Lojas Surya
Lojas Surya Acessórios
Natália Calçados

CLIQUE NA IMAGEM PARA AMPLIAR

  • 28
  • 22
  • 24
  • 20
  • 11
  • 09
  • 11
  • 01
  • 29
  • 03
  • 04
  • 05
  • 07
  • 02

Supermercado
Portal Correio-PB

 
CLIQUE E ACESSE!
 


REFLEXÕES DO PASSADO E PRESENTE: PERSPECTIVA DE MELHORA PARA O FUTURO


 

Alan Santos / Palácio do Planalto
Bolsonaro participou nesta segunda da inaugurar da primeira etapa da Usina
Solar Flutuante em Sobradinho, na Bahia
Alan Santos / Palácio do Planalto

Em sua segunda visita ao Nordeste em menos de um mês, o presidente Jair Bolsonaro  afirmou que governadores da região “fazem politicalha”, querem transformar o Nordeste “em uma Cuba” e negou que tenha agido com preconceito contra os nordestinos. — Não estou aqui com colegas nordestinos para fazer média. […] Mas não existe esta questão de preconceito. Eu tenho preconceito é com governador ladrão que não faz nada para o seu Estado — afirmou o presidente em Sobradinho, a 602 quilômetros de Salvador, nesta segunda-feira (5).

Bolsonaro voltou a negar que tenha se referido aos governadores nordestinos como “paraíbas”. Disse que fez críticas específicas aos governadores do Maranhão, Flávio Dino (PC do B) e da Paraíba, João Azevêdo (PSB), mas afirmou que não vai penalizar os Estados. — Não vou negar nada para o Estado. Mas se eles (governadores) quiserem que realmente isso tudo seja atendido, eles vão ter que falar que estão trabalhando com o presidente Jair Bolsonaro. Caso contrário, eu não vou ter conversa com eles e vou divulgar obras junto às prefeituras — afirmou. Bolsonaro ainda afirmou que o Nordeste tem recebido recursos abundantes do governo federal e que não vai admitir que governadores do Maranhão e da Paraíba “façam politicalha perante a minha pessoa”. Mesmo afirmando que não chamou os governadores nordestinos de “paraíbas”, Bolsonaro lamentou não poder fazer piadas sobre os cidadãos de diferentes estados brasileiros. — A gente não pode mais contar uma piada. Não posso nem contar piada de cabeçudo, de goiano, de gaúcho, de cearense cabra da peste. Não há mais liberdade neste país. Tudo é politicamente correto — afirmou.

Em nova referência aos governadores nordestinos, o presidente acusou uma “esquerda canalha” de querer dividir o país. 

— Para alguns governadores… é o Nordeste e o resto. Querem fazer disso aqui uma Cuba? —questionou. O presidente ainda criticou a iniciativa dos governadores de se unirem em torno do Consórcio Nordeste, que vai possibilitar parcerias entre os governos da região, e afirmou que eles atuam para dividir os brasileiros. — O Brasil é um só, não queiram dividir regiões. Tem alguns que acham que aquela região é dele e não do povo. Isso não existe, o Nordeste é Brasil.

Alan Santos / Palácio do Planalto
Bolsonaro ao lado de uma placa de uma usina hidrelétrica inaugurada em 1980 pelo então presidente João FigueiredoAlan Santos / Palácio do Planalto

O presidente foi à Bahia inaugurar a primeira etapa da Usina Solar Flutuante, erguida pela  Companhia Hidro Elétrica do São Francisco (Chesf) em Sobradinho. Orçado em R$ 55 milhões, a usina possui 3.792 painéis solares e potência instalada de um megawatt pico.

” Será que tem estes políticos ladrões no nosso país?”

O projeto foi licitado na gestão da ex-presidente Dilma Rousseff (PT) e iniciado no governo Michel Temer (MDB).  A visita acontece dias depois de Bolsonaro dar o sinal verde para que o governo federal inicie o processo de capitalização da Eletrobras, que levará à saída da União do controle da empresa.

A Chesf é uma das subsidiárias da Eletrobras. Fundada em 1948, é responsável pela gestão de 12 usinas hidroelétricas no Nordeste.

A perda do controle acionário da União é tema controverso e tem oposição dos governadores nordestinos, que são contra o controle da Chesf pela iniciativa privada. Em maio do ano passado, ainda na gestão Temer, eles assinaram uma carta solicitando a exclusão da Chesf do grupo Eletrobras.

A possível perda do controle acionário da Chesf pela União deve aumentar ainda mais o clima de tensão entre o presidente e os governadores da região — 7 dos 9 políticos são de partidos da oposição.

Sobre a posição contrária à privatização da Chesf, o presidente afirmou que “grande parte dos governadores no Nordeste são socialistas”.

Há cerca de duas semanas, Bolsonaro se referiu aos governadores nordestinos pelo termo pejorativo “paraíbas”. Dias depois, veio à Bahia para inaugurar o aeroporto de Vitória da Conquista, quando disse que “ama o Nordeste” e que tem na família “sangue de cabra da peste”.

Assim como o ato em Vitória da Conquista, a inauguração em Sobradinho também não teve a participação do governador da Bahia, Rui Costa (PT), que nesta segunda-feira cumpre agenda em Brasília e São Paulo.

Sobre a ausência do governador da Bahia, Rui Costa (PT) na solenidade desta segunda, o presidente disse que ninguém o proibiu de comparecer à solenidade.

— Quem tem preconceito é ele. Se estivesse aqui seria muito bem-vindo, não teria em momento algum falado algo contra ele. Agora, quem está com medo de encarar o seu próprio povo é ele — disse.

Em Sobradinho, Bolsonaro discursou para cerca de 200 pessoas, dentre autoridades, empresários e funcionários da Chesf. O ato não foi aberto aos moradores da região.

Faça Sua Pesquisa no Google Aqui!
 
bove=""

 

Visitas
contador de visitas
Redes Sociais
Click e acesse
  CLIQUE AQUI e fale com os novos ministros, fiquem de OLHO bem aberto alguma informação entre em contato com os ministros. Imagem relacionada
Vejam as verbas de suas cidades ,naveguem e fiquem bem informados CLIQUE AQUI E ACESSE!

CLIQUE AQUI e veja receita e despesa do seu municípios.

Aqui você encontra informações sobre a aplicação do dinheiro público nos municípios e no estado de Pernambuco.

Zé Freitas no Facebook

Parceiros