e nos pensamentos, pois isso é o que move tudo. A santidade começa com um coração quebrantado e humilde diante do Senhor, desejando sinceramente mais de Deus para sua vida. Não dá para começar de fora para dentro, com métodos e fórmulas que acabam se tornando vazios e mecânicos. É claro que para o crescimento é preciso passar tempo em oração, dedicar-se aos jejuns, ler a Palavra e manter a comunhão com os irmãos. Mas a postura do coração é fundamental. Acho que a nossa luta maior é contra nós mesmos, pois preferimos muitas vezes outros prazeres, e não aquilo que nos leva para mais perto de Deus, para um relacionamento mais fervoroso com ele. E nos nossos dias não faltam opções para nos tentar a desviar nosso caminho do Senhor. A perseverança é característica de quem tem uma vida espiritual crescente, pois muitas situações surgem para tentar abalar a caminhada do cristão, mas precisamos perseverar até o fim.”

4- LEIA E MEDITE NAS ESCRITURAS

“Quando oramos, falamos com Deus; quando lemos a Bíblia, é Deus que fala conosco”

“O primeiro passo para uma vida vitoriosa diante do Senhor é ter desejo de ler a Palavra de Deus e obedecê-la. A Bíblia nos faz prostrar com o rosto em terra diante do Senhor e nos conduz ao segundo passo, que é um arrependimento que quebranta o coração. A negligência na leitura da Bíblia é fonte de problemas na vida do crente. É possível a um evangélico preencher todo o tempo fazendo boas obras, abençoando pessoas e derramando o coração no serviço cristão. Mas, se não conhecer a Palavra, ele fica fraco, temeroso, deprimido e, por fim, vai se tornar presa fácil para o diabo. É fundamental que haja um despertamento para a leitura da Palavra toda, por todos os crentes. A Bíblia continua sendo o livro mais lido, mas de um modo geral sua leitura é fragmentada. A proclamação de 2008 como o Ano da Bíblia no Brasil tem como objetivo principal motivar os brasileiros a lerem as Escrituras. Cabe lembrar que são necessárias apenas 72 horas para a leitura completa da Bíblia. Com uma disciplina de 15 minutos diários de leitura bíblica, em apenas 288 dias toda a Bíblia terá sido lida. Não é tão difícil quanto parece. Necessitamos urgentemente de um avivamento da devoção pessoal. Quando oramos, falamos com Deus; quando lemos a Bíblia, Deus fala conosco.”

5- CUIDE COM CARINHO DO SEU PRÓXIMO

“A falta de pão na mesa do pobre é uma denúncia da falta de espiritualidade no altar dos cristãos”

“Fora do grande mandamento deixado pelo Senhor – ‘Amar a Deus sobre todas as coisas e ao próximo como Deus, em Cristo, nos amou’ –, a vida cristã pode ser qualquer coisa, menos espiritual. Todavia, a fé do brasileiro, na maioria dos casos, é alienada ou egoísta. Os dois maiores segmentos religiosos cristãos do país são o catolicismo e o pentecostalismo. O primeiro pratica uma crença idolátrica; já o pentecostalismo, assim como o neopentecostalismo, prega uma fé materialista. Uma fé materialista e idolátrica, quando enfrenta problemas sociais, econômicos ou políticos, tende a tentar ‘resolvê-los’ pela via do milagre, e não pelo engajamento sócio-político. Nos ambientes religiosos com a prática de fé a que estou me referindo, as iniciativas de obras sociais são muito mais para marketing da instituição eclesiástica do que para promoção humana dos empobrecidos. Pensar na missão integral da Igreja é, por exemplo, olhar a missão da adoração como chance de permitir a revelação de Deus por meio do nosso testemunho. Precisamos aprender a ser culto, antes de prestar culto. Ou seja, fazer da vida toda um culto a Deus, e eventualmente usar a liturgia religiosa como espaço pedagógico para animar e desafiar outros a cuidarem do próximo. Precisamos guiar nossa vida pelo que Jesus ensinou no Sermão do Monte. A falta de pão na mesa do pobre é uma denúncia da ausência de espiritualidade no altar dos cristãos. Espiritualidade é vida. Uma sociedade que destrói todas as formas de vida está condenada à frieza e à morte. O gemido da natureza, a morte de tantas crianças inocentes, a fome e as guerras são uma denúncia da falta de espiritualidade de nossa geração.”

6- VIVA EM COMUNHÃO

“A abundância da vida cristã só pode ser experimentada por meio da mutualidade”

“As igrejas estão cheias de gente, mas vazias de relacionamentos. Parece um paradoxo, mas é exatamente assim a realidade de nossas igrejas hoje. Muitos crentes não vivenciam uma comunhão coletiva e não se empenham em construir relacionamentos. Vêem na igreja um lugar para manifestarem seus interesses pessoais, suas necessidades e conflitos. Os próprios líderes alimentam isso, quando pregam um evangelho solucionador de problemas sem, contudo, instruir seus seguidores acerca da vida abundante no corpo de Cristo. Essas pessoas gostam de cultos das multidões, mas vivem num individualismo religioso e frio, com graves consequências na falta de relacionamentos com Deus e com o próximo. E aí está o motivo do esfriamento na intimidade com Deus. A verdadeira fé é aquela que prioriza os relacionamentos. Quando há intimidade com o Senhor e compromisso com o Evangelho da justiça, aflora a mutualidade entre os membros do corpo de Cristo. A Igreja perdeu, de certa forma, o sentido do viver em novidade crescente de vida abundante. Essa abundância só pode ser experimentada em coletividade. O fervor individual não pode ser confundido com uma vida fora dessa coletividade, mas deve ser entendido como a relação íntima do indivíduo com seu próximo, dentro e fora dos portões da igreja.”

7-UM BOM TESTEMUNHO VALE MAIS QUE MIL PALAVRAS

“Deus deve estar em nós, nos nossos atos, nas nossas falas. É desta forma que as outras pessoas vão perceber a presença do Senhor na nossa vida” “Muita gente fala que se deve separar a vida espiritual das chamadas atividades seculares, como o trabalho. Discordo disso. Não existe separação entre vida espiritual e secular. Estamos no mundo, embora, segundo a Escritura, não sejamos dele. O grande desafio é vivermos no mundo e não nos deixarmos contaminar por ele. Há crentes que falam em ‘1evar Deus para o ambiente profissional’. Ora, Deus deve estar em nós, nos nossos atos, nas nossas falas. É desta forma que as outras pessoas, inclusive os colegas de trabalho, vão perceber a presença do Senhor em nós e entender o que Ele é capaz de fazer em nossas vidas. Fomos chamados por Deus para o mundo, e não para as igrejas. Hoje, é moda no mundo corporativo – e muitas empresas estão investindo nisso – cultivar aspectos como o lado espiritual dos funcionários. É uma espécie de ‘sinal dos tempos’, e acho que os evangélicos deveriam aprender com isso. Em todo e qualquer lugar onde estejamos, devemos dar o correto testemunho de nossa fé.”

😯 “IDE” NÃO É UMA OPÇÃO

Continue lendo

Farias Calçados

Faça Sua Pesquisa no Google Aqui!
 
bove=""

 

Visitas
contador de visitas
Redes Sociais
Click e acesse
Zé Freitas no Facebook

Zé Freitas no Twitter
Portal Correio-PB

 
CLIQUE E ACESSE!
Parceiros