Crédito: Marcello Casal Jr/Agência Brasil

Servidores do Banco Central querem reajuste salarial e reestruturação de carreira (Crédito: Marcello Casal Jr/Agência Brasil)

A greve por tempo indeterminado dos servidores do Banco Central foi mantida nesta terça-feira (10) em assembleia. A paralisação é coordenada pelo Sindicato Nacional dos Funcionários do Banco Central (Sinal), que reivindica reajuste salarial e reestruturação de carreira. A manutenção da greve, que se arrasta desde abril, foi aprovada por ampla maioria dos servidores em um momento em que o governo recusa-se a negociar com a categoria. Segundo o Estadão, o governo deve decidir sobre um reajuste linear de 5% a todos os funcionários públicos federais até o próximo dia 22.

istoedinheiro