Lojas Surya
Supermercado
Lojas Surya Acessórios
Portal Correio-PB

 
CLIQUE E ACESSE!
 

Proposta foi feita por Onyx Lorenzoni em reunião na casa de Rodrigo Maia e confirmada por líderes de cinco partidos, além de deputados do DEM, PP, PSD, PR, PRB e Solidariedade, que não quiseram ser identificados

Foto: Marcos Corrêa/PR
 Reportagem na edição desta quarta-feira (24) da Folha de S.Paulo revela que, em reunião na casa do presidente da Câmara Rodrigo Maia (DEM/RJ), o ministro da Casa Civil, Onyx Lorenzoni (DEM/RS) ofereceu um extra de R$ 40 milhões em emendas parlamentares até 2022 a cada deputado federal que votar a favor da reforma da Previdência no plenário da Câmara. A informação foi confirmada por líderes de cinco partidos, além de deputados do DEM, PP, PSD, PR, PRB e Solidariedade, que não quiseram ser identificados. O valor representa um acréscimo de 65% nos R$ 15 milhõesem emendas parlamentares a que cada deputado tem direito por ano para obras e investimentos de infraestrutura em seus redutos eleitorais. Com os R$ 10 milhões extras por ano, esse valor pularia para R$ 25 milhões. O ministro de Bolsonaro, no entanto, não especificou de onde viriam os recursos.

CCJ
Após mais de oito horas de sessão e intenso bate-boca entre parlamentares, a Comissão de Constituição e Justiça (CCJ) da Câmara dos Deputados aprovou na noite desta terça-feira (23),por 48 votos a favor e 18 contra, a admissibilidade da proposta de reforma da Previdência. O texto, agora, seguirá para análise de uma comissão especial que pode ser instalada na quinta-feira próxima. O acordo entre Governo e Centrão contrariou integrantes da Oposição, que exigiam a liberação de dados que embasaram a Previdência. O deputado Henrique Fontana (PT-RS) comparou a aprovação na CCJ, sem acesso às informações completas, “como assinar um contrato sem ler”. Já o líder da Oposição, Alessandro Molon (PSB-RJ), cobrou a divulgação dos dados. Para ele Paulo Guedes age de má fé ao não apresentar os dados ao parlamento. “Se tudo isso é verdade, porque o governo insiste em esconder as informações?”, questionou.

   Os deputados do DEM, PP, PSD, PR, PRB e Solidariedade, que não quiseram ser identificados.

    Será que esta é as atribuições dos deputados? Venderem a consciência  do povo, do qual depositaram neles na eleição passada.É preciso que o povo juntos façam manifestação pacificas para eles saberem que o voto é de grande importância quanto se vota em pessoas que tenha pudor, algo que muitos não tem.

“Caim tirou a vida de Abel como se encontra na Bíblia Sagrada em (Gn 4.8). A maioria dos políticos estão deixando a situação da nação brasileira na miserabilidade, pensando eles que tem o poder sobre o povo, sabemos que o poder pertence a JESUS.” E, chegando-se Jesus, falou-lhes, dizendo: É-me dado todo o poder no céu e na terra.

Caim tirou a vida de Abel
revistaforum
Faça Sua Pesquisa no Google Aqui!
 
bove=""

 

Visitas
contador de visitas
Redes Sociais
Click e acesse
Zé Freitas no Facebook

Parceiros