Supermercado Compre Bem
Judivan Contábil
 

Mais de 90% dos professores foi contra o retorno presencial das atividades

Sindicato entra em diálogo na próxima segunda (30) com a Secretaria de Educação para rever decisão do governo – Divulgação/Sintepe

Nesta quinta-feira (24), trabalhadores e trabalhadoras da educação, representados pelo Sindicato dos Trabalhadores em Educação de Pernambuco (Sintepe), anunciaram estado de greve em uma Assembleia Geral virtual. A decisão foi motivada, principalmente, pela decisão do governo de Pernambuco, que anunciou na última segunda-feira (21) o retorno das aulas presenciais a partir do dia 6 de outubro para alunos do Ensino Médio. Na reunião, estiveram presentes mais de mil trabalhadores e os encaminhamentos tiveram aprovação de mais de 90% dos presentes. Além de vetar o retorno às atividades presenciais na rede estadual de ensino e deflagrar o estado de greve, o Sintepe teve outros encaminhamentos aprovados. Um deles é que os trabalhadores pedem a divulgação ampla do parecer da Rede Solidária em Defesa da Vida contra o retorno das aulas presenciais e também uma ação jurídica impedindo a volta. Além disso, na próxima segunda-feira (28), o Sintepe entra em diálogo com a Secretaria de Educação em uma reunião para rever a decisão que, segundo a categoria, foi unilateral por parte do governo. Após a discussão, uma nova assembleia virtual acontecerá, na quarta-feira (30), para definir os próximos passos. 

O Sintepe pede que os trabalhadores em educação e demais interessados acompanhem as redes sociais do Sindicato para estarem informados sobre as próximas ações. Twitter e Instagram: @sintepedigital | Site: www.sintepe.org.br

Fonte: BdF Pernambuco