Supermercado Compre Bem
Judivan Contábil
 
No bairro de Botafogo, na zona sul da cidade, árvores caíram e danificaram automóveis – Reprodução

O Centro de Operações da Prefeitura do Rio de Janeiro informou que a cidade entrou em “estágio de mobilização” às 15h20 desta terça-feira (21) devido aos registros de ventos fortes em diversos pontos da cidade. O Instituto Nacional de Metereologia (Inmet) informou que em Copacabana, na zona sul, a velocidade do vento ultrapassou os 77 quilômetros por hora.  A mudança do tempo provocou queda de árvores em diversas regiões da cidade e queda de energia elétrica em bairros da zona norte da capital e na região metropolitana. A Ponte Rio-Niterói chegou a ficar fechada por aproximadamente 30 minutos e o tráfego foi retomado às 15h10 com os carros em velocidade baixa. No Cristo Redentor, ficou até difícil de andar contra o vento. Veja o vídeo abaixo.

                                                           

A concessionária Supervia, responsável pelo serviço de trens, interrompeu o tráfego em diversos ramais, afetando o funcionamento do modal em municípios da região metropolitana. “Em função dos fortes ventos que atingem a região metropolitana do Rio, causando risco às estruturas da ferrovia, a circulação nos ramais Japeri, Santa Cruz (interligado ao Deodoro) Belford Roxo e Saracuruna e nas extensões Paracambi, Vila Inhomirim e Guapimirim encontra-se temporariamente suspensas”, informou a Supervia. No momento, há ocorrência de ventos moderados a fortes na capital. Para as próximas horas, há aumento gradativo da nebulosidade, permanência de ventos moderados a fortes e chuvisco/chuva fraca isolada nas próximas horas. O Estágio de Mobilização é o segundo nível em uma escala de cinco e significa que há riscos de ocorrências de alto impacto na cidade. Há possibilidade de nova mudança de estágio devido à chuva e/ou outros fatores.

Recomendações

O Centro de Operações Rio reforça, a seguir, as recomendações de segurança elaboradas pela Defesa Civil do Estado (Sedec-RJ) e pelo Corpo de Bombeiros do RJ diante da ocorrência de raios e rajadas de ventos fortes: 
Em casa: 
• Feche as janelas, basculantes e portas de armários para evitar canalizações de ventos no interior de casa. 
• Persianas, cortinas ou blecautes também devem estar fechados para evitar que estilhaços se espalhem, no caso de alguma janela quebrar; 
• Aparelhos elétricos e registro de gás devem estar fechados. Dessa forma, não há agravamento em caso de queda de árvore; 
• Evite deixar objetos que possam cair em locais altos; 
• Mantenha as árvores do jardim ou do quintal sempre podadas e bem cuidadas; 
• Fique atento: se houver falta de luz, cuidado com o uso de velas para evitar incêndios. 
Na rua: 
• Não se abrigue debaixo de árvores ou de coberturas metálicas; 
• Evite a prática de esportes ao ar livre, especialmente, no mar; 
• Evite ficar próximo a precipícios, encostas ou lugares altos sem proteção; 
• Evite passar sob cabos elétricos, outdoors, andaimes, escadas; 
• Não estacione veículos próximos a torres de transmissão e placas de propaganda; 
• Não queime lixo, não ateie fogo em terrenos para remover vegetação, não acenda fogueiras ou jogue bitucas de cigarros em estradas ou terrenos com mata; 
• Fique atento: caso haja queda de árvore, é possível que a rede de energia tenha sido rompida. Nesta situação, há risco de acidentes causados por raios.

Fonte: BdF Rio de Janeiro

Edição: Eduardo Miranda