Recicla Net

Óticas Olhar Brasil
Supermercado
Seg Vida
 
Especialista explica como prevenir a mononucleose e aproveitar a folia com segurança (Foto ilustrativa: Freepik)
Especialista explica como prevenir a mononucleose e aproveitar a folia com segurança (Foto ilustrativa: Freepik)
É na temporada carnavalesca que cresce a incidência da mononucleose. O vírus Epstein-Barr (VEB), da mesma família do herpes, é transmitido principalmente pela saliva e por objetos compartilhados, como copos e canudos. Devido ao modo de contágio, o problema ficou popularmente conhecida como a doença do beijo. O período de Carnaval é propício ao aparecimento da mononucleose, já que as más condições de higiene e a grande concentração de pessoas em espaços pequenos facilitam a dispersão do vírus. De acordo com a infectologista da Doctoralia, Flávia Cunha Gomide, a enfermidade apresenta sintomas que perduram de duas a quatro semanas. “Os principais são febre, gânglios inchados no pescoço, virilhas e axilas, cansaço, dores no corpo, dor e inflamação na garganta e erupção cutânea”, diz Flávia.

                                                                 

A doença do beijo tem sintomas parecidos com os de outras infecções, como a amidalite bacteriana. Ao perceber os sinais, é importante procurar um médico para o diagnóstico correto. “Não há um tratamento específico para a doença do beijo. Geralmente, são indicados repouso e medicamentos que amenizem os sintomas”, acrescenta Flávia.O problema é mais frequente entre adolescentes e adultos jovens, que ficam mais próximos uns dos outros durante as festas. Isso facilita a transmissão pelas gotículas de saliva. É bom alertar que os sintomas aparecem duas semanas após a contaminação.

Confira abaixo as dicas da infectologista Flávia Cunha Gomide

Tenha hábitos saudáveis. Exercícios, boa alimentação e horas adequadas de sono aumentam sua resistência para se defender de infecções

– Cubra a boca com a parte interna do braço, quando for tossir ou espirrar

– Não compartilhe alimentos, pratos, copos e outros utensílios

– Lave frequentemente e corretamente as mãos. Quando não for possível, higienize as mãos com álcool em gel.

blogs.ne10.uol.

Faça Sua Pesquisa no Google Aqui!
 
bove=""

 

Visitas
contador de visitas
Redes Sociais
Click e acesse
Zé Freitas no Facebook

Clínica Climed / Plano Assistencial

Clínica Climed.

Av: Vereador Horácio José de s/n de frente o Banco do Brasil.

Contato (87) 9.9161-1779

Santa Terezinha PE

Lições Bíblicas
Portal Correio-PB

 
CLIQUE E ACESSE!
Parceiros