Lojas Surya
Óticas Olhar Brasil
Farias Calçados

Supermercado
Natália Calçados

Seg Vida
 

Jornal Nacional ofusca importância da libertação do ex-presidente Lula e faz campanha por aprovação de PEC no Congresso

William Bonner  Foto: Reprodução/TV Globo

O Jornal Nacional, da Rede Globo, levou ao ar nesta sexta-feira (8) uma edição que deu destaque ao noticiário internacional ao invés do local, abrindo o telejornal com os 30 anos da queda do Muro de Berlim. A matéria sobre a libertação do ex-presidente Lula ficou para o segundo bloco. Uma reportagem sobre os 30 anos da queda do Muro de Berlim foi o que abriu a edição. A derrota da União Soviética na ocasião e o retorno do nacionalismo na Alemanha foram exibidos, em um suposto paralelo com o Brasil. Com destaque a uma suposta rapidez na libertação do ex-presidente, o JN comentou sobre a soltura de outros condenados pela Lava Jato que também cumpriam a execução antecipada da pena. O governador Sérgio Cabral, que está preso por prisão preventiva e não por ter sido condenado em segunda instância, também apareceu na matéria, apesar de ser feita tal ressalva. Um curto trecho do discurso de Lula, em que ele exaltava o amor para vencer o ódio, foi exibido. O telejornal ainda destacou a possibilidade do Poder Legislativo aprovar uma Proposta de Emenda Constitucional (PEC) que permita a execução antecipada da pena após condenação em segunda instância. Dois parlamentares, ambos a favor da aprovação do texto, foram entrevistados.

Outras emissoras

A decisão de ofuscar a importância da libertação de Lula não foi exclusividade da Rede Globo. Segundo o Viomundona Band e no SBT  também foi dado pouco espaço para o ex-presidente. “JN colocou o Lula depois da previsão do tempo. Na Band o Lula só mastigou palavras. No SBT, algumas palavras, pueris. Na Globo, não tem Lula acusando a Globo de liderar a quadrilha. O jornalismo brasileiro vale pelo que NÃO noticia”, publicou o veículo em suas redes sociais.

“A TV GLOBO e as demais supracitadas sempre foram contra os pobres e prestigiaram os presidentes que pagam altas quantias com publicidade, dinheiro do povo que serve para serem divulgadas as notícias que venham manipular a mente dos desinformados. O Grupo Globo recebeu R$ 10,2 bilhões em publicidade federal de 2000 a 2016. Não agem com imparcialidade”

Faça Sua Pesquisa no Google Aqui!
 
bove=""

 

Visitas
contador de visitas
Redes Sociais
Click e acesse
Zé Freitas no Facebook

Portal Correio-PB

 
CLIQUE E ACESSE!
Parceiros